Rússia acusa navio de guerra americano de violar suas águas territoriais – Portal Plural
Connect with us

Mundo

Rússia acusa navio de guerra americano de violar suas águas territoriais

Publicado

em



A Rússia afirmou nesta terça-feira, 24, que um de seus navios de guerra identificou e afastou um destróier americano que operava ilegalmente em suas águas territoriais no Mar do Japão (Mar do Leste). A Marinha dos EUA negou irregularidades nas manobras de seu navio e acusou Moscou de fazer reivindicações marítimas excessivas.

O Almirante Vinogradov, um caça-submarino russo, advertiu verbalmente o USS John S. McCain, um destróier da Marinha dos EUA, e o ameaçou para forçá-lo a deixar a área, levando-o a retornar às águas neutras, informou Moscou.

O navio USS John S. McCain, que navegava havia vários dias no Mar do Japão, “violou as águas territoriais da Federação Russa no Golfo de Pedro o Grande”, afirmou em um comunicado o Ministério da Defesa de Moscou.

O incidente ocorreu no início da madrugada desta terça-feira (hora de Brasília), quando o navio americano penetrou mais de 2 km em águas russas sem respeitar as fronteiras marítimas, de acordo com o ministério.

O Almirante Vinogradov, da Frota russa do Pacífico, enviou uma mensagem de advertência ao navio americano, ameaçando-o com “uma manobra de estocada para expulsá-lo de suas águas jurisdicionais”, de acordo com o comunicado. O navio americano retornou imediatamente às águas neutras, acrescentou.

Por sua vez, a Frota do Pacífico americana afirmou em um comunicado que o USS John S. McCain “fez valer seus direitos de navegação” nesta área disputada desde 1984, que seu país não reconhece como parte das águas russas.

Esses incidentes entre navios dos dois países, acusando-se mutuamente de realizar manobras perigosas, ocorrem com frequência, mas principalmente no Mar Báltico e no Mediterrâneo.

No verão (hemisfério norte) de 2019, um navio de cruzeiro americano e um destróier russo se aproximaram perigosamente no Mar da China, de acordo com as marinhas russa e americana, que se culparam reciprocamente pelo incidente.

Os incidentes também destacam as fracas relações diplomáticas e militares entre a Rússia e os Estados Unidos, cujos laços têm chegado ao mais baixo nível desde o fim da Guerra Fria.

O último grande pacto de controle de armas entre os antigos adversários deve expirar em fevereiro, apesar de meses de negociações para encontrar um substituto. Além disso, o presidente Vladimir Putin ainda não deu os parabéns ao presidente eleito dos EUA, Joe Biden, por sua vitória nas eleições de 3 de novembro contra o presidente Donald Trump.

(COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)
Por Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Ladrão nota que vítima era conhecido, desiste de assalto e o abraça

Publicado

em



 

Um jovem que estava sentado em frente a um estabelecimento comercial escapou por pouco de um assalto, que teve um desfecho inesperado depois que o ladrão percebeu que conhecia a vítima.

Toda a ação foi filmada por câmeras de segurança do local, no município de Girón, na Colômbia, e o vídeo circulou nas redes sociais. Confira vídeo abaixo:

No vídeo, é possível ver o jovem utilizando o celular enquanto o ladrão, que veste um capacete de motocicleta, se aproxima e tenta tirar o aparelho de sua mão. Enquanto isso, um comparsa o aguarda em uma moto.

De acordo com o site El Tiempo, o bandido escondia uma arma na jaqueta que vestia. A vítima, ao perceber a ameaça, abre sua mochila, entregando seus pertences ao ladrão. Dá para ver até que o rapaz cede um computador que guardava na mala.

Entretanto, o jovem e o ladrão parecem conversar em seguida, como se tivessem se reconhecido de repente.

O assaltante devolve o computador, toca o conhecido no ombro e logo depois dá um abraço no rapaz, definitivamente desistindo de roubá-lo.

O comparsa do crime desce da motocicleta e também chega para cumprimentar a quase vítima.

