Objetivo do vírus – Portal Plural
Connect with us

Estrada Iluminada

Objetivo do vírus

Nilton Moreira

Publicado

em



O único lugar que temos para ficar fisicamente é a Terra. Isto nos impõe que a tratemos bem, com respeito e a veneremos, pois só sairemos daqui no momento que desencarnarmos e assim mesmo vamos via de regra para uma das colônias espirituais existentes na crosta terrestre, ou seja, na área fluídica da Terra.

Diante de tais circunstâncias se faz necessário uma harmonia entre os povos deste planeta, nos obrigando a que cuidemos uns dos outros, pois somos todos irmãos, filhos do mesmo Criador, muito embora existam pessoas que não admitam esta teoria, mas é minoria.

Falando em se cuidar, fico abismado em ver pessoas se aglomerando, compartilhando copos de bebidas, chimarrões, cigarros, abraços, e desaconselhando o uso de máscaras, como uma agente de saúde que conhecemos. Estas são as responsáveis pela contaminação de outras pessoas e das que vão parar nos hospitais lotados. Certamente não agem assim por prazer de disseminar o vírus mortal, mas por mera irresponsabilidade e acreditar que não vai acontecer consigo. A maioria são as obsidiadas por entidades invisíveis na crença de algumas religiões.

Em razão de sermos responsáveis pelo mal que fazemos ou pelo bem que deixamos de fazer, vamos ter de prestar contas ao Criador de todos nossos atos e atitudes, e relativo à epidemia que assola a Terra não será diferente.

Os cientistas, que são os representantes de Deus na Terra, conseguiram desenvolver os imunizantes os quais demandaram um tempo mínimo de estudos e experimentos, e alguns governantes que detém as rédeas de alguns países demoraram a tomar atitudes de preservação de seus respectivos povos, o que também contribuiu para que a doença se propagasse volumosamente.

O vírus tem por objetivo sacudir a humanidade sobre como somos impotentes, a exemplo de catástrofes como tsunamis, terremotos, tornados, granizo e doenças incuráveis cuja medicação só prolonga por mais tempo a vida.

Certamente vai passar como passa uma tempestade, mas é preciso que reflitamos o motivo disso tudo!

Quem ainda persiste em ser refratário ao momento que está a Terra vivenciando certamente sofrerá consequências, seja fisicamente ou mentalmente, pois não é um mero acaso a epidemia, já que só acontece algo na Terra se Deus assim o permitir. Lembremo-nos das palavras do nosso Irmão Maior Jesus: “Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem”!

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estrada Iluminada

Amor ao Planeta

Nilton Moreira

Publicado

em



Desde os primórdios o homem sente a necessidade de acreditar em alguma coisa que lhe permita pelo menos transferir responsabilidades. Também tem a tendência de acreditar que tenha algo de Maior no Universo, o que costumamos chamar de Deus.

Mas têm aqueles que negam essa Inteligência Suprema, mas ao dizerem que não acreditam Nele já o estão admitindo no seu íntimo, até porque trazemos gravado na consciência o princípio Divino, ou seja, Suas Leis Imutáveis, pois somos uma Centelha Divina espalhada pelo universo como bem disse o filósofo Léon Denis.

Quando enveredamos por caminhos tortuosos ferindo os princípios mais dinâmicos que são os que agridem a vida planetária, estamos de certa forma transgredindo estas Leis. Hoje nos deparamos com várias destruições, como por exemplo as relacionadas com o meio ambiente, poluição de rios jogando dejetos neles, desviando seus cursos para implantação de hidroelétricas que modificam o cenário harmônico, queimadas com propósito de expansão pecuária, caça e pesca predatória, tudo em nome do progresso e do poder econômico.

Os elementos que possuem energia, fluido, vitalidade, são na realidade nossos irmãos inferiores de planeta. Temos um vínculo muito grande na escala da Criação Divina, portanto devemos respeitá-los e utilizá-los da maneira mais racional possível, pois do contrário teremos de prestar contas ao Criador se assim não agirmos.

Paremos um pouco para pensar como estará o Planeta daqui há 100 anos se não colocarmos um freio na destruição! É verdade que os cientistas a cada dia descobrem outras esferas, mas até agora nenhuma se prestou para que pudéssemos lá viver com a matéria orgânica densa que serve de invólucro ao nosso corpo astral. Isto é importante meditar, pois nos parece que a preservação ambiental está diretamente ligada à sobrevivência de nossa espécie.

Não vamos só fazer apologia em qualidade de vida, mas também na continuidade dela. Façamos a pergunta: Como estamos preparando o Planeta para nossos netos? Certamente cada um de nós vai encontrar neste questionamento uma resposta objetiva do que poderá evitar ou fazer melhor.

Há quase 2000 anos um Homem nos deixou a mensagem Cristã, evocando o amor, mas em verdade a maior parte do Planeta ainda não entendeu Seus ensinamentos. Quem sabe agora pela dor que todos estamos passando possamos dar um salto de qualidade e evoluir moralmente em benefício do Planeta e assim nos beneficiarmos a todos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Estrada Iluminada

Jesus vive

Nilton Moreira

Publicado

em



Quando criança não entendia muito esse período de páscoa, e via procissões carregando pelas ruas da cidade o “senhor morto”, como diziam naquela época, e ao perguntar para os adultos do que se tratava diziam que era Jesus. Então eu fazia um parâmetro dos cortejos de enterros que eu vivenciara na época e me dava uma tristeza profunda, muito embora eu não tivesse ideia formada de quem era Jesus.

