Professores dão dicas para lidar com a ansiedade às vésperas do Enem – Portal Plural
Connect with us

Ensino

Professores dão dicas para lidar com a ansiedade às vésperas do Enem

Sugestões incluem descanso, boa alimentação e planejamento

Publicado

em

ilustrativa google


Lidar com a ansiedade antes de fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ficou ainda mais complicado este ano, em meio à pandemia do novo coronavírus. Por isso, professores recomendam que os estudantes descansem, alimentem-se bem e que separem com antecedência tudo que precisarão levar no dia do exame.

Como professora, o que estou passando para os meus alunos é o que a gente conseguiu estudar, nós estudamos até sexta-feira (8). A partir de agora é organizar a caneta, a máscara, o álcool em gel. Olhar o seu Cartão de Confirmação da Inscrição para ver onde vai fazer a prova. Verificar se conhece o lugar, se sabe como chegar. Se organizar para a prova, para não deixar para a última hora”, diz a professora de português da Escola Estadual Amélio de Carvalho Baís, de Campo Grande (MS), Letícia Cintra.

De acordo com o coordenador pedagógico do ProEnem, Leandro Vieira, uma forma de tentar driblar a ansiedade é se sentir minimamente preparado. Então, além de separar os itens para levar no dia do exame, a semana pode ser voltada para a revisão de conteúdo. “Fazer provas anteriores, rever provas de anos anteriores, assuntos que mais caem pode gerar confiança nos alunos”, diz. No site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estão disponíveis todas as provas aplicadas e os respectivos gabaritos.

Vieira recomenda também que os estudantes tenham uma estratégia para fazer a prova. Isso ajuda a chegar no dia e saber como conduzir o exame, sem perder tempo. “A gente vê muitos alunos que chegam para o dia da prova e acabam ficando muito nervosos, muito ansiosos e acabam não conseguindo se concentrar naquele momento. Importante que vá para a prova sabendo por onde vai começar”, diz.

A dica do professor é começar pela redação, pois é a única prova que não é possível resolver de maneira rápida. Ele recomenda que os estudantes dediquem cerca de uma hora para essa prova e que, em seguida, resolvam as questões com que têm mais afinidade, para garantir o acerto das questões fáceis. Neste domingo (17) serão aplicadas as provas de redação, linguagens e ciências humanas. No dia 24, os candidatos farão as provas de matemática e ciências da natureza.

Para o professor de história do CEL Intercultural School, Rômulo Braga, a principal dica é não se comparar com os demais candidatos. Segundo ele, de formas diferentes, a pandemia causou impacto em todos os estudantes do país. “Não dá para usar a mesma métrica do ano passado. As coisas estão inconstantes e incertas. Não é saudável se adiantar e ficar ansioso em relação aos resultados. Este ano, todos terão resultados diferentes, alguns um pouco para mais e outros para menos. Ainda virão outras aplicações do Enem mesmo em 2021”, diz.

Aulas em ano de pandemia

O ano de 2020 não foi como os demais, nem para os estudantes, nem para os professores. Escolas e cursinhos preparatórios tiveram que se adaptar. “Foi um ano extremamente cansativo”, diz Vieira. “Foi um ano de vários testes, de tentativa e erro, daquilo que funcionava ou não funcionava no dia a dia. Realmente foi um ano cansativo para os professores e acho que esse cansaço também se refletiu nos alunos. A gente tem um Enem que nunca foi tão tarde. O Enem normalmente é no começo de novembro, então, são praticamente três meses a mais de estudos do que eles estão acostumados”, acrescenta.

“Às vezes minha vontade era pular da tela para dentro da casa do aluno, para falar com ele, para motivá-lo a abrir a câmera, para trocar de roupa, sair do pijama”, diz Braga. “A maior desvantagem é a falta de contato. Aquele aluno que está desmotivado, mas que se motiva com a presença de outros, com a presença de um professor que ele gosta muito, tudo isso foi evitado”.

Já Letícia Cintra precisou de fato ir à casa de estudantes para evitar que eles abandonassem os estudos. “Não perdemos ninguém, porque a  escola fez uma busca ativa. Se o estudante ficava 15 dias sem acessar o conteúdo, a gente ia atrás dele, ia à casa do aluno para levar atividade”, afirma. Ela conta que precisou também adaptar os próprios horários porque havia alunos que só tinham acesso à internet no fim do dia, quando os pais chegavam em casa com celular. “Atendia aluno às vezes até as 23h. Atendia aos sábados e domingos”.

