O risco que ronda os pequenos municípios – Portal Plural
Connect with us

Uncategorized

O risco que ronda os pequenos municípios

Publicado

em



 

A PEC proposta pelo presidente da República na última semana, que coloca em risco a existência dos pequenos municípios, é um ato cruel contra quem vive nestas comunidades com menos de 5 mil habitantes.

A região Fronteira Noroeste, com 20 municípios, voltaria a ter 11 apenas, pois nove seriam obrigados a se juntar com outras maiores sob o argumento da capacidade de sustentação financeira. Mas, é apenas isso que conta nos cofres da União?

E a qualidade de vida? O orgulho? O viver em comunidade?

Meu exemplo é Senador Salgado Filho, município onde nasci e vivi até os 13 anos. Na época da emancipação em vibrei com a escolha do povo, porque Giruá (município-mãe) nos deixava morrer à míngua, sem boas estradas, sem qualquer suporte e, inclusive, o fechamento da subprefeitura.

A vila perecia, caminhava para desaparecer como tantas outras vilas esvaziadas que há pelos rincões. A partir da emancipação tudo mudou. Hoje é um belo exemplo de como pode haver desenvolvimento. A situação somente não é melhor porque o Governo do Estado não tem competência para concluir o asfaltamento da rodovia que liga Senador Salgado Filho a Giruá.

A questão que se tem que discutir não é dar passos para trás. Voltar a pertencer a outro município é tolice.

A questão é diminuir o peso administrativo e público, pressionar a classe política para que sejam coerentes com a realidade.

Não podem estes municípios pequenos constituir os mesmos custos que têm outros maiores, por mais que a lei permita.

Não é porque a lei diz que o prefeito pode ganhar até xis valor que ele deve receber a dita quantia. Uma coisa é ser prefeito de Santa Rosa, outra de Senador Salgado Filho, e assim por diante. O mesmo se aplica a vereadores, secretários, servidores em geral. É preciso que os mandatários tenham coerência em relação à verba que administram. Um pequeno município não precisa mais que quatro secretários.

A proximidade entre cidadão e sede administrativa eleva a qualidade de vida e gera desenvolvimento. Claro que nem todos os municípios conseguirão manter médicos, dentistas, engenheiros, etc., em seus quadros fixos. Mas para isso existem contratos, convênios, outras instâncias que não sejam os concursos públicos.

A Europa não pode ser nosso parâmetro, porque lá a população encolhe ano após ano. No Brasil ainda temos filhos.

O presidente não conta sequer com o apoio dos seus aliados mais próximos. E nem é porque os políticos estão preocupados com seus “currais” eleitorais. É porque um homem vivido, como o Senador Heinze, por exemplo, conhece muito bem os rincões e sabe da importância que eles têm para as pessoas.

É fácil gente de cidades maiores concordar com a PEC, afinal, desconhecem o outro extremo. Tem que ouvir quem mora lá em Senador Salgado Filho, Nova Candelária, Porto Mauá, Porto Vera Cruz, etc. Duvido que proposta assim encontre amparo lá.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uncategorized

ACISAP representa as ACIs no Comitê de Crise para COVID-19

Publicado

em



Para garantir a manutenção das atividades econômicas e preservar empregos, conscientização é a palavra de ordem. Nesta semana foi confirmado o ingresso da ACISAP no Comitê de Crise para COVID-19. Desta forma, a entidade irá representar as ACIs da região e o Setor Produtivo, defendendo suas pautas.

A iniciativa da ACISAP tem em vista à situação da saúde, que demanda extrema atenção e cuidado. Os casos de COVID-19 em nossa região estão aumentando significativamente. São mais de 35,5% apenas na última semana. Sendo assim, reforçamos que conscientização e comprometimento são as palavras de ordem se quisermos controlar e estabilizar esta curva de crescimento. Não queremos fechar nossas empresas e escolas novamente.

Por isso, a ACISAP lança um alerta para o aumento do contágio e promove a conscientização. A entidade está ativamente envolvida com outras entidades, escolas e com a comunidade promovendo conteúdos, orientações e campanhas de prevenção. Diretoria, equipe e voluntários continuam atuando em muitas frentes, para promover em Santa Rosa uma conciliação entre a saúde e as atividades econômicas.

“Não descuide de você, de seus colaboradores e clientes. Precisamos contar com a consciência e medidas preventivas de todos. E agora de forma ainda mais intensa”, comenta Lídia Linck Lagemann, presidente da ACISAP.

Sim para a saúde, sim para o trabalho. Acreditamos ser possível conciliar.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Uncategorized

Vacinação dos professores avança em Santa

Publicado

em



A Fundação Municipal de Saúde deu início, na última semana, na vacinação dos professores e servidores que atuam na Educação Infantil. A Secretaria Municipal de Educação e Cultura tem mediado esse processo, acompanhando e fornecendo a lista dos profissionais que devem ser imunizados. Outra boa notícia é que a vacinação começa a ser ampliada aos professores e servidores que atuam no Ensino Fundamental da rede municipal, “É uma conquista a ser comemorada pela comunidade porque protege também os filhos e as famílias”, observou a secretária de Educação e Cultura Lires Zimmermann. Assim que o ensino Fundamental encerrar, na próxima semana, deve avançar a vacinação com os professores do Ensino Médio, Técnico, Profissionalizante e Superior. A aplicação das doses é feita em todas as Unidades Básicas de Saúde. O atendimento se dá mediante agendamento prévio.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Plantão 24H

Se passando por Pastor, foragido da Justiça é preso no Noroeste Gaúcho

Publicado

em



Um homem foragido da justiça, que se evadiu do sistema prisional de Santo Angelo no final de abril, foi preso pela Força Tática da BM de Ijuí nesta noite de quarta-feira (12), por volta das 19h45min, no bairro Alvorada.

 

Ele atuava como pastor no momento da detenção. Ao perceber a presença da Força Tática, tentou fugir subindo em um telhado. Por fim, foi abordado, revistado, preso e algemado, dado o receio de nova fuga. Está sendo encaminhado à PMEI.

 

 

Fonte: Brigada Militar

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×