RS contará com Câmara de Comércio e orientação da UFSM para projetos de negócios com a China – Portal Plural
Connect with us

Destaque

RS contará com Câmara de Comércio e orientação da UFSM para projetos de negócios com a China

Publicado

em



 

“Quem quer vencer, tem de ter estratégia e um bom projeto, um foco e uma agenda exitosa”, com estas dicas, o presidente da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil/ China, Fábio Hu iniciou sua fala no Seminário “Construindo a estratégia Brasil/China no RS”, organizado pela Frente Parlamentar Brasil China, presidida pelo deputado Jeferson Fernandes (PT), na tarde desta segunda-feira (12/08), no Legislativo gaúcho. “Temos muita experiência em projetos. Este é o nosso ramo de negócios”, completou Hu, lembrando que a entidade irá apoiar as movimentações da Frente Parlamentar em favor da geração de empregos e renda no RS.

O evento, que lotou a sala Adão Pretto, contou com participações representativas, como a de Thiago Gorski, prefeito de Santiago, município que já está adiantado na relação com o país asiático, a ponto de já receber investimentos chineses para empreendimentos como uma fábrica de rações e de dispor de uma agência municipal de Desenvolvimento para projetar o crescimento local. “Se nas relações com a China de cima para baixo não estamos muito bem (Brasil), de baixo para cima nós vamos fazer a diferença. A China é grande e tem espaço para todos. O futuro do nosso estado passa pela possibilidade desta relação comercial, que não é de partido A ou B, mas de todos”, disse o prefeito.

Durante o evento, Paulo Marcelo Tigre, acompanhado de um grupo de empresários gaúchos instituiu uma Câmara de Comércio Brasil China no RS voltada, ligada à Câmara paulista e voltada a ajudar no desenvolvimento prático de projetos. “Nossa especialidade é desenvolver projetos efetivamente e fechar os negócios. Viemos aqui para evoluir, concretizar propostas e avançarmos juntos”, reforçou Tigre. Ele entende que o momento é de união, de pensar um projeto de estado, de desenvolvimento. E informou que, de 2007 a 2017, o estado recebeu R$ 98 bilhões da China, a partir de 150 projetos. “O RS participa geograficamente de 11% dos negócios que a China faz com o Brasil, perdendo para os 50% da região sudeste e 17% da centro-oeste. Temos que trabalhar juntos para sermos mais competitivos, para criar um ambiente positivo e atrair investimentos”, conclamou.

O reitor da Universidade Federal de Santa Maria, Paulo Burmann, que assinou 3 termos de cooperação entre a entidade e uma Cooperativa; a Associação de Saúde Santo Antônio, de Tenente Portela e a Assembleia Legislativa, todos voltados ao apoio à construção de projetos direcionados à relação com a China, entende que aquele país dá mostras claras de desenvolvimento, especialmente em termos de tecnologia. “Nosso país depende de ciência e tecnologia. E nós não somos uma ilha. Como Universidade, devemos fortalecer parcerias como estas, que são positivas não só para formação dos nossos estudantes, mas para geração de conhecimento, de trabalho de renda”, detalhou, avisando que já em setembro a UFSM deverá firmar novas cooperações na China.

O secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rubens Bender, que representou o secretário estadual Ruy Irigaray no seminário, entende que o Brasil tem potencial de expansão, especialmente do agronegócio. Mas lembrou que há 30 anos, o Brasil exportava R$ 2 bilhões para a China e que agora este número caiu para R$ 900 milhões. “Cabe a nós tornarmos este país novamente competitivo. Para o RS, a única saída é o comércio internacional. Ou nos aliamos à China e avançamos ou vamos ficar parados na história”, decretou.

O prefeito de Santa Rosa, Alcides Viccini saudou a iniciativa da Frente Parlamentar. “É estimulante ver este movimento porque nos municípios estamos chegando ao esgotamento financeiro. Sou prefeito pela 5ª vez e nunca tinha sentido tanta dificuldade em administrar”, confidenciou. Ele crê que a perspectiva de negócios com a China mostra uma possibilidade real de ajuda aos prefeitos, para ampliar a atividade econômica e os empregos. “Vemos com muita esperança a participação do governo do estado, da área empresarial e de deputados de vários partidos. Estaremos juntos nesta empreitada”, assinalou.

O presidente da Assembleia Legislativa, Luís Augusto Lara mostrou compromisso da Casa em trabalhar pela simplificação e redução tributária. “É preciso garantir que a relação não só com a China mas com outros países possa ser facilitada. Há espaço para crescer na área da energia, de comércio, na exportação de carne, etc”, disse Lara.

