Santa Rosa terá centro para atender pessoas com autismo – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Santa Rosa terá centro para atender pessoas com autismo

GOVERNO ANUNCIA OS TRÊS PRIMEIROS CENTROS MACRORREGIONAIS PARA ATENDER PESSOAS COM AUTISMO NO RS

Publicado

em



O governo do Estado anunciou, nesta segunda-feira (19/7), a criação dos primeiros centros de referência macrorregionais em transtorno do espectro autista (TEA). Cachoeira do Sul, Pelotas e Santa Rosa foram os três municípios selecionados em edital e atenderão as regiões, respectivamente, Vales, Sul e Missioneira.

Durante o evento, transmitido ao vivo pelos canais oficiais do governo, foi lançado um novo edital para selecionar propostas para a implantação de mais quatro centros de referência, nas macrorregiões Centro-oeste, Metropolitana, Serra e Norte, e de 30 centros regionais de referência em autismo.

“Hoje, 19 de julho de 2021, é um marco para o nosso Estado. Estamos fazendo história ao fortalecer e qualificar as redes de atenção às pessoas com TEA e suas famílias em todo o Rio Grande do Sul”, afirmou o governador Eduardo Leite.

Os centros fazem parte do projeto TEAcolhe, lançado em abril de 2021, e um repasse de R$ 200 mil já foi feito nesta tarde para as prefeituras de Cachoeira do Sul, Pelotas e Santa Rosa implementarem os seus centros macrorregionais, seja para fazer reforma, ampliação, compra de equipamentos ou viaturas para suas estruturas.

Além disso, a partir de agora, mensalmente cada município receberá R$ 50 mil para custeio das suas unidades. Os mesmos valores serão destinados aos demais centros macrorregionais a serem implantados, enquanto os futuros centros regionais receberão R$ 20 mil, por mês, cada um deles.

“Essa política pública significa apoio financeiro, tanto para implantação inicial quanto custeio mensal, totalizando alguns milhões de reais anuais investidos pelo governo para ajudar a sustentar esse atendimento especializado que estamos criando e, assim, articularmos uma verdadeira rede, que jogue junto, por todo o Estado, em favor desta população. É um projeto absolutamente inovador e que esperamos que cresça a partir da participação de mais municípios, para que estejamos na vanguarda do tratamento digno para as pessoas com autismo e suas famílias”, completou o governador.

As atividades dos centros de referência em TEA serão integradas à Rede de Cuidados à Saúde da Pessoa com Deficiência e à Linha de Cuidado para Atenção às Pessoas com Transtornos do Espectro do Autismo e suas famílias da Rede de Atenção Psicossocial no Sistema Único de Saúde (SUS).

A gestão será feita por um comitê formado por representantes da Secretaria da Saúde (SES), Secretaria da Educação (Seduc) e Secretária da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social (SICDHAS).

Também participam da iniciativa instituições de ensino, de prestação de serviços e controle social. Haverá, ainda, um grupo técnico para, entre outras tarefas, oferecer suporte às gestões municipais, mapear os locais de atendimento e criar o sistema de cadastro e armazenamento de dados das pessoas com autismo no âmbito estadual.

“Hoje é um dia de muita emoção. Tenho certeza que os centros de referência farão a diferença na vida de muitas famílias no nosso Estado, afinal, não é apenas uma política pública de apoio, mas com recursos do Tesouro, fazendo com que o Estado cumpra o seu papel de auxiliar inúmeras instituições, que já exercem um bom trabalho, possam ampliar e qualificar ainda mais”, destacou a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

Nova carteira de identificação

Três crianças, com idades de três, sete anos e 14 anos, são os primeiros gaúchos a receberem a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea) do RS. O documento foi apresentado durante o evento. Desenvolvido e confeccionado pela Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PcD e PcAH no Rio Grande do Sul (Faders), o documento gaúcho tem, além dos dados exigidos pela Lei Federal 13.977/2020 – nome, filiação, local e data de nascimento, identidade civil, CPF, tipo sanguíneo e endereço residencial completo –, a impressão de um QR Code, que permitirá acessar informações adicionais, e conterá geolocalização.

