Onda de frio pode atingir Brasil já na segunda quinzena de abril – Portal Plural
Connect with us

Clima/Tempo

Onda de frio pode atingir Brasil já na segunda quinzena de abril

Segundo especialistas, a neutralidade é favorecida até o outono de 2020 no Hemisfério Sul, com aproximadamente 60% de chance

Reporter Global

Publicado

em



De acordo com o primeiro boletim de 2020 divulgado pelo Centro Americano de Meteorologia e Oceanografia (NOAA), está mantida a previsão de neutralidade climática, ou seja, sem a presença dos fenômenos El Niño e La Niña. Com isso, a expectativa é de que as primeiras ondas de frio já comecem na segunda quinzena de abril na região Sul.

Segundo especialistas, a neutralidade é favorecida até o outono de 2020 no Hemisfério Sul, com aproximadamente 60% de chance. Essa condição pode se estender até o inverno. “Isso não quer dizer que a temperatura do Pacífico esteja dentro da média. Atualmente, observamos uma área mais aquecida no centro e leste do oceano, algo considerado pelo NOAA e que não está associada com o desenvolvimento de um novo El Niño”, afirma Patrícia Vieira, técnica em meteorologia da Somar.

Mês a mês

Depois da passagem de uma frente fria que neste momento provoca ventos de 70 km/h no Rio Grande do Sul e volumes de 40 milímetros, a tendência nos últimos dez dias de janeiro é de as chuvas ganharem força sobre o centro-norte do Brasil, segundo o NOAA. Com isso, a chuva vai diminuir de frequência e intensidade no Sul mais uma vez.

O Sudeste passará por dois extremos, de acordo com o centro de meteorologia. O centro-sul de São Paulo terá tempo mais firme, mais parecido com o Sul do Brasil. Já Espírito Santo, norte de São Paulo e Minas Gerais terão chuva generalizada e volumosa, a exemplo do Nordeste. Isso acontece porque, sem bloqueios atmosféricos no oceano Pacífico, as frentes frias consigam rumar naturalmente ao longo da costa da Bahia.

Em fevereiro, há indícios de um pulso de chuva mais generalizada desde o sul do Amazonas até o norte do Rio Grande do Sul. Na maior parte do Sudeste, esperam-se precipitações mais irregulares, com destaque para Minas Gerais e Espírito Santo. As temperaturas mínimas e máximas indicam valores acima do normal no Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.

Em março, diz o NOAA, a distribuição de chuva migra para uma faixa que vai da Amazônia ao Sudeste, passando pelo Centro-Oeste e oeste do Nordeste. No Sul, as chuvas perdem força e ficam abaixo do normal. Essa distribuição de precipitação reflete a condição de temperatura: o Brasil central terá valores mais próximos do normal por causa do excesso de nuvens, mas o Sul e parte do estado de São Paulo seguem mais quentes do que o normal.

A gangorra na chuva volta a aparecer em abril, com a umidade da Amazônia canalizada para a área entre o Paraguai, norte da Argentina e região Sul do Brasil. Além disso, começam a ocorrer os primeiros episódios de chuva mais intensos na costa leste do Nordeste. Como é natural do mês, diminui a chuva no Sudeste e no Centro-Oeste. Há condição para ainda ondas de calor no Sudeste em abril, mas, com a neutralidade no Pacífico durante o outono, as primeiras ondas de frio podem atingir a região Sul na segunda quinzena do mês.

Fonte: Canal Rural

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima/Tempo

Sul do Brasil terá frio e geada nos próximos dias

Pável Bauken

Publicado

em

Foto Suellen Santin / Diario Iguaçu

Uma nova frente fria acompanhada de um grande ciclone extratropical chega ao Sul do Brasil nesta segunda-feira (06) e provoca uma grande virada de tempo.

Já pela manhã, há condições de chuva na maior parte do Rio Grande do Sul, no interior de Santa Catarina e no sudoeste do Paraná.

