O maior fracasso de Thomas Edison: uma assustadora boneca falante – Portal Plural
Connect with us

Está na rede

O maior fracasso de Thomas Edison: uma assustadora boneca falante

Publicado

em



Thomas Alva Edison não apenas patenteou 1.093 inventos, mas também deixou uma marca inigualável em diferentes segmentos. Entre suas principais criações estão a lâmpada elétrica, o fonógrafo e a câmera de filmagem. No entanto ele também teve fracassos, como uma boneca falante desenvolvida e produzida no final do século XIX, e cuja fabricação precisou ser suspensa meses depois.

As bonecas de Edison, que acabaram sendo apelidadas de “Little Monsters” (“Monstrinhos”), mediam 56 centímetros e pesavam aproximadamente 2kg. Suas extremidades articuladas eram feitas de madeira e suas cabeças eram de porcelana. Dentro delas, havia fonógrafos miniaturizados que faziam com que as bonecas recitassem frases gravadas. A ideia do inventor representou uma das primeiras tentativas de reproduzir sons com a finalidade de entretenimento.

Porém, pouco tempo depois de seu lançamento público, um de seus distribuidores de Boston, Horace Partridge & Co., explicou a Edison que muitas bonecas estavam sendo devolvidas. Isso porque a manivela se soltava, o cilindro de cera estragava e o som perdia qualidade, gerando um ruído que causava medo nas crianças.

Durante as semanas seguintes, as reclamações foram se acumulando, e Edison decidiu retirá-las do mercado. Estima-se que no total tenham sido vendidas cerca de 500 bonecas, o que faz com que elas sejam um objeto de coleção muito valioso. Segundo os registros da fábrica de West Orange, cerca de 7.500 bonecas foram produzidas no total.

Mais tarde, Edison resolveu os problemas técnicos e relançou o produto em uma versão melhorada. Mas as bonecas ficaram muito caras – entre 10 e 20 dólares, o que equivale a 250 a 500 dólares atuais. Assim, os compradores não se mostraram interessados. A Edison Phonograph Toy Manufacturing Company não conseguiu um refinanciamento para completar o projeto, já que suas dívidas eram muito altas. Assim, chegava ao fim a desastrada saga dos “Monstrinhos”.  Confira abaixo como era a voz da boneca:


Fonte: Infobae

Imagens: Shutterstock.com, PBS, Kai Schreiber/CC BY-SA 2.0 e Domínio público

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Está na rede

Vídeo emocionante: cachorro vai a velório de dono e emociona todos

Publicado

em



Um cachorro foi ao velório de seu dono, um idoso de 73 anos, e deixou todos emocionados ao não sair de perto do caixão. A decisão de levar o bichinho para o velório foi da família do idoso. O caso aconteceu em Parintins, no Estado do Amazonas.

Fonte: UOL

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Está na rede

Rock in Rio é adiado para setembro de 2022

Medida foi tomada em razão da pandemia

Publicado

em

© Alexandre Macieira/Riotur

Rock in Rio, um dos principais festivais de música do mundo, adiou sua próxima edição, marcada para setembro e outubro deste ano, para setembro de 2022. O adiamento foi provocado pela pandemia de covid-19.

O Rock in Rio mobiliza pessoas dentro e fora da Cidade do Rock. Recebemos turistas de absolutamente todos os estados, além do Distrito Federal, e também de mais de 70 países. São 28 mil pessoas trabalhando para levar festa e alegria para as 700 mil pessoas que nos visitam. Vamos preservar vidas neste momento. Em setembro de 2022, estaremos juntos de novo e prontos para o melhor Rock in Rio de todos os tempos, quando vamos celebrar a paz e a vida”, informou o presidente do Rock in Rio, Roberto Medina, em nota publicada no site do evento.

A próxima edição do festival será realizada nos dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022. Segundo os organizadores, as negociações com as atrações estão em andamento e algumas já devem ser anunciadas no primeiro semestre deste ano.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Está na rede

Yudi Tamashiro revela que saía do ‘Bom Dia & Cia’ e ia para o prostíbulo aos 18 anos

Publicado

em

O ex-apresentador do SBT detalhou fase conturbada aos 18 anos (Foto: Reprodução/Instagram @yuditamashiro)

Yudi Tamashiro relembrou a época em que trabalhou no ‘Bom Dia & Cia’, no SBT. Ele foi apresentador do programa de 2005 a 2012. Em entrevista ao ‘Flow Podcast’, o artista falou sobre as responsabilidades que vieram com a fama precoce, como ser o provedor do sustento financeiro da família desde cedo.

“Foi uma vida cheia de glamour, cheia de coisas positivas. Só que com responsabilidades que não eram para uma criança. Sinto que algumas coisas foram importantes de viver, mas preciso trabalhar isso dentro de mim. É horrível quando você está sofrendo e as outras pessoas apontam que a sua vida é muito boa”, desabafa Yudi na gravação.

Ele detalhou a rotina conturbada aos 18 anos. “Comecei a extravasar na noite. Foi quando eu comecei a beber, comecei a sair de segunda a segunda para a balada e ir ‘virado’ apresentar o ‘Bom Dia & Cia'”, revela.

“Eu saía do ‘Bom Dia’ e emendava um p*teiro [prostíbulo]. Mas eu mais conversava com as garotas do que fazia [sexo] mesmo. Porque eu queria dividir coisas que eu não podia dividir com outras pessoas. Conversando, eu ficava muito louco e emendava uma balada. Se não arrumasse uma menina na balada, emendava para uma casa de swing. Na casa de swing, arrumava umas meninas e levava para a minha casa. Ou então já ia virado para o ‘Bom Dia & Cia'”, completa.

Yudi diz que parou para refletir sobre a vida quando saiu do estúdio para vomitar durante um programa ao vivo. Após o episódio, ele pediu demissão da emissora de Silvio Santos. “Você está com 18 anos, você tem pique para ficar três dias virado. Fui nessa rotina e cheguei em um momento em que pensei: ‘Não. O Cássio [seu nome verdadeiro] da infância tinha um sonho de viver da arte, ter voz para influenciar outras pessoas de uma forma positiva. Para tirar a molecada de onde eu vim'”, explica.

“Vomitei a minha vida toda na privada. Foi o primeiro momento que eu senti medo, porque, até o momento, eu não sentia medo de nada. Meus pais falavam as coisas para mim e falava: ‘Eu que pago as contas, eu conquistei todas as coisas através do meu trabalho.’ Naquele momento vi que não dava mais”, finaliza.

Yahoo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×