Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013 – Portal Plural
Connect with us

Geral

Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013

Publicado

em



 

Beneficiada pelos serviços e pela indústria, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em setembro, o maior nível para o mês em seis anos e o sexto mês seguido de crescimento. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do MInistério da Economia, 157.213 postos formais de trabalho foram criados no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível foi em setembro de 2013, quando as admissões superaram as dispensas em 211.068. A criação de empregos totaliza 761.776 de janeiro a setembro, 6% a mais que no mesmo período do ano passado.

Setores

Na divisão por ramos de atividade, sete dos oito setores pesquisados criaram empregos formais em setembro. O campeão foi o setor de serviços, com a abertura de 64.533 postos, seguido pela indústria de transformação (42.179 postos). Em terceiro lugar, vem o comércio (26.918 postos).

O nível de emprego aumentou na construção civil (18.331 postos); na agropecuária (4.463 postos), no extrativismo mineral (745 postos) e na administração pública (492 postos). O único setor que demitiu mais do que contratou foram os serviços industriais de utilidade pública, categoria que engloba energia e saneamento, com o fechamento de 448 postos.

Tradicionalmente, a geração de emprego é alta em setembro, por causa da produção da indústria para o natal e do aquecimento do comércio e dos serviços para as festas de fim de ano. Na agropecuária, o início da safra de cana-de-açúcar é a principal responsável pela geração de empregos, principalmente no Nordeste.

Regiões

Todas as regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em setembro. O Nordeste liderou a abertura de vagas, com 57.035 postos, seguido pelo Sudeste (56.833 vagas) e pelo Sul (23.870 vagas). O Centro-Oeste criou 10.073 postos, e o Norte abriu 9.352 vagas formais no mês passado.

Na divisão por estados, todas as 27 unidades da Federação geraram empregos no mês passado. As maiores variações positivas no saldo de emprego ocorreram em São Paulo (abertura de 36.156 postos), em Pernambuco (17.630), em Alagoas (16.529) e no Rio de Janeiro (13.957).

Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro comentou que se trata do melhor resultado para o mês em seis anos. “Estamos mudando o Brasil para melhor”, afirmou.

Rais

O Ministério da Economia também divulgou os números da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2018. O ano passado fechou com 46, 63 milhões de vínculos, 349,52 mil a mais do que em 2017, o que corresponde a um aumento de 0,8% nos postos com carteira assinada no país.

No ano passado, foram abertos na iniciativa privada 371.392 postos de trabalho com carteira assinadaa, 1,02% a mais do que em 2017. Houve crescimento em quatro das cinco regiões do país, com liderança para o Nordeste, onde a oferta de vagas subiu 1,21%. A segunda maior alta foi registrada no Sul (1,1%), seguido pelo Norte (0,96%) e pelo Sudeste (0,67%). Apenas no Centro-Oeste, houve fechamento de postos de trabalho, com queda de 0,52%.

Das 27 unidades da federação, 19 fecharam com desempenho positivo no emprego formal – principalmente Maranhão, Mato Grosso, Amapá, Santa Catarina e Amazonas.

O aumento no emprego foi maior na faixa de trabalhadores de 40 a 49 anos, com a abertura de 258 mil vagas. Em segundo lugar, vieram os empregados de mais de 50 anos (153 mil vagas), seguido pela faixa de 30 a 39 anos (83 mil vagas). A diferença entre homens e mulheres diminuiu levemente, com o emprego feminino subindo de 40% em 2017 para 40,1% dos postos de trabalho em 2018.

Em relação à escolaridade, o maior crescimento foi registrado entre os trabalhadores com ensino superior completo (458 mil vagas), seguido pelos que têm o ensino médio (373 mil) e o superior incompleto (69 mil). Nos demais níveis de educação, houve fechamento de vagas.

AGB

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Alecrim, o cão que espanta medo e depressão de crianças internadas

Publicado

em



Os cães são verdadeiros anjos e o Alecrim também é um fofo! Ele vem fazendo a alegria de crianças internadas em um hospital do Pará.
 
Além de alegrar o ambiente, a visita do cãozinho diminui o medo e a ansiedade dos pacientes durante o tratamento. E não somos nós que estamos dizendo!
 
“Fiquei muito alegre. Ele me abraçou e eu abracei ele. Queria levar para a minha casa”, disse o menino Gabriel Pereira, de 8 anos, que está há um mês internado por causa de uma queimadura.
 
Pet Terapia
 
O cãozinho está auxiliando crianças internadas no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) em Ananindeua, na região metropolitana de Belém.
 
Mais de 10 crianças, incluindo em tratamento por causa de queimaduras, receberam a visita do cão Alecrim em uma sessão de ‘Pet Terapia’.
 
O projeto teve início este mês no hospital que é referência no Pará em diferentes complexidades clínicas com atendimento pelo Sistema Único de Saúde. A primeira visita ocorreu na última semana.
 
Com esse novo formato de terapia, a ideia é tirar essas crianças e seus acompanhantes do ambiente da internação e usar esse elemento terapêutico para diminuir sentimentos como medo, ansiedade e até quadros depressivos”, afirmou a coordenadora do Escritório de Experiência do Paciente, Roberta Kelly.
 
Cãozinho preparado
 
Para esse tipo de trabalho, o animal precisa ser treinado e claro, com todas as vacinas em dia.
 
