Por que vale mais a pena deixar o ar-condicionado em 23ºC do que em temperaturas mais baixas – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Por que vale mais a pena deixar o ar-condicionado em 23ºC do que em temperaturas mais baixas

Pável Bauken

Publicado

em



 

Imagine você dentro de casa, um calor do cão, e aquele ar-condicionado na sua frente, pronto para ser ligado. Você rapidamente pega o controle e coloca a temperatura no mínimo possível para gelar o ambiente mais rápido, certo? Errado. Grande parte das pessoas costuma fazer isso, mas você sabia que, independentemente da temperatura que colocarmos, a capacidade e velocidade para resfriar o ambiente será a mesma? É o que explica o engenheiro mecânico Felipe Brochier, especialista em sistemas de ar-condicionado e conservação de energia.

— As pessoas se enganam quando ajustam a temperatura em 17ºC. O condicionador de ar não vai resfriar o local mais rápido por isso. Só irá consumir ainda mais energia, porque o aparelho terá que trabalhar muito para tentar atingir a temperatura desejada.

Felipe esclarece que, quanto maior a diferença de temperatura de dentro de casa para a rua, maior será a carga térmica do ambiente. Por isso, para ter uma economia na conta de luz e não sobrecarregar o aparelho, a temperatura indicada seria de, pelo menos, 23ºC. Quanto mais alto o valor do ajuste (23, 24 ou 25ºC) mais economia estará fazendo.

— Se deixarmos o ar-condicionado ligado em 23 graus, por exemplo, será mais fácil de atingir a temperatura local, e o compressor irá se desligar, economizando, assim, mais energia. Essa economia pode chegar a 50% – garante.

Já com os aparelhos de ar que possuem sistema inverter – capazes de atingir a temperatura desejada rapidamente e mantê-la constante, com pouca oscilação de energia – a economia pode ser ainda maior. Eles reduzem a velocidade do compressor e, ao atingir a temperatura desejada, diminuem e estabilizam a velocidade do compressor.

Deve-se levar em conta, também, a infiltração de ar – frestas das janelas ou abertura de portas –, o calor das paredes e o calor do vidro das janelas. Tudo influencia no clima do local. Para um melhor aproveitamento do aparelho, e controle de energia, é preciso garantir que portas e janelas estejam bem fechadas.

Outro fator importante é saber se você tem um ar-condicionado com a capacidade correta para o ambiente onde ele está (ou será) instalado. Para isso, é preciso multiplicar cada metro quadrado por 600 BTUs e somar o resultado ao número de pessoas que costumam ficar no ambiente (+ 600 BTUs para cada, sem contabilizar a primeira pessoa) e à quantidade de equipamentos eletrônicos no local (+ 600 BTUs para cada aparelho).

Ex.: Uma sala com 15m² para três pessoas com dois computadores no local.
15m² x 600 BTUs + 1200 BTUs (duas pessoas, pois a primeira não conta) + 1200 BTUs (dois computadores) = 11400 BTUs
Neste espaço, seria indicado um ar-condicionado de 12000 BTUs.

Ainda é possível fazer um teste em casa para comprovar a economia. À noite, antes de usar o seu condicionador de ar, anote o valor de kWh registrado no contador de energia. No dia seguinte, veja quanto foi consumido. Faça a verificação com 17°C e 23°C para constatar a diferença. Não esqueça de considerar as condições climáticas nos dias em que fizer os testes. Precisam ser parecidas para a comparação.

Gaúcha/ZH

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Profissionais da saúde começam ser vacinados em Santa Rosa

Pável Bauken

Publicado

em



Após a vacina ser aplicada nos moradores do Lar de Idosos em Santa Rosa a etapa seguiu para imunizar os profissionais da saúde, iniciando nas Unidades Sentinelas e profissionais do Dom Bosco Unidade Regional Covid, SAMU, UPA, Unidades Básicas de Saúde e UTI Adulto, Pediátrica e Neonatal.

A vacina Coronavac da empresa chinesa Sinovac em parceria com o Butantã, chegou no final da tarde de terça-feira em Santa Rosa, com ela chegou a esperança de dias melhores e novos tempos, estamos vivenciando uma pandemia durante meses, que acabou causando milhares de mortes e prejuízos incalculáveis para a economia, a vacina chega para dar esperança a todos.

Na região chegou 2.360 doses da vacina, em Santa Rosa vão ficar 1.013 vacinas com a segunda dose já garantida, nesse total serão aplicadas em média 950 nos Idosos e Funcionários Unidade Dom Bosco, Sentinelas UPA e UTI.