Por fim, o jovem que quase foi roubado também troca um abraço com o segundo envolvido.

 

FONTE: UOL

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

“Brasileiros vieram da selva e argentinos da Europa”, diz Fernández

Publicado

em



 

Após a repercussão negativa, presidente da Argentina pediu desculpas por meio das redes sociais

 

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, fez uma declaração racista na manhã desta 4ª feira (9.jun) durante um encontro com o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, em Buenos Aires. Na ocasião, Fernández disse que os “mexicanos vieram dos índios e os brasileiros saíram da selva”. Os argentinos, por sua vez, “vieram de barcos da Europa”.

De acordo com o presidente argentino, sua citação foi inspirada — erroneamente — em uma frase do diplomata mexicano Octavio Paz, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura. O poeta teria dito que “os mexicanos descendem dos astecas, os peruanos dos incas e os argentinos, dos navios”.

No entanto, veículos de comunicação da Argentina afirmaram que o trecho mencionado por Fernández faz parte da canção Llegamos de Los Barcos, do músico argentino Litto Nebbia. Em espanhol, a música diz que os “brasileiros chegaram da selva, os mexicanos vieram dos índios e nós, argentinos, chegamos de barcos que vieram da Europa”.

Após a repercussão negativa, Fernández pediu desculpas por meio das redes sociais. “Afirmou-se mais de uma vez que ‘os argentinos descendem de navios’. Na primeira metade do século 20, recebemos mais de 5 milhões de imigrantes que viviam com nossos povos nativos. Nossa diversidade é um orgulho. Eu não quis ofender a ninguém, de qualquer forma, a quem se sentiu ofendido ou invisibilizado, desde já minhas desculpas”, escreveu.

 

FONTE: SBT

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Curiosidades

Noiva é chamada de “estúpida” pelo marido e se divorcia 3 minutos após casamento

Publicado

em



 

Nas redes sociais, internautas comentaram a decisão da noiva; veja o caso

Você conhece alguém que já viveu um casamento relâmpago? Um casal que vive em Kuwait, no Oriente Médio, passou a estampar o noticiário de diversos veículos internacionais por um motivo para lá de inusitado. Eles oficializaram a relação em um tribunal e, ao sair, a noiva sofreu um incidente, o que resultou no divórcio.

De acordo com o portal Q8 News , a noiva tropeçou acidentalmente quando estava saindo do local e o marido gritou e a chamou de “estúpida”. Apesar de ter assinado o contrato de casamento cerca de três minutos antes, a mulher ficou furiosa, voltou e implorou ao juiz que cancelasse a união imediatamente.

Mesmo que os noivos não tenham sido identificados, a ex-recém-casada recebeu apoio dos internautas nas redes sociais. Alguns chegaram a dizer que ela era inteligente por encerrar o matrimônio nessas circunstâncias enquanto uma jovem postou no Twitter que “um casamento sem respeito é fracassado desde o começo.” Outro, mais radical, ainda deu um conselho: “Nunca se case.”

Outro caso em que noiva e noivo se divorciam por motivo inusitado

Na Índia, outro caso de casamento rápido chamou atenção. Os noivos tinham realizado todos os rituais de uma típica união indiana e estavam se preparando para comemorar em um jantar, que é tradicionalmente oferecido após a cerimônia. Porém, a felicidade de recém-casados não durou por muito tempo, já que a refeição terminou em divórcio .

Segundo as informações divulgadas pelo portal local The India Times , a família do noivo não gostou dos pratos que estavam sendo servidos na recepção do casamento e começou a brigar com os familiares da noiva, que decidiram revidar. Ao ver que a discussão estava acalorada, um dos convidados chamou a polícia, que interrompeu a briga.

Imediatamente após o ocorrido, tanto a família da noiva quanto do noivo ligaram para seus respectivos advogados para oficializar a separação do casal ainda durante a festa. Eles também devolveram todos os presentes que foram trocados durante a cerimônia.

 

FONTE:DELAS.IG

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×