O Rio Grande do Sul recebe selo internacional de destino turístico seguro na pandemia de coronavírus – Portal Plural
Connect with us

Turismo

O Rio Grande do Sul recebe selo internacional de destino turístico seguro na pandemia de coronavírus

Publicado

em

Leite e o secretário Lorenzoni anunciaram a conquista do selo concedido pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini


 

 

O Rio Grande do Sul entrou para a lista internacional de destinos seguros em relação à pandemia de coronavírus.

 

 

O anúncio do selo Turismo Seguro, concedido pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo, o WTTC, foi feito pelo governador Eduardo Leite e pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rodrigo Lorenzoni, em transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quinta-feira (17).

“Este selo que já está em nossas mãos representa uma conquista importante de um Estado vocacionado para o turismo, com tantas belezas naturais. É uma conquista coletiva de todo o trade que se compromete, que trabalha junto e que viabiliza essa certificação. Que fique claro a todos que somos um Estado que zela pela saúde dos nossos visitantes e turistas e que temos instituições e empresas comprometidas em fazer das viagens ao RS momentos de alegria e com o menor risco possível para qualquer outra intercorrência. Há um compromisso e um trabalho muito focado e determinado neste sentido”, destacou o governador.

A iniciativa foi criada para reconhecer os locais seguros e para inspirar a confiança dos turistas e impulsionar a recuperação do setor devido ao impacto da pandemia de Covid-19. Foi desenvolvido em colaboração com as principais associações e organizações internacionais do setor.

Para receber o selo, o governo gaúcho teve que submeter os protocolos sanitários em vigor no Estado a uma criteriosa análise do WTTC para conferir se estão de acordo com as diretrizes da OMS (Organização Mundial da Saúde).

“O selo atesta que aqui no Rio Grande do Sul estamos adotando boas práticas de segurança e que elas estão alinhadas aos protocolos globais de viagens seguras. Isso garante mais segurança aos viajantes, prestadores de serviços e todo o setor turístico gaúcho, que é muito forte”, explicou Lorenzoni.

A partir da obtenção do selo Turismo Seguro, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo assume o papel de embaixadora da iniciativa e, como tal, poderá iniciar o processo de emitir o selo para os destinos turísticos e empresas do setor, desde que confirme que o local está seguindo todos os protocolos.

“Agradeço ao governador Eduardo Leite pela liderança e sensibilidade ao entender a importância do segmento do turismo para o desenvolvimento econômico do RS e por nos dar espaço para trabalhar em conjunto com o trade na busca de possibilidades e alternativas para a retomada com segurança neste momento difícil de pandemia”, acrescentou o secretário.

 

 

FONTE: O Sul

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Ministério do Turismo destina meio milhão de reais para apoiar promoção de destinos turísticos no Rio Grande do Sul

Publicado

em

Orla do calçadão de Ipanema, em Porto Alegre. Foto: Renato Soares/MTur

 

 

O Ministério do Turismo ofereceu apoio financeiro para a realização de ações de promoção de destinos turísticos brasileiros a todas as unidades da federação, de uma só vez, e o Rio Grande do Sul receberá R$ 500 mil.

 

 

O objetivo é apoiar a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Rio Grande do Sul na construção de campanhas promocionais com foco no turismo interno e de proximidade (curta distância) que, seguindo tendências mundiais, será um forte impulsionador da retomada do turismo.

Além do Rio Grande do Sul, o Ministério do Turismo assinou convênio com 15 Estados e o Distrito Federal, totalizando um investimento de R$ 8,3 milhões. Para receber os recursos, as secretarias estaduais de Turismo precisaram cadastrar propostas de promoção dos seus destinos internos até outubro do ano passado. Cada Estado pôde pleitear um apoio de até R$ 500 mil. Após análise e aprovação pela Secretaria Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo que, em alguns casos, pediu esclarecimentos adicionais sobre os projetos, os contratos foram firmados no final de dezembro.

“Queremos que o setor de turismo, tão impactado pela pandemia, possa se recuperar e promover o seu turismo interno, seguindo todas as regras de biossegurança que garantam a proteção de turistas e trabalhadores do setor. O objetivo é promover o turismo interno, ou seja, o Rio Grande do Sul para os próprios gaúchos e assim também nos demais estados do país, demonstrando que é possível redescobrir os nossos destinos turísticos com responsabilidade e segurança”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

A liberação dos recursos ocorrerá após apresentação de documentação ao Ministério do Turismo pelos gestores locais relacionadas a publicação dos editais para produção das campanhas promocionais, obedecendo os critérios estabelecidos na Portaria Interministerial nº 424, de 30 de dezembro de 2016.

O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, afirma que a intenção foi democratizar o acesso aos recursos para todos os estados do país. “Realizamos no ano passado uma videoconferência com todos os secretários estaduais de turismo, através do Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo), quando explicamos como os gestores estaduais poderiam apresentar propostas e se candidatarem a receberem os recursos e, desta forma, a iniciativa pudesse alcançar a todos”, conta.

