Propostas para diversificar propriedade rural foram apresentadas pela Emater/RS-Ascar – Portal Plural
Connect with us

Agro

Propostas para diversificar propriedade rural foram apresentadas pela Emater/RS-Ascar

Publicado

em



 

Quem passou pelo espaço institucional da Emater/RS-Ascar no 33º Encontro Estadual de Hortigranjeiros, em Santa Rosa, teve a oportunidade de conhecer mais sobre diferentes formas de manejo e tecnologias voltadas à agricultura e à promoção da geração de renda e qualidade de vida. Agroindústria, saneamento básico, energias renováveis, apicultura, atividade leiteira, solos, crédito, plantas bioativas, cooperativismo e segurança e soberania alimentar são algumas das propostas apresentadas para contribuir com a diversificação e a gestão da propriedade.

O presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, visitou a feira, acompanhado do gerente regional, Ademir Renato Nedel, e do gerente adjunto, José Vanderlei Waschburger. Sandri destacou que a atuação da Instituição em diferentes comissões da feira, bem como o espaço institucional, retratam a grandiosidade do trabalho de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) em todo Estado, permitindo que as políticas públicas cheguem efetivamente até a propriedade.

Qualidade de Vida no Meio Rural
Entre os temas abordados estão formas de promover bem-estar e saúde para as famílias que vivem no meio rural, como o saneamento básico e o embelezamento de arredores. Está demonstrada na prática uma estrutura de como deve ser o destino adequado de dejetos da residência, apresentando-se orientações para instalação da fossa séptica, onde ocorre o tratamento primário do esgoto, reduzindo assim, o risco de contaminação do solo e das águas subterrâneas. Após esse tratamento complementar realizado pelo filtro anaeróbio, o esgoto é canalizado até o sumidouro. A forma como é instalada a caixa de gordura também é apresentada.

Como saneamento básico remete a ter um local para se morar, no espaço também é lembrada uma das novidades do Plano Safra deste ano, o Pronaf Habitação, cujos projetos de crédito podem ser encaminhados junto aos escritórios municipais da Emater/RS-Ascar. O uso de energias renováveis para a geração de energia na propriedade, a exemplo do uso de placas solares fotovoltaicas, é uma forma apresentada para a geração de energia mais limpa e economia mensal na conta de energia elétrica.

Em um suntuoso horto, em formato do relógio do corpo humano, é resgatada a sabedoria de gerações e são apresentadas orientações sobre a forma segura e mais eficiente de consumir plantas medicinais e condimentares.

A valorização e fortalecimento da cultura alimentar da região e o estímulo à produção de alimentos para consumo próprio é reiterado através do Programa Regional de Segurança e Soberania Alimentar, que tem como lema “Produza mais, gaste menos e ganhe em saúde e nutrição”. O uso de insumos agroecológicos na produção de alimentos e o manejo com plantas companheiras são propostas apresentadas para a produção de alimentos com maior qualidade e menor uso de agroquímicos.

Gestão Sustentável e com Rentabilidade
Tecnologia de aplicação é outro ponto que vem sendo abordado, especialmente neste período pré-safra de verão, na região em que são cultivados aproximadamente 700 mil hectares de soja. Alerta-se especialmente para a regulagem do pulverizador e para as condições climáticas a serem observadas no momento da aplicação de agroquímicos.

Para falar sobre produtividade e rentabilidade em qualquer tipo de produção agropecuária é necessário levar em conta práticas conservacionistas do solo, por isso, este tema também é abordado com recomendações sobre a rotação de culturas, terraceamento e outras ações que contribuem para o cuidado com o solo.

Após a colheita, é preciso se preocupar com a manutenção da qualidade e o valor agregado na comercialização do produto, diante disso, um silo de baixo custo, feito de alvenaria, para secagem e armazenagem de grãos, é proposto.

A atividade leiteira é abordada em diferentes aspectos que vão desde o pastoreio rotativo, sistema silvipastoril, nutrição animal em diferentes sistemas de produção, manejo limpo e qualidade do leite até outras novidades que têm sido implantadas na região como os sistemas de compost barn.

Equipamentos para o manejo da apicultura e alternativas como a meliponicultura são apresentados no espaço. No caso das abelhas sem ferrão, estão expostas algumas espécies, cuja forma de manejo tem sido orientada, a exemplo da mirim, mirim, mandaçaia, canudo, mirim-preguiça, manduri e jataí.

Na feira em que o foco é a celebração da produção de hortigranjeiros, possibilidades de acesso ao crédito e assistência técnica para diferentes formas de produção são destacadas.

