Sicredi União RS comemora 106 anos de história – Portal Plural
Connect with us

Geral

Sicredi União RS comemora 106 anos de história

Publicado

em



 

Há 106 anos a Sicredi União RS, instituição financeira cooperativa, trabalha para o desenvolvimento da sua região de atuação e está comprometida com o crescimento dos mais de 140 mil associados.  É uma das cooperativas integrantes do Sistema Sicredi e está presente em 36 municípios das regiões Noroeste e Missões com 43 agências e uma equipe de aproximadamente 700 colaboradores para atender e servir aos associados.

Mesmo parte de um sistema sólido e eficaz a atuação da cooperativa é local, direcionada para atender as necessidades dos associados e da comunidade. É isso que diferencia a cooperativa das demais instituições financeiras, além do modelo de gestão que valoriza a participação e preza pela transparência, onde o associado é dono da cooperativa e participa das decisões, através das assembleias realizadas anualmente. Além disso, disponibiliza um portfólio de mais de 300 soluções financeiras que atendem as necessidades e sonhos dos associados. “Somos uma empresa feita de pessoas para pessoas. Acreditamos que são elas que fazem a diferença aqui. Por isso, valorizamos tanto cada um e cada uma que se dedica arduamente a desenvolver um trabalho à altura que os nossos associados merecem. É o legado e as marcas que deixamos por onde passamos através do nosso olhar ao outro, tanto o colaborador quanto o associado”, destaca Sidnei Strejevitch, Presidente da Sicredi União RS.

Outro diferencial da instituição financeira é o retorno de parte do resultado da cooperativa ao associado de acordo com o que este contribui com a cooperativa.  “No ano de 2018 tivemos um resultado de mais de R$ 82 milhões e pudemos devolver quase metade deste resultado aos nossos associados, proporcionalmente a sua participação. Estamos a cada dia cumprindo nossa missão de agregar renda e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos nossos associados e das comunidades onde estamos inseridos”, disse Giovani John, Diretor Executivo da Sicredi União RS.

 Programa A União Faz a Vida

Há 22 anos a Sicredi União RS desenvolve o Programa A União Faz a Vida na região Noroeste e Missões. O Programa é a principal iniciativa de responsabilidade social do Sicredi e contribui para a educação integral de crianças e adolescentes, com base nos princípios da cooperação e da cidadania. Atualmente está presente em 23 municípios: Alecrim, Caibaté, Cerro Largo, Giruá, Porto Xavier, Santo Antônio das Missões, Vitória das Missões, Entre-Ijuís, Santa Rosa, São Borja, Tuparendi, Mato Queimado e Cândido Godói, Campina das Missões, Catuípe, Guarani das Missões, Novo Machado, Porto Lucena, São Luiz Gonzaga, São Miguel das Missões, Sete de Setembro, Tucunduva e Ubiretama. É desenvolvido em 34 escolas, beneficiando mais de 4.260 crianças e adolescentes e 521 professores.

Educação Financeira

Outra causa importante e que reforça a nossa missão é a Educação Financeira. A cada ano as ações se intensificam e nos últimos quatro anos mais de 24 mil crianças e adolescentes participaram de palestras e oficinas sobre educação financeira. Além destes atuamos de forma intensa em parceria com empresas, sindicatos, prefeituras, entidades, entre outras, auxiliando os participantes a cuidar da sua vida financeira.

 Fundo Social 2019

Neste ano a cooperativa aumentou o valor para o Fundo Social, destinando 2,5% do resultado de 2018 para apoiar ações de interesse coletivo desenvolvidas na área de ação da Sicredi União RS. São mais de R$ 1,5 milhão para iniciativas que visam promover educação, saúde, cultura, esporte, manutenção ou recuperação ambiental e segurança. O Fundo Social vem ao encontro da prática de dois, dos sete princípios do cooperativismo: Educação, formação e informação e Interesse pela comunidade.

