Santa Rosa permanece na bandeira vermelha – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Santa Rosa permanece na bandeira vermelha

Pedidos de reconsideração acatados pelo Gabinete de Crise são das regiões de Cachoeira do Sul e Guaíba

Pável Bauken

Publicado

em



Na 30ª rodada, o mapa definitivo do modelo de Distanciamento Controlado terá, a partir desta terça-feira (1°/12), 19 regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto). Apenas dois dos 11 pedidos de reconsideração enviados por municípios e associações regionais foram acatados pelo Gabinete de Crise nesta segunda-feira (30/11). As regiões de Cachoeira do Sul e Guaíba, portanto, permanecem em bandeira laranja (risco epidemiológico médio).

A equipe técnica rejeitou os pedidos das regiões de Capão da Canoa, Taquara, Santo Ângelo, Santa Rosa, Passo Fundo, Caxias do Sul, Santa Maria, Porto Alegre e Bagé. As demais regiões não contestaram a classificação do mapa preliminar.

Veja o mapa definitivo em https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br

O pedido de Cachoeira do Sul foi aceito porque a equipe técnica levou em consideração o fato de que o maior impacto na região resultou dos indicadores da macrorregião e da situação do Estado como um todo. O recurso ponderou que quase todos os indicadores da região se mostraram favoráveis ao longo da pandemia. E, ainda, a região recebeu pacientes de outras áreas em leitos de UTI.

A região de Guaíba também foi impactada pela situação geral do Estado. Houve melhora na média ponderada final em comparação com as semanas anteriores e melhora em dois indicadores da própria região, em especial o que monitora os novos casos acumulados na semana dos internados em leitos clínicos. A equipe que monitora o modelo de Distanciamento Controlado segue alertando que a capacidade de atendimento da macrorregião está bastante tensionada.

Suspensão temporária da cogestão

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (30/11) com a Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e com os representantes das 27 associações regionais, ficou decidido que o sistema de cogestão, implementado em agosto, será suspenso pelas próximas três semanas.

Sendo assim, as únicas regiões que poderão seguir os protocolos de bandeira laranja são aquelas classificadas em bandeira laranja. Nesta rodada, somente Cachoeira do Sul e Guaíba.

As cidades em bandeira vermelha que se encaixam nos critérios da Regra 0-0, ou seja, que não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, também podem adotar medidas da bandeira laranja desde que a prefeitura crie um regulamento local.

As 19 regiões em bandeira vermelha deverão seguir exclusivamente as regras estabelecidas pelo modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado.

Regra 0-0

Na 30ª rodada, o RS tem 10.725.854 habitantes, o que corresponde a 94,7% da população gaúcha (total de 11,3 milhões de habitantes), em bandeira vermelha, distribuídos entre os 466 municípios (do total de 497) classificados como de alto risco de contágio de coronavírus.

Desses, 194 municípios (861.438 habitantes, 7,6% da população gaúcha) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Dos 31 municípios em bandeira laranja (603.751 habitantes, 5,3% da população gaúcha), 13 se encaixam na Regra 0-0. Isso equivale a 68.962 habitantes (0,6% da população do RS).

Clique aqui e acesse a lista de municípios que se enquadram na Regra 0-0

 

RESUMO DA 30ª RODADA

BANDEIRA VERMELHA (19)
Novo Hamburgo (em cogestão)
Passo Fundo (em cogestão)
Capão da Canoa (em cogestão)
Canoas (em cogestão)
Ijuí (em cogestão)
Palmeira das Missões (em cogestão)
Erechim (em cogestão)
Uruguaiana
Santa Maria (em cogestão)
Lajeado (em cogestão)
Santo Ângelo (em cogestão)
Santa Rosa (em cogestão)
Cruz Alta (em cogestão)
Bagé
Taquara (em cogestão)
Santa Cruz do Sul (em cogestão)
Pelotas (em cogestão)
Caxias do Sul (em cogestão)
Porto Alegre (em cogestão)

BANDEIRA LARANJA (2)
Cachoeira do Sul (em cogestão)
Guaíba

Clique aqui e acesse o levantamento completo da 30ª semana do Distanciamento Controlado após a avaliação dos pedidos de reconsideração 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

A primeira financeira no Brasil a se posicionar em favor das mulheres das classes C-D

Pável Bauken

Publicado

em



A VIACERTA FINANCIADORA entra em 2021 com o foco voltado para as mulheres das classes C e D. O novo posicionamento levou em consideração não só a histórica participação das mulheres na base de clientes da VIACERTA, como também uma série de outros fatores mercadológicos. No próprio quadro funcional da VIACERTA, as mulheres já são maioria representando 65% do total de colaboradores e 55% dos cargos de liderança.

Especializada em microcrédito para pessoas físicas e com mais de 50 anos de experiência de varejo, a VIACERTA, com sede em Santo Cristo/RS, atua no Brasil em mais de 5 mil correspondentes autorizados, com a missão de ofertar serviços e soluções de crédito de forma simples e eficaz, criando relacionamentos sustentáveis.

E foi no planejamento realizado no final de 2020 que identificamos uma grande oportunidade com as mulheres das classes C e D que lideram suas famílias e que são, hoje, uma grande parte do mercado de pequenos empreendedores e trabalhadores no Brasil. Mesmo assim, a imensa maioria não consegue acesso fácil ao crédito junto à maioria das instituições financeiras. E isso só tem acentuado a desigualdade social com as mulheres.

