Rio Grande do Sul registra a menor taxa de crescimento vegetativo em 2018 – Portal Plural
Connect with us

Geral

Rio Grande do Sul registra a menor taxa de crescimento vegetativo em 2018

Publicado

em



 

Com um número de nascimentos que voltou a cair depois de dois anos de estabilidade, a população do Rio Grande do Sul apresentou em 2018 a sua menor taxa de crescimento vegetativo. A diferença entre nascidos e o registro de óbitos resultou em 51,5 mil novos habitantes no Estado, o que significa um aumento de apenas 0,46% na comparação com o ano anterior. São os menores patamares ao longo da série histórica iniciada em 2010, o que reforça uma tendência gradativa de redução ao longo dos próximos anos da faixa etária entre 15 e 59 anos, que constitui o grupo de pessoas consideradas potencialmente ativas.

Os principais aspectos da evolução populacional do RS foram detalhados nesta quarta-feira (4/9), quando a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) apresentou as estimativas que permitem conhecer o perfil das 497 cidades por faixa etária, sexo e percentual de pessoas potencialmente ativas para atuar no mercado de trabalho.

Estas informações já estão disponíveis e atualizadas através do PopVis: Portal Demográfico, ferramenta desenvolvida pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE/Seplag) e que permite a visualização de maneira interativa dos dados da população do RS, incluindo pirâmides etárias de todos os municípios, Coredes e regiões funcionais, numa série histórica entre 2010 e 2018. Pelas estimativas, o número de habitantes no Estado em 2019 ficará em 11.377.239, com uma taxa de crescimento ainda menor do que em 2018 (0,42%).

Mais gente ativa

A região do Vale dos Sinos concentra a metade dos 10 municípios (com população acima de 20 mil habitantes) com o maior percentual de moradores potencialmente ativos. Dois Irmãos lidera o ranking: dos 32.614 habitantes ao final de 2018, um total de 22.684 (69,55%) se encontravam nesta faixa etária. Na sequência, estão Charqueadas (68,34%), Nova Hartz (67,79%), Ivoti (67,78%) e Parobé (67,74%). “A média estadual fica ao redor de 63% da população nesta faixa etária, o que possivelmente traz reflexos para a economia destas cidades que ficam com percentuais acima”, observou o estatístico Pedro Zuanazzi.

Já duas cidades do Litoral Norte (Imbé-59,23% e Tramandaí-60,07%) apresentam os menores percentuais em termos de população hipoteticamente apta a produzir, com índices que são muito próximos de alguns municípios das regiões que enfrentam baixo nível de crescimento econômico, como a Fronteira Oeste e Campanha. Em compensação, o Litoral tem as duas cidades com maior presença de jovens (até 14 anos de idade) na lista dos municípios que reúnem mais de 20 mil habitantes: Capão da Canoa (24,05%) e Tramandaí (23,13%).

Para Zuanazzi, o acesso a essas informações caracteriza o PopVis como uma importante ferramenta para as áreas de planejamento. “Estão ali dados que podem nortear as políticas públicas de responsabilidades do governo do Estado e das prefeituras, assim como podem servir de orientação para a tomada de decisão em projetos da iniciativa privada. É preciso conhecer onde está o seu público alvo”, acrescentou ele.

O Corede do Litoral também chama a atenção por registrar o maior crescimento populacional entre 2010 e 2018: 15,49%, seguido do Vale do Taquari (10,61%) e do Vale do Caí (10,33%). Em compensação, o Corede Fronteira Oeste apresenta a maior perda populacional no período (5,19%).

Predominância feminina

As mulheres são maioria entre a população total do RS: para cada grupo de 100 pessoas do sexo feminino, são apenas 94,8 homens. Os meninos são maioria entre os nascimentos, porém as mulheres se tornam majoritárias já a partir da faixa dos 30 anos, situação que fica mais evidente com o avanço da idade. Entre a população com mais de 80 anos, a relação para cada 100 mulheres despenca a 53,5 representes do sexo masculino. “É uma decorrência da expectativa de vida entre as mulheres, mas também por conta da maior incidência de óbitos de homens pela violência e trânsito”, apontou o estatístico.

As mulheres representam 51,33% da população (5.815.522 habitantes). Das cidades com mais de 20 mil habitantes que ficam acima desta média, Porto Alegre leva o título da mais feminina. Dos moradores da capital, 53,76% são mulheres. Na sequência, estão Pelotas (52,97%) e Cruz Alta (52,77%).

