Publicidade personalizada deve ocupar espaço na TV por streaming – Portal Plural
Connect with us

Geral

Publicidade personalizada deve ocupar espaço na TV por streaming

Publicado

em



 

No novo mundo da TV em streaming, a publicidade não está desaparecendo. Em vez disso, está evoluindo para se tornar mais como o marketing na internet – direcionado a grupos ou indivíduos específicos. Enquanto alguns serviços de streaming por assinatura, incluindo Netflix, Apple+ e Disney+, prometem ser livres de anúncios, outros, incluindo os da WarnerMedia e NBCUniversal, devem ter algumas opções suportadas por anúncios, assim como o Hulu.

Como essas novas plataformas operam online, também poderão fornecer anúncios direcionados ou “endereçáveis” com base nos hábitos de visualização, localização e outros dados que elas podem coletar, da mesma maneira que o Google e o Facebook. De acordo com a empresa de pesquisa eMarketer, a receita de anúncios de TV endereçáveis – que inclui alguns anúncios na TV tradicional – nos EUA deve crescer de US$ 1,5 bilhão em 2018 para US$ 3,5 bilhões em 2021.

Os serviços de streaming estão facilitando a entrada de empresas e profissionais de marketing menores na televisão por meio de plataformas de anúncio de autoatendimento, sem os grandes orçamentos necessários para a transmissão de TV, de acordo com o analista da eMarketer Ross Benes. “Há muitas empresas novas entrando na publicidade na televisão” como resultado do streaming, disse Benes. “A TV ainda é um lugar onde você pode obter uma quantidade enorme de atenção das pessoas.”

A Roku, uma plataforma de televisão para muitas smart TVs, anunciou planos este mês para comprar a Dataxu, que fornece anúncios de autoatendimento automatizados para o que é conhecido na indústria como serviços “over-the-top” (OTT). “A publicidade na TV está mudando para o OTT e para um modelo orientado por dados focado nos resultados comerciais das marcas”, disse Anthony Wood, diretor executivo da Roku. A ascensão do streaming pode gerar uma nova série de preocupações com a privacidade, sobre como os dados dos telespectadores são coletados e compartilhados em várias plataformas e dispositivos.

Um estudo acadêmico recente encontrou smart TVs e outros dispositivos conectados enviando dados para empresas como Netflix e Facebook. Os pesquisadores escreveram que esses dispositivos “têm o potencial de aprender e expor informações extensas sobre os usuários e seu entorno. Muitas dessas informações têm implicações importantes na privacidade”. Alan Wolk, cofundador e analista da consultoria TVrev, disse esperar que os anúncios em streaming sejam menos invasivos do que aqueles que acompanham os usuários na internet. “A indústria da TV aprendeu com o digital que as pessoas acham esse tipo de publicidade assustadora”, avaliou. Wolk disse que os serviços de streaming estão buscando menos anúncios em comparação com a televisão aberta, que serão “menos dolorosos” para os telespectadores por serem mais relevantes.

O direcionamento na televisão tem limites, no entanto. Nunca está realmente claro qual membro de uma família está assistindo a um programa específico ou se este está sendo visto ao vivo ou se foi gravado. Charles Taylor, professor de marketing da Universidade Villanova, opinou que a publicidade na TV endereçável está aumentando, mas que as plataformas são propensas a ser sensíveis às preocupações com a privacidade do consumidor e estão cientes das novas leis, incluindo um estatuto estrito na Califórnia.

A lei da Califórnia “não permitirá que os profissionais de marketing construam plataformas de gerenciamento de dados onde eles estão mesclando dados de várias fontes”. Como resultado, Taylor disse que o direcionamento é propenso a ser “comportamental” ou baseado principalmente em hábitos de visualização, sem os perfis detalhados que o Facebook e o Google usam. A publicidade de TV endereçável também abre um novo canal para anúncios políticos, impactando potencialmente os gastos na campanha eleitoral de 2020 nos EUA. “Acho que não há dúvida de que isso terá algum papel” na campanha eleitoral, disse Taylor. “Os bancos de dados existentes são bastante eficazes para conhecer a filiação política de alguém e uma plataforma de gerenciamento de dados bem construída deve ser capaz de lhe dar uma boa ideia de quais eleitores podem ser influenciados”.

