Suicídio causou mais mortes em policiais do que confronto com crime – Portal Plural
Connect with us

Medicina & Saúde

Suicídio causou mais mortes em policiais do que confronto com crime

Pável Bauken

Publicado

em



 

A 13ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública registra exposição à violência fatal a que os policiais brasileiros estão sujeitos. Em 2018, 343 policiais civis e militares foram assassinados, 75% dos casos ocorreram quando estavam fora de serviço e não durante operações de combate à criminalidade.

A violência a que os policiais estão permanentemente expostos tem efeitos psicológicos graves. Em 2018, 104 policiais cometeram suicídio – número maior do que o de policias mortos durante o horário de trabalho (87 casos) em confronto com o crime.

“No senso comum, o grande temor é o risco da violência praticada por terceiros, mas na verdade o suicídio está atingido gravemente os policiais e não está sendo discutido e enfrentado de forma global”, aponta Cristina Neme, pesquisadora do Fórum Brasileiro de Segurança Pública que edita o anuário.

“É um problema muito maior que muitas vezes é silenciado. São os fatores de risco da profissão que levam ao estresse ocupacional. Eles passam por dificuldades que outras pessoas podem ter, mas que no caso do policial esses problemas, quando associados ao estresse psicológico da profissão e do acesso à arma, pode facilitar esse tipo de ocorrência”, lamenta a pesquisadora.

Letalidade

Anuário Brasileiro de Segurança Pública registra que houve queda de 10,43% de mortes violentas intencionais em 2018. Mas apesar da queda verificou-se que ao mesmo tempo cresceu em 19,6% o número de mortes decorrentes de intervenções policiais.

A ação da polícia é responsável por 11 de cada 100 mortes violentas intencionais no ano passado, quando 6.220 pessoas morreram após intervenção policial, uma média de 17 pessoas mortas por dia.

O perfil das vítimas repete a situação encontrada em outros anuários: 99,3% eram homens, quase 78% tinham entre 15 e 29 anos, e 75,4% eram negros.

Para a pesquisadora Cristina, os números correspondem a uma decisão superior de ação policial. “A atitude da liderança política é fundamental para reverter o quadro de letalidade e promover políticas de segurança mais eficazes”, assinala a especialista que reclama de “discursos demagógicos e falaciosos que legitimam a prática da violência”.

Agência Brasil
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Medicina & Saúde

RS firma parceria com a Fiocruz para ações de saúde humana, animal e ambiental

Pável Bauken

Publicado

em

Cooperação técnica prevê desenvolvimento científico e tecnológico em saúde - Foto: Marcelo Ermel/SES

Para incentivar a pesquisa científica e a inovação tecnológica na área da saúde no Rio Grande do Sul, foi assinado nesta terça-feira (11), em cerimônia virtual, um Termo de Cooperação Técnica entre o Governo do Estado e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A parceria visa ao desenvolvimento de ações intersetoriais, reunindo diversas secretarias, dentro do conceito de uma Rede de Saúde Única, que integra a saúde humana, animal e ambiental.

A secretária da Saúde do Estado, Arita Bergmann, disse que “essa parceria viabiliza a busca de soluções inovadoras aplicadas à saúde para a definição de políticas públicas e práticas de prevenção e controle de enfermidades”.

Arita também afirmou que “é compromisso deste governo, fazer entregas para os cidadãos no sentido da prevenção, promoção e assistência, com respaldo na ciência”.

De acordo com a secretária, a Fiocruz tem papel fundamental neste momento de pandemia. Arita saudou o início das atividades da nova unidade de apoio e diagnóstico da Covid-19 da fundação que passa também a realizar testes RT-PCR enviados pelo Programa Testar RS. “Agradeço a possibilidade de contar com o laboratório da Fiocruz junto ao nosso projeto, ajudando na ampliação da testagem da população gaúcha.”

A secretária também expressou a grande expectativa com o desenvolvimento da vacina contra o coronavírus por parte da Fiocruz. “Temos esperança no futuro com essa vacina”, frisou.

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, destacou que o RS é um Estado que tem tradição no desenvolvimento da ciência e da tecnologia. “O conceito é de uma só saúde, que seja integrada nas áreas animal, epidemiológica e ambiental”, ressaltou. Segundo ela, as políticas e os serviços devem ser baseados nas soluções científicas e tecnológicas, com o desafio das visões de desenvolvimento social e do Sistema Único de Saúde (SUS).

Participaram do evento virtual, representantes das secretarias de Inovação, Ciência e Tecnologia e da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, da Fundação de Amparo à Pesquisa do RS (Fapers) e do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems).

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Medicina & Saúde

Mulher com Covid-19 vai à manicure e só avisa depois das unhas feitas

Reporter Cidades

Publicado

em



Uma manicure relatou um caso absurdo que aconteceu em Washington, nos Estados Unidos. A profissional atendeu uma cliente que está com Covid-19, mas mentiu apenas para poder fazer as unhas. A manicure, que se chama Taylor, fez um desabafo na web ao revelar que só soube do diagnóstico dois dias depois do atendimento.

De acordo com informações do tabloide britânico, Daily Mail, a cliente avisou por mensagem que estava doente. “Eu estou me sentindo muito mal e não deveria ter ido no meu horário, mas eu precisava desesperadamente fazer as minhas unhas! Fui diagnosticada com o coronavírus há dois dias, então, por favor, fique de quarentena”, contou a mulher.

Foto: Print da conversa entre manicure e cliente. Crédito: Reprodução/Daily Mail

Imediatamente, a manicure respondeu para a cliente que perguntou se ela tinha algum sintoma da doença antes de agendar o horário, mas recebeu uma negativa da mulher. “Você sabe que eu estou com a imunidade comprometida e que não deveria te atender se você esteve exposta à doença”, declarou Taylor.

A cliente então disse, apenas, que estava desesperada para sair de casa e precisava fazer as unhas. “Estava de quarentena havia dois dias e precisava muito fazer as unhas. Você viu como elas estavam ruins!”, declarou.

O desabafo revoltou a internet. Taylor contou que fez o teste para saber se está infectada e segue isolada em casa. “Continue sendo bom para os outros e vamos expulsar esse vírus daqui. E, para todos que continuam comentando, a cliente foi denunciada”, encerrou.

Foto: Print da conversa entre manicure e cliente. Crédito: Reprodução/Daily Mail

SBT

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Medicina & Saúde

“Agosto Dourado”: Banco de Leite promove palestra aos profissionais da enfermagem amanhã (12)

Pável Bauken

Publicado

em



Nesta quarta-feira (12), o Anfiteatro do Hospital Vida & Saúde recebe atividade da programação do “Agosto Dourado”, que difunde a importância do aleitamento materno. Promovida pelo Banco de Leite Humano do HVS, a palestra “Funcionamento e papel do Banco de Leite Humano na promoção do aleitamento materno” será voltada aos profissionais da enfermagem da UTI Neonatal, e acontecerá em dois turnos: às 07h e às 13h.

Procuram-se doadoras!

Com queda nas doações, o Banco de Leite Humano está em campanha para que mais mamães doem. Ao longo do mês, as mamães doadoras receberão lembrancinhas e lanche especial. Para doar é necessário dirigir-se ao Banco de Leite, no Hospital, para realizar o cadastro, a coleta dos exames laboratoriais e a primeira coleta de leite. As próximas doações podem ser realizadas em domicílio, conforme as orientações das profissionais do Banco.

O Banco de Leite Humano atende todos os dias, incluindo finais de semana e feriados, com funcionamento das 8h às 12h e das 13h30 às 19h. Telefone: 3512-5050 – Ramal 205.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

×