Entre aqueles com mais de 20 mil moradores, os municípios com maior concentração masculina são Charqueadas (59,26%), São Francisco de Paula (51,22%) e São José do Norte (50,97%). Da população geral do RS, 48,67% são do sexo masculino.

Presente à divulgação, o secretário-adjunto de Planejamento e Orçamento da Seplag, Gilberto Pompílio Filho, ressaltou a importância das informações nas ações de governo. “Toda política pública é focada nas pessoas, mas para isso precisamos conhecer as pessoas”, destacou ele, ao lembrar que os estudos sobre a evolução populacional do RS servem também para orientar empreendedores e acadêmicos. O diretor do DEE, Liderau Marques Junior, igualmente acompanhou o evento.

Para visualizar o resumo da apresentação, clique aqui.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

O drama das crianças brasileiras deportadas ao Haiti que o Brasil quer repatriar

Publicado

em



84 crianças brasileiras foram enviadas para o Haiti pelos EUA; governo brasileiro quer trazê-las ao Brasil em dez dias. No México, há outras 1,7 mil crianças haitiano-brasileiras que podem cruzar a fronteira com os EUA a qualquer momento.

 

As certidões de nascimento de Carlos* e Laura*, de três e um ano de idade, indicam Rondonópolis, no Estado de Mato Grosso, como a cidade em que ambos vieram ao mundo. Apesar disso, há poucas semanas, as duas crianças brasileiras foram deportadas pelo governo dos Estados Unidos para o Haiti, país de origem de seus pais, que moraram por mais de cinco anos no Brasil.
A deportação foi o ponto final de uma viagem de migração que incluiu passagens por mais de uma dezena de países, feitas de ônibus e a pé, em meio à fome e à violência.
“Na Colômbia, o homem me apontou a pistola, mas eu falei que a gente não tinha dinheiro, a gente não tem nada, e ele liberou a gente pra seguir”, relata Patrick*, o pai de Carlos e Laura, sobre a passagem pelo perigoso estreito de Darien, trajeto de 100 quilômetros em mata amazônica até o Panamá, que eles levaram 14 dias para percorrer.
Depois de atravessar o Panamá, a Costa Rica, a Nicarágua, Honduras e Guatemala, a família até tentou se estabelecer no México.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Delegado da 3ª DPR faz reunião virtual com colegas do sistema penal de Missiones-Argentina

Publicado

em



Foi realizado uma conferência virtual de integração entre servidores do sistema prisional gaúcho e do sistema penal argentino. Na ocasião, o delegado penitenciário da 3ª Região, Ederson Dornelles, e o administrador do Presídio Estadual de Santa Rosa, Rubesmar Goebel, trocaram informações com o Chefe do Serviço Penitenciário de Missiones, General Manuel Dutto, e com o chefe do departamento de Inteligência e informação, Major José Caceres.

Um dos objetivos da reunião foi proporcionar aos participantes trocas de informações relativas aos sistemas penais de ambos os países, evoluir na integração entre os entes de segurança, assim como partilhar conhecimentos na área da segurança e do sistema penal.

Segundo o delegado Ederson Dornelles, a conversa foi muito produtiva, pois, segundo ele “é fundamental a integração e a troca de conhecimentos entre os dois países. Essas reuniões aproximam os referidos gestores e os capacitam mutuamente segundo suas experiências”.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Prefeitura de Giruá dá prosseguimento em concurso público

Publicado

em



O prefeito Ruben Weimer de Giruá – RS e a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências – FUNDATEC, informam que o prosseguimento do concurso público, que anteriormente fez-se necessário sua suspensão temporária, por conta da pandemia do novo coronavírus. No último dia 13 foi publicado o Edital Nº 01/2021 que dá prosseguimento ao concurso que terá sua prova no dia 16 de janeiro de 2022.

Considerando a possibilidade de prosseguir com as atividades suspensas temporariamente, conforme Edital Nº 08/2020 – Retificação do Edital de Abertura e Prorrogação das Inscrições, em decorrência do novo coronavírus (COVID-19), observando os cuidados de distanciamento social e higienização conforme orientações vigentes da vigilância sanitária, determina-se o prosseguimento deste Concurso Público agendando a aplicação das Provas Teórico-Objetivas para os candidatos com inscrições homologadas, conforme Edital N° 14/2020, publicado dia 08/05/2020 no site da FUNDATEC, seguindo cronograma especificado que pode ser conferido através do link: https://concursos-publicacoes.s3.amazonaws.com/…/564

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×