Santa Rosa investe em painéis solares para economia de energia – Portal Plural
Connect with us

Geral

Santa Rosa investe em painéis solares para economia de energia

Pável Bauken

Publicado

em



Na semana que passou o Município recebeu a primeira parte dos equipamentos de geração de energia fotovoltaica para instalação nas Escolas da Rede Municipal de Ensino. O investimento é de R$ 1.324.680,00, onde pretende-se uma geração de energia elétrica anual de 560.000,00 kW/h, o que resultará em uma economia anual com energia elétrica de R$500.000,00 aproximadamente.

Segundo o Vice-prefeito, Luis Antônio Benvegnú, a implantação do sistema será realizada de forma gradativa, as primeiras escolas a receberem o sistema são EMEF Marquês do Herval, EMEF Paul Harris, EMEF Francisco Xavier Giordani e EMEF Nossa Senhora de Fátima. A previsão de início para instalação está sendo definida e será divulgada posteriormente.

De acordo com o Engenheiro Eletricista, Adriano Fink, a Prefeitura Municipal de Santa Rosa adquiriu os sistemas por um preço atrativo do ponto de vista econômico, e a previsão de retorno do investimento é de aproximadamente 3 (três) anos. Como um gerador fotovoltaico tem vida útil estimada de 25 a 30 anos, fica claro que o valor presente líquido do investimento é bastante atrativo. Some-se a isso que se pretende instalar os geradores somente em prédios próprios e com perspectiva de utilização de longo prazo, e que o sistema pode ser até mesmo reinstalado em outra edificação, temos que o investimento em geradores justifica-se também plenamente sob o ponto de vista financeiro e estratégico, destaca Adriano.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Bolsonaro quer Marcos Pontes no desenvolvimento de vacina, afirma deputado

Pável Bauken

Publicado

em



Diante do crescimento das críticas ao governo por causa da falta de vacinas contra a covid-19, o presidente Jair Bolsonaro determinou à sua equipe que consiga matéria-prima para imunizantes onde for possível comprar. Vice-líder do governo no Congresso, o senador Jorginho Mello (PL-SC) disse que Bolsonaro escalou o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, para desenvolver uma “vacina brasileira”.

“O presidente está preocupado em imunizar a população para que todos retomem as atividades de trabalho. Está negociando com a China”, disse Mello, que conversou com Bolsonaro nesta quarta-feira, 20, à tarde. O Instituto Butantan e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) dependem do envio de insumos chineses – Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) – para produção dos imunizantes no Brasil. O Brasil iniciou a vacinação no domingo, 17, mas, sem matéria-prima necessária para fabricar mais doses, a previsão é de que a campanha seja interrompida após a primeira leva.

Bolsonaro se reuniu na manhã desta quarta-feira com os ministros Eduardo Pazuello (Saúde), Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Paulo Guedes (Economia), Tereza Cristina (Agricultura), Fábio Faria (Comunicações) e Augusto Heleno (Segurança Institucional) e cobrou medidas para solucionar o atraso na importação de insumos da China e vacinas da Índia.

À tarde, Pazuello, Tereza Cristina e Fábio Faria fizeram uma conferência telefônica com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming. De acordo com a embaixada, o objetivo era discutir “a cooperação antiepidêmica e de vacinas entre os dois países”.

Mais cedo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ter informações de que não havia diálogo entre o governo brasileiro e a embaixada. Em clara resposta a Maia, o Palácio do Planalto, por meio de nota oficial, afirmou que o governo federal “é o único interlocutor oficial com o governo chinês”.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

PPI propõe concessão das florestas no Amazonas

Pável Bauken

Publicado

em



O Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) do governo federal recomendou a qualificação no programa das Florestas Nacionais de Balata-Tufari, de Pau Rosa e de Jatuarana, localizadas no Estado do Amazonas, “para fins de concessão florestal”. A proposta está publicada no Diário Oficial da União (DOU) e depende de aval presidencial para ser acatada.

O ato estabelece que o Serviço Florestal Brasileiro, como órgão gestor, será responsável por disciplinar e conduzir o processo de outorga da concessão florestal das unidades. O Conselho do PPI destaca que a proposta leva em conta “a necessidade de conservar a cobertura vegetal das florestas brasileiras” e “a necessidade de gerenciar o patrimônio florestal brasileiro de forma a combater a grilagem de terras e evitar a exploração predatória dos recursos naturais existentes”.

O órgão ressalta também que a concessão permite a obtenção do recurso florestal por meio de técnicas de manejo sustentável e exploração de impacto reduzido, e favorece municípios e comunidades vizinhos à área concedida com a geração de empregos e com investimentos em serviços e infraestrutura.

Estadão

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Caminhoneiros mantêm ameaça de greve em 1º de fevereiro

Reporter Global

Publicado

em



 

 

O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) reiterou a intenção de greve dos caminhoneiros no dia 1 de fevereiro “por prazo indeterminado” em caso de “esgotamento das vias administrativas de solução” para os problemas apontados pela categoria.

 

A CNTRC, que afirma representar cerca de 40 mil caminhoneiros, afirmou que por causa da pandemia de covid-19, vai manter pelo menos 30% da frota circulando para prestar serviços essenciais, “garantindo o abastecimento com prioridade da quota destinada a circulação dos transportes de combustível, medicamentos, insumos hospitalares, cargas vivas, alimentos perecíveis e afins”.

Na semana passada, José Roberto Stringasci, presidente da Associação Nacional de Transporte no Brasil, uma das organizações que integra o CNTRC, disse que para evitar a greve a categoria quer que o Supremo Tribunal Federal (STF) marque uma data para julgar a aplicação da tabela de preço mínimo do frete rodoviário e que a Petrobras abandone a política de equiparação dos preços dos combustíveis no Brasil aos do mercado internacional.

 

 

FONTE: TERRA

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


error: Conteúdo protegido, para ter acesso seja nosso parceiro entre em contato no whats (55) 984161736
×