Quanto Grêmio e Inter ganharão para jogar o Gauchão 2020 – Portal Plural
Connect with us

Esportes

Quanto Grêmio e Inter ganharão para jogar o Gauchão 2020

Pável Bauken

Publicado

em



 

Com ou sem Libertadores da América em azul ou vermelho através da classificação no Campeonato Brasileiro, o Gauchão da temporada 2020 garantirá boas cotas para dupla Gre-Nal na alvorada do ano.

O contrato da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) com a Globo, que não exerceu a cláusula de interrupção a que tinha direito e manteve o campeonato estadual por mais dois anos, prevê cerca de R$ 13 milhões para Grêmio e o mesmo valor para o Inter. Nada mau para começar o ano. Os valores de 2019 foram mantidos, apenas corrigidos pela inflação.

Brasil e Juventude, além do R$ 1 milhão dado aos outros participantes, têm bônus de R$ 500 mil pela Série B. É um valor que será subtraído do bolo destinado aos clubes do Interior, procedimento padrão nos últimos anos.

O Gauchão 2020 também terá nova fórmula. Os 12 clubes da Série A serão divididos em dois grupos de seis. Eles se enfrentam dentro da própria chave (primeiro turno) e fora dela (segundo turno). Primeiro e segundo colocados se cruzam em jogos únicos de semifinal e final, de onde saem os campeões dos turnos.

Estes, por sua vez, duelarão pelo título do Gauchão. Provavelmente em partidas de ida e volta, e não em jogo único, como chegou a ser cogitado, segundo o presidente da FGF e vice da CBF, Francisco Novelletto.

Gaúcha/ZH

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Conflito de datas ameaça conclusão do Gauchão

Inter não abre mão de jogar o estadual e acredita que a CBF irá acomodar as datas

Pável Bauken

Publicado

em

Para completar o Gauchão, a FGF precisa de sete datas, mas a entidade pode ter dificuldades devido ao início do Brasileirão e da Copa do Brasil | Foto: Pedro Trindade / FGF / Divulgação / CP

Inter e Grêmio querem o fim do Campeonato Gaúcho dentro de campo. Quanto a isso, não há nenhuma dúvida, principalmente porque a Dupla ainda tem uma cota de televisão a receber da emissora que detém os direitos de transmissão. Mas o desejo de ambos os clubes parece estar longe de se concretizar. E há vários motivos que levam a essa conclusão.

A perspectiva de início do Brasileirão em 9 de agosto certamente criará um conflito de datas. O calendário, que normalmente já é apertado, ficará ainda mais difícil. Além disso, o Rio Grande do Sul, no momento, apresenta números da pandemia de coronavírus em franco crescimento.

O governador Eduardo Leite já disse que o futebol, agora, não é uma prioridade. Nos bastidores, há um certo temor de que o possível cancelamento do campeonato possa trazer consequências mais sérias, como um rompimento de contrato com a TV pelo fato de o produto não ter sido entregue.

“A CBF já disse que vai dar um jeito de acomodar e arranjar datas para a finalização de todos os principais regionais do Brasil. O Gauchão tem que terminar. O Inter não abre mão disso”, afirma o 1º vice-presidente do clube, João Patrício Hermann.

“A gente vê o futuro com muita preocupação. Nunca houve uma situação tão grave do ponto de vista financeiro para os clubes. E não há perspectiva de melhorar”, completa o dirigente colorado.

A opinião do Grêmio segue na mesma linha. A direção sempre foi a favor da definição do Campeonato Gaúcho dentro de campo. “Nós torcemos que sim (Gauchão termine no campo), estamos confiantes que isso possa acontecer, mas já temo que as datas possam conflitar com o início do Brasileiro. Como temos sete datas ainda para cumprir, a coincidência de datas nessas duas situações poderá ser um fator complicador”, avalia o presidente Romildo Bolzan Júnior.

Romildo também diz que é preciso levar em consideração o estágio da pandemia no Estado. “Se por acaso não tivermos condições sanitárias no Rio Grande do Sul de avançarmos no sentido dos treinos e dos próprios jogos, creio que talvez seja melhor declararmos o Caxias campeão”, comentou o mandatário do clube. O time da Serra foi o vencedor do primeiro turno.

A ideia da Federação Gaúcha de Futebol era retomar o campeonato no dia 19 deste mês, mas o cenário atual da pandemia no Rio Grande do Sul impede não só o reinício como   uma nova projeção de data.

Correio do Povo
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Volta do Gauchão não é prioridade, afirma Leite

Governador também indicou que não existe uma previsão para liberação dos treinos coletivos

Pável Bauken

Publicado

em

Governador disse que segue estudando o protocolo da FGF | Foto: Pedro Trindade / FGF / Divulgação / CP

“A volta do futebol, neste momento, não é prioridade.” Dessa maneira enfática o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, respondeu sobre questionametnos sobre o retorno do estadual durante a live na qual falou sobre a atualização das bandeiras do modelo do Distanciamento Controlado. Em razão do avanço da Covid-19 no Estado, o esporte fica em segundo plano, por ora, e a retomada das partidas em 19 de julho já está praticamente descartada.

De alento ficou a promessa de análise do documento da Federação Gaúcha de Futebol para os próximos dias: “Estamos analisando o protocolo da FGF e pretendemos apresentar uma resposta à proposta até o fim desta semana”, afirmou Leite.