Qualquer reação adversa terá uma equipe especializada na Fundação Municipal de Saúde (FUMSSAR) para atender a comunidade caso necessário.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Ruben Machado o primeiro vacinado contra a covid em Santa Rosa

Pável Bauken

Publicado

em



Em Santa Rosa o primeiro a receber a vacina foi o senhor Ruben Machado do Amarante que mora no Lar de Idoso das Damas de Caridade de Santa Rosa, o senhor tem 84 anos e comorbidades e AVC e os demais moradores dos lares de idosos de Santa Rosa também estão sendo vacinados, assim como os profissionais da saúde no Dom Bosco Unidade Regional Covid, funcionários das Unidades Sentinelas, SAMU, UPA, Unidades Básicas de Saúde e UTI Adulto, Pediátrica e Neonatal.

A vacina Coronavac da empresa chinesa Sinovac em parceria com o Butantã, chegou no final da tarde de terça-feira em Santa Rosa, com ela chegou a esperança de dias melhores e novos tempos, estamos vivenciando uma pandemia durante meses, que acabou causando milhares de mortes e prejuízos incalculáveis para a economia, a vacina chega para dar esperança a todos.

Na região chegou 2.360 doses da vacina, em Santa Rosa vão ficar 1.013 vacinas com a segunda dose já garantida, nesse total serão aplicadas em média 950 nos Idosos e Funcionários Unidade Dom Bosco, Sentinelas UPA e UTI.

Qualquer reação adversa terá uma equipe especializada na Fundação Municipal de Saúde (FUMSSAR) para atender a comunidade caso necessário.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Novo espaço da Educação Corporativa do HVS é apresentado aos colaboradores do Sicredi

Pável Bauken

Publicado

em



A nova Unidade do Hospital Vida & Saúde já conta com mais um pavimento concluído e apto para o funcionamento. Agora, o prédio que já abriga o Laboratório de Análises Clínicas – no primeiro andar – e o Centro de Diagnósticos por Imagem – no segundo, passa a contar com um espaço destinado ao Núcleo de Educação Corporativa (NEC), localizado no nono pavimento da Unidade.

Com duas salas de treinamento devidamente equipadas para as simulações práticas e um amplo salão com projetor multimídia, o local será voltado a realização de capacitações aos profissionais da Instituição. Para tornar-se realidade, a elaboração do espaço contou com a colaboração do Sicredi União RS, que através do Fundo Social, destina recursos ao setor de Educação Corporativa do Hospital desde 2018. Naquele ano, o HVS recebeu R$ 10 mil, e mais R$ 10 mil em 2019, já em 2020, a Cooperativa destinou R$ 337.639,63 para ser investido no espaço. Com os recursos oriundos da aprovação e contemplação de verbas através de projetos, o HVS adquiriu equipamentos, como televisor, notebook, projetor multimídia e manequins (adulto e infantil) para os treinamentos práticos, além de investir na infraestrutura do local.

Na última semana, o espaço recebeu um grupo de colaboradores da Cooperativa, que pôde conferir de perto como ficou o espaço. Estiveram presentes representantes das agências: Praça da Independência, Santa Rosa Centro, Bairro Cruzeiro, Senador Salgado Filho e Novo Machado. “Para nós, como Cooperativa, é motivo de muito orgulho fazer parte desta trajetória! Muito nos orgulha saber da capacidade que a entidade tem em valorar cada recurso destinado, através de uma gestão séria e transparente, o que fortalece muito a nossa parceria”, destacou o gerente da Agência da Praça Independência, Valmir José Bamberg, que ressaltou ainda a importância do trabalho do Hospital para a comunidade e o papel desenvolvido em torno da capacitação profissional de cada trabalhador, beneficiando também a comunidade a partir da garantia de um atendimento qualificado. A apresentação do espaço também contou com a presença do Diretor da Fundação de Saúde de Santa Rosa (FUMSSAR), Délcio Stefan.

Em agradecimento à Cooperativa, a diretora-geral Vanderli de Barros ressaltou a importância de parcerias para o desenvolvimento da instituição. A Diretora enfatizou também que o novo local será de suma importância para manter o padrão de treinamentos dos colaboradores, o que implicará em melhores resultados no atendimento aos pacientes.

“Este recurso fica como patrimônio da comunidade!”, enfatizou o presidente do Hospital, Rubens Zamberlan ao agradecer o apoio da Cooperativa e explicar como os recursos doados são empregados no Hospital. Além disso, o Presidente ressaltou os esforços da Direção e do Conselho de Administração para oferecer melhores condições aos profissionais do Hospital, incluindo espaços de formação e qualificação.

Guiados pela coordenadora do NEC, a enfermeira Jacinta Spies e o diretor técnico do HVS, Dr. Fernando Bergmann, o grupo conheceu as instalações e cada recurso disponível nestes espaços. “Nestas duas salas, os profissionais possuem um ambiente montado cuidadosamente para ficar mais próximo possível da realidade. Através de simulações, os grupos recebem treinamentos que farão a diferença no cuidado ao paciente”, destacou a Enfermeira.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


error: Conteúdo protegido, para ter acesso seja nosso parceiro entre em contato no whats (55) 984161736
×