RS está em “alerta máximo” para possíveis casos de coronavírus, afirma secretária de Saúde – Portal Plural
Connect with us

Destaque

RS está em “alerta máximo” para possíveis casos de coronavírus, afirma secretária de Saúde

Arita Bergmann disse em entrevista ao Estúdio Gaúcha que governo está fazendo contato com prefeituras gaúchas, para dialogar sobre o problema

Publicado

em

Cinco casos suspeitos de coronavírus no RS estão sendo investigados pelas autoridades | Anthony WALLACE / AFP


O Rio Grande do Sul está em “alerta máximo” de atenção para possíveis casos de coronavírus, conforme a secretária de Saúde do Estado, Arita Bergmann. Segundo ela, o governo elaborou um plano de contingência e monitora constantemente a situação. A informação foi concedida em entrevista ao programa Estúdio Gaúcha, da Rádio Gaúcha, na noite desta quarta-feira (5).

— Estamos em nível de atenção máximo, alerta máximo. Desde o começo, estamos fazendo uma organização de estratégias, buscando possíveis casos. Estamos vigilantes, mas também precisamos que as pessoas tomem cuidado. Se sentirem os sintomas, que procurem uma unidade básica de saúde — ressaltou.

No início da tarde desta quarta-feira, o Ministério da Saúde informou que cinco casos suspeitos de coronavírus no RS estão sendo investigados pelas autoridades. Até terça (4), eram quatro casos localizados em Canoas (dois pacientes), Morro Reuter e em Novo Hamburgo. Este novo caso, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, é de um bebê de seis meses, que estava na China. Os pais da criança — que não apresentam os sintomas — procuraram atendimento em Porto Alegre na terça.

A secretária afirma que o governo estadual está fazendo contato com prefeituras gaúchas, para dialogar sobre o problema. O Executivo também colocou em funcionamento o centro de operações de emergência, que faz análises e monitora os possíveis casos.

Segundo Arita, uma reunião foi realizada na manhã desta quarta com uma associação dos municípios do Vale do Sinos, na presença também de prefeitos das localidades. O encontro ocorreu por causa da incidência de casos nessa região.

Gaúcha/ZH

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Leilão do Detran oferece Puma, Corcel e Chevette a partir de R$ 400 no noroeste gaúcho

Modelos da década de 70 serão vendidos em julho, junto com outros 306 veículos

Publicado

em



Clássicos automotivos poderão ser adquiridos em novo leilão do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS). O edital foi publicado nesta quinta-feira (1).

Na relação estão 309 veículos entre carros, motos, caminhonetes e caminhões. O processo será realizado pela internet, em 28 de julho, em Cruz Alta, no noroeste gaúcho. A visitação pública ocorrerá nos dias 22, 23, 26 e 27 de julho. Neste momento será possível avaliar as condições físicas dos veículos.

Destaque desta edição são três veículos da década de 70 ofertados por menos de R$ 1 mil. Um Puma GTE, de 1977, cor branca, tem preço mínimo fixado em R$ 800. Já um Corcel, de 1976, cor marrom, está sendo ofertado a R$ 500. Por fim, um Chevette azul, de 1978, tem lance mínimo de R$ 400.

Os veículos ofertados são recolhidos aos depósitos do Detran em diversas situações, desde infração de trânsito até determinação policial ou judicial. Eles ficam à disposição do proprietário ou da autoridade que solicitou a remoção.

Conforme a legislação, depois de 60 dias parado em depósito, sem que haja interesse dos proprietários, o Detran credencia o veículo no processo de venda.

O dinheiro arrecadado no leilão é usado cobrir os débitos dos veículos, seja com IPVA, multas, custos da remoção e depósito, entre outros. Se sobrar saldo remanescente do leilão, o montante fica à disposição do antigo proprietário.

Recentemente, um leilão realizado em Porto Alegre ofereceu um Ford Maverick, de 1974. O veículo a gasolina tinha valor pré-estabelecido em R$ 2 mil.

Fonte: GZH

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Detran-RS restabelece prazos para renovação de CNHs e transferência de veículos; veja as datas

Também foram retomados os prazos para interposição de defesa e apresentação de condutor infrator em caso de multas

Publicado

em



O Detran do Rio Grande do Sul restabeleceu os prazos para renovação de carteira nacional de habilitação (CNH), registro e licenciamento de veículos novos e casos de defesa prévia e apresentação de condutor infrator, ou de apresentação de recurso ou defesa em casos relacionados a multas de trânsito. Os prazos estavam indefinidos desde março, devido à pandemia de covid-19.

Agora, uma normativa do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) retomou as datas-limite. CNHs ou permissão para dirigir que venceram em períodos do ano passado têm prazos diferentes para renovação ao longo deste ano (veja abaixo). Segundo o Detran-RS, para fins de fiscalização, são consideradas válidas as habilitações vencidas desde 1º de março de 2020 e com vencimento até 31 de dezembro de 2021, até a nova data correspondente para renovação.

A transferência de propriedade de veículo adquirido entre 18 de fevereiro e 30 de junho deste ano deve ser efetuada até o final de agosto. Para veículos adquiridos a partir de 1° de julho, o prazo é de 30 dias.

