Pesquisadores brasileiros avançam no sequenciamento do coronavírus – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Pesquisadores brasileiros avançam no sequenciamento do coronavírus

Publicado

em

© Warley de Andrade/TV Brasil


Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) avançaram no sequenciamento genético do covid-19 que circula no Brasil. Em tempo recorde de 48 horas, o estudo sequenciou no último fim de semana 19 amostras de pacientes do Rio, Minas, Goiás, Rio Grande do Sul e São Paulo, ampliando a vigilância sobre as características genéticas do causador da pandemia de coronavírus.

O sequenciamento genético é importante para, entre outras respostas, identificar possíveis mutações, cadeias de transmissão e origem da chegada do vírus a uma região específica. O estudo realizado no LNCC pôde confirmar que a maioria das amostras é descendente de vírus que vieram da Europa, enquanto uma pequena parte chegou ao país diretamente da China.

A coordenadora do Laboratório de Bioinformática do LNCC, Ana Tereza Vasconcelos, explicou que a principal conclusão obtida é a confirmação da transmissão comunitária, o que se deu com a constatação de que o vírus coletado no Brasil já apresenta características próprias que o diferenciam geneticamente dos casos na Europa e Ásia.

“O vírus, por onde vai passando, vai mudando naturalmente. É normal que tenha saído da Ásia com uma característica, chegado na Europa e mudado”, explica ela, que afirma que o mesmo já ocorreu no Brasil. “Não é mais um vírus que está vindo de fora. Agora é transmissão comunitária, passando de um para o outro. Por isso o isolamento social é um fator importante nesse momento. Não é mais necessário que venha alguém de fora para trazer o vírus”.

A coordenadora do laboratório explica que confirmar a mutação do vírus não indica que a doença causada por ele pode ter se tornado mais ou menos perigosa. “Não há nenhuma conclusão em relação a isso. Ele está mudando como era de se esperar”, diz ela, que prevê que a continuidade do trabalho de sequenciamento vai poder identificar futuramente o impacto de condições geográficas nessa mutação.

O sequenciamento contou com a capacidade de processamento do supercomputador Santos Dumont e também com a colaboração de estudantes de pós-graduação. “Muito dessa força-tarefa que está nos laboratórios trabalhando é de alunos de pós graduação e de pós-doutores. Eles são o braço da gente para dar conta de tantos projetos e tantas análises”, destaca ela.

A pesquisa utilizou amostras coletadas de pacientes atendidos pela UFRJ e pelos laboratórios privados Hermes Pardini e Símile, com unidades em diferentes estados brasileiros. O trabalho se deu também com a colaboração da equipe que realizou o primeiro sequenciamento do covid-19 no país, em São Paulo. A pesquisadora Ester Sabino foi uma das coordenadoras do trabalho pioneiro no país e comemora que a pesquisa esteja se descentralizando.

“Acho que o principal avanço foi começar a já montar redes e as pessoas trabalharem em vários locais, e não ficar centralizado só em um único laboratório”, disse ela, que explicou que os pesquisadores devem juntar um número maior de amostras sequenciadas para fazer uma análise mais detalhada da história genética do vírus no país.

Esse trabalho nacional de sequenciamento será articulado pela Corona-ômica BR, uma iniciativa do comitê de especialistas Rede Vírus, que foi formado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Professor da Feevale e presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, Fernando Spilki é coordenador da Corona-ômica BR, que já reúne 16 instituições nas cinco regiões do país.  

O pesquisador explica que o sequenciamento em larga escala permitirá acompanhar a circulação do vírus e identificar se haverá mutações. “Isso tem aplicações que vão além da epidemiologia molecular, e podem auxiliar no manejo da prevenção da infecção, no diagnóstico e na terapêutica”, conta ele, que acrescenta que a estruturação dessa rede deixará o país mais preparado para epidemias futuras e contribuirá com a formação de jovens pesquisadores que estarão envolvidos no projeto.

“Temos o plano de sequenciar centenas de amostras no Brasil inteiro e, mais que isso, fazer novos esforços ao longo do tempo, acompanhando se com o avançar da pandemia vamos encontrar alterações no genoma viral ou não”.

ebc

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Sindicato dos Servidores impetra mandado de segurança para garantir recomposição salarial

Publicado

em



por Gerson Rodrigues

A direção do Sindicato dos Servidores Municipais de Santa Rosa não se conformou com o fato do governo municipal não recompor o salário do funcionalismo neste ano de 2021.

No último dia 06 de julho, impetrou mandado de segurança e pedido de antecipação de tutela contra a decisão do governo municipal. A alegação considera que a revisão anual representa a recomposição das perdas inflacionárias ocorrida em razão da desvalorização do poder aquisitivo do funcionalismo. Destaca ainda, que não se trata de aumento ou reajuste de salários, e sim, recomposição.

