Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Sol a Sol chega a 38ª edição na região de Santa Rosa – Portal Plural
Connect with us

Agro

Sol a Sol chega a 38ª edição na região de Santa Rosa

Pável Bauken

Publicado

em



 

A 38ª edição dos Jogos Rurais Sol a Sol, na região de Santa Rosa, foi sediada pelo município de Guarani das Missões, neste domingo (24/11). Delegações de 15 municípios participaram da fase regional do evento, organizada pela Emater/RS-Ascar, em convênio com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), e parceria com a Prefeitura de Guarani das Missões, Associação Municipal da Juventude Rural (Amjur) e comunidade de Linha Seca Viola, anfitriã dos jogos.

Participam desta etapa atletas rurais de diferentes faixas etárias, desde crianças até idosos, vindos dos municípios de Boa Vista do Buricá, Campina das Missões, Cerro Largo, Dezesseis de Novembro, Giruá, Guarani das Missões, Novo Machado, Porto Mauá, Porto Vera Cruz, Salvador das Missões, Santo Ângelo, São Paulo das Missões, Sete de Setembro, Tucunduva e Tuparendi. O evento tem como finalidade integrar as diferentes gerações e famílias rurais ao mesmo tempo em que promove ações de lazer e de organização rural. As comunidades anfitriãs também têm a oportunidade de arrecadar recursos financeiros para serem usados em suas necessidades e infraestrutura comunitária.

O chefe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar, Adilson Webler, avalia que o evento transcorreu dentro do previsto, prevalecendo o espírito comunitário e solidário, reflexo da organização comunitária no meio rural.

Para o presidente da comunidade de Linha Seca Viola, Odair Wisniewski, “se não fosse por todos que participaram e pelas comunidades que se mobilizaram este evento não teria sentido, por isso agradecemos aos que prestigiaram o evento e também àqueles que trabalharam intensamente para que o evento ocorresse”.

Segundo o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Ademir Renato Nedel, a realização dos Jogos Rurais Sol a Sol é uma forma de valorizar a família do agricultor. “É uma oportunidade de valorizar as pessoas que vivem no meio rural e de se aproximar da proposta da Emater de trabalha com as esferas econômica e social em prol da qualidade de vida”, destacou.

O prefeito de Guarani das Missões, Jerônimo Jaskulski, cumprimentou a Emater/RS-Ascar pela parceira nos trabalhos realizados no município e região ao longo de todo ano, assim como reconheceu a parceria da comunidade e da Administração Municipal para a realização do evento. “Reconhecemos o Sol a Sol como muito importante, por isso está no calendário oficial de eventos do município, sendo um momento para valorizar os agricultores, que produzem nossos alimentos e merecem ser valorizados”, destacou.

Modalidades

Foram disputadas 23 modalidades, como bocha, corrida de 100 metros, canastra, câmbio, corrida no saco, futsal, voleibol, salto em distância, cabo de guerra, tricô e crochê, arremesso de pedra, bolãozinho masculino e feminino, debulha de milho, chute de pênalti, bocha tiro 48, plantio com saraquá, chute no pneu, batida no prego, tiro na lata, serra lenha, milho no buraco e tiro de laço. O salão comunitário também sediou o almoço preparado pela comunidade e sarau com o Grupo Momentos.

Resultados

Participaram do desfile de escolha da Garota e do Garoto Sol a Sol e do Homem e Mulher Terceira Idade 30 candidatos de comunidades rurais da região. Cada candidato já havia recebido o título municipal, representando a beleza, o carisma e a garra do meio rural de seu município. Foram jurados o representante da Sicredi União RS, André Wenzel, a representante da Cresol, Danieli Knebel, o coordenador da Seapdr na Fronteira Noroeste, Felipe Weiler, e a representante da empresa Produza, Lurdes Martins.

Na categoria de Mulher Terceira Idade, a vencedora foi Beatriz Mumbach Scheid, de Cerro Largo. Elci Lourdes Kaufmann, de Salvador das Missões, e Maria Alzira Mombach, de Campina das Missões, ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

O título de Homem Terceira Idade ficou com Francisco Weber, de Campina das Missões, seguido de Egídio Griebler, de Salvador das Missões, em segundo lugar, e Enio Spohr, de Cerro Largo, em terceiro.

