Setor industrial quer tabela de frete apenas como referência – Portal Plural
Connect with us

Geral

Setor industrial quer tabela de frete apenas como referência

Publicado

em



 

Na segunda semana de rodada de negociações, o setor industrial apresentou hoje (6) uma contraproposta ao Ministério da Infraestrutura para dar sequência às conversas sobre o piso mínimo de frete com os caminhoneiros autônomos. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), as entidades propõem que a tabela de frete seja apenas um documento de referência para as contratações e não uma determinação. Elas também disseram que se comprometem a estimular contratações diretas entre embarcadores e caminhoneiros.

O documento, assinado por 32 entidades, entre confederações, federações estaduais da indústria, associações setoriais e sindicatos, deverá ser objeto de debate em nova rodada de negociações. Na semana passada, os caminhoneiros apresentaram ao ministério as demandas sobre a proposta de piso mínimo de frete. Segundo a CNI, a proposta foi encaminhada às entidades na última sexta-feira (2).

“Na segunda-feira (5), a CNI fez nova consulta a sua base sobre a sugestão apresentada pelo governo e apresentou a contraproposta que será analisada pelo governo e pelos caminhoneiros. As entidades continuam acreditando que o melhor cenário é um entendimento direto entre produtores e transportadores por meio de mecanismos de mercado”, diz a CNI.

Para as entidades do setor industrial, o tabelamento prejudicou todos os segmentos envolvidos no transporte rodoviário de cargas, incluindo os caminhoneiros autônomos.

Na semana passada, o Ministério da Infraestrutura já havia informado sobre a continuidade, nessa semana, das negociações entre caminhoneiros, embarcadores e transportadoras. O anúncio foi feito, após o ministro Tarcísio de Freitas se reunir com os caminhoneiros. Na ocasião, o ministro disse que a proposta do segmento envolve ajustes na tabela de frete mínimo a cada seis meses e a realização de acordos coletivos entre os segmentos anualmente.

Fonte Agência Brasil
Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Vereadoras receberam visita da bancada feminina de Tuparendi

Publicado

em



As Vereadoras da atual Legislatura de Tucunduva, Marta Camera Taffarel, Odelci Gotin e a suplente Neusa Mazzaro, receberam a visita da bancada feminina da Câmara de Tuparendi, quem em composição histórica possui nada menos do que 4 mulheres na legislatura atual. “Dialogamos sobre o trabalho desenvolvido, trocamos experiência de cada uma no legislativo e as dificuldades que enfrentamos. Momentos assim sempre são muitos bons para melhorar cada dia mais o trabalho que desenvolvemos.. Obrigada pela visita meninas, voltem sempre”, declarou a Vereadora Odelci Gotin.

 

jornal sentinela

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Apae de Três de Maio recebe guarda-chuvas de projeto da Sicredi Noroeste RS

Publicado

em



A Sicredi Noroeste RS está iniciando um projeto com intuito de gerar atos de gentileza na comunidade de Três de Maio, por meio da distribuição de suportes com algumas unidades de guarda-chuvas.
Os objetos estarão em pontos estratégicos da cidade, à disposição da comunidade para utilizá-los quando necessário e devolvê-los em algum dos pontos, gerando um ciclo virtuoso.
A Apae de Três de Maio é um dos pontos. Na última quarta-feira, a instituição recebeu os guarda-chuvas. Eles também podem ser encontrados na Agência 17 da Sicredi Noroeste (centro), Colégio Dom Hermeto, Setrem, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Escola Municipal de Ensino Fundamental São Pedro, Escola Castelo Branco e prefeitura.
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Professor brasileiro cria robô que poderá prever tragédias climáticas

Publicado

em



O professor Joel Ramos, de Petrópolis (RJ), desenvolveu um robô que poderá prever tragédias climáticas – como as chuvas intensas de fevereiro na própria cidade, que deixaram rastros de destruição – para que governo e moradores possam se previnir.
 
A inteligência artificial foi batizada de 14 Bis, mesmo nome do avião de Santos Dumont.
 
“Este autômato, ainda em fase de testes, tem condições de evoluir para uma unidade capaz de servir como base meteorológica, acompanhar as condições do clima, do solo e, com as devidas adaptações físicas, ser utilizado para analisar até mesmo o calor embaixo da terra e, consequentemente, para o salvamento de pessoas soterradas, por exemplo”, afirmou o professor.
 
Criação do robô
 
Professor da Escola Técnica para Faculdades de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro (Faeterj), Joel montou a 14 Bis a partir de peças recicláveis e de motores comprados pela internet.
 
E olha que demais: a máquina é capaz de ouvir e responder perguntas e de se movimentar por comando de voz.
 
Robô está sendo “treinado”
 
Agora, a segunda fase de desenvolvimento do 14 Bis é o preparo para que o robô possa prever e prevenir tragédias naturais a partir de análises de superfícies.
 
Ele também pode ser utilizado para replantio de áreas desmatadas, uma interação tecnológica única no Brasil.
 
Viva! Que o 14 Bis possa salvar muitas vidas!
 
Fonte: SóNotíciaBoa
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PORTAL PLURAL LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2022 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×