Por fim, o deputado Jeferson reforçou sugestão do prefeito de Rio Grande Alexandre Lindenmeyer (PT) de manter a Frente Parlamentar Brasil China itinerante pelo interior gaúcho. “Demos um passo a mais na preparação do RS para estabelecer uma relação comercial e cultural positiva com a China. Temos agora uma Câmara de Comércio gaúcha para reforçar os projetos, com a orientação da paulista; e o conhecimento da academia. Mas o trabalho continua. Temos muitas prefeituras a mobilizar. Vamos em frente!”, concluiu o parlamentar.

Participaram também o presidente da Acisap, Odaylson Eder; o presidente da Fumssar, Anderson Mantei, entre outros.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Mãe de Jair Bolsonaro morre aos 94 anos

Publicado

em



Olinda Bonturi Bolsonaro estava internada desde segunda-feira. Causa da morte não foi informada.

A mãe do presidente Jair Bolsonaro morreu na madrugada desta sexta-feira (21) em São Paulo. Olinda Bonturi Bolsonaro tinha 94 anos.

Ela estava internada no Hospital São João, em Registro, no interior de São Paulo, desde a última segunda-feira (17). Pelas redes sociais, o presidente comunicou a perda.

“Com pesar o passamento da minha querida mãe. Que Deus a acolha em sua infinita bondade”, escreveu Bolsonaro.

Na mesma publicação, o presidente, que cumpria agenda no Suriname e na Guiana, escreveu que se prepara para retornar ao Brasil. Até o momento, nem o hospital nem a família informaram o motivo da morte de Olinda Bolsonaro.

Fonte: GZH

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Anvisa libera CoronaVac para crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos,

Publicado

em



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu nesta quinta-feira (20) autorizar a aplicação da vacina CoronaVac em crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, incluindo um veto ao uso em pessoas com baixa imunidade (entenda abaixo quem são os imunossuprimidos).

Veja, abaixo, seis pontos de destaque da decisão:

  1. CoronaVac está liberada para público entre 6 e 17 anos
  2. Não pode ser aplicada imunossuprimidos, que são pessoas com baixa imunidade
  3. Aplicação está liberada para público com comorbidades (doenças ou condições prévias que agravam a Covid-19)
  4. Imunização será em duas doses aplicadas em intervalo de 28 dias
  5. Vacina é a mesma usada em adultos, sem adaptação de versão pediátrica
  6. Anvisa não determinou quando começa a vacinação: distribuição de doses, cronograma e alteração de planos dependem dos estados e do Ministério da Saúde. Em SP, a aplicação com a CoronaVac já começou.

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Mantei assina participação de Santa Rosa no Programa Pavimenta

Publicado

em



O prefeito Anderson Mantei esteve essa semana na capital. Ele assinou importantes projetos para destinação de recursos do Estado para cidade. Um dos projetos faz parte do Programa Pavimenta. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Planejamento, do Departamento de Captação de Recursos e do Departamento de Planejamento Urbano desenvolveu um projeto que foi aprovado pelo Estado.
A assinatura ocorreu com a participação do Governador do Estado. O projeto de Santa Rosa contempla a obra de pavimentação asfáltica e execução de obras complementares da Rua Giácomo Grizza, nova Avenida Industrial, Rua Benvindo Rota Giordani e Rua Estanislau Kwiatkowski, no trecho que vai ligar o bairro Industrial com os bairros Planalto e São Francisco. Por meio dessa pavimentação os santa-rosenses vão ter uma rota alternativa de deslocamento.
Assim vai ser possível ter um novo acesso ao centro da cidade, facilitando a logística e o fluxo de veículos.
O objetivo da obra segundo o prefeito é desafogar o trânsito da ERS344 e do seu entroncamento com a ERS307, “Com a pavimentação da nova Avenida Industrial, os trabalhadores e moradores que residem próximo ao local, vão ter uma nova alternativa de rota para seus deslocamentos. Esses novos projetos para a qualificação da nossa infraestrutura são fundamentais e vão complementar o momento de pleno desenvolvimento que estamos vivendo em santa Rosa”.
A abertura da Avenida Industrial também vai viabilizar a criação do novo Distrito Industrial. O valor total da obra é de R$ 4.205.447,66, (quatro milhões e duzentos e cinco mil e quatrocentos e quarenta e sete reais e sessenta e seis centavos) sendo R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) do Estado e R$ 2.205.447,66 (dois milhões e duzentos e cinco mil e quatrocentos e quarenta e sete reais e sessenta e seis centavos) de contrapartida do município.
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×