Preço do etanol atinge maior nível para outubro desde 2016 – Portal Plural
Connect with us

Carros

Preço do etanol atinge maior nível para outubro desde 2016

Publicado

em



 

O valor de venda dos produtores às distribuidoras é 6,3% superior ao verificado na semana anterior e 8% mais caro do que o vigente um ano anterior, já descontada a inflação do período

 

Apesar da queda de consumo, o preço do etanol nas usinas atingiu na semana passada os maiores patamares para um mês de outubro desde 2016. A escalada, ainda no início da entressafra, é provocada principalmente pela maior produção de açúcar e indica pressão sobre o consumidor também na próxima safra.

Segundo dados do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) da Esalq/USP, na semana passada o preço do etanol hidratado, aquele vendido diretamente nos postos, bateu R$ 2,01 por litro nas usinas de São Paulo.

O valor de venda dos produtores às distribuidoras é 6,3% superior ao verificado na semana anterior e 8% mais caro do que o vigente um ano anterior, já descontada a inflação do período.

Já o etanol anidro, que é misturado à gasolina, era vendido nas usinas paulistas a R$ 2,31 por litro, 4% a mais do que na semana anterior e 13,2% acima do verificado um ano antes. O valor está bem próximo do pico dos últimos anos, de R$ 2,32 (corrigido pela inflação), atingido em fevereiro, mês em que os preços geralmente são mais altos.

Segundo analistas, a escalada de preços reflete a desvalorização do real e a alta dos preços do açúcar, que superaram os R$ 1,3 mil por tonelada após disrupções na produção em países como Tailândia, Rússia e na União Europeia.

“Com o avanço dos preços do açúcar, as usinas adotaram um mix mais açucareiro, o que contribuiu para a menor oferta de etanol e manutenção de preços mais elevados do combustível a partir de julho”, dizem, em relatório, os analistas Camilla Dole e Lucas Genoso, da XP Investimentos.

Normalmente, os preços do etanol sobem no último trimestre de cada ano, até atingir o pico no fim do primeiro trimestre do ano seguinte, antes da colheita da safra. Além de mais intenso, o cenário atual indica maior pressão durante a entressafra, já que as condições climáticas em regiões produtoras não têm se mostrado favoráveis.

Para o Itaú BBA, as projeções para a safra 2021/2022 indicam um balanço apertado na oferta de etanol. O banco estima necessidade de de importação superior a um bilhão de litros caso as vendas subam 8% e as usinas destinem 45% da cana para a produção de açúcar.

“Caso o crescimento da demanda seja superior a 10% e/ou o mix se mantiver nos patamares atuais, a necessidade de compras no exterior poderá ser bastante relevante”, afirmam os especialistas do banco Cesar de Castro Alves, Fernando Alves Gomes e Guilherme Bellotti de Melo.

Os analistas do Itaú BBA avaliam que a preferência pelo biocombustível pode ganhar força em um cenário de restrições orçamentárias, em que os brasileiros devem optar por opções de combustíveis mais baratas, o que deve manter pressão sobre o consumo.

“Além disso, paridades na bomba entre etanol e gasolina ao redor de 65% nos principais estados consumidores tendem a dar estímulo adicional ao consumo do hidratado”, afirmam. Um recuo na demanda só é esperado se esse percentual passar dos 70%.

A Unica (União da Indústria da Cana-de-Açúcar) confirma que a safra está mais açucareira, mas diz que o movimento de preços é normal e questiona as projeções sobre aperto na oferta. “Existe um equilíbrio entre oferta e demanda”, diz o diretor técnico da entidade, Antônio de Pádua Rodrigues.

Segundo ele, os estoques de etanol hidratado superam os da safra anterior em 12% e a demanda caiu 16%. Além disso, afirma, haverá um incremento na produção de etanol de milho. “Mesmo com a recuperação da demanda nos próximos meses, a oferta será suficiente até o início da próxima safra”, concluiu.

Nas bombas, o preço do combustível subiu 14% desde o piso do ano, em maio, quando chegou a R$ 2,913 por litro, aponta levantamento da ValeCard. O valor ainda é menor, porém, do que os registrados no primeiro trimestre -em janeiro, o litro do combustível custava, em média, R$ 3,258.

A ANP, responsável pela coleta oficial de preços dos combustíveis no país, está reformulando sua pesquisa semanal e, por isso, não divulga resultados desde o fim de agosto.

O mercado de combustíveis enfrenta pressão também de outro biocombustível: o biodiesel, que vem subindo desde 2019 em resposta à forte demanda por óleo de soja. O produto é misturado ao diesel de petróleo antes da venda nos postos.

No último leilão regular promovido pela ANP, em agosto, o preço médio foi de R$ 5,043 por litro, mais do que o dobro do preço do diesel de petróleo. Em um leilão complementar, em setembro, os produtores cobraram R$ 5,723 por litro.