Proximidade com associados e comunidade

No último ano a cooperativa iniciou um processo importante no desenvolvimento da região. Foi dado o primeiro passo ao projeto de expansão nos municípios onde ainda não temos agência: Garruchos, Pirapó e Rolador. Será inaugurada agência em Rolador no dia 11 de julho e, ainda este ano, está prevista a inauguração em Garruchos, e em 2020 no município de Pirapó.

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Brasileiros criam fogão que funciona com energia solar e dispensa botijão

Publicado

em



Cientistas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), criaram um fogão movido a energia solar e podem ter resolvido uma das queixas mais comuns dos brasileiros, que é o preço altíssimo do botijão do gás de cozinha.
 
Feito com sucata, espelhos e materiais de baixo custo, o aparelho tem custo de fabricação muito baixo, de apenas R$ 150 – menos do que o botijão de gás, que sai entre R$ 103 e R$ 140, de acordo com a região.
 
E quem questiona sobre a potência do equipamento, também vai se surpreender. O fogão sustentável conseguiu assar nove bolos ao mesmo tempo!
 
Pratos já testados no fogão
 
Para criar o fogão movido a energia solar, o professor usou um princípio simples da engenharia.
 
O aparelho transforma a radiação solar em calor, gerando um efeito estufa. Isso permite aquecer os alimentos até o ponto de cozimento necessário.
 
Além dos bolos, os cientistas também usaram o fogão para o preparo de lasanha, pizza e até empanados.
 
Todos os alimentos ficaram no mesmo grau de qualidade que aqueles feitos em fogões convencionais.
 
Sustentável e eficiente
 
O professor Luiz Guilherme Meira de Souza, responsável pelo laboratório de engenharia da UFRN, lembra que a energia solar é social, abundante e renovável.
 
E são justamente essas características que permitem que ela esteja acessível para todos, em qualquer lugar.
 
Fonte:SóNotíciaBoa
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Estudante cearense fica em 1º lugar em concurso nacional de redação

Publicado

em



O primeiro lugar do concurso nacional de redação, promovido pelo Senado Federal, ficou com o estudante Francisco Davi da Silva Pereira, de Sobral, no Ceará.
 
Aluno de escola estadual, o jovem dissertou sobre o tema “200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”.
 
“O tema foi sensacional. Quando eu vi, me identifiquei de primeira, porque amo tudo o que envolve a área de humanas”, contou o estudante.
 
O concurso faz parte do Programa Jovem Senador 2022, que leva os estudantes selecionados para uma vivência legislativa, em Brasília, na qual os jovens vão simular a atuação dos senadores, numa legislatura com quatro dias de duração.
 
Processo seletivo
 
Francisco contou que se preparou bastante para o concurso. Ele sempre foi muito presente e participativo nas aulas de História e Sociologia na escola. Além disso, acompanhou palestras, debates e vídeos produzidos por historiadores.
 
Francisco também refletiu sobre a importância de dissertar sobre temas como o do concurso.
 
“No momento em que vivemos, é essencial entendermos os erros do passado, para não repetí-los no presente. Essa contextualização joga luz no debate sobre uma sociedade mais justa e um futuro melhor para as próximas gerações”, explica.
 
“Devemos ter consciência do país que queremos, que não pode ser bom apenas para um grupo, mas sim para todo o nosso povo”, enfatiza Francisco.
 
Programa Jovem Senador
 
Francisco contou que está bastante ansioso para o dia de conhecer e participar de uma sessão no Senado.
 
“Sempre me interessei por programas como o Jovem Senador. Em 2020, concorri ao Parlamento Jovem Brasileiro (PJB – programa da Câmara Federal) e bati na trave. Acho que o desejo de representar um estado tão valoroso como o Ceará, terra de grandes figuras históricas como Rachel de Queiroz, Belchior e outras, foi um ponto a mais de estímulo para a minha dedicação. Terra da luz, tenho certeza de que a gente vai brilhar muito!”, ressalta o estudante.
 
