Volkswagen Caminhões e Ônibus atinge o marco de um milhão de veículos produzidos – Portal Plural
Connect with us

Geral

Volkswagen Caminhões e Ônibus atinge o marco de um milhão de veículos produzidos

Publicado

em



Além da entrada definitiva no segmento de extrapesados, a produção do VW Meteor representa outro marco na história da VW Caminhões e Ônibus: o milionésimo veículo produzido pela montadora é uma unidade do modelo 29.520. Desse total, mais de 850 mil unidades foram fabricadas pelo complexo industrial da VWCO em Resende (RJ), que completa 25 anos desde suas primeiras instalações na cidade e abriga o centro de desenvolvimento mundial da marca, além das mais modernas linhas de montagens da empresa, que receberam investimentos recentes de mais de R$ 500 milhões.

“Esse recorde de produção agora é fruto dos nossos esforços constantes desde o início das nossas operações em 1981, mas sobretudo a partir de nossa instalação em Resende, que teve início em 1995 com uma fábrica laboratório. Ao longo desses últimos 25 anos, investimos continuamente para garantir um processo produtivo com tecnologia de ponta. Foram R$ 5,5 bilhões destinados ao crescimento da empresa, com o mais recente ciclo de investimento previsto para terminar em 2021 e que tem grande parte dos recursos focada no lançamento dos novos extrapesados VW”, afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Para a nova linha desses veículos recém-lançados, a empresa investiu em moderna manufatura 4.0 em nível de automação, com robótica avançada e conectividade dos dados, desde a armação até o acabamento da cabine. A fábrica da VW Caminhões e Ônibus passa a contar com mais de 70 robôs, sendo um terço deles dedicados à linha do Meteor. Os lançamentos contam ainda com área exclusiva: são ao todo 18 mil metros quadrados, incluindo da logística de peças à produção.
A nova família vai se somar à extensa lista de sucessos da VWCO. Os modelos de maior volume produzido até hoje foram os Worker, com cerca de 434 mil unidades desde suas primeiras versões. Os produtos Constellation, lançados em 2006, já ultrapassam 253 mil veículos fabricados. Enquanto isso, a família de ônibus Volksbus acumula 160 mil chassis e os caminhões leves Delivery superam os 142 mil veículos em circulação. Os MAN TGX também dão sua contribuição para o marco: cerca de 11 mil cavalos mecânicos da marca bávara já passaram pela linha de montagem de Resende. 

Excelência em produtos e produção 

A nova família de extrapesados da Volkswagen Caminhões e Ônibus estreia para revolucionar o transporte de cargas e expandir o portfólio da empresa com os maiores caminhões Volkswagen de todos os tempos. Os novos gigantes são Meteor 29.520 6×4, Meteor 28.460 6×2 e ainda o Constellation 33.460 6×4, todos equipados com motor de 13 litros que proporciona elevada durabilidade e economia de combustível.

Produzidos com o mais alto padrão de qualidade de todo o Grupo Volkswagen, são os caminhões mais potentes da linha que ostenta a logomarca VW em toda a sua trajetória, adentrando na faixa de 460 e 520 cavalos de potência. Os novos gigantes habilitam agora a fabricante em novas categorias, com soluções para atender à completa gama de caminhões de 3,5 toneladas a 125 toneladas, a mais ampla do mercado.
O VW Meteor 29.520 já sai da linha de produção 100% conectado. O modelo está equipado, de série, com o sistema RIO ? a marca de soluções digitais de logística e telemetria do Grupo TRATON ?,levando ao cliente todos os serviços Volks|Care, como a consultoria especializada da Gestão de Serviços Sob Medida (GSSM) e com inúmeras facilidades digitais, buscando sempre oferecer aos clientes da VWCO o melhor custo total de operação (TCO) do mercado. 

Vinte e cinco anos do Consórcio Modular 

A Volkswagen Caminhões e Ônibus comemora, em 2020, 25 anos desde o anúncio da escolha de Resende para receber sua fábrica, que abrigaria o inovador processo produtivo do Consórcio Modular. Neste sistema, a VWCO divide com sete fornecedores a responsabilidade pela montagem tanto de caminhões quanto de chassis de ônibus.

