Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Vereadores falam sobre a decisão do prefeito em abrir o comércio varejista mesmo contrariando a vontade do Governador – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Vereadores falam sobre a decisão do prefeito em abrir o comércio varejista mesmo contrariando a vontade do Governador

Dos 15 parlamentares do Legislativo Municipal, apenas 04 se propuseram a opinar

Reporter Cidades

Publicado

em



Nesta segunda-feira, 13 de abril ás 08h foi ao ar pela página do Portal Plural no Facebook, o Programa Plural Entrevistas edição extra, onde o objetivo era ouvir as opiniões dos 15 vereadores de Santa Rosa sobre o impasse gerado no último sábado, 11 de abril,  onde o Prefeito Alcides Vicini recebeu uma solicitação do Presidente da Famurs e Prefeito de Palmeira das Missões, Dudu Freire e do procurador-geral de Justiça, Fabiano Dalazen que entrou em contato através do Promotor de justiça Marcelo Squarça solicitando que Alcides Vicini aguardasse até a próxima quarta-feira, 15 de abril, data em que o Governador Eduardo Leite provavelmente assinará um decreto outorgando a abertura do comércio no Estado. Uma longa reunião ocorrida no mesmo dia com entidades representativas e Ministério Público terminou sem uma definição e a discussão final foi postergada para o domingo de Páscoa, dia 13. Logo após ao Meio Dia, o prefeito Alcides Vicini concedeu uma entrevista exclusiva informando que assinaria sim o decreto municipal reabrindo o comércio e desta forma não aceitando a proposta do governo.  

A Produção do Programa Plural Entrevistas na sequência, entrou em contato via Whatsapp com os 15 vereadores do Legislativo Municipal convido-os a participarem do programa ás 08h de segunda-feira, para explanarem a população suas respectivas opiniões. Dos 15 apenas 04 participaram: Osório Antunes dos Santos (PL), Delmar Dado Silva (PT), Aldair Melchior (Cidadania), e Claudio Schmidt (MDB), este último por telefone. Os Vereadores, Sônia Conti (PCdoB), Miro Jesse (Cidadania) e Aldemir Urich (MDB) justificaram a não participação. Sônia Conti destacou que no horário do programa estava cuidando de sua netinha e desta forma não dispunha de tempo para dar a atenção necessária. Miro Jesse, salientou que não estava em Santa Rosa e o local onde se encontrava no município de Alecrim o sinal de telefonia celular era horrível. Aldemir Urich relatou que não desejava participar porque depois as pessoas tecem críticas a posição do parlamentar e que não participando evitaria supostos comentários.

Com exceção de Nelci Dane, cujo nossa produção não conseguiu contato, os demais não justificaram. Durante o programa, o Vereador Delmar Dado Silva, salientou que não tinha conhecimento sobre o teor do decreto assinado pelo prefeito na tarde de domingo, e que por este motivo não poderia tecer uma opinião mais técnica, os outros três apoiaram e parabenizaram o prefeito pela decisão. Por sua vez, ao participar Alcides Vicini agradeceu ao apoio dos edis participantes do programa e explicou os motivos que o levaram a tomar a decisão de assinar o decreto após uma exaustiva conversa com membros de entidades.

Segundo o prefeito, apesar das pressões sofridas de diferentes áreas para a não adoção do decreto, houve na reunião de sábado uma presença maciça dos integrantes do comitê da crise que decidiu de forma unânime e observados as circunstâncias da cidade de Santa Rosa, com estruturas preparadas para atender casos do Covid-19, que por ventura possam avançar, ficou decidido pela reabertura do comércio de forma facultativa buscando não transgredir as determinações do Decreto Estadual.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Conta de luz fica mais cara com volta de tarifa extra nesta terça (1º)

Reporter Global

Publicado

em



 

A conta de luz terá tarifa extra a partir desta terça-feira (1º), definiu a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

 

De acordo com a reguladora, será acionada a bandeira vermelha patamar 2 durante todo o mês de dezembro, o que representa uma cobrança de R$ 6,24 a mais a cada 100 kWh consumidos.

Esta é a primeira vez desde o início da pandemia de Covid-19 que a Aneel decide acionar uma bandeira tarifária não isenta de cobrança.

Em maio, a reguladora havia decidido manter a bandeira verde (sem cobrança extra) acionada até 31 de dezembro, mas a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia levaram à revisão da decisão tomada em reunião extraordinária nesta segunda-feira (30).

Bandeiras tarifárias Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração no país.

Quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos na tarifa. Em condições ruins, podem ser acionadas as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2.

“Com o anúncio da bandeira vermelha patamar 2 é importante que os consumidores busquem evitar o desperdício de água e energia”, disse o diretor-geral da Aneel, André Pepitone.

 

Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo.

Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 1,34 por 100 kWh consumidos.

Bandeira vermelha – Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 4,16 por 100 kWh consumidos.

