Ômicron “infelizmente” chegará ao Brasil, afirma presidente do Butantan – Portal Plural
Connect with us

Entretenimento

Ômicron “infelizmente” chegará ao Brasil, afirma presidente do Butantan

Publicado

em



 

A nova variante Ômicron, identificada na África do Sul, colocou em alerta diversos países, como Itália, Alemanha e Inglaterra, que já confirmaram casos da cepa. No Brasil, apesar de registros da variante ainda não existirem, o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que “infelizmente” o país também enfrentará a nova cepa.

 

 

“Resta saber se será contida”, acrescentou o médico à Folha de São Paulo. De acordo com o jornal, Covas está, inclusive, considerando fazer doações de CoronaVac aos países africanos, a fim de ajudar a proteger a população e, consequentemente o mundo, já que a escassez de vacinas em outros países afeta diretamente a todos. Especialista já alertaram que a única maneira de conter o avanço e proliferação das variantes é avançar com a vacinação na região.

“O Brasil e os demais países dependem de medidas locais e regionais”, explicou Covas, que também ressaltou a necessidade do controle de entrada e quarentena dos que viajam da África para o Brasil.

Brasil fecha as fronteiras aéreas para conter Ômicron
Na última sexta-feira (26), o governo de Jair Bolsonaro anunciou o fechamento das fronteiras aéreas com seis países da África diante da nova variante da Covid-19. De acordo com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, a restrição afeta, a partir da segunda-feira (29), os passageiros oriundos da África do Sul, Botsuana, Lesoto, Namíbia, Zimbábue e Eswatini (ex-Suazilândia).

“O Brasil fechará as fronteiras aéreas para seis países da África em virtude da nova variante do coronavírus. Vamos resguardar os brasileiros nessa nova fase da pandemia naquele país. Uma portaria será publicada amanhã e deverá vigorar a partir de segunda-feira”, disse o ministro no Twitter.

Brasileiro vindo da África testa positivo para Covid-19
Contudo, no sábado (27), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) identificou o caso de um brasileiro que testou positivo para Covid-19 após passar pela África do Sul. Ainda não há confirmação se o caso se enquadra na nova cepa do coronavírus.

O paciente foi colocado em isolamento e já cumpre quarentena residencial. Os órgãos de saúde estadual e municipal passam a fazer o monitoramento do caso. O Ministério da Saúde acompanha o caso e, a Rede CIEVS, ligada ao Ministério, também realizará os procedimentos de contato com os passageiros e tripulantes que estavam no mesmo voo.

 

fonte: Olhar Digital

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

A história da Black Friday

Publicado

em



 

Nos Estados Unidos o Dia de Ação de Graças representa dar graças, confraternizar com familiares e amigos e refletir sobre o que somos gratos. Porém, também marca o início da temporada de Natal, quando milhões de pessoas começam a maratona da compra de presentes para quem ama. E embora existam grandes movimentações por lojas e shopping centers do final de novembro a 25 de dezembro, nada se compara às compras de Black Friday.

 

Para muitos americanos, Black Friday significa aproveitar bons descontos em suas lojas favoritas e ficar acordado até tarde para comprar itens com preços reduzidos para seus entes queridos.

No Brasil a tradição do evento ainda é nova e tímida, mas isso não impede que a data seja explorada pelo comércio local com descontos em diversos produtos. Mas você já se perguntou sobre a história da Black Friday?

De onde veio “Black Friday”?

Embora o termo esteja associado unicamente às compras nestes dias, nem sempre foi assim. A frase foi usada pela primeira vez em 1869 para descrever a crise financeira após a queda do mercado de ouro nos Estados Unidos.

Em seguida, ficou ligada ao varejo depois que as lojas ficaram “no vermelho” durante todo o ano, o que indicava queda constante em vendas. No dia seguinte ao Dia de Ação de Graças, os varejistas estavam “no preto” após a circulação de compradores que gastaram seu dinheiro em mercadorias com desconto.

Black Friday no Brasil

A primeira Black Friday no Brasil ocorreu em 28 de novembro de 2010 e foi totalmente online. A data reuniu mais de 50 lojas nacionais.

Essa data é uma das mais quentes para o setor de varejo , pois representa grandes oportunidades de compra para clientes e muitas vendas para lojistas.

Em 2019, por exemplo, as vendas nesta data foram de 3 bilhões e 200 milhões de reais.

Apesar de algumas lojas optarem por enganar o consumidor, a Black Friday brasileira não pode ser descartada Atualmente você pode contar com sites de promoções prontos para ajudar compradores a acharem promoções que realmente valem a pena. Essas ferramentas, continuam crescendo como um guia para boas ofertas para muitos consumidores. O maior problema na Black Friday brasileira são os descontos “falsos” que acontecem quando as lojas sobem o preço de seus produtos alguns dias antes da data para então abaixar, criando a falsa impressão de promoção.

