Sessão Solene da Semana Farroupilha será no Piquete Esteio do Rio Grande – Portal Plural
Connect with us

Cultura

Sessão Solene da Semana Farroupilha será no Piquete Esteio do Rio Grande

Publicado

em



 

Seguindo o roteiro anual de visitas às entidades tradicionalistas de Santa Rosa, durante a programação da Semana Farroupilha, a Câmara de Vereadores de Santa Rosa estará na sede do Piquete Esteio do Rio Grande, que funciona junto ao Círculo Operário.

Será na segunda-feira, 16, quando os 15 vereadores participam da Sessão Solene em homenagem ao 20 de Setembro, data magna dos gaúchos.

Neste ano, o Poder Legislativo prestará homenagens à Epopeia Farroupilha concedendo honrarias a lideranças que representam as entidades tradicionalistas do município.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Município recebe inscrições para o Fundo de Cultura

Publicado

em



Estão abertas as inscrições para quem tem interesse em aprovar projetos no Fundo Municipal de Cultura. O recebimento das propostas acontece até o dia 25 de junho. Os envelopes com os projetos e documentos devem ser entregues no protocolo do Departamento de Cultura, no Centro Cívico Cultural Antônio Carlos Borges.

Os participantes podem se habilitar em duas linhas: até R$ 10 mil para pessoa jurídica (e nesse caso o CNPJ da empresa ou estatuto da entidade deve prever a natureza cultural) e até R$ 5 mil para pessoa física. É permitida a captação complementar, em até 30% sobre esse valor. Os aprovados terão até seis meses para executar as ações propostas. A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, destinará R$ 150 mil para o Edital de Incentivo à Produção Cultural e Artística, “Em um momento econômico tão delicado, é uma grande conquista conseguirmos manter o aporte ao Fundo de Cultura”, enfatizou Lires Zimmermann.

Os projetos devem estar enquadrados em um dos 10 segmentos culturais listados no edital, que está no site da Prefeitura. Poderão se inscrever quaisquer empreendedores culturais, no caso de pessoa física com idade igual ou superior a dezoito anos completos, ou pessoa jurídica de direito privado, com ou sem fins lucrativos, que venham a realizar programas, projetos ou ações culturais. O projeto deve ser executado dentro dos limites da cidade de Santa Rosa e o responsável residir ou possuir sede no município.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Cultura

Sesc Santa Rosa promove capacitação com temáticas negras e indígenas para docentes

Publicado

em



Educadores de Santa Rosa e região terão a oportunidade de participar do Seminário Diálogos Multiculturais, uma formação de professores para as temáticas negras e indígenas. Nos dias 19 e 20 de julho, nove palestras on-line serão disponibilizadas para debater, principalmente, o papel dos educadores na promoção de novos olhares a respeito das culturas que formam a sociedade. Promovido pelo Sesc Santa Rosa, o evento já conta com a participação confirmada de profissionais de treze municípios da região.

O projeto visa capacitar os professores no que tange às Leis 10.639/2003, de obrigatoriedade do Ensino da Cultura Afro-brasileira no currículo da Educação Básica, e 11.645/2008, que insere a Cultura Indígena nos conteúdos escolares, além de atender às Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação para as Relações Étnico-Raciais. Entre os temas propostos estão Literatura Negra, Literatura Negra Feminina, Griôs Africanos, Bonecas Abayomi, Poéticas Periféricas, Área Indígena e Cosmologias Indígenas Guaranis e Kaingangs.

Estão confirmados os docentes dos municípios de Três de Maio, Porto Lucena, Campina das Missões, Tuparendi, Tucunduva, Horizontina, Independência, São Martinho, Três Passos, Redentora, Sede Nova, Tenente Portela e Barra do Guarita. As prefeituras interessadas em possibilitar a participação de seus educadores podem contatar o Sesc Santa Rosa pelo telefone (55) 3512-6044 ou pelo e-mail [email protected].