No caso do cão Alecrim, ele é integrante do Batalhão de Ação com Cães (BAC), da Polícia Militar, e foi treinado desde filhote para integração com crianças e idosos.
 
No hospital, ele obedece aos comandos em troca de petiscos entregues pelas crianças, que aproveitaram também para fazer carinho no Alecrim, que é uma mistura das raças golden retriever e border collie.
 
Que fofura e que projeto incrível! 
Fonte: SóNotíciaBoa
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Funcionário ganha presente mixuruca por 27 anos de trabalho e internautas indignados doam US$ 380 mil

Publicado

em



Um funcionário que trabalha há 27 anos no Burger King e nunca faltou no trabalho ganhou uma bolada de presente: US$ 380 mil – quase R$ 2 milhões. Mas não foi dos chefes, não! Foi de internautas indignados que decidiram ajudá-lo.
 
Tudo começou quando o norte-americano Kevin Ford, 54 anos, ganhou da chefia como forma de agradecimento um ingresso de cinema, um copo da Starbucks, doces e chocolate. Muito humilde, Kevin se emocionou com os presentes simples e agradeceu gravando um vídeo.
 
O que ele não esperava era a reação dos internautas, que consideraram o presente da empresa insignificante para tantos anos de lealdade e o ajudaram numa vaquinha virtual que arrecadou mais de US$ 380 mil.
 
“Sou grato por tudo, por todos os dias que acordo, posso ir trabalhar, ser um bom cidadão, ser um bom americano e apenas fazer minha parte”, disse o funcionário.
 
Como tudo aconteceu
 
Uma das filhas de Kevin Ford, Seryna, criou uma vaquinha no GoFundMe para homenagear a dedicação de seu pai em trabalhar duro para sustentar ela e seus irmãos, afirmando na campanha de doação que eles usariam a meta original de US$ 200 para que ele pudesse visitar seus netos. Há 4 anos que eles não se viam.
 
“Ele começou neste trabalho como pai solteiro, quando ganhou a minha custódia e a da minha irmã mais velha há 27 anos. Então, como nossa família cresceu e ele se casou novamente, ele continuou a trabalhar lá por causa do incrível seguro de saúde que era fornecido.”
 
Seryna escreveu que a família “de jeito nenhum” iria pedir dinheiro, “mas se alguém sentir vontade de abençoá-lo, ele adoraria visitar seus netos”. E deu certo!
 
Reencontro com os netos
 
Graças à solidariedade das pessoas, Kevin pode reencontrar as filhas e conhecer seus netos.
 
“É como um sonho que se tornou realidade”, disse.
 
E mais uma vez, Kevin agradeceu:“É impressionante, especialmente o apoio que estou recebendo todos os dias. É incrível”, comemorou.
 
Ah, não foi informado como a chefia dele ficou depois da reação dos internautas, com os presentinhos dados por 27 anos de trabalho.
 
Fonte: SóNotíciaBoa
Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Brasil é o país com mais superdotados da América do Sul

Publicado

em



Nós já contamos aqui inúmeras histórias brasileiros considerados superdotados e, agora, um ranking só comprova que, quando o assunto é QI alto, o Brasil é líder na América do Sul.

E no ranking mundial, a nossa classificação também é considerável. Estamos na trigésima posição, com mais de 2 mil gênios.

Ao redor do mundo, os Estados Unidos ocupam a primeira colocação, com o registro de 52 mil pessoas de QI elevado. O segundo lugar fica com o Reino Unido, que tem 19 mil, seguido da Alemanha, com 16 mil

Brasileiros superinteligentes por estados

Hoje temos 2.090 membros na Associação Mensa Brasil. Essa é a entidade que reúne pessoas superinteligentes ou com altas capacidades intelectuais. Ela é a representante oficial da Mensa Internacional, organização que reúne pessoas com QI elevado.

A Mensa Brasil diz que São Paulo lidera o total de integrantes identificados no Brasil como superdotados. O cálculo da organização diz que já foram mapeadas 984 superinteligentes no estado.

No Rio de Janeiro, são 229 pessoas com inteligência muito acima da média, no Distrito Federal 135, Paraná, 134, Rio Grande do Sul, 94. Acre, Rondônia e Amapá não têm nenhum superinteligente mapeado ainda.

Maioria é jovem

Das pessoas identificadas pela entidade no Brasil, 70% têm entre 19 e 36 anos. Os integrantes entre 13 e 18 anos correspondem a 10%, se mantendo no mesmo patamar verificado para a faixa etária entre 37 e 45 anos. Apenas 5% dos superinteligentes possuem mais de 45 anos de idade.

“Cerca de 2% dos habitantes do Brasil podem apresentar sinais de altas habilidades, com um QI muito acima da média. Porém, ainda não há um mapeamento abrangente destes indivíduos”, disse Rodrigo Lopes Sauaia, presidente da Mensa Brasil.

Inteligência acima do comum

Um dos brasileiros que entra para esta estatística é o pequeno Filippo de Castro Morgado, de apenas 5 anos. Ele é um dos mais novos integrantes da Mensa.

E o menino é muito inteligente desde cedo. Com apenas dois anos ele já sabia ler e aos 3 anos se tornou bilíngue, autodidata, ou seja aprendeu sozinho! Olha que incrível.

Fonte: SóNotíciaBoa

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PORTAL PLURAL LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2022 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×