“A implantação do documento ajudará na definição de políticas públicas para as pessoas com TEA. Com a carteirinha, que será confeccionada pela Faders, será possível criar um banco de dados oficial sobre o número de pessoas com autismo. Essas informações são fundamentais para o planejamento de políticas públicas específicas para estas pessoas”, reforçou a secretária da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social, Regina Becker.

Qualquer pessoa com autismo pode fazer o documento gratuitamente. A carteira é importante já que o transtorno do espectro não é visível como a síndrome de Down. Com o documento, pessoas com autismo podem comprovar que são portadores, numa forma de exigir os seus direitos. Também funciona para que associações, Estado e municípios consigam ter dados da população com autismo para cobrar ou planejar políticas públicas para o grupo.

“A Ciptea gaúcha não é uma carteirinha ou uma identidade. A nossa equipe da Faders tentou criar um documento que, por meio do QR Code, qualquer pessoa possa acessar dados, como o nome do médico ou a medicação que um autista esteja tomando, sendo possível vencer eventuais dificuldades que possam aparecer quando ele estiver sozinho ou em deslocamento, por exemplo. Ou seja, é um passo muito importante na acessibilidade e inclusão no RS”, afirmou Marquinho Lang, diretor-presidente da Faders.

Estrutura do TEAcolhe

O TEAcolhe tem como objetivo organizar e fortalecer as redes municipais de saúde, de educação e de assistência social no atendimento às pessoas com autismo e suas famílias. O programa busca envolver escolas, postos de saúde, centros de atendimento e comunidade, atuando de forma integrada.

Cada Centro Regional de Referência em TEA será destinado ao atendimento dos casos severos, graves e refratários das regiões, definidos por protocolo previamente estabelecido.

As ações dos centros de referência em TEA poderão ser executadas, prioritariamente, por serviços públicos já existentes ou, de forma complementar, por instituições privadas, com expertise no atendimento às pessoas com autismo e suas famílias, sempre norteadas pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde, do Sistema Único de Assistência Social e do Sistema Nacional de Educação.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Projeto pretende construir pista oficial de BMX Racing em Santa Rosa

Publicado

em



O Presidente da VooDoo DH Racing Eder Santos juntamente com o apoio da Casa dos Consertos, Bolacha Rauber e Ciclismo RS apresentou para a Secretaria de Esportes da cidade de Santa Rosa RS o projeto da construção da pista oficial de BMX Racing e também de um PumpTrack.

A ideia inicial do projeto é ser construída no padrão da BMX Racing para sediar competições oficiais e seria localizada no Parcão no local onde já havia a pista alguns anos atrás e foi desativada, “Muito além da formação de atletas e o foco no Downhill, nossa meta é criar espaços e apoiar todas as modalidades de ciclismo” , salientou Éder.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Comemorações dos 90 anos de Santa Rosa começam segunda-feira

Publicado

em



De 02 a 13 de agosto atividades vão ser realizadas para marcar os 90 anos de Santa Rosa. Mesmo com as restrições de algumas atividades em função da pandemia, uma programação foi preparada para celebrar a data. Escolas, entidades, instituições e voluntários se mobilizaram para contribuir com as comemorações.

A abertura da programação será marcada por um Culto Ecumênico. A celebração vai acontecer no Centro Cívico às 9H30min e será transmitida pela Câmara de Vereadores e Prefeitura. A Fundação fará a abertura da Semana da Saúde com diversas atividades de práticas integrativas e complementares para a comunidade. No mesmo dia também serão assinados importantes convênios com as Universidades locais que vão beneficiar os servidores municipais e seus dependentes. No dia 02 será lançado o programa “90 anos de Santa Rosa” com poemas apresentados pelos alunos da rede municipal. Também nesse dia começa uma exposição de fotos dos alunos do SENAC na entrada da Prefeitura. Já na terça-feira(03), às 8h45min será inaugurada a Gibiteca na Biblioteca Municipal, às 12H30min será realizado o ato de retomada dos voos comerciais de Santa Rosa para a capital, no aeroporto.

