Raul Seixas faria 75 anos; veja curiosidades sobre o cantor – Portal Plural
Connect with us

Cultura

Raul Seixas faria 75 anos; veja curiosidades sobre o cantor

No último domingo (28), fãs comemoram o aniversário do saudoso roqueiro. E, para celebrar a data, o R7 relembrou fatos da carreira do eterno Raul

Pável Bauken

Publicado

em

Mesmo após a morte do cantor, em 1989, as suas músicas ainda continuam fazendo sucesso | Foto: Reprodução/CD


Raul Seixas faria 75 anos no último domingo, dia 28. E, mesmo que o cantor tenha morrido em 1989, as músicas dele ainda continuam fazendo sucesso. Recentemente, os fãs compartilharam o hit O Dia Em Que A Terra Parou, destacando que a letra de 1977 tem tudo a ver com o atual momento de quarentena. Veja mais curiosidades de Raul.

Raul Santos Seixas nasceu em Salvador (Bahia), no dia 28 de junho de 1945. AGÊNCIA ESTADO/JUVENAL PEREIRA – 01/01/1980

Raul era um péssimo aluno quando era criança. No Colégio São Bento, ele foi reprovado na 2ª série por três anos. Um dos motivos da reprovação, segundo biógrafos, é que ele ouvia rock’n’roll e não ia para as aulas.

Em 1959, Raul Seixas fundou o Elvis Rock Club com o amigo Waldir Serrão. E, mesmo famoso, Raul continuou mostrando admiração pelo ídolo americano.

Na adolescência, Raul integrou a banda Os Relâmpagos do Rock que, posteriormente, foi batizada como The Panthers.

O disco de estreia do cantor foi Raulzito e os Panteras (1968). O trabalho veio antes da carreira solo, quando ele ainda integrava o grupo Raulzito e os Panteras.

Raul também foi produtor musical da CBS, no Rio de Janeiro. Na gravadora, ele trabalhou com artistas como Jerry Adriani, Trio Ternura e Renato e Seus Blue Caps.

Em 1971, Raul integrou o disco Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10. O projeto musical ainda trazia os artistas Sérgio Sampaio, Edy Star e Miriam Batucada. REPRODUÇÃO/CD

O álbum Krig-Ha, Bandolo!, de 1973, foi a estreia solo de Raul Seixas. O disco já mostrou sucessos como Ouro de Tolo, Metamorfose Ambulante, Al Capone e Mosca na Sopa.

Durante a década de 1970, Raul Seixas se uniu ao talento de Paulo Coelho, que hoje é mais conhecido mundialmente como escritor. A dupla compôs clássicos como Gita, Tente Outra Vez e Eu Nasci há Dez Mil Anos Atrás

Em 1974, Raul Seixas e Paulo Coelho criaram a Sociedade Alternativa. A ideia foi baseada nos preceitos do ocultista britânico Aleister Crowley, praticamente repetindo o chamado Livro da Lei. “Faça o que tu queres, pois é tudo da lei”, diz um trecho da letra do hit Sociedade Alternativa, de Raul e Paulo.

A Panela do Diabo foi o último álbum de estúdio de Raul. Gravado ao lado do cantor Marcelo Nova, o disco foi lançado em 1989 e traz os hits Carpinteiro do Universo e Pastor João e a Igreja Invisível.

Raul foi encontrado morto em 1989, vítima de uma pancreatite aguda causada pelo alcoolismo. Ele tinha 44 anos. AGÊNCIA ESTADO/NORMA ALBANO – 01/01/1980

Este ano, no começo da quarentena no Brasil, o hit O Dia Em Que A Terra Parou foi compartilhado por milhares de fãs. Apesar de ter sido escrita por Raul em 1977, a letra tem tudo a ver como o momento de pandemia: ‘No dia em que todas as pessoas, do planeta inteiro, resolveram que ninguém ia sair de casa…’

R7

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Dia de encontro de capacitação para proponentes ao Fundo Municipal de Cultura