Os focos institucionais da Emater/RS-Ascar e a missão de promover o desenvolvimento rural sustentável do Estado do Rio Grande do Sul estão representados em uma ampla maquete, que tem atraído muitos visitantes ao espaço.

A Unidade de Cooperativismo da Emater/RS-Ascar tem chamado atenção para a cooperação como uma forma de proteção nas adversidades e destaca o trabalho de assessoramento à gestão realizado junto a 28 cooperativas da agricultura familiar na região.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro

RTC e cooperativas iniciam projeto pioneiro na prevenção de doenças da soja

Publicado

em



Com o objetivo de aprimorar o conhecimento técnico e prático na área da fitopatologia, a Rede Técnica Cooperativa – RTC promoveu o treinamento sobre a utilização de coletores de esporos para monitoramento de oídio e ferrugem na cultura da soja.

O treinamento simboliza o início de um projeto pioneiro conduzido entre a RTC e as cooperativas, baseado em uma rede de coletores de esporos distribuídos pelo Estado, com o propósito de monitorar a flutuação do inóculo de Phakopsora pachyrhizi e Microsphaera diffusa, fungos causadores de ferrugem e oídio, respectivamente.

O evento ocorreu no dia 05 de outubro, na área de pesquisa e tecnologia da CCGL, e contou com 12 das cooperativas associadas participantes da primeira fase do projeto.

Participam da primeira fase do projeto as cooperativas: Coopatrigo, Cotripal, Agropan, Cotrijal, Cotriel, Cotrisal, Coopermil, Cotricampo, Cotrisul, Cotrijuc, Cotribá e Coasa, além da CCGL, cooperativa que coordena a iniciativa por meio do projeto da RTC.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Otimismo marca abertura oficial da colheita do trigo no RS

Publicado

em



Em meio a um cenário positivo para a safra de trigo, com aumento de área e de preço, foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (18/10) a colheita do trigo no Rio Grande do Sul. A cerimônia aconteceu na Fazenda Santa Terezinha, em Cruz Alta. Até o momento, as máquinas já colheram mais de 5%, ou seja, aproximadamente 60 mil hectares de uma produção estimada pela Emater/RS-Ascar em 3,59 milhões de toneladas.

Puxado pela demanda aquecida, o preço do trigo subiu. A saca de 60 kg, em média, vale R$ 80,70. No mesmo período do ano passado o produto era cotado em R$ 62,13.

A confiança dos produtores no cereal elevou o trigo à principal safra de inverno, à frente da aveia branca grãos (799.714 t), cevada (129.934 t) e canola (55.672 t). A área cultivada com o grão no Estado superou um milhão de hectares, o que não acontecia desde 2014. Dos 915,7 mil hectares cultivados na safra do ano passado neste ano a área cultivada foi de 1.177.487 hectares.

Em que pesem perdas registradas, principalmente no Noroeste gaúcho, o cenário é “positivo”, na avaliação de Tarcísio Minetto, coordenador da Câmara Setorial do Trigo, uma das 23 câmaras setoriais da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Agro

Massey Ferguson lança revista da Turma da Mônica sobre a evolução da agricultura no Brasil

Publicado

em



Publicação será distribuída gratuitamente para produtores rurais

A história da Massey Ferguson no Brasil será contada em quadrinhos pela Turma da Mônica. Referência no mercado agrícola brasileiro, a marca lança no mês das Crianças um gibi especial sobre a trajetória e a evolução da agricultura brasileira. A iniciativa é parte das celebrações dos 60 anos da inauguração da sua primeira fábrica no Brasil.

Com o título “Plantando tecnologia e colhendo boas histórias”, a aventura se passa no sítio de Chico Bento, que também comemora 60 anos em 2021. Cebolinha, Mônica e Magali conhecem um pouco do dia a dia do campo e a importante contribuição da marca para o processo de mecanização agrícola e desenvolvimento da agricultura de precisão no país.

A produção da revista especial em quadrinhos, pelo estúdio Mauricio de Sousa, teve assessoria da equipe da empresa de tratores e equipamentos agrícolas passando, em uma linguagem simples e bem humorada, esta história que se mistura com o desenvolvimento da agricultura no Brasil.

As publicações serão distribuídas gratuitamente a partir de outubro para produtores rurais, filhos de funcionários e escolas de algumas regiões do país. Os gibis ainda estarão disponíveis, também gratuitamente, nas concessionárias da Massey Ferguson.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×