As dificuldades de oferta já levaram o governo a reduzir temporariamente o percentual mínimo obrigatório de adição do combustível, que é de 12% em 2020. Atualmente, o percentual está em 11%.

 

 

Noticias ao Minuto

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros

MUNDO: Com três dias de uso, carro elétrico de R$ 650 mil pega fogo com o motorista dentro

Publicado

em



 

Três dias após ser entregue, um carro elétrico da Tesla, modelo S Plaid 2021, comprado por cerca de R$ 650 mil, pegou fogo com o dono dentro, na última terça-feira (29/6).

 

O motorista conseguiu escapar das chamas sem ferimentos graves.

Inicialmente, o motorista, que diz ser um “executivo”, não conseguiu escapar do carro em chamas porque o sistema eletrônico da porta falhou. Ele, então, teve que “usar a força para empurrá-lo”.

O dono do veículo, que mora em Haverford (Pensilvânia, EUA) e não foi identificado, percebeu que algo estava errado depois de ver a fumaça saindo de trás do carro, segundo depoimento dele.

De acordo com a agência Reuters, o veículo então avançou alguns metros antes de entrar em erupção como uma “bola de fogo” em uma área residencial perto da casa do motorista.

O advogado do motorista, Mark Geragos, disse à Reuters:

“Foi uma experiência angustiante e assustadora. Este é um modelo totalmente novo. Estamos fazendo uma investigação.”

A Administração Nacional de Segurança no Trânsito (NHTSA, na sigla em ingles) disse que está “em contato com as agências relevantes e o fabricante para reunir informações sobre o incidente”.

Carro Tesla após pegar fogo

Carro Tesla após pegar fogo

FONTE: EXTRA

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Carros

STJ diz que antigo dono do veículo pode pagar multas, se não avisar venda

Publicado

em



 

Participe dos nossos grupos de WhatsApp de Plantão Policial, CLIQUE AQUI e não perca nenhuma notícia!

 

Sem a comunicação ao Detran, ex-proprietário do carro torna-se responsável por eventuais infrações

 

O antigo proprietário é responsável solidário por eventuais infrações cometidas posteriormente à venda não comunicada do automóvel ao órgão de trânsito. É o que define a primeira turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Após análise do recurso do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS), o STJ determinou que a vendedora do carro em questão não é responsável por infrações cometidas pelo novo proprietário. A ação foi solicitada pela antiga dona do automóvel que tem multas e pontos na carteira acumulados desde abril de 2009, após a venda do veículo.

Segundo o artigo 134 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o vendedor deve fazer a comunicação de venda e comprovar a transferência de propriedade para o órgão de trânsito do estado. Assim, não vai ter responsabilidade por eventuais multas futuras.

Leia o artigo 134 do CTB na íntegra:

No caso de transferência de propriedade, expirado o prazo previsto no § 1º do art. 123 deste Código sem que o novo proprietário tenha tomado as providências necessárias à efetivação da expedição do novo Certificado de Registro de Veículo, o antigo proprietário deverá encaminhar ao órgão executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal, no prazo de 60 (sessenta) dias, cópia autenticada do comprovante de transferência de propriedade, devidamente assinado e datado, sob pena de ter que se responsabilizar solidariamente pelas penalidades impostas e suas reincidências até a data da comunicação.

Parágrafo único. O comprovante de transferência de propriedade de que trata o caput deste artigo poderá ser substituído por documento eletrônico com assinatura eletrônica válida, na forma regulamentada pelo Contran.

 

FONTE: SBT

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Carros

Três Ferraris milionárias se envolvem em acidente com perda total

Publicado

em



 

Batida aconteceu durante um evento de supercarros

 

Um encontro de supercarros costuma ser garantia de vídeos de acidentes para os espectadores postarem online. Não foi diferente em um evento na Filadélfia, Estados Unidos. E teve um bônus: dessa vez foram três Ferraris envolvidas em uma série de colisões em uma estrada.

A coisa toda foi filmada por um McLaren que seguia o comboio dos supercarros italianos. Uma bela 488 GTB disparou e viu que não conseguiria parar ao ver o tráfego apertar na sua frente. O que o motorista fez? Desvio pela direita, acertou uma Ferrari 488 Pista.

Ao bater na lateral dele, o carro deu uma guinada e conseguiu acertar uma 458 Italia que vinha pela esquerda. Quase que um pinball automotivo.

O vídeo do YouTube foi compartilhado por alguns veículos da imprensa americana e mostra que o resultado foi um prejuízo milionário. No Brasil, apenas a sucessora da 458 e 488 está à venda, a F8 Tributo, que custa R$ 3,8 milhões. É difícil fazer a conta, mas se tivesse ocorrido aqui, o acidente teria envolvido cerca de R$ 10 milhões.

 

FONTE: AUTOESPORTE

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×