Durante todo o ano de 2020, mesmo em meio à pandemia, o Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac esteve como sempre bem próximo à comunidade gaúcha. Seguindo as recomendações das autoridades e mantendo os cuidados com a saúde de todos, os serviços continuaram sendo entregues e fizeram diferença na vida das pessoas. Para 2021, a entidade deseja que os gaúchos vistam seus melhores sorrisos e tenham esperança no novo ciclo. O portal www.pertodevc.com.br segue com programação on-line e gratuita em variadas áreas como: empreendedorismo, educação, esporte, saúde, cultura, lazer e ação social.

Seminário Diálogos Multiculturais | Data: 19 e 20 de julho | Transmissão: YouTube Sesc RS

Programação 

19/07, 8h: Literatura Negra – Ronald Augusto

19/07, 10h30: Literatura Negra Feminina – Lilian Rocha

19/07, 14h: Griôs Africanos –Jonatan Ortiz Borges

19/07, 15h30: Bonecas Abayomi – Clarice Tomaz

20/07, 8h: Poéticas Periféricas – Richard Serraria, Chiquinho Divilas e Cristina Rosa

20/07, 10h30: Área Indígena – Xadalu Tupã Jekupé

20/07, 14h: Cosmologias Indígenas Guaranis – Douglas Barbosa

20/07, 15h30: Cosmologias Indígenas Kaingangs – Joseane Sales

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Cultura

Professor aposentado segue em busca da origem do nome de Três de Maio

Publicado

em



No dia do aniversário de 66 anos de Três de Maio, a Rádio Colonial entrevistou o professor universitário aposentado Leomar Tesche, que tem se dedicado a estudar a história do nosso município. E a origem do nome Três de Maio têm intrigado ele e muitas pessoas que gostariam de saber o motivo que levou as lideranças políticas da época da emancipação a escolherem esse nome para dar ao novo município. Poderia ter sido Buricá, já que antes de se emancipar de Santa Rosa o nome era justamente Vila Buricá.

Existe uma versão que teria sido realizado os moradores teriam sido consultados em um plebiscito para a escolha do nome. E as opções eram duas. Três de Maio ou Buricá.

Mas porquê esta data era tão significativa para os primeiros moradores do então segundo distrito de Santa Rosa? É isso que Tesche vem tentando descobrir ao longo dos anos.

 

Durante muito tempo difundiu-se a teoria que o nome do município deveu-se ao lançamento da pedra fundamental do Clube Buricá em 1930 e por ser a data do aniversário da associada e esposa do primeiro presidente da entidade, Nely Dahne Logemann, que muito se esforçou na construção da primeira sede social. Tesche refuta esta hipótese desde que procurou a família Logemann e ficou sabendo que Nely, na verdade, nasceu no dia 25 de dezembro.

 

Outra possível explicação para Três de Maio ter esse nome seria a construção da primeira residência de alvenaria da cidade após a conclusão da medição oficial dos terrenos da nova área que estava sendo urbanizada. Porém, Tesche questiona se esse marco teria realmente sido assim tão importante a ponto de dar o nome do municípios, pois já existiam casas aqui antes definição dos lotes.

 

Segundo Leomar Tesche, o mistério sobre a origem do nome Três de Maio ainda não foi desvendado.

 

– A hipótese da construção da primeira casa após o término da medição da vila me parece a mais provável. É preciso comprovar isso junto a cartografia oficial. O que sabemos é que Três de Maio não foi fundada por empresas, como alguns municípios criados na época. Aqui as famílias foram chegando e se estabelecendo aos poucos. O que também ainda está claro – conta Tesche.

 

Seria uma homenagem à arrojada construção do Clube Buricá ou para marcar a edificação da primeira casa de tijolos? Ou será que teria sido meramente aleatório?

 

O professor defende que a Prefeitura organize um arquivo público para documentar e conservar devidamente por meio dos documentos e registros oficiais a memória do nosso município.

Fonte: Rádio Colonial

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×