Bandeira vermelha – Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 6,24 para cada 100 kWh.

 

 

Noticias ao Minuto

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

FUMSSAR vai realizar exames de HIV, Sífilis e Hepatites

Resultado é entregue na hora

Pável Bauken

Publicado

em



No dia 1º e no dia 4 de dezembro, a Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa, estará realizando na Praça da Bandeira, das 8 às 11 horas, testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites B e C. As atividades de testagem, fazem parte do Dezembro Vermelho, que é o mês dedicado aos portadores de HIV e demais doenças sexualmente transmissíveis. Os resultados serão entregues na hora ao paciente que realizar seu teste.

Em Santa Rosa, a FUMSSAR é responsável por todo monitoramento e atendimento às pessoas com Aids, atendendo atualmente, 336 pessoas neste ano de 2020. Em 2019, foram diagnosticadas com a doença, 27 pessoas, sendo 15 do sexo feminino e 12 do sexo masculino. Já em 2020, são até o momento 14 novos casos, sendo 3 em mulheres e 11 e homens.

Segundo informações do SAE (Sistematização da Assistência a Enfermagem), responsável pelo acompanhamento dos doentes, a faixa etária predominante em 2019 foi dos 20 a 29 anos e dos 50 aos 59 anos, que tiveram 8 casos cada. Já neste ano, o maior número de casos está concentrado na faixa dos 20 aos 29, seguido dos 30 aos 39 anos de idade em Santa Rosa.

Segundo Fabiane Vorpagel, Coordenadora do Centro de Especialidades, normalmente os pacientes são encaminhados pelas UBS para dar seguimento ao tratamento especializado. “O procedimento é realizar mais um exame confirmatório. A partir de então a pessoa é acompanhada por uma enfermeira e faz exames periódicos. Temos uma médica que atende a cada 14 dias e cuida destes pacientes”, explica.

A FUMSSAR também acompanha crianças expostas ao HIV (filho de mãe soropositivo), até os 2 anos de idade e gestantes, onde a medicação para estes pacientes é fornecida através da Assistência Farmacêutica da FUMSSAR.

Januário Vargas, Diretor da Rede Complementar de Saúde, destaca que a Rede Complementar, não está apenas engajada no combate ao Covid. “Nas demais ações de conscientização e acompanhamento, no fornecimento de medicamentos, a FUMSSAR segue trabalhando. Assim, mantemos o controle das pessoas que precisam de atendimento contínuo, dando toda assistência”, destaca. Já o Presidente da FUMSSAR, Delcio Stefan, destaca a importância da realização de testes rápidos de HIV nas Unidades Básicas de Saúde de Santa Rosa, uma vez que quanto mais cedo diagnosticada a doença, mas rápido se inicia o tratamento para que o paciente possa ter uma vida normal.

As atividades que iniciam hoje, vão até o dia 4, serão realizadas pelo SAE, com o apoio da Residência Multiprofissional da FUMSSAR.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Gafanhotos começaram atacar lavouras no interior Gaúcho

Reporter Cidades

Publicado

em



Focos são observados em municípios do Noroeste gaúcho após insetos terem cruzado a fronteira

Se não bastasse a estiagem, com o alívio da chuva do fim de novembro e prevista para este começo de dezembro, agora os gafanhotos. Os insetos cruzaram a fronteira e já atacam lavouras no Noroeste do Rio Grande do Sul, mostram relatos e vídeos de produtores e da imprensa da região. 

Agricultores relatam terem avistado focos de gafanhotos atacando lavouras de soja em Santo Augusto e São Valério do Sul, segundo o jornal Alto Uruguai. Os registros foram feitos nas localidades de Pinhalzinho e São Bento, em São Valério do Sul, e Santo Antônio e São Valentim, no interior de Santo Augusto.

 

A Inspetoria Veterinária de Santo Augusto informou que foi notificada e acionou o Departamento de Produção Vegetal do governo do estado. A partir do diagnóstico, os dados serão enviados para conhecimento da Secretaria Estadual da Agricultura a fim de avaliar as medidas a serem adotadas. 

Os gafanhotos são da espécie Chromacris speciosa, que têm se alimentado de mata nativa, plantas daninhas e erva-mate no lado argentino, mas têm baixa mobilidade e não são tão vorazes e numerosos, diferentemente da espécie de insetos que há quatro meses se movimentavam rapidamente e ameaçavam invadir em massa as plantações gaúchas.  O tempo muito seco e quente das últimas semanas favoreceu o foco em Misiones, onde já atacaram em anos anteriores.

Em junho, uma nuvem de gafanhotos muito agressivos se aproximou do Oeste gaúcho, mas foi dizimada nas províncias argentinas de Corrientes e Entre Rios. Desde então os focos de gafanhotos se concentravam no Norte do país a uma grande distância do Sul do Brasil, o que explica o tema ter saído do noticiário regular. 

Fonte:

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×