Rocinha vai receber R$ 9 milhões para projetos de inovação – Portal Plural
Connect with us

Good News

Rocinha vai receber R$ 9 milhões para projetos de inovação

Publicado

em



 

Notícia boa para comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro. Uma iniciativa criada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), vai apoiar projetos de ciência, tecnologia e inovação no local.

 

E o valor total dos recursos financeiros alocados é de R$ 9 milhões, chegando até R$ 500 mil por iniciativa aprovada.

É a primeira edição do Programa Favela Inteligente. Segundo a agência, o termo “favela inteligente” pode ser compreendido como um “território tido como de alta vulnerabilidade” mas que provê oportunidades para compreender os problemas estruturantes locais e encontrar soluções com base em ciência, tecnologia e inovação.

Apoio a instituições

O edital do programa prevê apoio para o Parque de Inovação Social e Sustentável na Rocinha, gerando incentivo a instituições com ou sem fins lucrativos e pesquisadores que tenham projetos voltados para a região.

São vários segmentos, como iniciativas de inclusão digital e inovação tecnológica, vetores de energia verde, preservação de recursos naturais, educações básica, profissional e superior, assim como arte, cultura, esporte e lazer, entre outros. Temas como combate à violência contra as mulheres e à discriminação também fazem parte das possíveis ações.

Seleção de projetos

O processo de seleção acontecerá em etapas. A primeira fase é de pré-qualificação, para avaliar currículos e propostas dos inscritos.

Em seguida, será a avaliação para comprovar a regularidade fiscal, jurídica e econômico-financeira do projeto.

Por último, as ações inscritas passarão por uma análise e liberação pela Diretoria Tecnológica da Faperj.

Confira o cronograma apresentado pelo edital a seguir:

Lançamento do edital: 16 de setembro de 2021;

Submissão das propostas: entre 16 de setembro e 29 de outubro de 2021;

Divulgação dos resultados preliminares: 16 de dezembro de 2021;

Apresentação dos documentos exigidos: entre 16 de dezembro e 20 de janeiro de 2022;

Divulgação dos resultados finais: 3 de fevereiro de 2022;

Prazos para recursos: entre 3 de fevereiro e 10 de fevereiro de 2022.

Os interessados podem acessar o edital e se inscrever no programa pelo SisFAPERJ.

“A iniciativa está em conformidade com a Lei Estadual 9.131/2020 que instituiu o Plano de Desenvolvimento, Cidadania e Direitos em territórios de favela e demais áreas populares do Estado do RJ”, informaram.

 

FONTE: SÓ NOTICIA BOA

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Good News

Exportação dos Cafés do Brasil atinge 29,7 milhões de sacas no acumulado de nove meses

Publicado

em



 

Receita cambial soma US$ 4,17 bilhões com exportações de café no período de janeiro a setembro de 2021

 

O total exportado dos Cafés do Brasil, de janeiro a setembro de 2021, foi de 29,75 milhões de sacas de 60kg, o que representou uma queda de 4,1% se comparado com os nove primeiros meses de 2020. A despeito da redução no volume exportado a receita cambial gerada no período foi de US$ 4,17 bilhões, um incremento de 6% nos mesmos termos comparativos. O preço médio da saca no período foi de US$ 140,18, valor que representa um aumento de 10,5% em relação ao preço médio praticado nesse mesmo período de 2020.

O café arábica teve participação de 80,1% nas exportações do atual ano civil, com 23,8 milhões de sacas. O café conilon foi responsável por 10,1% do volume exportado ao atingir 3 milhões de sacas. Com 2,9 milhões de sacas, o café solúvel correspondeu a 9,7% dos embarques, enquanto o café torrado e moído teve o equivalente a 32,6 mil sacas exportadas, 0,1%.

Conforme os dados divulgados pelo Cecafé, no Relatório mensal – setembro 2021, os cinco principais destinos das exportações dos Cafés do Brasil, nos nove primeiros meses de 2021, um ranking em ordem decrescente, foi o seguinte: em primeiro colocado, figuram os Estados Unidos, que importaram 5,67 milhões de sacas de café, as quais correspondem a 19,1% do total vendido no período; depois vem a Alemanha, com 5 milhões de sacas importadas (16,8%); Bélgica e Itália, juntos em terceiro, com 2 milhões de sacas (6,8%); e Japão, em quarta colocação, com 1,8 milhão de sacas (6,3%).