No sul gaúcho, não há expectativa de chuva, mas por causa da influência do ciclone, venta muito ao longo do dia, principalmente entre a tarde e a noite. No litoral do Rio Grande do Sul, principalmente no litoral sul, as rajadas de vento podem atingir valores entre 80 e 100 km/h.

A chuva mais intensa e volumosa, deve se concentrar entre o norte gaúcho, o centro-oeste e o sul de Santa Catarina e o sudoeste do Paraná. A chuva vem acompanhada de raios, rajadas de vento e não se descarta a queda de granizo.

Em Florianópolis e em Curitiba , ainda faz sol, mas são previstas pancadas de chuva entre a tarde e a noite. Antes mesmo da chuva chegar, também ocorrem algumas rajadas de vento.

Ar polar e queda a temperatura

Na terça-feira (07), a frente fria se afasta e uma massa de ar polar avança sobre a Região Sul, derrubando a temperatura. Na quarta-feira (08), há possibilidade para a formação de geada na serras gaúcha e catarinense.

Além disso, a presença do ciclone extratropical, provoca outra vez uma grande agitação marítima entre a terça e a quarta-feira. Há risco de ressaca.

Clima Tempo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

RS terá chuva na segunda-feira e queda nas temperaturas

Pável Bauken

Publicado

em



A nebulosidade aumenta rapidamente e o tempo muda ainda cedo na maioria das áreas do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira, com o avanço de uma frente fria que traz chuva para o Estado. As precipitações serão muito irregulares com pouco ou nada na maior parte do Centro para o Sul gaúcho e mais volumosas em pontos do Noroeste e do Médio Uruguai.

O sistema se afasta rapidamente na segunda metade do dia e o sol vai aparecer à tarde em grande número de localidades. A temperatura não sobe muito pela atuação da frente, mas na terça-feira tem acentuada queda com a chegada de ar polar.

As mínimas rondam os 16°C em Bagé e 10°C em São José dos Ausentes. As máximas, por sua vez, podem chegar a 28°C em Uruguaiana e 26°C em Santa Maria. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 18°C e 24°C.

O deslocamento de frente fria impulsionada por massa de ar frio de maior intensidade vai trazer chuva para os três estados do Sul do Brasil neste começo de semana. A frente fria vai avançar pelo Sul nesta segunda-feira e trará chuva principalmente para a Metade Norte gaúcha, Santa Catarina e Paraná.

Essa frente fria precede uma massa de ar polar, a mais fria até agora no ano ao alcançar o Sul do Brasil, que será responsável por trazer temperatura de inverno nas madrugadas do restante da semana, inclusive com as primeiras mínimas negativas do ano e geada no três estados da Região Sul do país.

Correio do Povo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Clima/Tempo

Frente fria traz risco de temporais ao RS nesta quinta-feira

Reporter Cidades

Publicado

em



O ingresso de uma frente fria muda o tempo no Rio Grande do Sul nesta quinta-feira. Associado a um ciclone extra-tropical que cruza rapidamente o estado, faz com que haja risco de chuva forte e temporais isolados. Ao longo do dia, o tempo melhora no Oeste e no Sul, regiões que amanhecem com tempo instável.

De acordo com a MetSul Meteorologia, o tempo melhora gradualmente ao longo da tarde e início da noite. Em muitas áreas, a chuva deverá durar no máximo até o início da tarde. O vento se intensifica e, com isso, as temperaturas caem. A Defesa Civil emitiu alerta quanto a condições meteorológicas de risco.

Em Porto Alegre, sol aparece, mas também haverá chuva. Na Capital, mínima deve ser de 18°C, enquanto máxima não passa dos 26°C.

Mínimas e máximas no RS

Caxias do Sul 15°C / 23°C
Torres 19°C / 27°C
Erechim 17°C / 26°C
Uruguaiana 18°C / 26°C
Rio Grande 18°C / 24°C
Chuí 17°C / 24°C

Fonte: Rádio Cidade SA

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

×