Tela de Tarsila do Amaral é vendida por R$ 57,5 milhões – Portal Plural
Connect with us

Cultura

Tela de Tarsila do Amaral é vendida por R$ 57,5 milhões

Valor é o maior já pago por uma pintura no Brasil

Publicado

em

© Rovena Rosa/Agência Brasil


Em apenas 15 minutos e 19 lances, a tela A Caipirinha, de Tarsila do Amaral (1886-1973), foi vendida por R$ 57,5 milhões, um novo recorde para a arte brasileira. Foi o maior valor já pago por uma obra em venda pública no Brasil.

Segundo a Bolsa de Arte de São Paulo, que realizou o leilão, o recorde anterior pertencia ao pintor Alberto da Veiga Guignard (1896-1962), cuja tela, Vaso de Flores, foi arrematada por R$ 5,7 milhões, em 2015.

A Caipirinha foi arrematada por um colecionador brasileiro e deve permanecer no país. A obra fica em exposição na Bolsa de Arte, no centro da capital paulista, até as 19h desta sexta-feira (18).

O quadro, que foi a leilão por decisão judicial, pertencia a um investigado pela Operação Lava Jato, cuja empresa faliu em 2018. Para receber o pagamento de dívidas milionárias dessa empresa, 13 bancos entraram com uma ação na Justiça para sequestro dos bens do empresário. Entre os bens, havia diversas obras de arte, como o quadro de Tarsila.

A Justiça então decidiu leiloar a obra. Todo o dinheiro obtido com a venda, à vista, ficará depositado em juízo até que o recurso da família do empresário seja julgado.

A obra

A Caipirinha foi pintada em 1923, um ano após a Semana de Arte Moderna, em uma viagem que Tarsila fez à França. Em carta enviada à família, ela falou sobre o quadro e até fez um pequeno esboço da pintura. “Quero, na arte, ser a caipirinha de São Bernardo, brincando com bonecas de mato, como no último quadro que estou pintando”, escreveu a artista, na carta à família.

ebc

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Alexandre Maronez é anunciado como presidente do Musicanto 2023

Festival acontecerá em 2023 e terá como vice-presidente Gerson Lauermann.

Publicado

em



O empresário Alexandre Maronez, que presidiu a FENASOJA 2018, foi anunciado nesta quinta-feira (08 de julho) como presidente do Musicanto 2023. A decisão é do Conselho Consultivo da feira que aprovou também o nome de Gerson Lauermann (presidente da FENASOJA 2016) como vice-presidente do festival.

Alexandre foi presidente da feira que retomou o Musicanto, este dentro da Arena instalada no Parque de Exposições de Santa Rosa. “Utilizamos a força da feira para retomar um dos eventos culturais mais importantes do Estado. Agora como presidente do Musicanto, junto com Gerson Lauermann e a equipe, iremos projetar um grande festival para 2023”.

O Musicanto completa 38 anos, sendo um festival de características singulares, cosmopolita, integrador de culturas, aberto a todas manifestações da música do continente. Alexandre Maronez ressalta que ainda não estão definidas as datas, mas o festival acontecerá em 2023, repaginado, dentro da realidade atual. “A ideia é aperfeiçoar o projeto de forma que ele se torne atrativo para o investimento de grandes patrocinadores. O Musicanto acontecerá em anos intercalados com a realização da Feira”.

O presidente da FENASOJA 2022, Elias Dallalba parabenizou Alexandre e Gerson pelo desafio de manter vivo este importante festival, que ressalta a história da cultura de Santa Rosa. “Vamos trabalhar juntos para construir um evento grandioso, do tamanho do festival”.

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Cultura

Rufino solicita que prefeitura participe do Auxílio Emergencial a trabalhadores da Cultura e Esporte

Publicado

em



O vereador Rafael Rufino (MDB) solicitou, na sessão de segunda-feira (5), ao Poder Executivo Municipal a participação de Santa Rosa nos editais que se encontram abertos pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul, vinculados à Secretaria Estadual do Esporte e Lazer e à Secretaria Estadual da Cultura, para a concessão de Auxílio Emergencial a profissionais do esporte e da cultura, em regime de coinvestimento.

O auxílio emergencial fará uma grande diferença na vida desses profissionais que foram e continuam sendo impactados fortemente pelas restrições sanitárias exigidas pela pandemia de Covid-19. Os recursos que financiam a iniciativa são oriundos do Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte (Pró-Esporte) e do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) e de convênios com as prefeituras.

O prazo de inscrição para a apresentação de propostas, segundo Edital Sedac nº 04/2021, vai até às 16h59min de 15 de agosto de 2021, visando à habilitação de municípios gaúchos interessados em aderir ao regime de coinvestimento para a concessão de auxílio emergencial a profissionais da cultura. Por isso, solicita-se empenho da Administração Pública de Santa Rosa para que realize a inscrição municipal a tempo.

Já o auxílio para os profissionais do esporte beneficiados será de R$ 800, sendo que R$ 600, o equivalente a 75% do valor, resulta de repasse da Secretaria de Esporte e Lazer e R$ 200, das prefeituras. O pagamento do benefício ocorrerá em parcela única. O valor disponível para os profissionais do esporte é de cerca de R$ 6,1 milhões;

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Cultura

Iniciou a oficina de Produção Cultural em Santa Rosa

Publicado

em



O Departamento de Cultura da Secretária de Educação vai realizar uma oficina de Produção Cultural. As atividades vão acontecer em parceria com a Associação Cultural Articula Dança RS, entidade que reúne profissionais da dança no Rio Grande do Sul, através do projeto Articulando a dança pelo RS: À La Carte.

Em formato virtual será realizado um Laboratório de Projetos. O objetivo da atividade é qualificar os participantes dos editais do Fundo Municipal de Cultura para que tirem do papel o projeto e adaptem para outros editais, leis de incentivo à cultura ou venda direta. A oficina de Produção Cultural – Laboratório de Projetos será com Liege Biasotto e acontecerá nos dias 05 e 12 de julho das 19 às 21h. As inscrições podem ser feitas no Departamento de Cultura, ou através do telefone 3511-5112.

Santa Rosa receberá outra oficina que está sendo articulada com a Associação Cultural Articula Dança RS. Esta iniciativa está sendo executada através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas realizado com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/20.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×