A VIACERTA também enxerga o comportamento feminino, baseado em redes de relacionamento, como um dos traços que mais aderência tem com a cultura de proximidade da VIACERTA e sua origem no varejo atendendo esse público. Dessa forma, acreditamos que o crédito pode ser um poderoso instrumento de combate à desigualdade social, de fortalecimento do empreendedorismo feminino, de mais inclusão desse público e, acima de tudo, de resgate do essencial para toda mulher: respeito.

O novo posicionamento fez toda a empresa se voltar para o tema e passar a olhar com muito mais atenção a cultura da empresa, na busca de se ajustar com essa intenção. Nas palavras da Gerente de RH, Laura Lorenset, queremos não só valorizar a mulher como nossa cliente, mas sermos coerentes com o nosso propósito de “Fazer diferença na vida de quem mais precisa de igualdade”. E é esse propósito que dá sentido às nossas próprias vidas!

A campanha que apresenta o novo posicionamento e o propósito da VIACERTA foi criação da agência SELLING Comunicação e Marketing, com o VT produzido pela produtora eFRAME, com a seguinte ficha técnica:

Cliente: VIACERTA Financiadora
Agência: Selling
Planejamento: Arthur Bender
Atendimento: Ana Paula Leonardi
Redação: Arthur Bender
RTV: Sandra de Souza
Mídia: Katy Dorneles

Produtora de Vídeo: eFrame Films and Art
Produção: Jerônimo Oyarzabal
Direção: Voltaire Barbieri Vargas
Fotografia: Juliano Dutra

Produtora de Áudio: Criativa Áudio
Editor: Ederson Wollmuth

Aprovação pelo Cliente: Ademir Diel

Informações:
Conheça mais sobre a ViaCerta em viacertafinanciadora.com.br

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Unijuí oferta Pós-Graduação em Urgência, Emergência e Trauma

Pável Bauken

Publicado

em



Profissionais da área da saúde têm a possibilidade de se especializar na área de Urgência, Emergência e Trauma, por meio da Pós-Graduação Lato Sensu ofertada pela Unijuí. Com inscrições abertas pelo endereço unijui.edu.br/pos, o curso tem carga horária de 360h, com previsão de início para o mês de abril. A especialização tem o objetivo de preparar os profissionais para atuar desde a prevenção até o atendimento e reabilitação de pessoas acometidas por situações de urgência e emergência.

“Cada vez mais, o cenário da saúde demanda por profissionais qualificados para atuar em situações de urgência e emergência, visto que são necessárias competências específicas, como a tomada de decisão rápida e objetiva; ter uma comunicação assertiva; habilidade técnica para realizar procedimentos mais complexos, sem falar na importância do trabalho em equipe. Todas essas habilidades convergem para a qualidade do atendimento ao paciente crítico, com o objetivo de reduzir o número de óbitos”, explicou a coordenadora da Pós-Graduação, professora Bruna Nadaletti.

Dentre os diferenciais do curso está a interdisciplinaridade, com disciplinas que oportunizam uma formação de qualidade para todos os profissionais participantes. O curso também conta com professores altamente qualificados, inseridos nos serviços de saúde de referência, que levam para sala de aula a teoria associada à prática. “Além disso, a pós-graduação traz a oportunidade de estágio nos serviços de urgência e emergência, qualificando ainda mais a formação do profissional”, reforçou a professora.

Mais informações sobre a especialização podem ser obtidas em unijui.edu.br/pos. Para contato com a unidade de Educação Continuada, o telefone é 3332-0553 e o e-mail [email protected].

Destaques:

Egressa do Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências lança dois livros

Projeto de Extensão da Unijuí quer construir alternativas de inclusão social para a comunidade

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Escolas Estaduais retornam em Março no modelo híbrido

Confira as datas de retorno

Andre Garcia

Publicado

em

Foto: Arquivo/Web

A rede de ensino estadual do RS encerra suas atividades letivas de 2020 no dia 31 de janeiro deste ano. Após um ano completamente atípico, cheio de readequações, os profissionais das escolas estão preparando o retorno deste ano letivo.

VOLTA ÀS AULAS

Segundo Beatriz Cancian Milbradt, Coordenadora da 17º CRE em Santa Rosa, “para o retorno da aulas este ano temos três datas, dia 08/03, para as séries iniciais (fundamental até 5ª série), dia 11/03, do 6º ano 9º ano, e dia 15/03 o ensino médio.

Como foi um ano atípico, tivemos que nos reinventar muito rápido, em um plano que tínhamos para quatro anos, tivemos que executar em 10 meses. Muitos de nossos professores não tinham este conhecimento, precisaram se reinventar o aceitar esta nova modalidade de ensino foi quase que obrigatória. Foi um aprendizado que ninguém vai esquecer.

“Tivemos alunos, que num plano inverso, ensinaram alguns professores a lidar com esta nova tecnologia”.

A 17ª Coordenadoria Regional de Educação atende 56 escolas em 22 municípios da região.

TIPO DE ENSINO A SER OFERECIDO

O ensino será híbrido, com 50% presencial e 50% virtual, com escalonamento (revezamento de presencial para virtual), e todos os protocolos de proteção.

“Acredito que este sistema híbrido veio para ficar, talvez não desta maneira”, disse a Coordenadora.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


error: Conteúdo protegido, para ter acesso seja nosso parceiro entre em contato no whats (55) 984161736
×