Paraquedas de instrutor que morreu durante salto é encaminhado para perícia – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Paraquedas de instrutor que morreu durante salto é encaminhado para perícia

Reporter Cidades

Publicado

em



A análise do Instituto-Geral de Perícias (IGP) pode ajudar a esclarecer a morte de Agnaldo Lourenço da Silva, 50 anos, que morreu durante um salto de paraquedas em Santa Rosa, no Noroeste do Estado, no último sábado (25). O equipamento do instrutor, conforme a Polícia Civil, foi encaminhado para a análise em Santo Ângelo.

Agnaldo realizou um salto em dupla com Marcos Vinícius Severo, 30 anos, natural de Três de Maio, que se encontra internado em estado gravíssimo no Hospital Vida e Saúde.

Militar reservista, Agnaldo participava de um evento organizado pela escola de paraquedismo Vertical Speed, de quem era amigo do proprietário, — o campeão brasileiro e latinoamericano de salto de precisão, Marcelo Ricci.

Conforme Ricci, que já depôs à polícia, o paraquedas utiizado por Agnaldo é o mais moderno do mercado atualmente e estava com laudo em dia. O equipamento já havia sido usado quatro vezes durante a tarde de sábado. Eles estavam na 5ª decolagem do dia no aeroporto de Santa Rosa. Além disso, o reservista contava com um paraquedas reserva.

— Hoje em dia, ninguém mais morre em razão do paraquedas não abrir, isso ficou no passado. Ele abre automaticamente — enfatizou.

Agnaldo saltou a nove mil pés — cerca de 3 km de distância do solo — e abriu o paraquedas a cinco mil pés. Para o proprietário, o amigo errou na altura da curva final. Os dois se conheceram na filial da Vertical Speed em Maceió. Agnaldo, do Rio de Janeiro, ficou sabendo do evento e veio participar.

— Ele era muito experiente, tinha mais de 2 mil saltos. Era meu amigo.

Já Vinicius não era aluno, só participou do salto em dupla no dia. Ele se encontra em estado grave e a família divulga, nas redes sociais, um pedido de doação de sangue, de qualquer tipo. A colaboração é recebida no Hemocentro em Santa Rosa, das 7h30min às 11h e das 13h30min às 17h. Um novo boletim médico deve ser divulgado no começo da tarde deste domingo.

Gaúcha ZH

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Covid-19: Índia vai exportar doses de vacina para Brasil nesta sexta

Vacinas foram desenvolvidas pela farmacêutica britânica AstraZeneca

Pável Bauken

Publicado

em

© REUTERS/Dado Ruvic/Direitos Reservados

O governo da Índia liberou as exportações comerciais de vacinas contra a covid-19. As primeiras remessas serão enviadas na sexta-feira para Brasil e Marrocos, disse o secretário de Relações Exteriores da Índia,  Harsh Vardhan Shringla, nesta quinta-feira (21) à Reuters.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, compartilhou a informação pelas redes sociais.

As vacinas desenvolvidas pela farmacêutica britânica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford estão sendo fabricadas no Instituto Serum da Índia, o maior produtor mundial de vacinas, que recebeu pedidos de países de todo o mundo.

O governo indiano suspendeu a exportação de doses até iniciar seu próprio programa de imunização no fim de semana passado. No início desta semana, a Índia enviou suprimentos gratuitos para países vizinhos, incluindo Butão, Maldivas, Bangladesh e Nepal.

O secretário disse que o fornecimento comercial da vacina começaria na sexta-feira, de acordo com o compromisso do primeiro-ministro Narendra Modi de que a capacidade de produção da Índia seriam usadas por toda a humanidade para combater a pandemia.

“Seguindo essa visão, respondemos positivamente aos pedidos de fornecimento de vacinas manufaturadas indianas de países de todo o mundo, começando pelos nossos vizinhos”, disse ele, referindo-se ao fornecimento gratuito.

“O fornecimento das quantidades comercialmente contratadas também começará a partir de amanhã, começando por Brasil e Marrocos, seguidos pela África do Sul e Arábia Saudita”, acrescentou.

Doses

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, declarou em entrevista coletiva na segunda-feira  que a conclusão da viagem para trazer um carregamento de vacinas importadas da Índia deveria ter uma resolução ainda “nesta semana”.

