‘O Álbum de Natal da Grande Família’ abre programação de fim de ano na Globo – Portal Plural
Connect with us

Está na rede

‘O Álbum de Natal da Grande Família’ abre programação de fim de ano na Globo

Publicado

em



Seguindo a fase de reprises na televisão, vai ao ar neste domingo, 6, na tela da Globo após o Esporte Espetacular, o episódio O Álbum de Natal da Grande Família, que integrou a oitava temporada da série. A atração vai dar início à programação de fim de ano da emissora.

Escrito por Mariana Mesquita, Max Mallmann, Marcelo Gonçalves e Bernardo Guilherme e dirigido por Maurício Farias, o episódio puxa pela emoção, ao mostrar dona Nenê (Marieta Severo) toda animada com os preparativos para o Natal. Mais que isso, será também a comemoração de um ano do seu neto, Floriano. Mas tem muita coisa no meio do caminho, justo na véspera de Natal. Parece que ela não está tendo êxito em seus preparativos. Primeiro, Lineu está com muito trabalho na pet shop, o que o tem levado a passar do horário de saída, e talvez ele não consiga chegar a tempo da ceia.

Para complicar mais, Tuco (Lucio Mauro Filho) tem sérias intenções de ficar com a família de sua noiva, Gina (Natalia Lage). Mas o pior de tudo é que Bebel (Guta Stresser) e Agostinho (Pedro Cardoso) estão preparando uma festinha de aniversário para o filho, contrariando tudo o que pediu a matriarca. Transtornada, Nenê decide preparar o jantar da forma como pensou e, caso ninguém apareça, vai para a casa de uma prima.

“Lembro muito desse episódio, até do momento de escolher a blusa amarela que a Bebel usa. As gravações eram divertidas, a gente brincava muito, tinha espaço para o improviso”, conta Guta Stresser, que afirma ter sido um momento de muita emoção, pois mostrava a família dividida justo na época de Natal. Mostrava os filhos com as próprias famílias, e os pais querendo todos juntos “Foi um momento de disputa por protagonismo de Natal, também por marcar o nascimento do Floriano, que é o primeiro neto da família e vem homenagear o avô, nosso querido Seu Flor, vivido pelo inesquecível Rogério Cardoso”, constata a atriz. E isso ocorreu porque a avó e a mãe da criança disputavam essa comemoração. “Mesmo com todas as diferenças que existem, o Natal mostra que nada impede que eles se amem.”

No entanto, esse episódio foi em um outro momento, então, como seria um Natal da Grande Família hoje com a pandemia? Para Guta, a família Silva estaria vivendo como tantas outras pelo Brasil. “Acredito que a família estaria mais unida do que nunca, mesmo que não estivesse unida fisicamente, acredito que todos teriam preocupação em proteger Lineu e Nenê”, diz.

Já Lucio Mauro tem certeza que haveria um embate entre a ciência (Lineu) e o negacionismo (Agostinho). “O Tuco provavelmente ouviria todos os conselhos do pai, mas teria dificuldade em colocá-los em prática. E dona Nenê seria uma vítima em potencial, já que não consegue deixar de fazer tudo pela família, inclusive arriscar-se. Já Bebel, colocaria o marido em quarentena na primeira vacilada que o malandro desse”, se diverte o ator imaginando a situação. Diz ainda que seu personagem não agiria diferente do que fez sempre, querendo mesmo é saber que presente ganharia. “Como eterno desempregado, ele teria que usar sua criatividade para conseguir presentear.”

Guta finaliza dizendo que a exibição desse episódio será um alento para quem está em casa, “vivendo este momento tão triste” Essa família, diz a atriz, representa várias famílias brasileiras, que se identificam com um pai como o Lineu e uma mãe com a Nenê, a filha protegida e o filho que não consegue sair de casa. “Sem dúvida, o especial de Natal vai trazer muitas alegrias para os lares brasileiros como sempre levou ao longo dos 14 anos que a série esteve no ar.”

