Preso por envolvimento ao assalto no BB em Porto Xavier – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Preso por envolvimento ao assalto no BB em Porto Xavier

Pável Bauken

Publicado

em



 

Na manhã e tarde desta sexta-feira (11/10/2019), agentes policiais civis das Delegacias de Polícia de Porto Xavier e Porto Lucena realizaram a prisão de J.J.S. (44 anos de idade), morador de Porto Lucena, investigado por integra a quadrilha que praticou o roubo à agência do Banco do Brasil de Porto Xavier no dia 24/04/2019. A prisão preventiva do suspeito foi decretada na data de ontem pela Justiça.

Segundo consta nas investigações, há indícios de que esse preso colaborou com a quadrilha guardando armas e um veículo que seria usado na fuga, sendo ele um dos responsáveis que iria auxiliar os criminosos a fugirem da mata na noite do crime. Tal fuga, aliás, somente não ocorreu graças à ação das Polícias Civil e Militar, que realizaram um cerco no entorno da mata onde os criminosos estavam escondidos, o cerco policial durou mais de 15 dias.

O preso responde, junto com outras pessoas, a um Inquérito Policial que deve ser remetido no início da próxima semana à Justiça de Porto Xavier. Até o momento, foram presas 08 (oito) pessoas envolvidas no roubo ao Banco do Brasil e mais 04 (quatro) pessoas envolvidas na receptação de somas em dinheiro provenientes do roubo ao banco.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Semestre registra menor número de mortes no trânsito do RS em 14 anos

Menor circulação em função da pandemia diminuiu mortes no trânsito

Pável Bauken

Publicado

em

- Foto: Ascom DetranRS

Com menor circulação de pessoas e veículos nas ruas em função da pandemia, o Rio Grande do Sul registrou, no primeiro semestre, o menor número de mortes no trânsito desde 2007, quando o DetranRS adotou a metodologia atual de acompanhamento dos feridos em até 30 dias depois do acidente. Foram 696 mortes em acidentes de trânsito de janeiro a junho de 2020, número 14% menor do que o verificado nos primeiros seis meses do ano passado. A redução semestral é a maior desde 2016, quando as mortes haviam caído 15% em relação ao mesmo semestre do ano anterior. O balanço da acidentalidade 2020 foi divulgado na quinta-feira (13).

Comparando-se ao primeiro semestre de 2019, verificou-se a redução da acidentalidade em todos os tipos de usuários (motoristas, pedestres, ciclistas etc.), exceto entre os motociclistas. Apesar da pandemia, o número de condutores de duas rodas mortos no semestre foi exatamente o mesmo do ano passado: 200 vidas perdidas.

Segundo o diretor-geral do DetranRS, Enio Bacci, há uma preocupação com esses condutores, muitos deles profissionais que seguiram trabalhando durante o período de isolamento social com o aumento da demanda por entregas. “Eles merecem uma atenção especial do Estado, assim como os profissionais da saúde, já que estão mais expostos, não somente ao vírus, mas também às ocorrências de trânsito, como nos mostram as estatísticas”, avaliou.

Alguns municípios destacam-se na redução da acidentalidade. Analisando-se os que registraram mais de 20 mortes na soma dos primeiros semestres de 2019 e 2020, Caxias do Sul, Pelotas e Gravataí tiveram as maiores reduções: 68%, 61% e 50%, respectivamente, representando 58 vidas preservadas no semestre somente nessas três cidades.

O registro de acidentes com morte também teve uma queda histórica. Foram 638 acidentes que resultaram em uma ou mais mortes no semestre. O número é o mais baixo da série histórica e 14% menor que no mesmo período do ano anterior, quando foram registrados 740 acidentes com mortes nas ruas e rodovias gaúchas.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Brigada Militar e Polícia Civil realizam prisão por tráfico em Horizontina

Portal Plural News HZ

Publicado

em



Em ação conjunta Policia Civil e Brigada Militar prendem mulher e apreendem Crack.

No início da tarde desta quinta-feira 13/08/2020 em ação conjunta no combate ao Tráfico de Drogas na cidade de Horizontina, Policiais Civis da DP Horizontina juntamente com Policiais Militares da Brigada Militar, sob supervisão do Delegado Rodrigo Bozetto cumpriram Mandado de Busca e Apreensão em uma residência no Bairro Bela União, local utilizado para o cometimento do crime de Tráfico de Drogas. Na residência os policiais apreenderam 05 pedras de Crack, R$ 110,00 em espécie, material para embalar a droga e um aparelho celular. Uma mulher foi presa e conduzida até a Delegacia de Polícia Civil para lavratura de Auto de Prisão em Flagrante. Após o flagrante a mulher deverá ser conduzida ao Presidio Regional de Santa Rosa.
Mais esta apreensão faz parte de um conjunto de ações integradas entre a Polícia Civil e a Brigada Militar, visando intensificar o combate ao tráfico de drogas no Município de Horizontina, a fim de reduzir os índices de criminalidade, em especial os delitos patrimoniais que tem ligação direta com o tráfico de drogas.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Projeto Tele UTI-RS garante ajuda de excelência para profissionais do RS que tratam de Covid-19

Pelo menos 25 instituições gaúchas já aderiram ao projeto que oferece apoio 24 horas por dia

Pável Bauken

Publicado

em



A pandemia do novo coronavírus expôs os agentes de saúde a inúmeros desafios ligados a uma doença desconhecida. Para ajudar na capacitação desses profissionais, o governo do Estado anunciou, nesta quinta-feira (13/8), uma parceria com centros de excelência no tratamento da Covid-19.

