O risco que ronda os pequenos municípios – Portal Plural
Connect with us

Uncategorized

O risco que ronda os pequenos municípios

Avatar

Publicado

em



 

A PEC proposta pelo presidente da República na última semana, que coloca em risco a existência dos pequenos municípios, é um ato cruel contra quem vive nestas comunidades com menos de 5 mil habitantes.

A região Fronteira Noroeste, com 20 municípios, voltaria a ter 11 apenas, pois nove seriam obrigados a se juntar com outras maiores sob o argumento da capacidade de sustentação financeira. Mas, é apenas isso que conta nos cofres da União?

E a qualidade de vida? O orgulho? O viver em comunidade?

Meu exemplo é Senador Salgado Filho, município onde nasci e vivi até os 13 anos. Na época da emancipação em vibrei com a escolha do povo, porque Giruá (município-mãe) nos deixava morrer à míngua, sem boas estradas, sem qualquer suporte e, inclusive, o fechamento da subprefeitura.

A vila perecia, caminhava para desaparecer como tantas outras vilas esvaziadas que há pelos rincões. A partir da emancipação tudo mudou. Hoje é um belo exemplo de como pode haver desenvolvimento. A situação somente não é melhor porque o Governo do Estado não tem competência para concluir o asfaltamento da rodovia que liga Senador Salgado Filho a Giruá.

A questão que se tem que discutir não é dar passos para trás. Voltar a pertencer a outro município é tolice.

A questão é diminuir o peso administrativo e público, pressionar a classe política para que sejam coerentes com a realidade.

Não podem estes municípios pequenos constituir os mesmos custos que têm outros maiores, por mais que a lei permita.

Não é porque a lei diz que o prefeito pode ganhar até xis valor que ele deve receber a dita quantia. Uma coisa é ser prefeito de Santa Rosa, outra de Senador Salgado Filho, e assim por diante. O mesmo se aplica a vereadores, secretários, servidores em geral. É preciso que os mandatários tenham coerência em relação à verba que administram. Um pequeno município não precisa mais que quatro secretários.

A proximidade entre cidadão e sede administrativa eleva a qualidade de vida e gera desenvolvimento. Claro que nem todos os municípios conseguirão manter médicos, dentistas, engenheiros, etc., em seus quadros fixos. Mas para isso existem contratos, convênios, outras instâncias que não sejam os concursos públicos.

A Europa não pode ser nosso parâmetro, porque lá a população encolhe ano após ano. No Brasil ainda temos filhos.

O presidente não conta sequer com o apoio dos seus aliados mais próximos. E nem é porque os políticos estão preocupados com seus “currais” eleitorais. É porque um homem vivido, como o Senador Heinze, por exemplo, conhece muito bem os rincões e sabe da importância que eles têm para as pessoas.

É fácil gente de cidades maiores concordar com a PEC, afinal, desconhecem o outro extremo. Tem que ouvir quem mora lá em Senador Salgado Filho, Nova Candelária, Porto Mauá, Porto Vera Cruz, etc. Duvido que proposta assim encontre amparo lá.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uncategorized

Campanha da Academia Bello Centro e Técnico Paulo Turra arrecadou 5,5 toneladas de alimentos

Silvio Brasil

Publicado

em



Até o momento, 171 famílias foram beneficiadas com cestas básicas
 
Academia Bello Centro e o Técnico natural de Tuparendi Paulo Turra, externaram o agradecimento a todos que colaboraram e contribuíram com a campanha de arrecadação de alimentos para as famílias necessitadas de Tuparendi, diante desse momento tão difícil que as pessoas estão passando! O pouco para cada um, significa a vida para muitos! Com a ajuda de todos, foi possível arrecadar 5,5 toneladas de alimentos. Até o momento, 171 famílias foram beneficiadas com cestas básicas e 37 famílias que foram cadastradas ainda não retiraram suas cestas, mas o farão nos próximos dias! A entidade e o craque esportivo também agradeceu as pessoas e entidades, que colaboraram, fizeram doações, empresas que foram parceiras na identificação e cadastro das famílias, aos anônimos que também ajudaram muito.
 