Mark Jablonowski, sócio-gerente da consultoria digital DSPolitical, relatou que essas novas plataformas podem não ser capazes de obter os tipos de detalhes dos serviços de internet, mas que ainda podem ser úteis para os candidatos. “Por enquanto, as plataformas estão bem adaptadas ao direcionamento geográfico – o que pode ser bastante poderoso na política”, afirmou Jablonowski.

CP
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

O drama das crianças brasileiras deportadas ao Haiti que o Brasil quer repatriar

Publicado

em



84 crianças brasileiras foram enviadas para o Haiti pelos EUA; governo brasileiro quer trazê-las ao Brasil em dez dias. No México, há outras 1,7 mil crianças haitiano-brasileiras que podem cruzar a fronteira com os EUA a qualquer momento.

 

As certidões de nascimento de Carlos* e Laura*, de três e um ano de idade, indicam Rondonópolis, no Estado de Mato Grosso, como a cidade em que ambos vieram ao mundo. Apesar disso, há poucas semanas, as duas crianças brasileiras foram deportadas pelo governo dos Estados Unidos para o Haiti, país de origem de seus pais, que moraram por mais de cinco anos no Brasil.
A deportação foi o ponto final de uma viagem de migração que incluiu passagens por mais de uma dezena de países, feitas de ônibus e a pé, em meio à fome e à violência.
“Na Colômbia, o homem me apontou a pistola, mas eu falei que a gente não tinha dinheiro, a gente não tem nada, e ele liberou a gente pra seguir”, relata Patrick*, o pai de Carlos e Laura, sobre a passagem pelo perigoso estreito de Darien, trajeto de 100 quilômetros em mata amazônica até o Panamá, que eles levaram 14 dias para percorrer.
Depois de atravessar o Panamá, a Costa Rica, a Nicarágua, Honduras e Guatemala, a família até tentou se estabelecer no México.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Delegado da 3ª DPR faz reunião virtual com colegas do sistema penal de Missiones-Argentina

Publicado

em



Foi realizado uma conferência virtual de integração entre servidores do sistema prisional gaúcho e do sistema penal argentino. Na ocasião, o delegado penitenciário da 3ª Região, Ederson Dornelles, e o administrador do Presídio Estadual de Santa Rosa, Rubesmar Goebel, trocaram informações com o Chefe do Serviço Penitenciário de Missiones, General Manuel Dutto, e com o chefe do departamento de Inteligência e informação, Major José Caceres.

Um dos objetivos da reunião foi proporcionar aos participantes trocas de informações relativas aos sistemas penais de ambos os países, evoluir na integração entre os entes de segurança, assim como partilhar conhecimentos na área da segurança e do sistema penal.

Segundo o delegado Ederson Dornelles, a conversa foi muito produtiva, pois, segundo ele “é fundamental a integração e a troca de conhecimentos entre os dois países. Essas reuniões aproximam os referidos gestores e os capacitam mutuamente segundo suas experiências”.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Prefeitura de Giruá dá prosseguimento em concurso público

Publicado

em



O prefeito Ruben Weimer de Giruá – RS e a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências – FUNDATEC, informam que o prosseguimento do concurso público, que anteriormente fez-se necessário sua suspensão temporária, por conta da pandemia do novo coronavírus. No último dia 13 foi publicado o Edital Nº 01/2021 que dá prosseguimento ao concurso que terá sua prova no dia 16 de janeiro de 2022.

Considerando a possibilidade de prosseguir com as atividades suspensas temporariamente, conforme Edital Nº 08/2020 – Retificação do Edital de Abertura e Prorrogação das Inscrições, em decorrência do novo coronavírus (COVID-19), observando os cuidados de distanciamento social e higienização conforme orientações vigentes da vigilância sanitária, determina-se o prosseguimento deste Concurso Público agendando a aplicação das Provas Teórico-Objetivas para os candidatos com inscrições homologadas, conforme Edital N° 14/2020, publicado dia 08/05/2020 no site da FUNDATEC, seguindo cronograma especificado que pode ser conferido através do link: https://concursos-publicacoes.s3.amazonaws.com/…/564

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×