O projeto Tele UTI-RS, como parte do Programa de Apoio Institucional do SUS (Proadi-SUS), vinculado ao Ministério da Saúde, oferece apoio de hospitais que são referências no Brasil no tratamento da Covid-19, como o Hospital do Coração (HCor) e o Sírio Libanês, de São Paulo, e o Moinhos de Vento, em Porto Alegre.

Os profissionais do Rio Grande do Sul terão à disposição, todos os dias, equipes desses hospitais de referência para discutir os casos de seus pacientes e obter informações sob demanda e adaptadas à realidade local.

“Estamos colocando novos hospitais e novos leitos em funcionamento em todo o RS, e muitos profissionais são chamados a cumprir uma missão inédita no tratamento intensivo. Para garantir a melhor capacitação desses profissionais, estamos firmando essa pareceria. Assim, especialistas e intensivistas que já passaram por situações difíceis e que têm grande expertise no enfrentamento à Covid vão acompanhar os casos específicos de pacientes. Não é só uma consultoria, é um apoio direto aos profissionais que estão na ponta das UTIs gaúchas”, destacou o governador Eduardo Leite durante a transmissão de atualização do enfrentamento à pandemia no Estado nesta quinta-feira (13/8).

Conforme o governador, pelo menos 25 hospitais gaúchos já estão atendidos ou com termos de compromisso encaminhados e outros 32 estão sendo contatados. A relação se encontra no final deste texto.

O superintendente executivo do HCor, Fernando Torelly, destacou que São Paulo enfrentou o pico da pandemia mais cedo do que o Rio Grande do Sul e, agora, já está reduzindo a taxa de ocupação de leitos.

“Durante esse período, tivemos grande aprendizado sobre essa doença nova. Nossos profissionais já enfrentaram momentos decisivos da pandemia, já tiveram dúvidas sobre medicação, entre outras, e agora poderão ajudar os colegas gaúchos. Tenho certeza de que, ao final de tudo isso, o Rio Grande do Sul será um dos Estados com menor índice de mortalidade pela qualidade dos seus hospitais e profissionais da saúde”, afirmou Torelly.

Como funciona

O médico intensivista coordenador técnico do Tele UTI, André Franz, explicou que o projeto começou como uma troca de experiências para auxiliar no estabelecimento de protocolos hospitalares, mas evoluiu para um acompanhamento diário, por videoconferência, entre as equipes multiprofissionais do hospital de referência e do hospital local. “O grande objetivo é diminuir a sobrecarga de trabalho, porque há uma divisão das decisões com grupo que já tem alguma expertise mais estabelecida, o que traz maior tranquilidade às equipes”, apontou Franz.

Dois médicos que atuam no interior do RS participaram da transmissão pelas redes sociais: Frederico Gomes, intensivista coordenador da UTI Covid do Hospital Sagrada Família, de São Sebastião do Caí, e Juliano Machado, diretor clínico e médico coordenador da UTI Covid do Hospital Frei Clemente, de Soledade.

“Foi um grande desafio para mim e toda nossa equipe, e ainda está sendo, enfrentar uma doença nova, muitos sem nenhuma experiência com terapia intensiva até o momento. Começamos nossa UTI do zero, cada dia é um aprendizado novo e enfrentamos muitas dificuldades. Mesmo com muito empenho, todo mundo está sobrecarregado, faltam profissionais, foi difícil montar escalas e achar gente apta a trabalhar na UTI. Por isso, esse projeto de Tele UTI veio muito a calhar, porque pelo menos uma vez por dia temos uma discussão com um intensivista sobre todos os pacientes. É visível a melhora na assistência. Tanto o retorno dos colegas quanto dos pacientes é incrível”, contou Gomes.

O Hospital Frei Clemente implantou a UTI dois meses atrás e há duas semanas conta com o apoio do projeto Tele UTI. “É impressionante o que aprendemos. Eu, particularmente, nunca aprendi tanto como nesses últimos 15 dias. A gente pode estar na beira do leito mostrando o paciente para o colega que está em outro lugar do Brasil e passa sua experiencia para nós na hora, é instantâneo. Isso gera melhora mais objetiva e rápida aos pacientes, que acabam saindo mais rápido daqui”, afirmou Machado.

HOSPITAIS QUE ADERIRAM OU ESTÃO INGRESSANDO NO TELE UTI-RS
(Até 10 de agosto)

• Fundação Hospitalar Santa Terezinha (Erechim)
• Fundação Hospitalar Sapucaia do Sul (Sapucaia do Sul)
• Hospital Beneficente São Carlos (Farroupilha)
• Hospital Beneficente São Pedro (Garibaldi)
• Hospital Bruno Born (Lajeado)
• Hospital Centenário (São Leopoldo)
• Hospital de Caridade de Ijuí (Ijuí)
• Hospital de Caridade São Jerônimo (São Jerônimo)
• Hospital de Caridade São Roque (Faxinal do Soturno)
• Hospital de Tramandaí (Tramandaí)
• Hospital Frei Clemente (Soledade)
• Hospital Geral de Caxias do Sul
• Hospital Ivan Goulart (São Borja)
• Hospital Nossa Senhora Aparecida (Camaquã)
• Hospital Nossa Senhora das Graças (Canoas)
• Hospital Regional de Santa Maria (Santa Maria)
• Hospital Sagrada Família (São Sebastião do Caí)
• Hospital Santo Ângelo (Santo Ângelo)
• Hospital Santo Antônio (Tenente Portela)
• Hospital São Vicente de Paulo (Osório)
• Hospital Viamão – Instituto de Cardiologia (Viamão)
• Hospital Vida e Saúde (Santa Rosa)
• Irmandade da Santa Casa de Caridade de São Gabriel (São Gabriel)
• Santa Casa de Alegrete (Alegrete)
• Santa Casa de Rio Grande (Rio Grande)

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

×