Em um ano em que ter acesso à internet fez diferença, as desigualdades ficaram mais evidentes. De acordo com levantamento feito pela plataforma de bolsas de estudos e vagas no ensino superior Quero Bolsa, 77,8% dos estudantes que se inscrevem no Enem têm internet em casa e smartphone ou computador. Eles têm, portanto, a conexão e o aparelho para conseguir acessar o material desenvolvido para ensino a distância. Já os demais  22,8%, por falta de infraestrutura, não conseguem assistir às aulas online. Os dados são do questionário socioeconômico do Enem 2019.

Enem 2020

Ao todo, cerca de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos no exame. O Enem 2020 terá uma versão impressa, nos dias 17 e 24 de janeiro, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

As medidas de segurança adotadas em relação à pandemia do novo coronavírus serão as mesmas tanto no Enem impresso quanto no digital. Haverá, por exemplo, um número reduzido de estudantes por sala, para garantir o distanciamento entre os participantes. Durante todo o tempo de realização da prova, os candidatos estarão obrigados a usar máscaras de proteção da forma correta, tapando o nariz e a boca, sob pena de serem eliminados do exame. Além disso, o álcool em gel estará disponível em todos os locais de aplicação.

Quem for diagnosticado com covid-19, ou apresentar sintomas dessa ou de outras doenças infectocontagiosas até a data do exame, não deverá comparecer ao local de prova e sim entrar em contato com o Inep pela Página do Participante, ou pelo telefone 0800-616161, e terá direito a fazer a prova na data de reaplicação do Enem, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

ebc

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Prefeitura terá grande projeto para avanço na educação

O Projeto “Educação: um olhar para o futuro de Santa Rosa” foi realizado como base nas avaliações do Instituto Ayrton Senna

Publicado

em



O Instituto Ayrton Senna realizou um diagnóstico sobre a Educação em Santa Rosa. Isso foi possível, através de uma solicitação do prefeito Anderson Mantei ao empresário Luciano Luft, que fez contato e firmou a parceria. Os dados foram repassados em abril deste ano. A partir disso, uma equipe da Prefeitura passou a trabalhar para a construção de um grande projeto “Educação: um olhar para o futuro de Santa Rosa”.

A Secretaria de Educação e a Secretaria de Gestão trabalharam durante dois meses com os dados existentes. Um diagnóstico local do primeiro trimestre de 2021 também foi realizado pela prefeitura para fazer o comparativo e avaliar as condições desse ano, em função de todas as mudanças com a pandemia. Segundo a Secretária de Educação Lires Zimmermann, “Esses dados estão sendo extremamente importantes para conhecermos ainda melhor o cenário da educação e poder avançar cada vez mais na qualificação. Com o comprometimento de toda a rede vai ser possível termos um avanço no desempenho da nossa educação”.

Nesse momento foi possível fazer um grande diagnóstico de todas as escolas municipais. Em Santa Rosa, os professores relataram que 50% das famílias têm participação regular na aprendizagem durante as aulas remotas. Outro dado constatado é que 75% dos alunos da rede municipal estão acima da média. Essas e demais informações serviram de base para um projeto que foi entregue e aprovado pelo prefeito Anderson Mantei, “Com esses dados e com todo estudo das nossas equipes sobre a metodologia do Instituto Ayrton Senna vai ser possível conseguir um avanço em nossa educação. Não vamos medir esforços para conseguir melhorar nosso nível de ensino”, destaca o prefeito.

O objetivo do projeto é melhorar os índices da educação básica da rede municipal através de novas oportunidades de aprendizagem e consolidação de conhecimentos. Uma das principais ferramentas, para isso, será a ampliação das atividades em contraturno. De acordo com o Secretário de Gestão, Ademir Rosa, a partir de vários encontros e estudos foi possível definir metas e ações que serão implementadas a partir desse grande projeto, “Nós fizemos toda análise dos dados e vamos desenvolver ações de melhoria em toda nossa rede municipal”. As avaliações tem como base as disciplinas de matemática e português. O projeto abrange os 3.729 alunos matriculados entre os anos iniciais e finais do Ensino Fundamental.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Ensino

Unijuí terá mais de 170 vagas para o FIES

Período para inscrições abre nesta terça-feira, dia 27 de julho

Publicado

em



Nesta terça-feira, dia 27 de julho, serão abertas as inscrições para o programa de financiamento estudantil, FIES, por meio do endereço http://fies.mec.gov.br/. Conforme consta no Edital nº 38 de 23 de junho de 2021, o prazo encerra-se na próxima sexta-feira, dia 30 de julho.

Para o segundo semestre, a Unijuí oferta um total de 179 vagas, distribuídas entre seus cursos e campi: no campus Ijuí, há vagas para os cursos de Ciência da Computação, Direito, Educação Física (licenciatura e bacharelado), Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia de Software, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Estética e Cosmética, Gastronomia, Letras, Matemática, Nutrição, Pedagogia e Psicologia.