Vale destacar também o crescente volume de importação dos Cafés do Brasil feito pela Colômbia, segundo maior país produtor de café arábica do mundo, que adquiriu o equivalente a 866,2 mil sacas de 60kg no atual ano civil, valor que representou um expressivo aumento de 82,6% se comparada ao mesmo período do ano passado. Atualmente, a Colômbia ocupa a sétima posição no ranking dos maiores importadores do café brasileiro.

Com relação especificamente aos cafés diferenciados – que são os cafés que têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis – o Brasil exportou no corrente ano o equivalente a 5,25 milhões de sacas de 60kg, volume que representou 17,6% do total exportado dos Cafés do Brasil no ano. Com o preço médio da saca a US$ 184,17, os cafés diferenciados geraram uma receita cambial de US$ 966,5 milhões, o equivalente a 23,6% de toda a receita cambial gerada com as exportações brasileiras de café nos primeiros nove meses do ano de 2021 e valor 15,8% maior do que o gerado no mesmo período do ano passado.

Esta análise da performance das exportações dos Cafés do Brasil foi realizada com base nos dados e estatísticas constantes do Relatório mensal – setembro 2021, do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – Cecafé, o qual também está disponível na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Ainda de acordo com o referido Relatório, com relação especificamente aos números dos Cafés do Brasil no mês de setembro de 2021, foram exportadas 3,11 milhões de sacas de 60kg, volume que representou uma diminuição de 26,5% em relação a setembro de 2020. Apesar da acentuada redução do volume exportado, a receita gerada com as exportações foi de US$ 518,2 milhões o que representa um ligeiro aumento de 0,5%, nos mesmos termos comparativos. Fato que se justifica pela alta cotação do café no mercado internacional, pois no mesmo sentido o preço médio do café exportado pelo Brasil apresentou um aumento de 36,7% entre setembro de 2020 quando cotado a US$ 121,79 a saca até setembro deste ano, momento em que o valor chegou a US$ 166,52.

 

FONTE: PORTAL DO AGRONEGOCIO

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Good News

Como a autoconsciência pode aumentar o índice de produtividade nas empresas

Publicado

em



As emoções organizam e desorganizam os resultados das empresas, das nossas relações pessoais, profissionais, familiares e podem impedir as conquistas dos nossos objetivos, e propósitos de vida

 

Levante a mão quem nunca sentiu uma irritação absurda no meio de uma reunião de revisão de projeto, ou ficou vermelho de raiva em um processo de negociação? Quem algum dia deu uma resposta sem pensar, tomado pela emoção à flor da pele e, se arrependeu em seguida. Ou então, em uma discussão mais acalorada exagerou na contestação, alterou o tom de voz e gerou constrangimento a todos ao redor e para si mesmo?

As emoções organizam e desorganizam os resultados das empresas, das nossas relações pessoais, profissionais, familiares e podem impedir as conquistas dos nossos objetivos, e propósitos de vida. A busca da autoconsciência pode ajudar a mudar o rumo das decisões, transformando as reações emocionais negativas em positivas.

Carlos Aldan, antropólogo, sociólogo e cientista político e CEO do Grupo Kronberg, empresa especializada em desenvolvimento de líderes, tem sido um grande disseminador do processo de autoconsciência, método ao alcance de qualquer pessoa e posição. Segundo Aldan, a autoconsciência é capaz de transformar a vida de uma pessoa para muito melhor.

“É uma consciência racionalizada capaz de alterar uma reação emocional de raiva em uma resposta produtiva, em substituição de uma emoção, antes negativa para uma outra construtiva, de empatia, fazendo com que a pessoa identifique esses gatilhos, comportamentos e o que eles trazem de bom e ruim”, afirma Aldan.

Todos nós temos, de acordo com o especialista, um padrão emocional individual, sofremos estímulos externos, pressão e sentimentos controversos e somos vítimas de nós mesmos. “Muitas vezes não conseguimos segurar a nossa emoção e nos deixamos levar pela primeira reação. Com o autoconhecimento, procuramos identificar os inputs internos e externos, que influenciam no humor, nos pensamentos e nos nossos comportamentos – e assim identificar o que causou e o que poderia ter feito diferente. Com a prática, as decisões emocionais vão se transformando em tomadas de decisões racionais, produtivas, construtivas para a pessoa e para os demais que convivem com ela”, acrescenta.