Pável Bauken

Publicado

em



O Fundo Municipal de Cultura de Santa Rosa está disponibilizando um total de R$ 100.000,00 (cem mil reais) para que artistas, produtores e entidades culturais possam inscrever e, se selecionados, utilizar os recursos do Fundo para realizar seus projetos culturais. Serão concedidos incentivos de até R$ 10.000,00(dez mil reais) para cada projeto selecionado, que tenha por finalidade a realização de um programa, projeto ou ação cultural no município de Santa Rosa. O limite estabelecido para pessoa física limitado a R$ 5.000,00 (cinco mil reais) por projeto/proponente. O prazo para inscrições encerra no dia 28 de julho de 2020. Para auxiliar na elaboração destes projetos a Secretaria de Desenvolvimento de Cultura e Esporte realizará, nesta sexta-feira, 10 de julho, o primeiro encontro de capacitação aos proponentes. Ressalte-se que a participação do proponente em um dos dois encontros que serão ofertados é um pré-requisito para a análise de seu projeto. O encontro será no Centro Cívico e Cultural Antônio Carlos Borges, a partir das 10h. Por conta de prevenção e enfrentamento a epidemia causada pela COVID-19, será tomada todas as medidas necessárias de distanciamento controlado. Mais informações sobre o Edital podem ser acessadas no link: CLICK AQUI

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Cultura

Governo publica auxílio de R$ 600 para artistas informais

Autoridades disponibilizaram R$ 3 bilhões para ajudar setor cultural durante pandemia de coronavírus

Pável Bauken

Publicado

em



O governo federal publicou no Diário Oficial da União desta terça-feira (30) a lei que autoriza o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 para artistas informais. Os aprovados para receber o benefícios vão receber três parcelas neste valor.

A lei autoriza repasse de R$ 3 bilhões para o setor cultural e tem como objetivo ajudar artistas informais, organizações culturais, cooperativas, pequenas e microempresas.

O valor, que fica sob responsabilidade dos Estados e municípios, deve ser dividido em renda emergencial aos trabalhadores, subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram as suas atividades interrompidas por força das medidas de isolamento social e realização de eventos como editais, chamadas públicas e prêmios, desde que sejam transmitidos online.

As mães solteiras terão direito a duas cotas mensais, totalizando R$ 1.200, e o benefício pode ser pago a até dois membros da mesma família. O repasse de verba será responsabilidade dos Estados e municípios.

Critérios para conseguir o auxílio emergencial:

– terem atuado social ou profissionalmente nas áreas artística e cultural últimos 24 (vinte e quatro);

– não terem emprego formal ativo;

– não serem titulares de benefício previdenciário ou assistencial ou beneficiários do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do Programa Bolsa Família;

– terem renda familiar mensal per capita de até 1/2 (meio) salário-mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários-mínimos, o que for maior;

– não terem recebido, no ano de 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;

– estarem inscritos, com a respectiva homologação da inscrição, em, pelo menos, um dos cadastros culturais previstos, como os Cadastros Estaduais de Cultura e Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab);

– não serem beneficiários do auxílio emergencial

R7
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Cultura

Definido o tema dos Festejos Farroupilhas 2020

Pável Bauken

Publicado

em

A patrona Alessandra da Motta, ao lado do patrono dos Festejos Farroupilhas 2016, Zeno Dias Chaves. | Foto: Reprodução / Facebook

O tema e a patrona dos Festejos Farroupilhas 2020 foram escolhidos em reunião por videoconferência e anunciados pela Secretaria de Estado da Cultura RS. “Gaúchos sem Fronteiras” é a temática deste ano. E a patrona é Alessandra Carvalho da Motta. Natural de Cachoeira do Sul, Alessandra é servidora pública federal. Atuou por mais de 20 anos como artista, avaliadora, palestrante e pesquisadora, com atuação no MTG. A Semana Farroupilha está prevista para 14 a 20 de setembro, mas dependerá das políticas de enfrentamento ao novo coronavírus e dos protocolos emitidos por autoridades da área da saúde.

Participaram da agenda virtual representantes das secretarias de Estado da Cultura; Esportes; Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural; Comunicação; Desenvolvimento Econômico e Turismo; Casa Civil; e gabinete do governador, além de integrantes do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Prefeitura de Porto Alegre, Famurs, OAB, Brigada Militar e Piquete Fraternidade Gaúcha. Presidente da comissão, o músico César Oliveira destacou, em justificativa à escolha do tema, que “é uma particularidade do povo gaúcho espalhar-se geograficamente pelo mundo, sem perder suas raízes culturais. Há algumas décadas, os gaúchos ganharam o Brasil, e hoje temos Centros de Tradição Gaúcha inclusive na China”. O tema escolhido também coloca em evidência o potencial de negócios do Rio Grande do Sul – especialmente na área turística.

Festejos Farroupilhas

O Decreto 45.816 de 2008 institui os Festejos Farroupilhas. De acordo com o Art. 1º, ficam instituídos os Festejos, como conjunto de eventos alusivos à comemoração do aniversário da Revolução Farroupilha (1835-1845) e de promoção das tradições histórico-culturais do Rio Grande do Sul.

Correio do Povo
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

×