Segunda remessa de CoronaVac será distribuída às coordenadorias regionais na segunda, dia 1° - Portal Plural
Connect with us

Destaque

Segunda remessa de CoronaVac será distribuída às coordenadorias regionais na segunda, dia 1°

As outras 170,8 mil doses da primeira remessa, para a segunda aplicação, também serão repassadas no mesmo dia

Publicado

em


15 topo humberto pluralFAST AÇAÍNuverabanner plano0 goldAcademia Persona

O destino da terceira remessa de vacinas contra o coronavírus, recebida em 25 de janeiro, foi definido. O lote de 53,4 mil doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo, será enviado aos municípios nesta segunda-feira (1°/2). Na ocasião, também haverá entrega de outras 170,8 mil doses de CoronaVac recebidas na primeira remessa, reservadas para a segunda dose.

Os critérios para a aplicação desses imunizantes foram debatidos entre a secretária da Saúde, Arita Bergmann, e equipe técnica, durante reunião virtual com o Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), nesta sexta-feira (29/1).

Inicialmente, a segunda remessa de Coronavac destinava-se à continuidade da vacinação de trabalhadores da saúde que atuam diretamente na linha de frente de combate à Covid-19. No entanto, a Secretaria da Saúde (SES) optou por utilizar parte das doses para fazer algumas correções. As doses restantes serão encaminhadas a esses profissionais ainda não imunizados. Isso significa que todas as 53,4 mil doses da Coronavac serão utilizadas para a aplicação da primeira dose.

A Secretaria da Saúde se baseou em dados da base apresentada pelo Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), do Ministério da Saúde, que toma por base as campanhas de influenza cuja vacinação inclui pessoas de 18 a 59 anos. A vacinação contra a Covid-19, porém, inclui trabalhadores da saúde de idade superior a 59 anos, o que fez com que o cálculo inicialmente utilizado para a distribuição de vacinas precisasse de ajustes.

O CNES informou uma estimativa de 361 mil trabalhadores da saúde e, com as correções, o valor de referência passa a ser 407 mil. Além disso, algumas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) não estavam cadastradas no CNES, o que fez com que o número real de idosos institucionalizados fosse subestimado.

O objetivo é que, com esse quantitativo, todos os municípios atinjam 100% de vacinação dos grupos prioritários de indígenas aldeados, população de 60 anos ou mais institucionalizada e pessoas portadoras de deficiência institucionalizadas.

As demais doses serão destinadas para garantir a continuidade da imunização da primeira dose dos profissionais de saúde de linha de frente que ainda não foram vacinados. Dessa forma, cidades que ainda não receberam o total correspondente a esses de profissionais receberão um volume de doses que vai assegurar que nenhum município tenha recebido menos do que 66% das doses previstas para essa população, também prioritária nesta fase da campanha.

A logística de distribuição será a mesma utilizada nas outras duas distribuições, com apoio aéreo e terrestre. Essa é a terceira remessa de vacinas recebida pelo Estado. O primeiro lote, com 341,8 mil vacinas CoronaVac, chegou em 18 de janeiro. Somado às 116 mil vacinas da Oxford/AstraZeneca, recebidos em 24 de janeiro, o Rio Grande do Sul recebeu, até agora, um total de 511,2 mil doses de vacinas contra a Covid-19.

Edição: Suzy Scarton
Edição: Secom

Compartilhe
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

7 mil aves serão sacrificadas após confirmação de doença de Newcastle em aviário do RS

Publicado

em

portal plural 7 mil aves serão sacrificadas após confirmação de doença de newcastle em aviário do rs (1)
Foto: Divulgação
15 topo humberto pluralAcademia Personabanner plano0 goldNuveraFAST AÇAÍ

Um foco da Doença de Newcastle (DNC) foi identificado em um estabelecimento de avicultura comercial de corte, localizado no município de Anta Gorda, no Vale do Taquari, Rio Grande do Sul. A informação foi confirmada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). Após o diagnóstico, será necessário sacrificar 7 mil aves. O Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de São Paulo (LFDA-SP) confirmou o diagnóstico após realizar análises laboratoriais.