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Está na rede

Vídeo emocionante: cachorro vai a velório de dono e emociona todos

Publicado

em



Um cachorro foi ao velório de seu dono, um idoso de 73 anos, e deixou todos emocionados ao não sair de perto do caixão. A decisão de levar o bichinho para o velório foi da família do idoso. O caso aconteceu em Parintins, no Estado do Amazonas.

Fonte: UOL

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Está na rede

Rock in Rio é adiado para setembro de 2022

Medida foi tomada em razão da pandemia

Publicado

em

© Alexandre Macieira/Riotur

Rock in Rio, um dos principais festivais de música do mundo, adiou sua próxima edição, marcada para setembro e outubro deste ano, para setembro de 2022. O adiamento foi provocado pela pandemia de covid-19.

O Rock in Rio mobiliza pessoas dentro e fora da Cidade do Rock. Recebemos turistas de absolutamente todos os estados, além do Distrito Federal, e também de mais de 70 países. São 28 mil pessoas trabalhando para levar festa e alegria para as 700 mil pessoas que nos visitam. Vamos preservar vidas neste momento. Em setembro de 2022, estaremos juntos de novo e prontos para o melhor Rock in Rio de todos os tempos, quando vamos celebrar a paz e a vida”, informou o presidente do Rock in Rio, Roberto Medina, em nota publicada no site do evento.

A próxima edição do festival será realizada nos dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022. Segundo os organizadores, as negociações com as atrações estão em andamento e algumas já devem ser anunciadas no primeiro semestre deste ano.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Está na rede

Yudi Tamashiro revela que saía do ‘Bom Dia & Cia’ e ia para o prostíbulo aos 18 anos

Publicado

em

O ex-apresentador do SBT detalhou fase conturbada aos 18 anos (Foto: Reprodução/Instagram @yuditamashiro)

Yudi Tamashiro relembrou a época em que trabalhou no ‘Bom Dia & Cia’, no SBT. Ele foi apresentador do programa de 2005 a 2012. Em entrevista ao ‘Flow Podcast’, o artista falou sobre as responsabilidades que vieram com a fama precoce, como ser o provedor do sustento financeiro da família desde cedo.

“Foi uma vida cheia de glamour, cheia de coisas positivas. Só que com responsabilidades que não eram para uma criança. Sinto que algumas coisas foram importantes de viver, mas preciso trabalhar isso dentro de mim. É horrível quando você está sofrendo e as outras pessoas apontam que a sua vida é muito boa”, desabafa Yudi na gravação.

Ele detalhou a rotina conturbada aos 18 anos. “Comecei a extravasar na noite. Foi quando eu comecei a beber, comecei a sair de segunda a segunda para a balada e ir ‘virado’ apresentar o ‘Bom Dia & Cia'”, revela.

“Eu saía do ‘Bom Dia’ e emendava um p*teiro [prostíbulo]. Mas eu mais conversava com as garotas do que fazia [sexo] mesmo. Porque eu queria dividir coisas que eu não podia dividir com outras pessoas. Conversando, eu ficava muito louco e emendava uma balada. Se não arrumasse uma menina na balada, emendava para uma casa de swing. Na casa de swing, arrumava umas meninas e levava para a minha casa. Ou então já ia virado para o ‘Bom Dia & Cia'”, completa.

Yudi diz que parou para refletir sobre a vida quando saiu do estúdio para vomitar durante um programa ao vivo. Após o episódio, ele pediu demissão da emissora de Silvio Santos. “Você está com 18 anos, você tem pique para ficar três dias virado. Fui nessa rotina e cheguei em um momento em que pensei: ‘Não. O Cássio [seu nome verdadeiro] da infância tinha um sonho de viver da arte, ter voz para influenciar outras pessoas de uma forma positiva. Para tirar a molecada de onde eu vim'”, explica.

“Vomitei a minha vida toda na privada. Foi o primeiro momento que eu senti medo, porque, até o momento, eu não sentia medo de nada. Meus pais falavam as coisas para mim e falava: ‘Eu que pago as contas, eu conquistei todas as coisas através do meu trabalho.’ Naquele momento vi que não dava mais”, finaliza.

Yahoo

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×