A administração municipal por sua vez, justifica a decisão baseada na Lei Complementar 173/2020, que criou o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus que vedou até o fim de 2021 a concessão de vantagem, aumento, reajuste ou adequação de remuneração a membros de poder ou órgão, servidores e empregados públicos e militares. A exceção é para casos de sentença judicial transitada em julgado ou de determinação legal anterior à calamidade pública.

O Sindicato aponta que diversos municípios concederam a recomposição salarial, entre eles destacam-se as administrações de Santo Ângelo, Santo Cristo, Campina das Missões, Erechim e Passo Fundo, que demonstraram respeito e sensibilidade aos anseios do funcionalismo público e suas respectivas famílias. A recomposição pleiteada é de 5,94%, índice baseado no INPC de abril/2020 até março/2021. Além disso, a lei municipal que regulamenta a reposição da inflação é anterior à edição da Lei 173/2020.

Em 12 meses ‐ comparando o custo em abril de 2020 e abril deste ano ‐, o preço do conjunto de alimentos básicos subiu em quase todas as capitais. As maiores taxas foram observadas em Brasília (24,65%), Florianópolis (21,14%), Porto Alegre (18,80%) e em Campo Grande (18,27%).

O DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) estimou que o salário mínimo necessário deveria ser equivalente a R$ 5.330,69, valor que corresponde a 4,85 vezes o piso nacional vigente, de R$ 1.100,00. O cálculo é feito levando em consideração uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças.

Jonas Fusiger, presidente da entidade, ressalta que ocorreram reuniões entre o sindicato e a administração municipal sem que houvesse convergência sobre o tema.

– Nos restou ir à Justiça buscar os nossos direitos em uma situação de extrema pressão inflacionária, com os preços dos alimentos nas alturas e os salários defasados. Acreditamos no Poder Judiciário – concluiu.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Luciano Hang visita obras da Havan em Santa Rosa

Empreendimento deverá estar pronto antes do Natal e vai gerar 150 empregos diretos na cidade.

Publicado

em



Nessa quarta-feira o empresário Luciano Hang esteve em Santa Rosa, visitando as obras na Havan na cidade, o empreendimento deverá estar pronto antes do Natal e vai gerar 150 empregos diretos na cidade.

A loja em Santa Rosa o consumidor regional encontrará mais de 300 mil itens à disposição, com os mesmos preços das demais lojas da rede espalhadas pelo país. A réplica da estátua da Liberdade, símbolo da Havan, com cerca de 35 metros de altura, deverá ser instalada na loja de Santa Rosa em 2022.

Atualmente são 11 obras em andamento no país, e que a previsão é de que as cinco em solo gaúcho sejam inauguradas em 2021, marcando assim os 35 anos de fundação da Havan, criada por seu irmão, Luciano Hang, em Brusque (SC). Na época, a loja estava estabelecida em um espaço de 45m², focada na confecção de tecidos. Hoje são 160 lojas em 18 estados e no Distrito Federal, gerando 21 mil empregos diretos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Goleiro Danilo sorteia camisa da Seleção Brasileira em benefício ao Vida & Saúde

Publicado

em



Uma história de títulos e conquistas ganhou um novo capítulo na última semana, quando o goleiro Danilo Kruger esteve no Hospital Vida & Saúde. Com uma vida dedicada ao esporte, passando pela Seleção Brasileira, o Goleiro promoveu uma ação voltada a solidariedade e carinho com o Hospital.

Recentemente, Danilo promoveu o sorteio de uma camisa oficial e autografada da Seleção Brasileira através de uma rifa, com renda revertida ao Vida & Saúde. “Conversando com minha esposa, pensamos de que forma poderíamos ajudar o Hospital, e então surgiu a ideia da rifa”, contou. A proposta rapidamente se espalhou, arrecadando mais de R$ 7 mil.

A médica Débora Tomazoni foi a ganhadora e recebeu o prêmio das mãos do goleiro, na Praça Júlia Lima – localizado no pátio da Instituição, acompanhada pela Direção do Hospital. Emocionado, o Goleiro fez menção ao simbolismo e importância da iniciativa, tratada como um ato de carinho ao Hospital em que nasceu, e de demonstração de amor, já que a camisa representa o seu momento de maior sucesso na carreira.

“Nós agradecemos imensamente o carinho com a nossa Instituição. O Hospital Vida & Saúde é de todos e ver este gesto de amor nos emociona. Saiba que ações voluntárias são sempre muito bem-vindas e tenha a certeza que o valor arrecadado fará sim a diferença”, ressaltou a diretora-geral Vanderli de Barros ao Goleiro.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×