RS será certificado internacionalmente como zona livre de aftosa sem vacinação na quinta-feira – Portal Plural
Connect with us

Agro

RS será certificado internacionalmente como zona livre de aftosa sem vacinação na quinta-feira

Publicado

em



 

O Rio Grande do Sul será reconhecido internacionalmente como zona livre de febre aftosa sem vacinação.

 

A OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) vai oficializar o novo status sanitário do Estado durante Assembleia Geral, na quinta-feira (27), às 7h (horário de Brasília).

Com sede em Paris, a OIE realizará a Assembleia por videoconferência, por conta da pandemia. A oficialização do RS será transmitida on-line no link https://oiegeneralsession88.com. (Para ter acesso, é necessário fazer um cadastro. Clique aqui para acessar um passo a passo.)

A secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, acompanhará a certificação em Brasília, juntamente com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

O Estado se prepara desde 2017 para obter o novo status sanitário. Como zona livre de aftosa sem vacinação, o Rio Grande do Sul terá acesso a mercados como Japão, Coreia do Sul, México, Estados Unidos, Chile, Filipinas, China (carne com osso) e Canadá, alcançando até 70% dos compradores mundiais. A expectativa é de que haja um aumento nas exportações da carne gaúcha em cerca de US$ 1,2 bilhão ao ano.

A retirada da vacinação contra a febre aftosa – suspensa no Estado desde março de 2020 – representa, também, uma economia de R$ 214 milhões ao ano para os produtores gaúchos, levando em conta os custos das doses, a logística de distribuição, mão de obra e a perda de peso dos animais por reação à vacina.

 

FONTE: O Sul

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro

Cotrirosa investe em infraestrutura para recebimento de grãos

Publicado

em



Vários investimentos estão sendo feitos para melhorar e agilizar o recebimento de grãos nas diferentes unidades da Cotrirosa. Entre eles estão a instalação de tombador em São Paulo das Missões e a colocação de uma balança rodoviária de 18 metros com capacidade de 80 toneladas na unidade de Cândido Freire, em Giruá.

Segundo o presidente da Cotrirosa, Clenir Antonio Dalcin, esses investimentos são para melhorar o atendimento aos associados e clientes. “As melhorias que estamos fazendo são para facilitar e, principalmente, agilizar o atendimento no recebimento de grãos. As obras estarão disponíveis já para esta safra de trigo”, comenta Clenir.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Horizontina pagará mais uma parcela dos incentivos à produção de leite e suínos

Publicado

em



As famílias produtoras de leite e suínos, cadastradas no Programa Municipal Mais Produção, Mais Benefícios, do Governo Municipal de Horizontina através da SMDR – Secretaria de Desenvolvimento Rural, devem apresentar notas comprobatórias da produção entregue a indústria nos meses de Junho, Julho e Agosto de 2021, para se habilitarem ao recebimento do incentivo financeiro.

O prazo é até dia 30 de setembro, quinta-feira, junto ao Departamento de Fomento Agropecuário – Sala 7 do Prédio da Estação Rodoviária Municipal. As notas devem ser trazidas na ordem pelos produtores, afim de agilizar os atendimentos, informa a SMDR.

Portanto, 30 de Setembro, prazo final para apresentação das notas de vendas de leite e suínos dos meses de Junho, Julho e Agosto de 2021. A não apresentação no prazo, é considerada desistência do recebimento dos incentivos nos meses correspondentes a essa fase de pagamentos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

RS recebe certificado de estado livre da febre aftosa

Publicado

em



O Rio Grande do Sul foi oficialmente reconhecido como estado livre da febre aftosa. Dessa forma, reduz-se o custo que os produtores têm para vacinar os mais de 40 milhões de bovinos do estado. O reconhecimento internacional já havia sido feito em maio, mas a entrega do certificado oficial da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) foi (10), pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, durante a cerimônia de abertura oficial da 44ª Expointer, em Esteio (RS).

“Mais de 40 milhões de cabeças deixam de ser vacinadas no Rio Grande do Sul [a partir desse reconhecimento]”, disse a ministra ao lembrar que o número corresponde a mais de 20% da população bovina brasileira, e a uma economia de R$ 90 milhões com a compra de 60 milhões de doses anuais de vacina.

“Esse reconhecimento confirma o elevado padrão sanitário de nossa agropecuária e a possibilidade de busca de novos mercados e ampliação de produtos a serem exportados aos mercados que já temos acesso”, discursou a ministra na Expointer.

Fonte: EBC

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×