Sicredi União RS/ES celebra 108 anos de prosperidade – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Sicredi União RS/ES celebra 108 anos de prosperidade

Cooperativa do sistema Sicredi tem transformado a vida de associados e comunidades na região Noroeste e Missões do Rio Grande do Sul e Sul do Espírito Santo

Publicado

em



Hoje, 06 de julho, a Sicredi União RS/ES, instituição financeira cooperativa, celebra 108 anos na construção de uma sociedade mais próspera, trabalhando para o desenvolvimento das regiões de atuação e comprometida com o crescimento dos mais de 150 mil associados.  É uma das 110 cooperativas integrantes do sistema Sicredi e está presente em 39 municípios das regiões Noroeste e Missões do Rio Grande do Sul, com 45 agências e em processo de expansão para 22 municípios do Sul do Espírito Santo.

No último ano a Cooperativa alcançou o resultado de mais de R$ 82 milhões. Desse total, mais de R$ 30,7 milhões foram distribuídos em juros ao capital, conta capital e aplicações financeiras aos associados. Além desse valor, mais de R$ 5,1 milhões retornam aos associados e à comunidade por meio do Fundo de Assistência Técnica e Social (FATES) e do Fundo Social.

Parte de um sistema sólido e eficaz a atuação da cooperativa é local, direcionada para atender as necessidades dos associados e da comunidade, por meio do atendimento e consultoria financeira de uma equipe de 790 colaboradores.

A missão do Sicredi é  como sistema cooperativo, valorizar o relacionamento, oferecer soluções financeiras para agregar renda e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos associados e da sociedade e “se estamos hoje aqui é porque todos que contribuíram para construir essa história desde o princípio, em 1913, cumpriram sua missão e a missão do negócio”, disse Giovani John, Diretor Executivo da Sicredi União RS/ES.

Sidnei Strejevitch, presidente da Cooperativa, afirma que o legado é o relacionamento: “Nós somos uma empresa feita de pessoas para pessoas, buscando cada vez mais uma cooperativa sólida, sustentável e de relacionamento. Temos muita história, e muita história de prosperidade para construirmos juntos”, finalizou Sidnei.

Para conhecer mais sobre a Sicredi União RS/ES e o sistema Sicredi acesse: https://www.sicredi.com.br/uniaorses

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

5 situações em que o trabalhador não pode ser demitido da empresa

Publicado

em



O trabalhador possui algumas situações em que não pode ser demitido, de modo a garantir a estabilidade financeira e profissional de modo a evitar abusos por parte das empresas, as situações são previstas em lei e deve ser de conhecimento de todos.

Conhecer essas situações que garantem a estabilidade por parte do trabalhador é importante para que os profissionais possam buscar seus direitos caso tenham seus direitos violados, bem como por parte das empresas de modo a evitar processos trabalhistas, multas e indenizações por simples falta de conhecimento.

Acidente de trabalho e doença ocupacional.
Um dos pontos principais e que precisa ser respeitado, diz respeito a saúde do trabalhador. Caso o empregado sofra um acidente durante o trabalho ou ainda caso o mesmo sofra uma doença ocupacional que seja em decorrência da atividade que o mesmo exerce, o trabalhador passa a ter direito à estabilidade.

Sendo assim a legislação trabalhista prevê que o trabalhador tenha 12 meses de estabilidade após o fim do recebimento do auxílio-doença em casos que a licença seja superior a 15 dias e o empregado, obrigatoriamente precisa acionar o INSS.
É importante esclarecer também que no período de permanência na empresa após o afastamento, caso o trabalhador não consiga exercer a atividade prevista, a empresa deverá realocar o funcionário sem qualquer prejuízo salarial.
Pré-aposentadoria
O funcionário que esteja em pré-aposentadoria também tem direito a estabilidade, para essa situação, o funcionário não pode ser demitido e o período de estabilidade pode variar entre 12 e 24 meses que antecedem ao período da concessão da aposentadoria, conforme as convenções coletivas.

Gravidez ou aborto
Nessa situação a lei entende que é necessário proteger a infância e a maternidade, assim as mulheres possuem estabilidade desde a confirmação da gravidez até cinco meses após o parto. Todavia o direito não é estendido em casos onde a mulher esteja em período de experiência.

Se por ventura a empresa demitir a mulher que não tinha conhecimento da gravidez e a mesma descubra a gestão a empresa é obrigada a reintegrá-la a sua ocupação ou pagar os vencimentos até o fim do período de estabilidade, ou seja, até cinco meses após o parto.
A única observação aqui é que caso a mulher sofra de aborto involuntário a mesma não terá direito à estabilidade, porém, mediante atestado médico, a mesma possui direito de duas semanas de repouso remunerado.

Pré-dissídio
Conforme diretrizes da categoria, o trabalhador não poderá ser demitido nos 30 dias que antecedem a data base para convenção coletiva. Conforme a legislação, caso ocorra a demissão nesse prazo, sem justa causa, a empresa deverá indenizar com um salário mensal o empregado demitido.

Dirigentes sindicais e integrantes da Cipa
A empresa não pode demitir o funcionário que seja representante dos trabalhadores no sindicato ou seus suplentes. A estabilidade é valida a partir da candidatura ao cargo até um ano após o término do mandato.

Fonte: Redejornalcontabil

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Vacinação contra a COVID-19

Publicado

em



Santa Rosa está vacinando contra a COVID-19, pessoas a partir dos 18 anos. A aplicação das doses está sendo feita em todas as Unidades Básicas de Saúde, até terminarem os estoques. O atendimento é mediante agendamento prévio por telefone ou presencial, ou conforme o gerenciamento de cada UBS.

Até o momento, já foram realizadas 87.004 vacinas. Do total, 54.184 foram de D1 (Primeira Dose), essa quantidade corresponde a 73,9% da população vacinada, 30.560 de D2 (Segunda Dose) e 2.260 de D.U (Dose única), sendo assim temos 32.820 pessoas com a imunização completa, 44,8% dos santa-rosenses. Os moradores de Santa Rosa que forem se vacinar precisam levar documento com foto, CPF, cartão SUS e caderneta de vacinação.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Caminhoneiros mantém manifestação em Ijuí, mas sem paralisação

Publicado

em



Após a circulação de um áudio do Presidente Jair Bolsonaro, orientando pelo fim das obstruções nas rodovias do país, sob alegação de prejuízo à economia, os caminhoneiros apoiadores do presidente em Ijuí optaram por manter a manifestação, mas liberar o trânsito no entroncamento da ERS 342 e BR 285, no trevo do Posto 44.

Os manifestantes permanecem organizados até o pronunciamento do presidente, que deve acontecer através de live nas redes sociais, no final da tarde. Após a manifestação do presidente, o grupo deve decidir se as manifestações permanecem ou serão dissolvidas.

 

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×