O Prefeito Anderson Mantei, destaca o orgulho em fazer parte desse momento tão importante para Santa Rosa, “São 9 décadas de história de um povo que trabalhou muito pelo crescimento e desenvolvimento da nossa cidade. Nós temos muito orgulho dessa trajetória, por isso, estamos organizando ações que marquem e celebrem esses 90 anos. Santa Rosa é cidade que amamos, é a melhor cidade para se viver”. Na quarta-feira(04), às 9h será realizado no Centro Cívico um Workshop para Idosos, e às 19H a Orquestra Jovem fará uma live em comemoração aos 90 anos(organizada e transmitida pela Câmara de Vereadores e Prefeitura). Dia 05 de agosto, às 9h será realizado o lançamento do Planejamento Estratégico da Prefeitura e na sexta o lançamento do Projeto Educação: um olhar para o futuro de Santa Rosa.

No sábado serão realizadas diversas atividades esportivas no CEU de Cruzeiro. De noite, a partir das 20h será realizada uma live da Banda Indústria Musical. O show será transmitido pela Lucano. No domingo(08), às 8h os ciclistas vão poder participar da etapa Túnel Verde(saída do Parcão), e na sequência o 19º RCMec vai realizar atividades para as crianças no Parcão. Na segunda-feira, dia 9 de agosto, a semana começa com plantio de 90 mudas de árvores pela cidade. A Secretária de Comunicação, Lisandra Steffen, destaca que as atividades se concentram nas duas primeiras semanas, mas seguem durante todo o mês, “Essas são algumas das ações que estamos preparando, mas durante todo o mês de agosto outras atividades oficiais devem marcar o aniversário de Santa Rosa, como por exemplo, a reinauguração do monumento de Cristóvão Colombo que está sendo restaurado e deve ser entregue, novamente para a comunidade, ainda no mês do município”.

No dia em que Santa Rosa completa 90 anos, terça-feira, às 8h o Recital vai apresentar o hino de Santa Rosa nas redes sociais da Prefeitura, às 8h30min no parque de exposições vai ocorrer o 2º desafio solidário(corrida/caminhada), às 10h será divulgado o vencedor da capa do livro da ACISAP. Às 19H30min, será lançado o “Projeto Papo 90 – Resgatando nossa história” organizado pelo Hortigranjeiros em parceria com a Prefeitura. A proposta apresenta 90 personalidades que vão contar histórias relevantes para o desenvolvimento de Santa Rosa. A viabilização do projeto se dá através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), através da produtora cultural Lucano Cultura e Marketing por meio do Pró Cultura RS, com patrocínio da Cotrirosa e da Coopermil. Dia 11 será inaugurado o refeitório que foi reformado da Escola Pedro Speroni e às 14h o ato de instalação do espaço Criança e Juventude no CEU de Cruzeiro e às 15H30min o lançamento do Projeto Berço Nacional da Soja. No dia 13 as atividades encerram com a abertura da exposição de fotos do projeto Papo 90, na Prefeitura.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Santa Rosa vacina adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades

Publicado

em



A Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa está vacinando nesta quarta-feira(28), contra a COVID-19, adolescentes com comorbidades, de 12 a 17 anos. A imunização aconteceu mediante agendamento prévio, nas seguintes Unidades Básicas de Saúde do Centro e Cruzeiro.

As comorbidades contempladas nesta fase de vacinação foram: obesidade grave, pneumopatias crônicas graves, imunodeprimidos, hemoglobinopatia grave, doença cardiovascular, doença neurológica crônica e diabete Mellitus. A estudante Yasmin Pereira, 14 anos, tem asma grave, que pertence ao grupo das pneumopatias crônicas graves. Para ela esse momento foi muito importante, “Para mim é muito gratificante poder estar recebendo a vacina nesse momento que a gente está vivendo. Acho que é muito importante todos estarmos juntos, unidos, se imunizando para podermos combater a pandemia. Estou muito feliz de poder estar recebendo esta dose convido a todos para quando chegar a sua vez, vir também se vacinar”.

Os jovens foram acompanhados dos pais ou responsáveis para receber a primeira dose do imunizante da Pfizer, o único autorizado no Brasil para esse grupo abaixo dos 18 anos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×