Relações familiares na Pandemia – Portal Plural
Connect with us

Geral

Relações familiares na Pandemia

Publicado

em

Ilustração Google


A pandemia surgiu e trouxe como consequência o isolamento, que segundo a psicóloga Priscila Lourenço Espírito Santo de Morais, não permitiu preparo, provocando em um primeiro momento dificuldade nas relações e grandes conflitos para a maior parte dos casais. “Surgiu a preocupação com as finanças, o medo da doença em si, divergências na projeção dos próximos passos e muita dificuldade de relacionar-se, praticamente, 24 horas por dia com o cônjuge. Muitos se surpreenderam, chegando à conclusão de que não conheciam os respectivos parceiros”.

Uma pesquisa do Google apontou em junho um aumento de 177% na busca por escritórios especializados em separações, isso comparado com o mesmo período do ano passado. Ainda de acordo com o levantamento do Google, a pesquisa por “divórcio online gratuito” cresceu quase 10.000%. Mas segundo Priscila, que também é educadora parental em Disciplina Positiva, o que aconteceu na relação com os filhos não foi muito diferente. “Pais confessaram que estavam adaptados à rotina, muitas vezes desgastante, deixando a maior parte dos cuidados com os filhos para uma funcionária ou mesmo com a escola/creche e declarando não os conhecer realmente, não ter paciência e habilidades com as crianças ou adolescentes”.

No final de março, uma pesquisa feita pela Universidade de Michigan, nos EUA, realizada com 562 pessoas, sendo 51% pais de pelo menos um filho com até 12 anos, trouxe um dado que chamou a atenção dos pesquisadores: 4 entre 10 pais relataram ter gritado com os filhos nas últimas duas semanas. Depois de muitos conflitos, desespero e ansiedade, Priscila afirma que a maioria tem se reinventado e encontrado sentido em situações cotidianas. “Essa nova rotina criada a partir da pandemia trouxe maior empatia, compreensão e respeito para consigo e com o outro. A comemoração e prazer em contemplar pequenas conquistas dos filhos ganharam espaço nas famílias e, apesar dos desafios, a alegria vem reaparecendo em um novo formato”. Para a psicóloga, o ser humano tem em si essa habilidade de readequação e reinvenção.

Para finalizar, Priscila diz que a tendência daqui para frente é que uma grande parte das pessoas siga emocionalmente diferente, com prioridades mais bem definidas, mais noção do que tem valor e o que não tem, do que é controlável e o que não é. “Uma janela de conhecimento foi aberta e, ainda que estruturalmente tudo volte ao normal, não dá para apagar aquilo que se conheceu. Houve um grande movimento de transformação e revisão pessoal, familiar, por isso creio que alguns casamentos seguirão mais alinhados e que pais e filhos terão mais tempo de qualidade”.

 

 

Fonte: Conteúdo Estadão

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Papa pede mais solidariedade com vítimas da aids

Publicado

em



Pedido foi feito nesta quarta-feira, 1°, Dia Mundial de Combate à Aids

O papa Francisco fez um apelo nesta quarta-feira, 1, pedindo que as pessoas tenham mais solidariedade com aqueles que sofrem com o vírus HIV, também solicitando que aqueles que vivem nos lugares mais pobres do mundo sejam cuidados.
 
Em um discurso para todos, o papa afirmou que o Dia Mundial de Combate à Aids é uma ocasião importante para lembrar daqueles que têm a vida afetada pelos vírus. Ele ainda destacou que em certas áreas do planeta, não existe acesso a cuidados essenciais.
 
O apelo foi feito durante o discurso como reforço da fala: “Espero que possa haver um compromisso renovado de solidariedade para garantir cuidados de saúde eficientes e igualitários”, disse Francisco.
Em novembro, o pontífice escreveu uma carta para Michael O’Loughlin, um jornalista dos Estados Unidos que escreveu sobre os católicos que ajudaram vítimas da Aids durante a crise dos anos 1980 em um livro, que dizia:

Obrigado por iluminar as vidas e dar testemunho dos muitos padres, mulheres religiosas e leigos que escolhem acompanhar, apoiar e ajudar seus irmãos e irmãs sofrendo de HIV e Aids com grande risco para sua profissão e reputação.”

FONTE:AH

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Instituições buscam contribuir com autonomia, inclusão social e produtiva de PCD’s

Publicado

em



No próximo 3 de dezembro lembra-se o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (PCD), uma forma de ampliar a compreensão dos assuntos relativos à deficiência e, sobretudo, mobilizar para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar das pessoas. O assessoramento às PCD’s ampliou e se qualificou nos últimos anos, com vistas à sua inclusão social e atendimento às suas demandas. As Associações dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) são importantes referências na realização deste trabalho e, diante disso, a Emater/RS-Ascar procura contribuir através de seus serviços para que projetos sejam realizados em 40 instituições do Estado.

 

Na região de Santa Rosa, há um trabalho continuado realizado pela Emater/RS-Ascar em conjunto com as Apaes de Boa Vista do Buricá, Santo Antônio das Missões e Tucunduva. São promovidas, principalmente, ações de assistência educacional na área de segurança alimentar, saúde, saneamento e economia doméstica voltadas a pessoas com deficiências.

 

As ações socioassistenciais oferecidas gratuitamente aos usuários e seus familiares são viabilizadas em parceria também com administrações municipais e Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr). Tem-se a clareza também da importância de promover a geração de renda e qualidade de vida destas famílias, com orientações em relação à produção de alimentos, alternativas sustentáveis de produção e boas práticas de fabricação e aproveitamento integral dos produtos por eles produzidos, fazendo com que haja agregação de valor e renda, principalmente ampliação do seu nível de autonomia. Busca-se ainda, promover a integração das famílias em vulnerabilidade social da área rural ao mercado de trabalho e também auxiliar no acesso a mercados para comercialização dos produtos por elas produzidos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Emater/RS-Ascar celebra Dia Nacional da Extensão Rural

Publicado

em



Presente em todos os municípios gaúchos, Instituição oficial de Aters comemora avanços no rural gaúcho.

 

Para comemorar o Dia Nacional da Extensão Rural e o Dia do Extensionista, celebrados em 06 de dezembro, a Emater/RS-Ascar vai realizar uma série de atividades em todo o Estado. Além de uma live para os extensionistas, com a presença do presidente da Emater/RS, Edmilson Pelizari, e da Prosa do Saber Extensionista, os escritórios da Instituição vão promover, durante o dia, encontros com as famílias de agricultores e demais públicos assistidos, bem como com representantes de entidades parceiras e com a imprensa.

O objetivo é avaliar e divulgar as ações de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) prestadas pelos extensionistas na melhoria das condições de vida no meio rural, cujo propósito justifica a fundação, em 1948, da primeira Emater do Brasil, em Minas Gerais.

A segunda instituição de Extensão Rural, criada em 2 de junho de 1955, foi a Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural (Ascar), que, 22 anos depois,  em março de 1977, passou a atuar com a Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), igualmente uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, se tornando, a Emater/RS-Ascar, a Instituição oficial de Extensão Rural do RS, sendo referência no Brasil na prestação de serviços de Aters.

Sobre o serviço oficial de Extensão Rural para a agricultura familiar do RS, essa condição foi confirmada em 16 de julho de 2020, quando, a partir de parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE), e em conformidade com a Lei de Aters (14.245/13), foi alterado o regime jurídico de contratação da Emater/RS-Ascar pelo Governo do Estado, feito através da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×