Como Garoto Sol a Sol foi escolhido Tiago Bueno de Oliveira, de Dezesseis de Novembro. Na segunda colocação ficou Lucas Bremm, de Salvador das Missões, e na terceira, Maurício Koslowski, de Porto Mauá.

A faixa de Garota Sol a Sol Regional foi para Luiza Clara Rudek, de Guarani das Missões. A segunda Garota Sol a Sol é Suelen Bade Forgiarini, de Santo Ângelo, e a terceira, Mainara Luiza Rorig, de Campina das Missões.

Com maior somatório de vitórias nas diferentes modalidades, o troféu de campeão geral foi para o município de Campina das Missões. Guarani das Missões e Boa Vista do Buricá ficaram com a segunda e terceira colocação, respectivamente.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro

Prefeitura de Santo Cristo concentra esforços para lutar contra a estiagem

Reporter Global

Publicado

em

Município sofre com a seca e prioriza abertura e limpeza de bebedouros | Foto: Prefeitura de Santo Cristo/Divulgação

 

Poder municipal decretou estado de emergência e trabalha para minimizar prejuízos

 

Em Santo Cristo, cidade no noroeste gaúcho, a preocupação com a relação à estiagem fez com que o poder municipal tomasse providências. O prefeito Adair Philippsen decretou estado de emergência no município. O decreto já conta com parecer favorável da Defesa Civil estadual e já foi encaminhado para homologação pelo Governador do Estado.

A falta de chuvas nos últimos meses está causando impacto no interior da cidade. Agricultores passam por dificuldades com plantações e criação de animais, que sentem diretamente o impacto da seca. A forte estiagem já afetou a perda da lavoura de milho, com expectativa de dificultar o plantio de soja, resultando em graves prejuízos econômicos aos agricultores.

O poder municipal também tomou outras iniciativas para tentar amenizar os efeitos do clima. O setor de obras está trabalhando com foco no interior, uma forma de concentrar esforços na execução de serviços que podem auxiliar a minimizar os prejuízos. O prefeito destaca que o fornecimento de água aos animais é um dos serviços essenciais neste momento.

“Temos o maior rebanho suíno do Rio Grande do Sul e também produzimos muito leite, tendo uma das maiores bacias leiteiras do Estado. Para minimizar os efeitos da estiagem, depois de decretado estado de emergência, determinamos a execução de abertura e limpeza de bebedouros. Além disso, continuam os trabalhos de recuperação e manutenção de estradas para facilitar o acesso às propriedades e o escoamento da produção”, explica Philippsen.

Para conseguir dar conta do serviço, foi autorizado que os funcionários realizem horas extras aos sábados. Quatro equipes trabalham constantemente nesse serviço, salienta o prefeito. A gestão municipal também encaminhou correspondência aos senadores e aos deputados federais gaúchos solicitando o empenho dos parlamentares para obtenção de socorro financeiro, a exemplo do que foi concedido em função da pandemia provocada pelo coronavírus.

 

Correio do Povo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Parte dos pacotes com sementes não solicitadas contém praga inexistente no Brasil

Pável Bauken

Publicado

em



O Ministério da Agricultura analisou, até o momento, 36 amostras de pacotes de sementes não solicitadas que chegaram via Correios na casa dos brasileiros. As análises realizadas pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Goiás (LFDA-GO), referência em sanidade vegetal, indicam que parte das amostras apresenta mais de uma praga em seu conteúdo. Conforme comunicado do ministério, no total, 47% das amostras já analisadas apresentaram risco fitossanitário ao País.

Após avaliação de risco fitossanitário, realizada pela área técnica do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas do ministério, foi identificado que uma amostra continha a espécie Myosoton aquaticum, praga ausente no Brasil e com potencial para ser considerada quarentenária, ou seja, com risco de estabelecimento no País e de causar danos fitossanitários. Essa espécie apresenta resistência a herbicidas, o que torna seu controle difícil. A introdução dessa planta daninha no País pode ter impacto econômico negativo.