Com disciplina e prática diária da autoconsciência, os resultados iniciais são alcançados em cinco a sete semanas, com a diminuição de reações pela emoção por gatilhos emocionais e uma maior aplicação de empatia, compreensão e tolerância, gerando comportamentos mais positivos.

O autoconhecimento é uma habilidade importante da inteligência emocional e essencial para que todos os profissionais possam organizar pensamentos e emoções no cenário dos negócios cada vez mais complexo e disruptivo. Essa capacidade também é necessária para preparar as lideranças para que sejam capazes de inspirar, de criar um ambiente que propicie a iniciativa, a criatividade, a paixão das pessoas e que tornem todos parte de um único propósito.

Pesquisas recentes demonstram que a inteligência emocional é um dos principais preditores de sucesso na vida e de desempenho no trabalho. A IE tem correlação com os seguintes fatores de sucesso na vida: eficácia, influência, tomada de decisão, relacionamentos, saúde, equilíbrio, bem-estar, conquista e satisfação com a vida. Estas pesquisas também demonstram que 90% dos profissionais com maior desempenho possuem inteligência emocional mais desenvolvida. De outro lado, somente 20% dos profissionais com pior desempenho possuem inteligência emocional adequada. (Talen Smart Survey, 2019).

 

FONTE: MUNDO RH

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Good News

Lego de ‘Esqueceram de Mim’ tem 4 mil peças e armadilhas para bandidos

Publicado

em



 

‘Esqueceram de Mim’ terá um novo filme neste fim de ano, mas os fãs da franquia já podem se divertir relembrando o primeiro longa da série. A Lego já está comercializando o conjunto da casa de Kevin McCallister, com quase 4 mil peças, incluindo as armadilhas usadas pelo garoto para enfrentar os bandidos naquele natal de 1990.

 

O brinquedo foi anunciado nesta quinta-feira (21). Ele foi sugerido dentro do grupo Lego Ideas, onde usuários enviam suas ideias para conjuntos à empresa. Às vezes, a Lego aceita a indicação e produz, remetendo a taxa de 1% de royalties ao designer original. No caso da casa dos McCallister, o idealizador foi o ucraniano Alex Storozhuk.

O designer já era fã de ‘Esqueceram de Mim’. O brinquedo idealizado por ele tem exatamente 3.955 peças, lotado de referências do filme. Há uma variedade de armadilhas, uma televisão mostrando o longa ‘Anjos de Cara Suja’, filme que Kevin deixa rolando na TV enquanto está sozinho, e até o manequim de Michael Jordan.

Entre os cinco personagens no Lego, estão o próprio Kevin, papel de Macaulay Culkin no filme, e os bandidos que invadem a casa, interpretados por Joe Pesci e Daniel Stern. Um dos bandidos tem, inclusive, o rosto queimado pelo ferro de passar, como no filme.

O conjunto ‘Esqueceram de Mim’ começa a ser vendido no dia 1º de novembro. O valor do brinquedo é US$ 249,99 ou R$ 1.414,69, na conversão direta com o dólar cotado a R$ 5,66, no site da Lego. As peças também serão vendidas nas lojas.

Esqueceram de Mim lego

Retorno de ‘Esqueceram de Mim’:
O novo filme da franquia estreia no dia 12 de novembro. Neste, Max Mercer é o menino travesso e cheio de recursos esquecido pelos parentes, que viajam para Tóquio, no Japão. Ele é interpretado pelo britânico Archie Yates, que fez Yorki em ‘Jojo Rabbit’.

O casal Pam e Jeff Fritzovski, interpretado por Ellie Kemper (‘Unbreakable Kimmy Schmidt’) e Rob Delaney (‘Deadpool 2’), tenta recuperar uma relíquia de família de valor inestimável e se volta para a residência dos Mercer. Lá, Max é o único presente para impedir a invasão dos intrusos e faz tudo que pode para mantê-los fora de casa.

O elenco de ‘Home Sweet Home Alone’ tem ainda Aisling Bea, Kenan Thompson, Ally Maki, Pete Holmes, Chris Parnell, Timothy Simons, Andy Daly e Mikey Day. No trailer, já é possível ver a participação de Devin Ratray mais uma vez dando vida a Buzz McCallister, irmão mais velho de Kevin nos primeiros filmes de ‘Esqueceram de Mim’. Agora, ele aparece como um policial.

 

FONTE: OLHAR DIGITAL

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×