Segundo o governador, há uma reunião entre o governo do Estado e a FGF programada ainda para esta semana. Reivindicado pelos dirigentes da Dupla Gre-Nal, os treinos coletivos, de acordo com Leite, ainda não têm previsão para serem liberados.

Em entrevista à Rádio Guaíba, o secretário de Esportes e Lazer do Rio Grande do Sul, Francisco Vargas, indicou que, pela piora nos números da Covid-19 no Estado, a data prevista pela FGF para o retorno do futebol, 19 de julho, está “praticamente descartada”.

“Essa data, infelizmente, complicou bastante. É uma questão matemática”, explicou o secretário. Segundo ele, os indicadores apresentados semanalmente pelo comitê de crise, que faz as avaliações sobre a Covid-19, tiveram uma piora significativa.

Vargas lembrou que o governador não deseja “prejudicar as equipes do Gauchão 2020”, mas, segundo ele, “a verdade é incontestável e os números no Rio Grande do Sul pioraram muito”. No entanto, o secretário entende que, por se tratar de uma “bolha de saúde”, os treinos coletivos no CT’s de Grêmio e Inter têm chances de serem liberados: “Controle surreal, absoluto, tanto de Grêmio, quanto do Inter”, apontou o secretário sobre os protocolos de saúde da Dupla Gre-Nal.

Correio do Povo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

NBB: temporada 2020/2021 é prevista para começar em 14 de novembro

Lista só sai em setembro, mas times já movimentam mercado

Pável Bauken

Publicado

em

© Fotojump/LNB

A temporada 2020/2021 do Novo Basquete Brasil (NBB), campeonato nacional masculino da modalidade, está prevista para começar em 14 de novembro. A lista final dos participantes será divulgada em 4 de setembro. Nove dias depois, a Liga Nacional de Basquete (LNB), organizadora do torneio, publicará a tabela completa.

As datas foram definidas em videoconferência do Conselho de Administração da liga. Segundo a nota oficial publicada no site da entidade, as medidas “levarão sempre em consideração o avanço do controle da pandemia [de covid-19] no Brasil e todos os protocolos de saúde determinados nesse período”. O comunicado ainda diz que “a Equipe Multidisciplinar da LNB continua avaliando todos os possíveis cenários para o retorno do campeonato”.

Os times decidiram que o prazo final para negociação do direito associativo das equipes termina em 14 de agosto. No dia 30 do mesmo mês, os clubes “precisarão oficializar suas participações no campeonato comprovando as documentações financeiras necessárias para a aprovação do Conselho, além da validação do Livro de Dívidas (referente à certidão de situação regular de valores contratuais dos atletas e comissão técnica da temporada anterior)”, conforme a nota da liga.

A temporada 2019/2020 foi paralisada em 15 de março. Na semana seguinte à interrupção, a liga decidiu que o torneio, se retomado, reiniciaria direto no mata-mata. No fim de abril, foi apresentado aos clubes um protocolo de saúde para reinício dos jogos, que previa portões fechados, realização de testes e esquema especial para volta aos treinos. Como a crise do novo coronavírus não cessou, a competição foi dada como encerrada em 4 de maio.

Desafios

Em live na Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 29 de maio, o chefe-executivo da LNB, Sérgio Domenici, considerou que a temporada 2020/2021 será “mais difícil do que foi o primeiro NBB [em 2008]. Tudo terá que ser repensado. Como estarão as companhias aéreas após a pandemia? Os clubes transportam 18 atletas por viagem. Uma equipe de Brasília (DF), de Fortaleza (CE) ou Pato Branco (PR) faz a maior parte da competição por via aérea. Como faremos a competição? Ela será regionalizada? Terá arbitragem local?”, indagou, à ocasião.

Durante a paralisação da edição 2019/2020, mesmo classificado para o mata-mata, o Sendi Bauru anunciou que não teria condições de seguir no torneio, devido ao impacto financeiro da pandemia. Também garantido na fase final, o Pinheiros anunciou que não renovaria o contrato dos atletas após o término dos vínculos, em maio. O Corinthians, quando a temporada foi oficialmente cancelada, fez o mesmo.

Apesar de o próximo calendário ainda ser uma incógnita, alguns participantes se movimentam no mercado. Vice-campeão em 2018/2019, o Franca renovou a parceria com o Sesi, iniciada em 2017, por mais uma temporada. Na quarta-feira (24), o clube paulista confirmou a permanência da comissão liderada pelo técnico Helinho. Já a Unifacisa anunciou o ala/armador Betinho, ex-Pinheiros, como reforço.

Melhores do ano

Apesar de a temporada 2019/2020 não ter finalizado, a LNB confirmou para o dia 10 de julho, às 19h (de Brasília), a cerimônia de premiação dos melhores jogadores da edição, que será online, pelo facebook do NBB. Participaram da votação capitães, técnicos e assistentes dos 16 times do campeonato, além de jornalistas, personalidades e staff da liga.

São oito categorias: quinteto ideal do NBB (armador, alas e pivôs), Troféu Ary Vidal para o técnico do ano; Jogador com Maior Evolução, Destaque Jovem, Defensor do Ano; Melhor Sexto Homem; Estrangeiro do Ano e o King of the Season (Rei da Temporada). Os três indicados de cada prêmio serão divulgados pelas mídias sociais da LNB.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

×