RS bate recorde na redução de crimes violentos pelo 3º ano consecutivo – Portal Plural
Connect with us

Mundo

RS bate recorde na redução de crimes violentos pelo 3º ano consecutivo

Publicado

em



Imagine todos os 932 habitantes de Engenho Velho, na Região Norte, mais os 1.084 residentes de União da Serra, riscados do mapa. Ou que a população inteira de Pedras Altas, de Doutor Ricardo ou de São José do Inhacorá deixasse de existir. Essa a dimensão do resultado alcançado nos três anos do governo Eduardo Leite e Ranolfo Vieira Júnior, com a implantação do Programa RS Seguro, na redução dos crimes violentos letais e intencionais (CVLI) no Rio Grande do Sul. Somados os homicídios, latrocínios e feminicídios, as quedas em sequência nas ocorrências do tipo desde 2018 alcançam a marca de 2.056 vidas preservadas no período – número maior que a população de 52 municípios gaúchos, conforme a estimativa populacional do IBGE. É o que revelam os dados do balanço de indicadores criminais do Estado, divulgado nesta quinta-feira (13/1) pelo vice-governador, também secretário da Segurança Pública, na praça central de Alvorada. O governador Eduardo Leite participou por videoconferência.

“Esses indicadores falam por si só. São os melhores índices da última década e isso mostra os acertos do nosso programa RS Seguro, com estratégia e integração das nossas forças de segurança, dos investimentos que estamos fazendo e da abnegação, esforço e comprometimento dos operadores da nossa segurança pública que, lá na ponta, fazem a diferença”, comemorou Ranolfo, que apresentou os números durante o evento.

Realizada pela primeira vez fora da Capital, a apresentação dos índices de criminalidade escolheu como palco a cidade ao lado, também na Região Metropolitana, por outra marca histórica. Alvorada, que já foi considerado o sexto município mais violento do Brasil, conforme o Atlas da Violência produzido pelo Fórum Brasileiro da Segurança Pública (FBSP) com dados de 2017, teve a maior redução de vítimas de homicídio em 2021 entre as 497 cidades gaúchas. Foram 69 mortes por assassinato, 47 a menos que as 116 ocorridas em 2020, uma queda de 40,5%.

O resultado dos indicadores reflete ainda os esforços do governo em qualificar a estrutura disponível para as forças e o compromisso na reposição e qualificação do efetivo. Em três anos, foram entregues mais de 1 mil viaturas zero quilômetro para renovar as frotas, sendo mais de 400 semiblindadas, modelo adotado como obrigatório para todas as compras a feitas desde março de 2020 pelo governo, como política para oferecer mais segurança àqueles que fazem segurança.

Com o cronograma de chamamento de aprovados em concursos, apresentado ainda no primeiro ano da gestão, o Estado assegurou a reposição programada e responsável, permitindo a manutenção de efetivo e evitando a criação de uma defasagem futura, por conta de aposentadorias em massa, que resultasse na precarização de serviços. Entre 2019 e 2021, houve o ingresso de mais de 7,9 mil novos servidores nas instituições vinculadas à Secretaria da Segurança Pública (SSP) e à Secretaria de Justiça e dos Sistemas Penal e Socioeducativo (SJSPS). 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Aviso de licitações – Pregão Eletrônico nº02/2022

Publicado

em



[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

Aviso de licitações – Pregão Eletrônico nº 01/2022

Publicado

em



[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

Ladrão que agrediu homem dentro de casa foi espancado até a morte após crime

Publicado

em



O ladrão que foi filmado agredindo o morador de uma casa durante assalto em Campo Grande foi espancado até a morte pelo parente de uma vítima de outro assalto cometido pelo mesmo homem.

Ermildo Veiga Martins Kaneshige tinha 45 anos e foi morto em novembro, após apanhar na rua. O vídeo em que ele aparece agredindo uma de suas vítimas de assalto tinha sido filmado em setembro (leia mais abaixo).

O assaltante já tinha o rosto conhecido no bairro Taquarussu pelos roubos que cometia. Segundo a polícia, o suspeito pela morte dele foi preso em flagrante na época e alegou que o teria matado devido ao roubo à casa de um parente. O homem não tem relação com o assalto de setembro que terminou em agressão e foi filmado.

No dia do crime, o morador, de 46 anos, estava retornando de um passeio com seu cachorro quando, ao entrar na residência, se deparou com o ladrão furtando objetos. Ao perceber que havia sido descoberto, o ladrão exigiu que a vítima abrisse o portão para que ele pudesse fugir com os itens.

O dono da casa se negou e foi espancado com socos e chutes na cabeça, que fizeram com que ele ficasse desacordado.

A mãe da vítima, de 71 anos, ouviu os gritos e foi socorrer o filho. Ao se deparar com o bandido, ela foi ameaçada e obrigada a entregar o celular. Assustada, a idosa abriu o portão para o bandido, que fugiu levando vários objetos da residência.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×