“Estamos contando com essas 2 milhões de doses para que a gente possa atender mais ainda a população”, informou Pazuello na ocasião.

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro publicou em suas redes sociais sobre a decisão do governo da Índia de liberar as exportações de vacina contra a covid-19 e elogiou o trabalho do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e dos servidores do Itamaraty.

ebc
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Secretaria de Agricultura realiza melhorias em mais de 10 comunidades

Pável Bauken

Publicado

em



Melhorias nas estradas do interior. Essa é uma das principais prioridades da Secretaria de Agricultura do Governo Mantei. Nesses primeiros 20 dias de atuação, diversas comunidades já foram beneficiadas com serviço de patrolamento e cascalhamento.

Moradores da Linha Cascata, Linha Federação, Linha Sete Norte, Linha das Flores, Tarumã, Guia Lopes, Lajeado Bonito, Linha Sete Sul, Linha Treze de Maio, Linha Quinze de Novembro e Linha São Salvador já tiveram melhorias nesse ano. Reparos que são muito importantes, segundo o Secretário Paulo Roberto dos Santos, “Temos muitas estradas que precisam de manutenção e outras que precisam de reparos urgentes, e para isso, estamos com nossa equipe priorizando esse serviço, pois sabemos da importância para escoar a produção, para transporte de leite e também para as famílias”.

As próximas comunidades que estão no planejamento da secretaria são: Lajeado Capim, Lajeado Reginaldo, KM 10 e Lajeado Pessegueiro. Outra importante atuação da Secretaria de Agricultura, em conjunto com a Secretaria de Obras, será a retirada de vegetação no aeroporto.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Um milhão de gaúchos já utilizam a CNH digital

CNH-e pode ser baixada antes mesmo chegar o documento impresso

Pável Bauken

Publicado

em



O Rio Grande do Sul atingiu, nesta quinta-feira (21), a marca de um milhão de Carteiras Nacionais de Habilitação geradas no aplicativo Carteira Digital de Trânsito. O estado é o terceiro da federação com o maior número de documentos digitais, ficando atrás apenas de São Paulo, que já tem 3,7 milhões, e Minas Gerais, 1,2 milhão. Em todo Brasil, já são mais de 12 milhões de CNH-e emitidas.

O número de gaúchos que optaram utilizar a CNH também no formato digital representa cerca de 20% do total de 5,1 milhões de condutores. A CNH-e é uma versão eletrônica da carteira de motorista, que tem o mesmo valor jurídico do documento impresso, e seu uso é opcional. Uma de suas grandes vantagens é que ela pode ser baixada antes mesmo de chegar o documento impresso quando se habilitar ou renovar a CNH. Para isso, o condutor deve informar, quando da realização do serviço de habilitação, o número de telefone celular e endereço de e-mail.

Além de celulares, o documento digital pode ser gerado em tablets e outros dispositivos móveis, a partir do aplicativo gratuito Carteira Digital de Trânsito, disponibilizado pelo Serpro. Antes de baixar o app no Google Play Store ou na App Store, o condutor deve ter cadastro no Portal de Serviços do Denatran.

Outro pré-requisito é ter um documento impresso no novo modelo, que contém o QR Code (código escaneável em aparelhos eletrônicos) no verso. Todos com CNH emitida a partir de 02 de maio de 2017 já possuem esse modelo. Se o condutor ainda possui o documento antigo, sem o QR Code, pode esperar a próxima renovação ou pedir uma segunda via do documento em qualquer Centro de Formação de Condutores.

Atenção!
O DetranRS, no entanto, faz um alerta para aqueles que optarem por utilizar o documento digital. Embora a CNH-e seja acessível off-line, sem necessidade de conexão wi-fi ou dados móveis habilitados, é preciso estar atento para a bateria e o correto funcionamento do aparelho. Para efeitos de fiscalização, se o equipamento estiver descarregado ou não estiver funcionando, será considerado que o condutor não está portando o documento. Ele será autuado com base no artigo 232 (conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório), uma infração leve que prevê multa de R$ 88,38, três pontos na CNH e retenção do veículo até a apresentação do documento.

Veja como fazer sua CNH Digital neste link.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


error: Conteúdo protegido, para ter acesso seja nosso parceiro entre em contato no whats (55) 984161736
×