Assim como nos Estados Unidos, a Black Friday no Brasil acontece anualmente na quarta Sexta-Feira do mês de novembro. Em 2021, foi no dia 26.

 

fonte: Fatos Desconhecidos

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Entretenimento

Steam supera marca de 27 milhões de usuários

Publicado

em



 

A Steam quebrou um novo recorde neste fim de semana. A plataforma de jogos da Valve superou a marca de 27 milhões de usuários simultâneos, quebrando o próprio recorde de abril deste ano, quando chegou aos 26 milhões de pessoas conectadas ao serviço de videogames.

 

 

Em números específicos, foram 27.384.959 usuários logados de uma vez na Steam, de acordo com o SteamDB, neste domingo (28). Desse total, 7,8 milhões estavam jogando. A quantidade é menor do que o recorde de março de 2020. Na época, foram 8,1 milhões de pessoas jogando simultaneamente.

O game ‘Counter-Strike: Global Offensive’, o popular ‘CS:GO‘, segue como o título mais jogado da Steam. Nas últimas 24 horas, ele atingiu um pico de 915.791 jogadores. A segunda colocação foi para ‘Dota 2’, bem atrás do líder, com máxima de 677.744.

A lista segue, divulgando ainda ‘PUBG’ fechando o pódio, com pico de 344.841 jogadores simultâneos. Outros detalhes importantes para o recorde da Steam foram a Black Friday, na última sexta-feira (26) e a Cyber Monday, nesta segunda (29), oferecendo promoções aos jogadores.

Muitos dos usuários, que não estavam jogando, compraram ‘Cyberpunk 2077’, comercializado pela metade do preço. O título é o mais vendido da plataforma da Valve no mundo todo e já recebeu mais 22,5 mil avaliações, sendo 84% delas positivas.

A Steam pode ainda melhorar o próprio recorde de usuários simultâneos. Isso porque a Valve vai lançar em fevereiro do ano que vem o dispositivo móvel Steam Deck. Inicialmente, gadget chegaria às mãos dos usuários no final deste ano, mas acabou adiado pela companhia.

 

fonte: Olhar Digital

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Entretenimento

É #FAKE que cantora Joelma disse ter ficado com o sangue ‘estranho, escuro e com coágulos’ após receber vacina contra a Covid-19

Publicado

em



 

Publicação falsa divulgada nas redes descontextualiza partes de entrevista dada pela artista em setembro de 2021. Ela não falou sobre a vacina, e sim em como se sentiu quando pegou a doença.

 

Circula nas redes sociais uma publicação que fala que a cantora Joelma, em uma entrevista dada a uma emissora de rádio, disse ter apresentado reações como sangue escuro e coagulado após ter recebido a vacina contra a Covid-19.

É #FAKE.

Diversas mensagens, publicações e teorias falsas têm sido disseminadas por grupos contrários à vacinação contra a Covid-19 com o intuito de desincentivar a aplicação do imunizante. A cantora paraense Joelma é apenas mais uma das vítimas de mais uma das fake news que envolvem a imunização.

Em entrevista dada no mês de setembro, a cantora relatou algumas das sequelas após o quadro de Covid-19 em 2020. Enquanto comentava sobre as possíveis marcas deixadas pela doença, Joelma contou ter se assustado quando descobriu — através de um tratamento de “hemoterapia” — que o seu sangue apresentava problemas relacionados à coagulação.

“A pessoa ficou com dificuldade de tirar meu sangue, e, quando vi a cor, eu disse: ‘Meu sangue tá estranho, não tá normal’. Tava estranho, escuro, e com dificuldade de tirar da veia”, disse a cantora, em um trecho da entrevista.

No entanto, a publicação falsa relaciona o episódio descrito pela cantora aos efeitos colaterais da vacina. Na verdade, quando falava do sangue, ela relatava os efeitos da doença, e não do imunizante. De acordo com a assessoria da cantora, o post é uma “fake news criada e editada em cima de uma entrevista da Joelma falando sobre os sintomas e sequelas pós-Covid”.

A assessoria esclarece, ainda, que Joelma é incentivadora da vacinação de toda a população. Em junho, quando recebeu a primeira dose do imunizante, a cantora usou seu perfil no Instagram para fazer uma publicação de apoio à imunização.

Muito feliz em dizer que estou vacinada com a primeira dose!”, escreveu a artista. “E não esqueçam: a segunda dose é muito importante! Continuem se cuidando, usem máscara, álcool em gel, evitem aglomeração e vacinem-se quando chegar a idade! Juntos vamos conseguir!”, completou Joelma, que já recebeu a segunda dose.

 

fonte: G1

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×