A empresa parceira Maxion fornece chassis e rodas e é responsável pela montagem dos sistemas de freio, elétrico e combustível, suspensão dianteira independente e outros conjuntos e suportes nos chassis, além de recentemente ter incorporado as atividades da Remon, com a montagem de rodas e pneus. A Meritor é responsável pelo conjunto de suspensões metálicas e eixos. A novidade fica nesta etapa, que passa a contar com a Suspensys para as suspensões pneumáticas.
A Powertrain, joint-venture formada pela Cummins e pela MWM International, fornece motores e monta conjuntos de transmissão e embreagem. A Aethra fornece os estampados e monta as cabines, fazendo todo o processo de solda e acabamento em chapa. A Carese realiza os trabalhos de preparação de superfície e pintura. E finalmente a Kroschu instala seus componentes eletrônicos, revestimento interno e externo da cabine.
O foco da Volkswagen Caminhões e Ônibus é na satisfação do cliente final. Além do desenvolvimento de produtos com sua Engenharia também localizada em Resende, a empresa cuida dos testes de qualidade que contemplam segurança, a conformidade com os padrões da marca e acabamento. Uma rede de concessionários e importadores espalhados por dois continentes faz a distribuição mundial de seus produtos.

Sobre a VW Caminhões e Ônibus 

Fabricante dos veículos comerciais Volkswagen e MAN, a VW Caminhões e Ônibus é uma das maiores montadoras de caminhões e ônibus da América Latina. Desde 1981, quando iniciou suas operações, chegar ao topo do mercado, respeitando e satisfazendo as necessidades dos clientes, sempre foi o foco da montadora. E é exatamente isso que oferece a seus clientes: produtos sob medida e um excelente serviço de pós-vendas. A empresa também é referência em inovações tecnológicas. A empresa busca sempre soluções que reduzam o impacto ambiental e ajudem a preservar o meio ambiente. Há mais de 35 anos, a fabricante mantém seu compromisso de desenvolver veículos que superem as exigências dos clientes ? onde quer que eles rodem, seja pelas estradas brasileiras, latino-americanas ou africanas. 

Sobre o GRUPO TRATON 

A TRATON SE é subsidiária da Volkswagen AG e um dos principais fabricantes mundiais de veículos comerciais com as marcas MAN, Scania, Volkswagen Caminhões e Ônibus e RIO. Em 2019, as marcas do GRUPO TRATON venderam um total de cerca de 242.000 veículos. Seus produtos incluem veículos comerciais leves, caminhões e ônibus fabricados em 29 locais de produção e montagem em 17 países. A empresa tinha uma força de trabalho de cerca de 82.700 colaboradores em todo o mundo em suas marcas de veículos comerciais, em 31 de dezembro de 2019. O objetivo do grupo é transformar o sistema de transporte através de produtos, serviços e da parceria com seus clientes.

FONTE Volkswagen Caminhões e Ônibus 

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Alimentos arrecadados no show do grupo Tholl são entregues

Publicado

em



A Cotrirosa juntamente com a RBF Acabamentos, Clube Fenasoja e Indumóveis Week entregou nesta terça-feira, 15, os alimentos que foram arrecadados por ocasião da apresentação do Grupo Tholl.

O espetáculo, que foi transmitido online, também proporcionou que o público pudesse assistir no Espaço Fenasoja, na forma de drive in. Os ingressos foram trocados por alimentos que foram entregues para a APAE de Santa Rosa.

A apresentação fez parte das programações do aniversário de 53 anos da Cotrirosa, que serão completados no próximo dia 29 de junho. As doações também integram as ações do Dia C – Dia de Cooperar.

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Economia

Proibição do corte de energia elétrica por inadimplência é prorrogada para consumidores de baixa renda

Publicado

em



 

Participe dos nossos grupos de WhatsApp de Plantão Policial, CLIQUE AQUI e não perca nenhuma notícia!

 

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) decidiu, nesta terça-feira (15), que vai prorrogar por mais três meses a proibição do corte de luz por inadimplência para os consumidores de baixa renda em todo o País.

 

A informação foi divulgada pelo diretor-geral da Aneel, André Pepitone, durante audiência na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados para tratar da crise hídrica.

Em março, a Aneel havia decidido suspender o corte de energia por inadimplência para essa faixa de consumidores até 30 de junho. Com a prorrogação, a proibição valerá até o fim de setembro.