 

Campanha de retomada

Para promover a retomada do turismo, com responsabilidade e segurança, o Ministério do Turismo lançou uma das campanhas mais abrangentes da sua história. Com o slogan “Viaje com responsabilidade e redescubra o Brasil”, a campanha Retomada do Turismo foi lançada no dia 10 de novembro e segue até o dia 30 de janeiro deste ano. Conta com peças gráficas para cada uma das 27 unidades da federação para promoção de destinos.

A campanha integrou o movimento Retomada do Turismo. Trata-se de uma aliança nacional para acelerar a retomada do setor de forma responsável e segura, que reúne 32 instituições do poder público, iniciativa privada, terceiro setor e Sistema S, coordenada pelo Ministério do Turismo.

“No site da Retomada do Turismo, reunimos todo o material gráfico da campanha, que pode ser acessado por todos que, inclusive, queiram redistribuir o conteúdo e nos ajudar nesta promoção. O sucesso da campanha se deve ao trabalho em rede e envolvimento de todas as 32 instituições parceiras”, destaca Joana Coelho, diretora de Marketing e Eventos do Ministério do Turismo.

 

Turismo responsável

Para auxiliar a retomada de atividades do setor, de forma segura e responsável, o Ministério do Turismo lançou, em junho, o selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”. Atualmente, o certificado já foi emitido por mais de 25 mil estabelecimentos turísticos do país que declararam aderir a protocolos de biossegurança contra a Covid-19 para proteção de turistas e trabalhadores do setor. A elaboração dos protocolos sanitários para 15 segmentos que integram o Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos) teve o apoio da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

 

 

FONTE: O Sul

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Curiosidades

Québec, no Canadá, abre vagas de emprego para brasileiros.

Publicado

em



Objetivo é recrutar profissionais nas áreas de TI, games, saúde e manufatura.

A Québec International, agência de desenvolvimento econômico da cidade de Quebec (Canadá), inicia a procura de profissionais brasileiros para oportunidades de trabalho qualificado na região. A iniciativa, que tem apoio do Ministério da Imigração local e a participação de 10 empresas, tem o objetivo de preencher vagas de emprego nas áreas de TI, games, saúde e manufatura.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 17 de janeiro, em francês. Os candidatos devem acessar o site www.quebecnacabeca.com, criar um perfil online com suas qualificações e se habilitar para sua vaga de interesse.

Além da formação acadêmica e experiência exigidas em cada programa, é necessário demonstrar um bom nível de conhecimento do idioma francês. Não é preciso apresentar documentos de imigração para participar do processo. Os aprovados terão acesso a oportunidades de emprego em condições iguais as dos canadenses.

Os profissionais selecionados nessa primeira etapa serão convocados para entrevistas virtuais com os recrutadores das empresas, que serão promovidas no intervalo de 8 a 19 de fevereiro de 2021. Os aprovados receberão um contato do futuro empregador.

A província do Québec, cuja maior cidade é Montreal, fica no leste canadense e tem atualmente uma das maiores taxas de emprego do Canadá – 91,2% em 2019 para pessoas de 24 a 54 anos –, além de uma economia em expansão há mais de duas décadas.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Turismo

Plataforma de aço e vidro 360 metros acima do Rio Caí já tem data de abertura para turistas; veja fotos

Publicado

em



 

Com investimento de R$ 30 milhões, estrutura avança 35 metros sobre o Vale da Ferradura

 

 

Será aberta para o público em geral no dia 17 de dezembro a Skyglass Canela, atração turística que recebeu um investimento de R$ 30 milhões e fica 360 metros acima do Rio Caí, na serra gaúcha. É uma plataforma estaiada de aço e vidro que avança 35 metros sobre o Vale da Ferradura. Será possível caminhar por cima do vidro ou andar por baixo da estrutura em um monotrilho.

Inicialmente, ela funcionará com 25% de capacidade. Antes de abrir para o público, a atração receberá alguns profissionais da área do turismo.

O parque contará, ainda, com praça de alimentação, lojas, estacionamento e o também um memorial que reúne um acervo de diversos continentes. Foram dois anos de estudos para fazer o projeto da Skyglass Canela no Parque da Ferradura. Os investidores são empresários de Santa Catarina, por meio da empresa Volare Empreendimentos Turísticos.

A entrada no parque, que contempla a visita ao memorial, custará R$ 40. Para andar na parte de cima da plataforma, serão R$ 60. Já para usar o monotrilho, o ingresso custará R$ 90. Existem opções de combo: R$ 90 pela entrada no parque e para andar sobre a plataforma; R$ 120 para entrar no parque e andar no monotrilho; e R$ 170 para as três atrações. Há opções de meia entrada para idosos acima de 60, crianças de seis a 12 anos e estudantes.

 

 

 

 

ClicRBS

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×