Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Programa Inova RS vai conceder bolsas para profissionais com experiência em gestão de projetos de inovação – Portal Plural
Connect with us

Ensino

Programa Inova RS vai conceder bolsas para profissionais com experiência em gestão de projetos de inovação

Pável Bauken

Publicado

em



Com o objetivo de colocar o Rio Grande do Sul no mapa global da inovação, o Programa Inova RS visa a construção de parcerias estratégicas entre a sociedade civil organizada, setores empresarial, acadêmico e governamental, por iniciativa da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Governo do Estado.

Na região Noroeste e Missões a coordenação do Programa é da Unijuí, com a coordenação do professor Dr. Daniel Knebel Baggio e apoio técnico da Agência de Inovação e Tecnologia e Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica, a Criatec, vinculados à Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão. Com duração prevista de dois anos, para o desenvolvimento do Programa serão concedidas Bolsas de Gestão da Inovação e Tecnologia (GIT) a profissionais com experiência em gestão de projetos de inovação, ciência e tecnologia, para atuar nas atividades de suporte aos comitês locais e de gerenciamento de projetos estratégicos nos Ecossistemas Regionais de Inovação. “Teremos a participação, em comum acordo, de diversas Instituições e entidades que atuarão pensando em projetos. A grande preocupação é proporcionar o mapeamento de oportunidades existentes, articulando os atores em prol do desenvolvimento regional”, observa o coordenador do Programa na região, professor Daniel Knebel Baggio.

Para a sua execução contará com a contratação de três bolsistas remunerados que estarão situados nas cidades de Ijuí, Santo Ângelo e Santa Rosa. Cada bolsista será responsável por uma microrregião, apontando as oportunidades de negócio, buscando fortalecer as relações institucionais, promoção de eventos de atualização e capacitação dos atores, desenvolvimento de projetos de inovação e a futura publicização dos resultados. O prazo encerra no dia 17 de julho e as inscrições serão realizadas através do preenchimento do Formulário de Inscrição e envio de documentos pelo e-mail: [email protected]. A previsão de início do trabalho é para a segunda quinzena do mês de agosto. Confira o edital completo na página da AGIT.

O Projeto terá abrangência em 77 municípios, contemplando os COREDES Celeiro, Fronteira Noroeste, Missões e Noroeste Colonial, formando assim a região denominada no Programa Inova RS de Noroeste e Missões. Também serão parceiras no desenvolvimento da iniciativa na região, as seguintes instituições e entidades: Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS, Faculdade Horizontina – FAHOR, Horizonte Ambiente Empreendedor – HAE/FAHOR – Incubadora, Sindilojas Noroeste, Associação Comercial e Industrial de Ijuí, Associação Comercial, Industrial, Serviços e Agronegócios de Santa Rosa, Agência de Inovação de Ijuí, Agência de Desenvolvimento de Santo Ângelo, Associação dos Administradores do Noroeste do Estado, Associação dos Municípios das Missões, Faculdade CNEC Santo Ângelo, Faculdade Santo Ângelo – FASA, Faculdades Integradas Machado de Assis – FEMA, Instituto Federal Farroupilha Santo Ângelo, Mind7 Coworking e Espaço Corporativo, SebraeRS, ACISA-Associação Comercial Industrial de Santo Ângelo, Prefeitura de Ijuí, Sociedade Educacional Três de Maio – SETREM e Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e Missões – URI.

Mais sobre o Programa

Desenvolvido pela SICT, em parceria com representantes da quádrupla hélice da inovação de diferentes regiões do Rio Grande do Sul, o INOVA RS teve sua metodologia inspirada em projetos já existentes no Brasil e no mundo, os quais apresentaram resultados positivos, quanto ao desenvolvimento econômico e social das regiões onde estão inseridos. Em Porto Alegre, o Pacto Alegre – que prevê o compartilhamento de recursos e parcerias entre o poder público e a iniciativa privada para impulsionar o crescimento da capital – é uma das referências.

Outra inspiração é a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI). Foi lançada em 2008 com o objetivo de fortalecer a inovação industrial no Brasil e contribuir para o aprimoramento de políticas públicas relacionadas ao tema. Coordenada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), a mobilização cria um espaço de diálogo entre empresas, universidades e governo.