Os anos se passaram e quando me deparei com a literatura e os estudos, pude compreender a importância de Jesus, e aquelas experiências de tristeza que envolvia a mim e meus amiguinhos, passou, e hoje todos sabemos que o Mestre não morreu, pois a morte não existe, já que foi Ele mesmo que nos demonstrou isso quando aparece alguns dias após a crucificação.

Que maravilha que Jesus está sempre conosco, pois quem o conhece e o entende, nunca mais é a mesma pessoa.

Jesus o Ser mais perfeito que pela Terra passou nos deixou um legado de ideias, exemplos, metas, que se as cumprirmos pelo menos em alguns aspectos teremos êxito na vida, pois através do Evangelho que depois foi compilado por quem conviveu com Ele na época, serve de base para nos tornarmos cada vez melhores e atingir a perfeição possível que o Pai almeja para todos.

A páscoa quando somos crianças representa ganhar ovinhos de chocolate, balas, presentes de toda espécie. Isso foi incutido em nossa cultura pela necessidade de movimentar o comércio, e faz parte da criatividade. Mas realmente páscoa é um momento sublime onde temos a oportunidade de refletir o grau de maldade que ainda existe no coração da humanidade. Momento de questionarmos se ao longo destes quase 2000 anos nos tornamos melhores.

Certamente muitos de nós estava lá no tempo que Jesus foi crucificado. Uns podem ter sido inclusive coniventes. Não se sabe, pois se somos espíritos que já vivemos várias e várias vidas é possível. Quem sabe o policial de hoje não era o policial daquela época que perseguiu o Mestre e hoje retornou com a missão de ajudar as pessoas no combate a violência!

Certo é que Jesus não morreu, está junto de nós o tempo todo nos auxiliando no que precisarmos, e Suas palavras escritas pelos apóstolos estão ai para vivenciarmos e nos tornarmos melhores através do amor, pois se não for por esta via seremos compelidos a nos envolvermos pela dor, a exemplo do que está acontecendo agora com muitos pela pandemia que assola o Planeta.

Neste período de páscoa comamos chocolates, balas, e nos presenteemos, mas não esqueçamos de explicar a nossos pequeninos que Jesus não morreu, para que eles e nós tenhamos fortificado na mente a certeza do ressurgimento de dias prósperos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Estrada Iluminada

“Dias melhores”

Nilton Moreira

Publicado

em



Certa feita o poeta disse que “vivemos esperando por dias melhores”. Certamente o poeta em sua inspiração há 20 anos, previu que atravessaríamos uma turbulência muito grande como a que toma conta do Planeta.

Mas será que é possível dias melhores se temos visto nos noticiários que esta pandemia está ainda em fase de crescimento? Eu respondo que sim, e são várias as máximas que nos dão ânimo nos momentos difíceis, como “depois da tempestade vem a bonança”, “não há mal que dure para sempre”, “nada como um dia após o outro” “há males que vem pro bem” e tantos outros.

O que importa é desenvolvermos em nosso coração a paciência, esta virtude que está muito bem explicada lá no Evangelho e que foi ditada por um Espírito Protetor. A paciência nos proporciona harmonia que reflete no corpo material, e portanto nos melhora a saúde e fortifica nosso sistema imunológico.

Realmente a tristeza atinge a todos nós, pois temos sempre um amigo, parente ou conhecido que desencarnou em razão da peste que assola a Terra, mas a tristeza sempre fez parte da nossa vida por outros motivos. A nossa trajetória aqui é de batalhas, de muitas lutas, isto mesmo antes de nascermos quando ainda estava sendo preparada nossa reencarnação, foi escolhido entre tantos espermatozoides um que deveria chegar primeiro ao óvulo, lembram? está lá no livro Missionários da Luz do nosso saudoso Chico! foi aplicado passes magnéticos para ajudá-lo na trajetória.

Depois passamos meses numa barriga, alguns com muita paciência, outros nem tanta, até que nascemos numa explosão de energias, e ao longo da adolescência e depois adulto sempre lutamos para ocupar nosso espaço.

Sempre fomos vencedores e é para ser assim que Deus nos criou. Então não é agora por causa de uma pandemia que vamos esmorecer. Lutemos com todas as forças para sairmos vitoriosos e fazermos parte destes “dias melhores”.

Lembremos que a Terra é um palco de provas e expiações e portanto ninguém vem a lazer e deixar a vida lhe levar como disse um outro poeta! Viemos para embates. É isso que o Criador espera de nós, pois sem garra não venceremos.

É preciso que façamos nossa parte. Não interessa o que os outros deixem de fazer. Fiquemos em casa quem pode ficar, e quem tiver que sair para trabalhar o faça com cuidados, procurando distanciar-se de outrem, usando máscara e praticando higiene principalmente das mãos. Se não tiver álcool as lave com sabão.

Agindo assim certamente chegaremos a “dias melhores”. Paz a todos.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


error: Conteúdo protegido, para ter acesso seja nosso parceiro entre em contato no whats (55) 984161736
×