A Informação é de Betto Farias, Coordenador da Academia Belo Centro 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Uncategorized

Pesquisa aponta estabilidade no total de infectados por coronavírus no RS

Silvio Brasil

Publicado

em



Estimativa do estudo é de 20 mil pessoas com anticorpos

Os números da quarta etapa do estudo, divulgados nesta quarta-feira (27/5) pelo governo do Estado e pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) em transmissão ao vivo nas redes sociais, apontam para uma estabilidade no número de pessoas que já foram infectadas pelo novo coronavírus.

De acordo com o Governador Eduardo Leite, a estabilidade apurada pela pesquisa também está nas internações hospitalares. No dia 9 de maio, o estado registrava 220 pacientes internados suspeitos ou confirmados para Covid. na segunda-feira, 26 de maio, eram 225. Ou seja, desde inicio há praticamente o mesmo numero de pacientes internados. O que confirma o resultado da pesquisa: uma efetiva estabilidade no quadro de contágio no Rio Grande do Sul.

A estimativa conforme os testes aplicados é  que seriam 20.226 pessoas já com os anticorpos, o que representa 0,18% da população. Na rodada anterior, as projeções eram de 24.860 pessoas infectadas pelo vírus (0,22% da população).

Conforme o reitor da Universidade de Pelotas (UFPel) e coordenador da pesquisa, Pedro Hallal, a diferença é estatisticamente baixa, indicando estabilidade no contágio do vírus, e está dentro da margem de erro – que indica que o RS pode ter de 8.736 a 39.819 pessoas com anticorpos.

Na segunda-feira, novamente foram aplicados 4.500 testes rápidos nas nove cidades escolhidas pelo estudo. Foram oito pessoas que testaram positivo, metade delas em Passo Fundo. O município repete os quatro positivados da etapa anterior e vem apresentando números de casos e mortes elevados nas estatísticas oficiais.

Uruguaiana registrou dois casos positivos e os demais foram em Porto Alegre (1) e Pelotas (1). Nas outras cidades – Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Canoas e Ijuí –, não houve registro de casos positivos. Os nove municípios representam 31% da população do RS. Na terceira etapa, realizada há 15 dias, o estudo identificou 10 testes com resultado positivo.

Os novos dados do estudo de Epidemiologia da Covid-19 no RS (Epicovid19) estimam que haja um infectado a cada 562 gaúchos – na testagem anterior, havia um caso positivo a cada 454 pessoas; na segunda, um a cada 769 e na rodada inicial, um a cada 2 mil.

O governador e o reitor anunciaram que, concluídas essas quatro etapas inicialmente previstas pela Epicovid19, serão realizadas quatro novas rodadas de testagem – de 13 a 15 junho, de 4 a 6 de julho, de 25 a 27 de julho e de 15 a 17 de agosto. Com previsão de 4,5 mil testes em cada fase, a pesquisa deve atingir um total de 36 mil pessoas nas nove regiões do Estado.

O Epicovid19 é coordenado pelo governo do Rio Grande do Sul e pela UFPel, mobilizando uma rede de 12 universidades federais e privadas: Imed Passo Fundo, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS/Passo Fundo), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal do Pampa (Unipampa/Uruguaiana), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade La Salle (Unilasalle-Canoas) e Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí).

O estudo, com custo estimado em R$ 1,5 milhão, tem apoio da Unimed Porto Alegre, do Instituto Cultural Floresta, também da capital gaúcha, e do Instituto Serrapilheira, do Rio de Janeiro.

Clique aqui e acesse a quarta fase do Epicovid19.

 

 

 

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Uncategorized

Detido com maconha e dinheiro na Nossa Senhora Aparecida

Reporter Cidades

Publicado

em



Uma guarnição da Brigada Militar estava em patrulhamento de rotina tendo em vista ser conhecido como ponto de venda de drogas na Vila Nossa Senhora Aparecida em Santa Rosa, avistou o suspeito entregando algo ao condutor de um veículo Gol de cor branca, ao ver a aproximação da viatura saiu do local em alta velocidade não sendo possível anotar a placa, em revista pessoal ao suspeito encontraram no bolso da calça 7 porções embalagem substância com características da maconha além da quantia de R$ 80.

Em contato com a autoridade policial devido à falta de elementos suficientes para o flagrante determinou o registro de apuração do fato mediante inquérito policial.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

×