A Doença de Newcastle é uma enfermidade viral que afeta tanto aves domésticas quanto silvestres. Causada pelo vírus pertencente ao grupo paramixovírus aviário sorotipo 1 (APMV-1), a DNC apresenta sintomas respiratórios, seguidos por manifestações nervosas, diarreia e edema da cabeça. A investigação epidemiológica do caso foi conduzida pela Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi).

Devido ao alto risco de disseminação do vírus, a DNC exige medidas rigorosas de controle e erradicação. Os últimos casos confirmados no Brasil ocorreram em 2006, nos estados do Amazonas, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

O Ministério da Agricultura e Pecuária assegura que o consumo de produtos avícolas inspecionados pelo Serviço Veterinário Oficial (SVO) permanece seguro e sem contraindicações. A fiscalização e os processos de inspeção garantem que os produtos disponíveis para consumo não oferecem riscos à saúde humana.

Nesta quinta-feira (18), o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, realizará uma reunião do Gabinete Itinerante do Ministério em Porto Alegre. O encontro contará com a participação dos ministros da Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, além do presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), César Aldrigi.

Fonte: G1

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Greve Nacional do INSS afeta atendimento em Santa Rosa?

Publicado

em

portal plural greve nacional do inss afeta atendimento em santa rosa

15 topo humberto pluralbanner plano0 goldNuveraAcademia PersonaFAST AÇAÍ

Em Santa Rosa, assim como em todo o país, servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) entraram em greve por tempo indeterminado desde terça-feira (16). A categoria reivindica a recomposição de perdas salariais, que alegam chegar a 55% nos últimos anos, além de valorização profissional e melhores condições de trabalho.

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos ofereceu um reajuste acumulado de 24,8% entre 2023 e 2026, mas a proposta foi considerada insuficiente pelos servidores.

Mas apesar da greve, o INSS garante que mais de 100 serviços continuam disponíveis através da plataforma “Meu INSS” e da Central de Atendimento 135. No entanto, a paralisação pode afetar a concessão de benefícios como aposentadorias, pensões e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), além do atendimento presencial e da análise de recursos e revisões. As perícias médicas não foram afetadas.

Na agência de Santa Rosa, a adesão à greve foi significativa, com atendimento parcial mantido.

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

No Brasil, dois celulares são roubados ou furtados por minuto

Publicado

em

portal plural no brasil, dois celulares são roubados ou furtados por minuto
Foto: Divulgação
NuveraAcademia Personabanner plano0 gold15 topo humberto pluralFAST AÇAÍ

No Brasil, quase dois celulares são alvo de roubo ou furto a cada minuto. Em 2023, quase um milhão de casos foram registrados nas delegacias de todo o país, conforme revelado pelo 18º Anuário Brasileiro de Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado recentemente.

Os dados indicam que os furtos, que envolvem a subtração dos aparelhos sem violência, superaram pela primeira vez os roubos, com 494.295 e 442.999 casos, respectivamente, totalizando 937.294 ocorrências. Em comparação a 2022, houve uma redução global de 4,7% nos números de roubos e furtos de celulares.

Os celulares se tornaram uma entrada frequente para outros tipos de crimes, como estelionato e golpes virtuais, refletindo uma nova dinâmica nos crimes patrimoniais. Marcas como Samsung (37,4%), Apple (25%) e Motorola (23,1%) são as mais visadas, sendo os iPhones responsáveis por uma em cada quatro subtrações, apesar de representarem apenas 10% do mercado nacional.

A maioria dos crimes ocorre em vias públicas (78%), principalmente durante os dias úteis, especialmente entre 5h e 7h da manhã e entre 18h e 22h, períodos de movimento nas grandes cidades. Os furtos, por sua vez, ocorrem predominantemente nos finais de semana (35%), com preferência por horários de menor movimento, como entre 10h e 11h e das 15h às 20h.

As cidades com as maiores taxas de roubo e furto de celulares incluem Manaus, Teresina, São Paulo, Salvador e Lauro de Freitas (BA), com taxas variando de 1.695,8 a 2.096,3 casos por 100 mil habitantes. Além disso, o anuário destaca um aumento significativo nos estelionatos, com um registro a cada 16 segundos em 2023, representando uma mudança de paradigma na criminalidade patrimonial no país.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Compartilhe

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

Trending

×

Entre em contato

×