Setor industrial quer tabela de frete apenas como referência – Portal Plural
Connect with us

Geral

Setor industrial quer tabela de frete apenas como referência

Pável Bauken

Publicado

em



 

Na segunda semana de rodada de negociações, o setor industrial apresentou hoje (6) uma contraproposta ao Ministério da Infraestrutura para dar sequência às conversas sobre o piso mínimo de frete com os caminhoneiros autônomos. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), as entidades propõem que a tabela de frete seja apenas um documento de referência para as contratações e não uma determinação. Elas também disseram que se comprometem a estimular contratações diretas entre embarcadores e caminhoneiros.

O documento, assinado por 32 entidades, entre confederações, federações estaduais da indústria, associações setoriais e sindicatos, deverá ser objeto de debate em nova rodada de negociações. Na semana passada, os caminhoneiros apresentaram ao ministério as demandas sobre a proposta de piso mínimo de frete. Segundo a CNI, a proposta foi encaminhada às entidades na última sexta-feira (2).

“Na segunda-feira (5), a CNI fez nova consulta a sua base sobre a sugestão apresentada pelo governo e apresentou a contraproposta que será analisada pelo governo e pelos caminhoneiros. As entidades continuam acreditando que o melhor cenário é um entendimento direto entre produtores e transportadores por meio de mecanismos de mercado”, diz a CNI.

Para as entidades do setor industrial, o tabelamento prejudicou todos os segmentos envolvidos no transporte rodoviário de cargas, incluindo os caminhoneiros autônomos.

Na semana passada, o Ministério da Infraestrutura já havia informado sobre a continuidade, nessa semana, das negociações entre caminhoneiros, embarcadores e transportadoras. O anúncio foi feito, após o ministro Tarcísio de Freitas se reunir com os caminhoneiros. Na ocasião, o ministro disse que a proposta do segmento envolve ajustes na tabela de frete mínimo a cada seis meses e a realização de acordos coletivos entre os segmentos anualmente.

Fonte Agência Brasil
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

CAPS II Novo Rumo: reinventando ações em tempo de pandemia

Pável Bauken

Publicado

em



Desde março deste ano, quando iniciou a pandemia do covid-19, as atividades de grupo do CAPS II Novo Rumo da FUMSSAR foram suspensas, para evitar aglomerações, como forma de proteger os usuários dos riscos de contaminação.

Os usuários continuam sendo acompanhados para que o vínculo permaneça, porém a forma de atendimento precisou ser reinventada, de forma que esses usuários continuem próximos do serviço.

Sendo assim, além dos contatos telefônicos, chamadas de vídeo, conversas via whats’app, visitas domiciliares, quando necessário, foi criada uma nova estratégia.

Revivendo o passado, foram escritas cartas para cada um dos pacientes, além de serem reveladas fotos de atividades já realizadas no serviço. Essas cartas foram enviadas pelo Correio para cada usuário, a fim de nos mantermos próximos, apesar da distância. Para que saibam que este momento conturbado vai passar, e as atividades logo retornarão.

A proposta foi bem recebida pelos usuários, sendo que a equipe recebeu manifestações de carinho, gratidão e demonstrações da importância do serviço.

Depoimentos de pacientes:

“Como é bom receber um envelope com tanto carinho. Mostra para nós que nunca somos esquecidos por essa equipe maravilhosa. Adoro vocês e devo a todos a minha condição de vida, com mais coragem e ânimo para enfrentar os problemas que surgem.” Carmem Bogler.

“Quando você recebe um carinho assim é muito gratificante. Obrigada a equipe do CAPS. Isso eu chamo de surpresa. Adorei! Muita gratidão a todos vocês.” Idê Pereira Canabarro.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

FUMSSAR promoveu workshop humanizador aos servidores da rede complementar

Pável Bauken

Publicado

em



A Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa, dando continuidade aos serviços de prevenção, orientação e qualificação dos profissionais da saúde, em decorrência da Pandemia do Novo CORONAVÍRUS– COVID-19 promoveu, na última sexta-feira (14/08/2020), o Workshop Humanizador com o professor e contador de histórias Jefferson Machado.

O professor aplicou, a atividade baseada na fabulosa e conhecida história: dos Três Porquinhos, o professor destacou: “Neste momento em que estamos vivendo, alarmados e tensos por noticiários, vidas e histórias sendo transformadas e impactadas pelo Covid-19, precisamos olha o nosso EU e enaltecer a importância de sermos fortes e rir diante dos obstáculos da vida. Somos e devemos ser como o Porquinho da casa de tijolos, corajosos, equilibrados e mantermos nosso propósito de vida.”

Em decorrência da Pandemia, e distanciamento controlado que estamos enfrentando a atividade foi realizada para os gerentes de serviços da Rede Complementar, conforme relatou o diretor Januário Vargas idealizador do projeto, “É de grande importância esta atividade, infelizmente ainda, não conseguimos realizar com todos os profissionais da Rede Complementar à Saúde, mas, idealizamos com os Gerentes dos serviços da Rede, os quais ficaram incumbidos de multiplicar as informações para suas equipes. Precisamos valorizar e qualificar nossos profissionais da saúde, para criarmos um pilar de estabilidade e cuidados e, sabermos da retomada dos serviços quando passar a pandemia” destacou Januário Vargas.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

AMUFRON decidiu seguir as Normas estaduais do Distanciamento Controlado

Pável Bauken

Publicado

em



Na manhã desta sexta-feira, estiveram em reunião os prefeitos da AMUFRON, coordenados pelo seu Presidente Vilmar Horbach Prefeito de Boa Vista do Buricá.

Em pauta a Criação do Comitê Técnico Regional, para assumir a cogestão do Sistema de Distanciamento Controlado proposto no Decreto n° 55.435 de 11/08/2020. Após debate e avaliação a maioria dos prefeitos optou pela continuidade das regras atuais, pois a alteração proposta não concede autonomia na definição dos protocolos regionais.

A decisão levou em consideração, o aumento dos casos na região, a falta de efetivo da PM para auxiliar na fiscalização, necessidade de cumprimento dos protocolos de distanciamento, a sobre carga das equipes técnicas que estão à beira da exaustão, sem condições de assumir mais uma responsabilidade.

Quanto ao Protocolo regional recomendado pela AMUFRON, ficou pactuado entre os prefeitos a continuação da suspensão do funcionamento das quadras esportivas, canchas de bocha, clubes sociais, sedes de bairros e congêneres, independentes da Aglomeração de pessoas.

Estuda-se a cada semana reavaliar a situação regional, prevendo uma diminuição de casos COVID e uma possível flexibilização para setembro, inclusive com a retomada da realização de eventos conforme protocolos sugeridos pelos organizadores deste segmento.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

×