Novos prazos

Habilitações vencidas em 2020
Data de vencimento — data-limite para renovação
Março e abril de 2020 — até 31 de agosto de 2021
Maio, junho e julho de 2020 — até 30 de setembro de 2021
Agosto, setembro e outubro de 2020 — até 31 de outubro de 2021
Novembro de 2020 — até 30 de novembro de 2021
Dezembro de 2020 — até 31 de dezembro de 2021

Habilitações vencidas em 2021
Data de vencimento — data-limite para renovação
Janeiro 2021 — até 31 de janeiro de 2022
Fevereiro 2021 — até 28 de fevereiro 2022
Março 2021 — até 31 de março 2022
Abril 2021 — até 30 de abril 2022
Maio 2021 — até 31 de maio 2022
Junho 2021 — até 30 de junho 2022
Julho 2021 — até 31 de julho 2022
Agosto 2021 — até 31 de agosto 2022
Setembro 2021 — até 30 de setembro 2022
Outubro 2021 — até 31 de outubro 2022
Novembro 2021 — até 30 de novembro 2022
Dezembro 2021 — até 31 de dezembro 2022

Transferência de propriedade de veículo

A transferência de propriedade de veículo adquirido entre 18 de fevereiro de 2021 e 30 de junho de 2021 deve ser efetuada até 31 de agosto de 2021.

Para veículos adquiridos a partir de 1° de julho de 2021, o prazo para o proprietário adotar as providências necessárias à efetivação da expedição do novo Certificado de Registro de Veículo é o previsto no Código de Trânsito Brasileiro, ou seja, de 30 dias.

Registro e licenciamento de veículo novo

O veículo novo adquirido entre 5 de março de 2021 e 30 de junho de 2021 deve ser registrado e licenciado até 31 de julho de 2021.

O registro e licenciamento de veículos novos adquiridos a partir de 1° de julho de 2021 deverá ser realizado em 15 dias transcorridos da data da emissão da nota fiscal.

Notificações

Para as notificações de autuações e de imposição de penalidades já expedidas, as datas finais de apresentação de defesa e recurso, bem como de apresentação do condutor infrator previstas para o período de 22 de março de 2021 até 1° de julho de 2021 ficam prorrogadas para 31 de agosto de 2021.

Para as notificações nos processos de suspensão do direito de dirigir e de cassação do documento de habilitação já expedidas, as datas finais de apresentação de recurso previstas para o período de 22 de março de 2021 até a data da publicação da Deliberação 227 ficam prorrogadas para 31 de julho de 2021.

Prazos para defesa e recursos entre outros

Com o restabelecimento dos prazos para defesa, recurso, apresentação de condutor e processos de suspensão e cassação, as notificações expedidas a partir da publicação da Deliberação voltarão a observar as disposições normativas, conforme abaixo:

Para apresentação de defesa da autuação, o prazo não será inferior a 30 dias, contados da data da notificação da autuação ou publicação por edital

Em relação à apresentação de condutor infrator, o principal condutor ou o proprietário do veículo terá o prazo de 30 dias, contando da notificação da autuação, para realizá-la

Em relação à apresentação de recursos à notificação de penalidade de multa, a data do término para apresentação será de 30 dias

Para apresentação de recursos em processos de suspensão do direito de dirigir e de cassação do documento de habilitação, a data-limite para interpor recurso à Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari) ou Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) também não será inferior a 30 dias

Fonte: GZH

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Brasil ultrapassa marca de 110 milhões de doses de vacinas aplicadas

Mais da metade já receberam pelo menos uma dose de imunizante

Publicado

em

Mais da metade já receberam pelo menos uma dose de imunizante

Mais de 110 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 já foram aplicadas no Brasil, o que significa que mais da metade da população vacinável já receberam pelo menos uma dose de imunizante, ou seja, mais de 80 milhões de pessoas.

No país, considera-se público vacinável pessoas maiores de 18 anos, correspondendo a cerca de 160 milhões de brasileiros. Já foram distribuídas, pelo Ministério da Saúde, mais 143 milhões de doses de vacinas para os estados e o Distrito Federal, possibilitando a imunização de 100% dos grupos prioritários da campanha, com pelo menos uma dose da vacina.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que essa marca vai além dos números. “Os efeitos da nossa campanha de vacinação podem ser percebidos na redução de óbitos e de internações decorrentes da doença. Estamos no caminho certo para salvar cada vez mais vidas”.

O ministro ressaltou a importância de a população completar o esquema vacinal com as duas doses dos imunizantes. “A melhor vacina é aquela aplicada no braço do brasileiro. E, para que ela tenha o efeito desejado, é preciso que a pessoa vá até o local de vacinação no prazo correto e tome a segunda dose. Só assim a imunização estará completa”, disse.

Nessa quarta-feira (7), o ministério lançou campanha para incentivar a vacinação com a segunda dose do imunizante. Entre as vacinas liberadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para serem aplicadas no Brasil, estão a AstraZeneca/Fiocruz, Pfizer/BioNTech e Coronavac/Butantan. Apenas a Janssen, da farmacêutica Johnson & Johnson, é dose única.

Fonte: Agência Brasil

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×