A medida não isenta os consumidores do pagamento pelo serviço de energia elétrica, mas tem como objetivo garantir a continuidade do fornecimento para os que, em razão da pandemia de coronavírus, não têm condições de pagar a sua conta.

A iniciativa, segundo a Aneel, deve beneficiar aproximadamente 12 milhões de famílias que estão inscritas no Cadastro Único, com renda mensal menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa. Também terão direito ao benefício famílias com portador de doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento, com renda de até três salários mínimos e com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada.

“Essas ações vêm permitindo resguardar o consumidor de energia elétrica mais carente, sem que haja o comprometimento econômico e financeiro das concessionárias dos serviços de distribuição”, disse Pepitone.

 

FONTE: O SUL

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Seminário discute violência financeira contra idosos e fake news

Secretária de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Regina Becker, foi convidada para abertura do seminário

Publicado

em

- Foto: Divulgação Stas

A violência financeira através das fake news contra as pessoas idosas foi tema do Seminário Estadual de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa, realizado na tarde desta terça-feira (15/6) pelo Conselho Estadual da Pessoa Idosa (CEI).

“Leis e normas justas, temos. Setores da sociedade lutaram desde sempre, na história do país, por um Brasil com cidadania para todos, o que inspirou nossa Constituição, onde se concretizaram as mais humanitárias garantias dos direitos humanos. Para que estas normas legais sejam cumpridas em sua plenitude, há uma luta da mesma dimensão, agora com o auxílio das novas tecnologias de comunicação, que formam redes poderosas e que podem transformar uma cultura perversa, como a que temos hoje”, observou a secretária de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Regina Becker. “Estamos aqui para combatermos um silêncio e trabalharmos para a sensibilização e a conscientização da sociedade. O coletivo aqui é o que mais importa. Com ele vem a vigilância, a notificação, o cumprimento à lei, o reconhecimento do problema pela sociedade, a pressão social e política”, acrescentou.

Junho Violeta

O dia 15 de junho, Dia Mundial da Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, foi oficialmente reconhecido pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2021, após solicitação da Rede Internacional de Prevenção ao Abuso de Idosos (Inpea), que estabeleceu a comemoração em 15 junho de 2006.

O Junho Violeta é um mês de mobilização da sociedade para a proteção das pessoas idosas. Conforme dados do Disque 100, que recebe denúncias de violações de direitos humanos, o número de denúncias de violência e de maus-tratos contra a pessoa idosa cresceu 59% no Brasil durante a pandemia. A negligência, a violência psicológica e o abuso financeiro ou econômico estão entre as violências mais praticadas.

No Brasil, 20% dos lares têm na pessoa idosa a principal fonte de renda da família, no caso dos vulneráveis o torna ainda mais suscetível à violência doméstica. “Sabemos o quanto o preconceito contra idosos cresceu na pandemia. Foram as primeiras vítimas do vírus, com suas comorbidades muitas vezes precoces, produto de uma vida de privações. Cabe ressaltar que, no âmbito da administração pública, um número significativo de iniciativas já implementadas, dizem respeito ao zelo que a família, a sociedade e o Estado devem à pessoa idosa”, disse a secretária Regina.

Rede de proteção

O preconceito contra idosos cresceu na pandemia, pois foram as primeiras vítimas do vírus, com suas comorbidades muitas vezes precoces, produto de uma vida de privações. Cabe ressaltar que, no âmbito da administração pública, um número significativo de iniciativas já implementadas, dizem respeito ao zelo que a família, a sociedade e o Estado devem à pessoa idosa.

Também o governo federal lançou em 2020 o Pacto Nacional de Implementação da Política de Direitos da Pessoa Idosa, ao qual o Rio Grande do Sul foi o primeiro a aderir.

Participaram do encontro virtual a presidente do CEI, Iride Caberlon; chefe de gabinete da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura, Paula Hofmeister; presidente Emater/RS, Geraldo Sandri; presidente da Federação Estadual do Clubes de Terceira Idade do Rio Grande do Sul (Fectirgs), Afonso Kotz; deputado estadual Gerson Burmann; gerente de Educação, Assistência Social e Cultura do Sesc/RS, Sílvio Bento; coordenadora da Comissão de Apoio aos Conselhos Municipais, Jussara Rauth; e coordenadora da Comissão de Monitoramento e avaliação da Violência à Pessoa Idosa, Joana Veras.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×