No campus Santa Rosa, vagas para os cursos de Direito, Educação Física (bacharelado e licenciatura), Engenharia Civil, Engenharia da Produção, Engenharia de Software, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Pedagogia e Psicologia.

Para o campus Panambi, vagas para os cursos de Engenharia da Produção e Engenharia Mecânica. Já para o campus Três Passos, há vagas para o curso de Direito.

Para se inscrever, o candidato deve acessar o Fies Seleção, efetuar o cadastro no “Login Único” do governo federal e criar uma conta em gov.br, meio de acesso digital do usuário aos serviços públicos digitais, caso seja o primeiro acesso nessa plataforma, ou inserir CPF e senha, caso já possua uma conta.

Poderá se inscrever o candidato que, cumulativamente, tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010, com nota média superior a 450 pontos e não tenha zerado na redação; e possua renda familiar bruta per capita de até três salários mínimos – R$ 3.300,00. Candidato com inscrição em processos anteriores na situação de “postergada” deverá cancelar esta inscrição para iniciar nova.

Para efetuar a inscrição o candidato deve informar, obrigatoriamente, o CPF, endereço de e-mail válido, informações do grupo familiar, a ordem de prioridade das três opções de curso/turno/local de oferta entre as disponíveis no referido grupo, e demais exigências solicitadas no âmbito do Fies Seleção.

O resultado da pré-seleção será divulgado no dia 3 de agosto e será constituído de chamada única e de lista de espera.

Mais informações neste link.

[mailpoet_form id="1"]

Continue Lendo

Ensino

Unijuí volta às aulas presenciais com o curso de Medicina

Publicado

em



Aos poucos, a Unijuí começa a receber presencialmente seus estudantes e professores para o início do segundo semestre. Nesta segunda-feira, dia 26 de julho, foi a vez de receber os acadêmicos do curso de Medicina, que já haviam iniciado as aulas práticas e, agora, retornam à presencialidade para as aulas teóricas.

“Chegamos ao terceiro ano do curso de Medicina e, felizmente, conseguimos retornar com as aulas presenciais, seguindo todas as medidas de segurança sanitária”, destacou o coordenador do curso de Medicina, professor Jorge Brust, lembrando que, ao mesmo tempo em que as aulas teóricas acontecem, os estudantes ampliam a prática em Clínica Médica, atuando em ambulatórios da cidade, no atendimento à população.

“Clínica Médica possui partes 1 e 2. Temos quase 20 especialidades sendo atendidas em ambulatórios pelo Sistema Único de Saúde, indo ao encontro do que a comunidade esperava. Sabemos como é difícil conseguir um atendimento especializado, algo que vem ocorrendo por meio dos nossos acadêmicos e professores”, destacou o coordenador.

Na próxima segunda-feira, dia 2 de agosto, retornam os acadêmicos dos demais cursos presenciais de graduação. O retorno, no entanto, será de forma escalonada e diferenciada entre os campi.

Turmas diurnas retornam totalmente à presencialidade – sejam em disciplinas teóricas, práticas ou estágios. Para as turmas com aulas à noite, o encaminhamento será diferente.

Nos campi Ijuí e Santa Rosa, para diminuir o fluxo de pessoas, as turmas do 1º ao 5º semestre terão aulas presenciais na semana de 2 a 6 de agosto e, na semana seguinte, permanecem com aulas online. Já as turmas do 6º ao 10º semestre começam as aulas de forma virtual na primeira semana e, na segunda semana, entre os dias 9 e 13 de agosto, têm aula presencial. É importante lembrar que na semana que o primeiro grupo estiver presencial, o outro estará com aulas online e vice-versa.

Já nos campi de Três Passos e Panambi, as turmas do 1º ao 10º semestre serão divididas e terão aulas presenciais na semana do dia 2 de agosto e, na semana subsequente, as aulas serão online – e assim sucessivamente.

A frequência é obrigatória nas aulas presenciais e online, conforme Resolução do Conselho Universitário (Consu) nº 28/2011. Estudantes e professores com comorbidades, que não realizaram a segunda dose da vacina contra a covid-19, estão dispensados de comparecer às aulas presenciais ou de ministrá-las presencialmente até 15 dias após a realização da mesma, devendo comprovar a situação junto à Universidade.

No banner inicial do site unijui.edu.br, é possível conferir a Instrução Normativa emitida pela Universidade para o retorno às aulas.

Destaques:

Unijuí terá mais de 170 vagas para o FIES

Há mais de 25 anos, Laboratório de Sementes da Unijuí é credenciado junto ao Ministério da Agricultura

Curso de Psicologia oferece currículo voltado às novas demandas da área

Promovida oficina de Hand Lettering aos estudantes de Design e Arquitetura e Urbanismo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×