Zeca se coloca à disposição para atuar na lateral esquerda do Inter – Portal Plural
Connect with us

Esportes

Zeca se coloca à disposição para atuar na lateral esquerda do Inter

Pável Bauken

Publicado

em



 

Após a vitória do Inter sobre o São Paulo por 1 a 0, o Inter pode ter ganho uma alternativa importante para as laterais. Zeca, que atuou na função de lateral esquerdo no confronto diante dos paulistas, se colocou à disposição de Odair Hellmann para fazer a função, caso seja necessário.

Zeca está acostumado com a função. No Santos, onde atuou boa parte da carreira, jogou por vários anos como lateral esquerdo. Após a partida, o jogador disse que está apto a atuar por ali, colocando-se à disposição de Odair Hellmann.

Recentemente, o Inter teve uma baixa no setor. Natanael, reserva imediato de Uendel, sofreu uma lesão e não tem prazo de retorno.

Após o jogo contra o São Paulo, o Inter volta a campo para a final da Copa do Brasil contra o Athletico-PR, na quarta-feira, às 21h30min, na Arena da Baixada.

Correio do Povo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Santa Rosa Futsal muda sua equipe diretiva

Pável Bauken

Publicado

em



O clube Santa Rosa Futsal preza pela transparência em suas relações, seguindo esta diretriz, bem como respeitando os alicerces que trouxeram o clube até aqui, vem por meio deste, comunicar que seu Presidente, Sávio Lenz, solicitou seu afastamento das atividades diretivas do clube, tendo como motivo, questões particulares, podendo culminar no pleito eleitoral 2020.

As atribuições da Presidência serão divididas entre os atuais Vices Presidentes, Deomar Kempfer, 1º Vice Presidente, e Luis Carlos Velasquez, 2º Vice Presidente, sendo estas as únicas mudanças na estrutura do Clube, “Ao amigo Sávio Lenz, desejamos sucesso em sua empreitada, e fica nosso reconhecimento pelos serviços prestados ao clube. Na expectativa de em breve, estarmos comemorando conquistas juntos, desejamos sucesso e saúde á todos”, diz a nota assinada pela diretoria.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Depois da paralisação, Dupla Gre-Nal deve enfrentar acúmulo de partidas

Calendário será apertado após a confirmação do Gauchão em julho, Brasileirão em agosto e Libertadores em setembro

Pável Bauken

Publicado

em

Excesso de partidas sempre foi uma das grandes dificuldades do futebol brasileiro | Foto: Fabiano do Amaral / CP

Até o momento, o grande problema era a falta de jogos e os treinos precários. A partir de agora, porém, o obstáculo da Dupla Gre-Nal será justamente o contrário: o acúmulo de partidas e o excesso de viagens que as competições, que estavam represadas e agora estão prestes a voltar, irão impor aos times. A receita para driblar o calendário é aproveitar todos os jogadores do grupo, inclusive alguns jovens das categorias de base, revezando formações diferentes.

O excesso de partidas sempre foi uma das grandes dificuldades do futebol brasileiro. Mas ele ficou muito pior em 2020 com a parada das competições desde o dia 15 de março, quando foi disputada a terceira rodada do returno do Campeonato Gaúcho. Nos próximos meses, Grêmio e Inter terão pela frente, além do restante do Gauchão, que recomeça em 23 de julho, o Brasileirão, a Copa do Brasil e a Libertadores, levando os compromissos de 2020 para o começo do ano seguinte.

Nesta sexta-feira, a Conmebol confirmou, após reunião da entidade no Paraguai, que pretende retomar a Libertadores da América em 15 de setembro, estendendo o torneio até janeiro. Na primeira rodada do Grupo E após a parada, o Inter recebe o América de Cali, no Beira-Rio, e o Grêmio vai ao Chile enfrentar a Universidad Católica. Já o Brasileirão, segundo a programação da CBF, começa em 9 de agosto.

Se nos últimos três meses, os jogadores colorados e gremistas se restringiram aos treinos físicos, sem qualquer contato entre si, a partir desta segunda-feira eles retomam os coletivos e os trabalhos táticos. E depois que a bola rolar pela primeira vez, não haverá trégua, nem semana sem jogos, até fevereiro, pelo menos.

“O calendário brasileiro sempre foi bastante apertado. Ficará mais um pouco agora, mas é uma dificuldade que deverá ser comum a todos os grandes clubes brasileiros nesta temporada atípica”, afirmou o vice-presidente de futebol do Inter, Alessandro Barcellos.

O dirigente não promete reforços, devido à crise financeira, e defende que o grupo colorado é qualificado. “Temos que treinar bastante e estar preparados para o que vem pela frente. Serão muitos jogos mesmo, mas a gente acredita que o Inter tem um grupo qualificado, com pelo menos dois bons jogadores por posição, além de alguns jovens que estão subindo. São 39, 40 jogadores. Aqueles que estiverem melhor preparados para cada partida vão ao campo”.

No Grêmio, a direção também não pretende reforçar o grupo, mesmo que em meio à pandemia a equipe tenha perdido o lateral-esquerdo Caio Henrique, que voltou para o Atlético de Madrid. A reposição será caseira, a não ser que aconteça algum negócio de ocasião. Antes da pandemia, o presidente Romildo Bolzan Júnior já havia trabalhado no sentido de montar um grupo mais numeroso e qualificado para o técnico Renato Portaluppi, com pelo menos dois bons jogadores para cada posição.

Isso ocorreu justamente porque, nas temporadas anteriores, em algum momento do ano, o clube acabou tendo que optar por uma ou outra competição, poupando titulares em partidas importantes para priorizar os campeonatos de mata-mata. É bem provável que o clube recorra ao grupo de transição para socorrer o profissional em meio ao acúmulo de jogos.

“Nossa preocupação é sempre grande com as lesões. Mas tivemos uma pré-temporada de verdade, e essa base física que fizemos nos dá uma segurança para não haver lesões”, diz o preparador físico Márcio Meira.

Correio do Povo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Fifa adia início das eliminatórias sul-americanas para outubro

Decisão foi tomada após consulta à Conmebol

Pável Bauken

Publicado

em

© REUTERS/Arnd Wiegmann/Direitos Reservados

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) anunciou nesta sexta (10) que adiou para outubro o início das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022, que acontece no Catar. Inicialmente, os jogos classificatórios seriam realizados em março, mas foram adiados por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Recentemente, em declaração pública, o presidente da Fifa, o ítalo-suíco Gianni Infantino, chegou a cogitar o início da competição em setembro, mas mudou de opinião após consulta a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e a outras confederações do continente.

Na primeira janela das eliminatórias da Copa, dentro de três meses, o Brasil estreia contra a Bolívia.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

×