Em quatro amostras foram identificadas uma espécie quarentenária ausente – Descurainia sophia – considerada como planta daninha nos Estados Unidos e Canadá, além de planta invasora no México, Japão, Coreia, Chile e Austrália. Já a Myosoton aquaticum é considerada daninha nos campos de trigo da China.

Outras 15 amostras continham gêneros que têm espécies quarentenárias ou espécies com potencial quarentenário, como sementes de Cuscuta; de Brassica; de Chenopodium; de Amaranthus; e dos fungos Cladosporium; Alternaria; Fusarium; e Bipolaris.

O diretor do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas, Carlos Goulart, disse no comunicado que “após análises laboratoriais, pode-se avaliar que a introdução de material propagação (sementes ou mudas), mesmo em pequenas quantidades, sem atender aos requisitos fitossanitários e de qualidade estabelecidos pelo Ministério da Agricultura, coloca em risco a agricultura brasileira”.

O Ministério da Agricultura mantém o alerta aos cidadãos brasileiros para que tenham cuidado e não abram encomendas recebidas pelos correios de pacotes de sementes não solicitadas.

Caso o cidadão venha a receber em casa sementes provenientes do exterior, o governo orienta a entrega do material para uma das unidades do ministério em seu Estado ou órgão estadual de defesa O pacote não deve ser aberto ou descartado no lixo, a fim de evitar o contato das sementes com solo e prejuízos para as áreas agrícolas e o meio ambiente.

A orientação também vale para o cidadão que recebeu e plantou as sementes. Neste caso, entre em contato com o Ministério da Agricultura ou o órgão estadual de defesa para agendar o recolhimento do material.

Estadão

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Construção de açudes visa maior estabilidade na produção agropecuária na região de Santa Rosa

Pável Bauken

Publicado

em



Iniciaram oficialmente nesta semana a construção de açudes do Programa Estadual de Apoio à Ampliação da Infraestrutura Rural, sob coordenação da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), na região de Santa Rosa. Nesta quinta-feira (26/11), o presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, acompanhado do gerente regional adjunto José Vanderlei Waschburger, do vice-prefeito Eduardo Ludwig, da equipe municipal da Emater/RS-Ascar e de lideranças locais acompanharam o início da construção do açude, que será destinado à irrigação de pastagens na propriedade de Tenésio e Delci Balz, em São José do Inhacorá.

O Programa viabilizará a construção de 90 açudes em nove municípios da região de Santa Rosa nos próximos meses, com projetos elaborados pela Emater/RS-Ascar, sendo o propósito principal a reservação de água para usos múltiplos, especialmente para a expansão da prática de irrigação como forma de contribuir com maior estabilidade nas produções agropecuárias diante das recorrentes estiagens. Na região, as obras iniciaram-se na última segunda-feira (23/11) no município de Vitória das Missões, seguem em São José do Inhacorá e devem iniciar em Guarani das Missões na próxima semana.

Também serão contemplados agricultores e pecuaristas dos municípios de Ubiretama, São Miguel das Missões, Santo Antônio das Missões, Salvador das Missões, Tucunduva e Caibaté. No total serão 10 açudes por município, sendo disponibilizadas pelo Governo do Estado 24 horas-máquina, por meio da contratação de empresa via licitação para a construção dos reservatórios.

Os beneficiários foram selecionados pelos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural. Em todo Estado serão contemplados 102 municípios, com um recurso total de R$ 6 milhões, destinados para à construção de 1.020 açudes.

A reservação de água e a irrigação são estratégias importantes no período de enfrentamento à estiagem. Nos últimos anos, na região de Santa Rosa, já foram elaborados pela Emater/RS-Ascar mais de 2.200 projetos de açudes e mais de 1.700 sistemas de irrigação. Destes últimos, em torno de 75% são voltados à áreas com pastagens e os demais se destinam a outras culturas, como o milho, olerícolas, frutas, alfafa, entre outros.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×