Proporção de casos de feminicídio no RS cresce 10 vezes mais que a média nacional – Portal Plural
Connect with us

Segurança

Proporção de casos de feminicídio no RS cresce 10 vezes mais que a média nacional

Pável Bauken

Publicado

em



 

A quantidade de feminicídios no Rio Grande do Sul aumentou dez vezes mais do que a média nacional, de acordo com dados do Anuário de Segurança Pública, divulgado nesta terça-feira. Enquanto, em nível nacional, o índice do crime avançou 4% de 2017 para 2018, no RS cresceu 40,5% no mesmo período.

Sozinho, o Rio Grande do Sul teve quase 10% dos casos totais do país. Em números absolutos, o Estado ficou apenas atrás apenas de Minas Gerais (156 ocorrências) e São Paulo (136), cujas populações são praticamente o dobro e o quádruplo que a do RS, respectivamente, segundo o IBGE.

Houve 117 feminicídios no Rio Grande do Sul em 2018, ante a 83 no ano anterior. A quantidade de casos no ano passado é o recorde da série histórica, iniciada em 2012, da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP). Desde então, em apenas dois anos houve mais de 100 registros no ano.

Perfil das vítimas 

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública compilou o perfil das vítimas no Brasil entre 2017 e 2018. Seis em cada dez são negras e a maioria (65,6%) foi morta em casa. Em 88,8% das ocorrências, o companheiro ou o ex foi o autor do crime.

A maioria das vítimas tinha entre 30 e 34 anos, sendo 30 anos a idade mais letal. E sete em cada dez mulheres assassinadas (70,7%) por feminicídio no Brasil tinham até o ensino fundamental. Neste quesito, quanto maior a escolaridade, menor a proporção dentre as vítimas – 21,9% das das vítimas tinham ensino médio e 7,3%, ensino superior.

Tendência de queda em 2019

Nos sete meses de registros deste ano, a SSP já somou 58 casos de feminicídios em cidades gaúchas – 43 no primeiro semestre –, o que indica tendência de queda para 2019. De janeiro a julho, porém, não houve dois meses consecutivos de queda nas estatísticas do crime.

Em paralelo, a secretaria contabilizou outros 206 casos de feminicídios tentados. Em todo o ano passado, foram 355 feminicídios tentados no Rio Grande do Sul, segundo a SSP.

Homicídios em queda

Já quanto ao número de homicídios dolosos, o Rio Grande do Sul acompanhou a tendência nacional – que teve redução em 10,8%, de 56.030 homicídios dolosos para 48.951. No RS, a queda foi ainda maior, superior a 21%: de 2.970 em 2017 para 2.355 em 2018.

Casos de latrocínio e lesão corporal seguida de morte também caíram no Estado ao longo do período, igualmente seguindo a tendência geral no país.

Correio do Povo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

PRF intercepta criminosos estrangeiros entrando no país

Reporter Cidades

Publicado

em



Integrantes de uma violenta quadrilha internacional, dois chilenos entravam no Brasil utilizando nomes falsos. No mesmo ônibus, três cubanos estavam com um simulacro de pistola

Na tarde dessa terça-feira (11), na BR 158 em Santana do Livramento, a Polícia Rodoviária Federal interceptou três cubanos e dois chilenos que entravam ilegalmente de ônibus no Brasil. Os chilenos, integrantes de uma quadrilha internacional de roubo, utilizavam nomes falsos.

Policiais Rodoviários Federais realizavam uma operação de combate ao crime quando abordaram um ônibus que fazia a linha Santana do Livramento – Porto Alegre. No veículo, identificaram cinco estrangeiros que haviam cruzado ilegalmente a fronteira e entravam no país.

Um casal de cubanos, com uma criança, não tinham autorização para entrar no Brasil. Na bagagem deles, os policiais encontraram cinco celulares e um simulacro de pistola, que é de importação proibida, podendo ser facilmente confundida com uma arma de verdade.

Dois homens, falantes de espanhol, disseram serem chilenos, mas não apresentaram nenhum documento. Eles transportavam jóias, relógios, roupas de diferentes tamanhos e 1600 dólares.

Ao longo da tarde e da noite de ontem, após várias horas de pesquisas e consultas minuciosas, agentes da PRF e da PF descobriram a real identificação dos homens, que informaram nomes falsos para tentar enganar os policiais. Eles eram realmente chilenos, um deles inclusive estava foragido no Chile e com alerta emitido pela Interpol, já tendo sido preso em São Paulo alguns anos atrás. O outro tem antecedentes por roubo no Paraguai.

Os dois são suspeitos de integrarem uma quadrilha internacional envolvida em roubos no Paraguai e no Uruguai. Os produtos que transportavam são provavelmente oriundos de crimes cometidos fora do Brasil.

Todos foram conduzidos à Polícia Federal para o processo de deportação. Ainda seguem as investigações para verificar se há alguma ligação dos cubanos com os chilenos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Segurança

Brigada Militar prende dupla que assaltou e baleou agricultor no interior de Catuípe

Portal Plural News HZ

Publicado

em



Dois assaltantes foram presos pelos policiais militares após eles terem cometido um assalto e ferirem a vítima com um disparo de arma de fogo na tarde desta segunda-feira (10-08-20) na localidade de Caçador, interior de Catuípe. Conforme a polícia, a dupla armada invadiu uma propriedade e anunciou o roubo, sendo que durante a ação criminosa a vítima foi atingida com um tiro de revólver.

Em seguida os criminosos roubaram dinheiro e furtaram o veículo da família, sendo que durante a fuga o motorista perdeu o controle e bateu o carro. Eles abandonaram o carro e acabaram presos pelos policiais militares que fizeram um cero no mato em que eles tinham se escondido.

Os policiais apreenderam um revólver calibre 38, que estava com os assaltantes. A dupla de criminosos é de Catuípe, porém um era foragido da justiça de Soledade.

Com informações de Jânio Fernandes

Fonte: No Ar Notícias
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Segurança

Operação Hórus realizou apreensões estimadas em mais de meio milhão de reais

Balanço do 1º período da Operação Hórus na Área de Fronteira do 4º BPAF

Reporter Cidades

Publicado

em



Através da Operação Hórus, o Programa VIGIA objetiva blindar as fronteiras do país para evitar a entrada de armas, drogas e produtos contrabandeados. O Programa Vigia é um dos projetos estratégicos do Ministério da Justiça e Segurança Pública para combater o crime organizado nos cerca de 16 mil quilômetros de fronteiras do Brasil.

O efetivo do Batalhão de Polícia de Área de Fronteira (4º BPAF) juntamente com guarnição dos Bombeiros Militares e apoio de diversos órgãos e da comunidade, vem adotando medidas efetivas de prevenção e combate aos crimes transfronteiriços, visando à redução da criminalidade no Estado, bem como ações que visam coibir os crimes rurais, especialmente o Abigeato.

A 1º fase da Operação Hórus, juntamente com a Operação Hórus Sentinela, na área do 4º BPAF, teve duração de 20 de julho a 08 de agosto de 2020, com os seguintes resultados:

116 tijolos de maconha, totalizando 96 Kg, 5.000 maços de cigarro, grande quantidade de bebidas, 14 cabeças de gado, 34 tonelada de soja, 07 veículos apreendidos e 09 pessoas foram presas em flagrante. Realizadas 34 barreiras de trânsito, 174 veículos vistoriados, 292 pessoas abordadas e identificadas, além de fiscalização em vários portos clandestinos às margens do rio Uruguai. Valor estimado das apreensões: R$ 513.060,34.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

×