Fora do Brasil, os projetos [email protected], na Espanha, o qual provocou uma revolução urbana do distrito e a criação de uma zona de atividades econômicas diversas, e o Ruta N, em Medellín, reconhecido por promover a economia criativa e inovadora, sendo transformador da região, e colocando a cidade colombiana como referência internacional em melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, por meio da Ciência, da Tecnologia e da Inovação.

OBJETIVOS:

  • Conectar o RS para que seja referência global em inovação como estratégia de desenvolvimento local;

  • Fomentar a nova economia e promover a inovação em setores tradicionais;

  • Criar um ambiente de negócios mais ágil no Rio Grande do Sul;

  • Impulsionar a articulação regional e a participação social nesse movimento, por meio de novas políticas públicas inovadoras;

  • Fortalecer o desenvolvimento regional alinhado às políticas públicas e atividades empreendedoras mais vocacionadas em cada região do Estado;

  • Aumentar a capacidade de investimento do Estado;

  • Qualificar o aprendizado para a nova economia.

Confira todos os detalhes do Programa no site da Secretaria, neste link.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ensino

Unijuí e Universidades da América Latina firmam convênio para a criação de uma Cátedra Internacional

Pável Bauken

Publicado

em



No sábado, dia 23 de novembro, a Unijuí, a Universidade Cooperativa da Colômbia, a Universidade Politécnica Estatal de Carchi do Equador e a Universidade de Sonora do México, para a criação da Cátedra Internacional Pensar a América Latina frente aos Desafios de Desenvolvimento Sustentável (ODS/ONU).

Segundo os termos do convênio, as instituições parceiras vão realizar eventos científicos académicos, promover a mobilidade internacional, a concepção e implementação de projetos de âmbito nacional e internacional e a publicações conjuntas por diferentes meios, com a inserção dos Programas de Mestrado e Doutorado. As partes envolvidas também vão nomear um delegado por instituição, que integrará uma Comissão Técnica Acadêmica, também vão organizar, planejar, executar e avaliar a Cátedra Internacional sob padrões de qualidade, visando a qualificação como uma cadeira UNESCO. Pelo acordo, estudantes de intercâmbio ou docentes e pesquisadores não pagarão a mensalidade ou qualquer tipo de taxa para estudar na universidade anfitriã.

Segundo a Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, este protocolo marca a intenção de quatro instituições latino Americanas, na materialidade de ações a serem realizadas nos próximos anos, considerando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030. É um grande desafio para nossa instituição envolvendo os pesquisadores dos nossos programas stricto sensu e acadêmicos, possibilitando aprofundamento em pesquisa e mobilidade acadêmica. Pela Unijuí, o professor Daniel Cenci é o responsável na organização das ações.

Confira o evento na íntegra

Participaram do fechamento deste convênio, de forma online em razão da pandemia, os seguintes representantes:

  • Cátia Nehring, Reitora da Unijuí, do Brasil;
  • Maritza Rondon Rangel, Reitora da Universidade Cooperativa, da Colômbia;
  • Jorge Ivan Mina Ortega, Reitor da Universidade Politécnica Estatal de Carchi, do Equador;
  • Henrique Fernando Velázquez Contreras, Reitor da Universidade de Sonora, do México.
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ensino

Grupo de pediatras considera seguro escolas infantis abertas durante pandemia

Reporter Cidades

Publicado

em

ilustrativa

Um grupo de mais de cem médicos pediatras do Hospital das Clínicas e do Hospital Albert Einstein divulgou manifesto neste sábado, 21, a favor de manter as escolas infantis abertas, mediante protocolos de segurança, mesmo diante do aumento de casos de covid-19 no Brasil nas últimas semanas.

De acordo com Luciana Becker Mau, médica infectopediatra do Hospital Albert Einstein e representante do grupo, os pediatras reconhecem o momento complexo e consideram a escola que segue os protocolos de segurança um local seguro para as crianças durante as diversas fases da pandemia.

“Até seis anos está cada vez mais consolidado que a possibilidade tanto de infecção quanto de transmissão é pequena. Nunca é zero. Entre seis e 11 anos há um aumento dessa possibilidade e acima dos 11 anos já fica muito próximo do que acontece com os adultos”, explica Luciana.

