Saúde exclui presos de plano inicial de vacinação contra a Covid-19 – Portal Plural
Connect with us

Geral

Saúde exclui presos de plano inicial de vacinação contra a Covid-19

Publicado

em

Saúde exclui presos de plano inicial de vacinação contra a Covid-19


Pasta argumenta que ainda não há estudos suficientes a respeito da transmissibilidade e letalidade que justifiquem inclusão de detentos

O Ministério da Saúde estuda mudanças no plano de vacinação contra a Covid-19. Uma delas é a retirada da população carcerária do grupo prioritário na imunização.

A pasta argumenta que ainda não há estudos suficientes a respeito da transmissibilidade e letalidade que justifiquem que os detentos sejam incluídos no grupo prioritário

“A definição de grupos de risco [e posteriormente de grupos prioritários para serem vacinados] depende dos estudos epidemiológicos e dos resultados da fase 3 de cada vacina, que definirão a bula do imunológico”, informou, por nota, o ministério.

O ministério disse ainda que os grupos prioritários estão sendo definidos e, por isso, quem será vacinado de forma prioritária e as fases disso poderão sofrer alterações, complementou a pasta.

“Além disso, a inclusão de outros grupos prioritários ocorrerá à medida em que mais doses e vacinas sejam disponibilizadas após licenciamento da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] e dos acordos de aquisição de vacinas”, disse.

Arnaldo Medeiros, secretário de Vigilância em Saúde, ao apresentar nesta quarta-feira (9), o plano de vacinação, em audiência na comissão da Câmara dos Deputados, já excluiu a população carcerária do material projetado aos parlamentares.

A população carcerária estava prevista para ser vacinada contra a Covid-19 na quarta e última fase do plano preliminar de imunização. Esse plano inicial prevê imunizar grupos prioritários, seja pelo risco de agravar a doença ou de propagar o novo coronavírus.

A proposta prevê que serão imunizados na primeira fase idosos a partir de 75 anos -ou a partir de 60, caso vivam em asilos-, indígenas e profissionais da área da saúde.

Na segunda fase, a imunização será aplicada em idosos de 60 a 74 anos. A etapa na sequência prioriza pessoas com comorbidades, como pacientes com cardiopatias e doenças renais crônicas.

A quarta e última fase deve atender professores, trabalhadores das forças de segurança, do sistema prisional. Era nesse grupo que estavam incluídos os presos.

 

 

FONTE O TEMPO

Geral

Preço do gás de cozinha sobe a partir desta 2ª feira

Publicado

em



 

Aumento de 5,9% no preço médio do GLP foi anunciado pela Petrobras na última 6ª feira

 

A partir desta 2ª feira (14.jun), a Petrobras vai elevar em 5,9% o preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o chamado gás de cozinha, para R$ 3,40 por quilograma, o que representa uma alta de R$ 0,19 por quilo. No início de junho, o preço do botijão chegava a mais de R$ 100,00 em alguns Estados do país.

Distribuidoras e revendedores são livres para definir se e como repassarão o aumento. De acordo com a petroleira, o reajuste para as distribuidoras segue o equilíbrio com o mercado internacional e acompanha as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio.

A companhia ainda destacou que o alinhamento dos preços entre os mercados, interno e externo, é essencial para garantir o fornecimento do gás de cozinha ao mercado brasileiro e evitar o risco de desabastecimento nas regiões do país.

Em janeiro, o preço do gás de cozinha teve um aumento de 6%. No mês seguinte, a alta foi de 5,1%. Já em março, o reajuste médio chegou a R$ 0,15 por quilo e, em abril, o aumento foi de 5%.

Combustível

Na 6ª feira (11.jun), a petroleira comunicou o reajuste no valor da gasolina e do diesel. O primeiro teve uma diminuição de 2% no preço repassado para as distribuidoras. Já o diesel manteve o valor médio.

 

FONTE: SBT

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Câmara dos Deputados sobe para R$ 140 mil a isenção de IPI de carro para pessoas com deficiência

Publicado

em



 

A MP (Medida Provisória) 1.034/21 aprovada esta semana na Câmara dos Deputados aumenta de R$ 70 mil para R$ 140 mil a isenção do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) na compra de automóveis por pessoas com deficiência.

 

A MP também incluiu a deficiência auditiva na lista para o benefício. O deputado federal Marcelo Aro (PP-MG) explicou neste domingo (13) que a proposta corrige distorções e promove a inclusão.

O deputado afirma que, após a decisão de exonerar o diesel e o gás de cozinha, o governo buscou formas de recompor o caixa perdido, colocando, entre outras ações, o limite para compra de carros por pessoas com deficiência sem cobrança de IPI em R$ 70 mil – o mesmo valor que alguns estados utilizam desde 2009 para dar isenção de ICMS.

 

FONTE: O SUL

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Deputados Classmann, Ernani e Zilá comemoram anúncio do Governo do RS de mais de R$ 200 milhões em investimentos na infraestrutura da região

Publicado

em



 

Por articulação dos deputados Aloísio Classmann, Ernani Polo e Zilá Breitenbach, governo anuncia recursos para melhoria de estradas estaduais

 

Na tarde desta quarta-feira (09), durante cerimônia no Palácio Piratini, o governador do Estado, Eduardo Leite, lançou o Programa Avançar, visando mais investimentos na infraestrutura do RS.

No Estado, o Plano de Obras, prevê investimentos da ordem de R$1,3 bilhão, sendo que para a região Noroeste, Celeiro, Missões e Planalto Médio, estão previstos investimentos de mais de R$ 200 milhões, que vão ser utilizados para conserva e restauração de rodovias já pavimentadas, acessos municipais e ligações regionais, sendo que, em alguns casos, em municípios sem acessos asfálticos, os projetos vão ser atualizados, para posteriormente serem viabilizados recursos para a execução da obra.

Na Região 7 (R7), que abrange 77 municípios das regiões Corede Noroeste Colonial, Celeiro, Missões e Fronteira Noroeste, a previsão de investimento é de R$ 202,3 milhões.

No total, o plano inclui a conclusão de 28 acessos municipais e 20 ligações regionais, além da elaboração de 39 projetos executivos, do pagamento de 39 convênios em vigor em diferentes cidades do Estado e da recuperação e conservação de rodovias.

Para organizar o cronograma de investimentos e de execução dos trabalhos, o plano de obras se vale da divisão em nove regiões funcionais do Departamento Autônomo de Rodagem (Daer). A abrangência das regiões está detalhada com base nos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes).

 

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA – DEPUTADO ALOISIO CLASSMANN

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×