Primeira viagem
 
A viagem a Brasília vai ser a primeira experiência de Davi fora do Ceará. O jovem reside em Meruoca, município localizado a 18km de Sobral.
 
O prêmio inclui passagem aérea, hospedagem, alimentação e locomoção. Cada jovem senador ganha, ainda, um notebook.
 
Os professores orientadores das redações escolhidas acompanham os estudantes a Brasília e são premiados com notebooks.
 
Como será
 
Em Brasília, a experiência de Francisco será realmente enriquecedora. O processo começará com a posse e eleição da Mesa (presidente, vice e secretários) e terminará com a aprovação dos projetos e sua publicação no Diário do Senado Federal.
 
As sugestões acatadas serão encaminhadas à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) da Casa. Desde o início do programa, já foram apresentadas 54 proposições ao colegiado. Destas, 40 foram aceitas e passaram a tramitar como projetos de lei.
 
A redação de Francisco foi selecionada em um total de 93 inscrições no Ceará. O processo de escolha teve início em novembro de 2021.
 
Para ele, a participação de jovens estudantes em programas como esse é fundamental, mas reconhece que ainda é pouca.
 
“Acredito que hoje temos um grande problema, a juventude anda meio desacreditada da política. Mas, a gente tem que mostrar que isso tem jeito. Cresci ouvindo que a minha geração será a responsável por transformar esse país. Se a mudança que nós tanto queremos não está naqueles em quem nos inspiramos, é porque a força de realizar essa transformação está adormecida dentro de nós. Basta que a gente desperte. Bora lá, jovens!?”, finalizou. 
 Fonte: SóNotíciaBoa
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Mecânico conserta de graça moto de gari que caminhava 5 h por dia para ir trabalhar

Publicado

em



O mecânico Jair Lenz, de Cruzeiro do Sul (RS), se comoveu com a história do gari Cristiano Silva, que caminhava 5 horas por dia para ir ao trabalho, por não ter dinheiro para pagar o conserto de sua moto.
 
Após ouvir a triste situação do morador pela rádio da região, o mecânico ofereceu ajuda para consertar a moto.
 
Quando o serviço terminou Jair disse que Cristiano demorou para acreditar: “Quando comecei a conversar com ele por telefone a ficha dele não estava caindo, parece que ele não estava acreditando porque me disse que não ia ter como pagar. E eu disse que não teria custo algum, simplesmente queria ajudar”, contou.
 
“Acabei fazendo de bom coração, como se fosse para qualquer outro cliente”, disse Jair.
 
Caminha 5 horas por dia
 
Morador de Forqueta Baixa, interior de Arroio do Meio (RS), Cristiano Costa, de 38 anos, caminha cerca de cinco horas por dia para trabalhar como gari, na cidade de Lajeado.
 
Para chegar na empresa às 7h15, ele sai de casa às 5h, e anda de Forqueta Baixa até a Rua João Abott, no Centro de Lajeado.
 
“Eu tinha uma moto, mas estragou o motor, desde então, ou caminho ou não trabalho”, contou o gari.
 
Trabalhando há doze anos na profissão, Cristiano passa oito horas por dia correndo atrás do caminhão, mais cinco no deslocamento entre sua casa e seu trabalho.
 
“Pela manhã vou mais rápido para Lajeado, mas na volta demoro mais, pois daí já estou bem cansado”, desabafa ele.
 
O mecânico explicou que desde 2013 não trabalha mais com motos de baixa cilindrada, mas isso não foi motivo para não oferecer ao novo amigo o serviço completo, que levou uma semana para ser concluído.
 
Como tem gente boa nesse mundo! A gente agradece por isso todo dia!
 
Obrigado Jair Lenz, você é um exemplo de ser humano! 
Fonte: SóNotíciaBoa
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PORTAL PLURAL LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2022 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×