Segundo o manifesto, as crianças se infectam 2 a 5 vezes menos do que os adultos e não são consideradas disseminadoras em potencial do vírus. ” A grande maioria das crianças é assintomática ou apresenta sintomas leves, principalmente os mais novos e, portanto, transmitem menos”, disse Luciana.

A médica Luciana ressalta que o isolamento social prolongado traz muitos transtornos para a saúde mental e para o desenvolvimento infantil. “A gente vai ter que aprender a conviver com o vírus. Acredito que ainda vai demorar um tempo para voltarmos a viver padrões que vivíamos antes.

Um levantamento feito pelo Estadão mostrou que a maioria das escolas particulares na capital paulista teve no máximo dois casos de covid entre os alunos ou entre os professores desde que foram abertas, há pouco mais de um mês.

A reportagem questionou 20 dos maiores colégios da capital e 14 deles concordaram em responder ao levantamento. Somadas as escolas, elas têm recebido mais de 7 mil estudantes em atividades presenciais e cerca de 2,5 mil docentes e funcionários. Para especialistas, o número é baixo e indica que a escola não é o principal local para risco de infecção.

Há preocupação, no entanto, com o crescimento da quantidade de casos de coronavírus na capital, que tem atingido principalmente as classes mais altas. Na semana passada, a escola americana Graded School, de São Paulo, teve de suspender aulas presenciais de alunos do ensino médio e outras turmas mais novas por surtos de covid-19 entre alunos e professores. A contaminação, segundo carta enviada aos pais, teria sido causada por festas com centenas de adolescentes de vários colégios este mês. A escola também passou a exigir testes negativos de covid para que os estudantes voltem a frequentar as atividades.

Estadão – Por Ana Paula Niederauer

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Conheça as bolsas e benefícios para o Vestibular de Verão da Unijuí

Pável Bauken

Publicado

em



Os estudantes que ingressarem nos cursos presenciais neste Vestibular de Verão terão uma oportunidade nova em Graduação, com inovações que estão se consolidando no cenário da educação superior brasileira e internacional, como os currículos por competência, modulares, projetos integrados e formação pessoal e profissional. Já imaginou ter esta experiência de ensino e ainda por cima com uma bolsa ou benefício em programas oferecidos pela Universidade? Confira as opções de bolsas e benefícios ofertados pela Unijuí:

Crédito Educativo Unijuí 

Concede financiamento parcial aos estudantes dos Cursos de Graduação presencial, podendo financiar até 50% do valor semestral. O saldo devedor será corrigido anualmente pelo mesmo indexador de reajuste das mensalidades de graduação, acrescido de taxa de administração. Para este Vestibular este crédito está garantido para todos os estudantes ingressantes que desejarem aderir e cumprirem os requisitos estabelecidos pela Universidade.

Crédito Universitário Banrisul

Concede financiamento aos estudantes dos Cursos de Graduação Presencial podendo financiar até 100% do valor da semestralidade, parcelado em 12 meses. O estudante tem o dobro de tempo do curso para pagar e as parcelas não se acumulam.

Crédito Universitário Sicredi

Concede financiamento a estudantes dos Cursos de Medicina, Medicina Veterinária e Agronomia podendo financiar até 100% do valor da semestralidade, parcelado em 12 meses. O estudante tem o dobro do tempo do curso para pagar e as parcelas não se acumulam.

Bolsas de Iniciação Científica, Tecnológica e Inovação e Bolsas de Iniciação à Extensão 

É um incentivo individual destinado aos melhores alunos de graduação, com pesquisa vinculada a projetos desenvolvidos por docentes pesquisadores ou mediante suas participações em projetos e atividades de extensão.

ProUni

O Programa Universidade para Todos do Ministério da Educação (MEC) oferece bolsas de estudos de 50% ou 100% a estudantes que ainda não tenham o diploma de nível superior.

Saiba mais sobre bolsas e benefícios ofertados pela Unijuí em  www.unijui.edu.br/bolsas.

Acesse o site do Vestibular, confira todas as informações do processo seletivo e faça a inscrição: www.unijui.edu.br/vestibular.

Inscrições: até o dia 30 de novembro.
Prova: 06 de dezembro, somente online, em razão da pandemia.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×