Número de pacientes com hepatite cai 7% em 10 anos no Brasil – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Número de pacientes com hepatite cai 7% em 10 anos no Brasil

Publicado

em



 

O número de pacientes notificados com casos de hepatites virais no Brasil caiu 7% entre 2008 e 2018, de acordo com o Boletim Epidemiológico de Hepatites Virais 2019 divulgado hoje (22) pelo Ministério da Saúde. Em 2008, foram registrados 45.410 casos. Dez anos depois, o número passou para 42.383 casos.

O levantamento aponta ainda queda de 9% no total de mortes causadas pela doença no país, saindo de 2.362 óbitos em 2007 para 2.156 em 2017.

A hepatite é a inflamação do fígado. Ela pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas.

De acordo com o Ministério da Saúde, são doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando estes aparecem, podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E, esse último mais frequente na África e na Ásia.

Tipo de hepatite

De 2000 a 2017, foram identificados no Brasil, segundo o boletim, 70.671 óbitos por causas básicas e associadas às hepatites virais dos tipos A, B, C e D. Desses, 1,6% foi associado à hepatite viral A; 21,3% à hepatite B; 76% à hepatite C e 1,1% à hepatite D.

O boletim mostra que o tipo C da doença, além de ser o mais letal, é o mais prevalente. Ao todo, 26.167 casos foram notificados em 2018.

A doença é transmitida por sangue contaminado, sexo desprotegido e compartilhamento de objetos cortantes.

O maior número de pessoas com hepatite C se concentra em pessoas acima dos 40 anos. A hepatite C nem sempre apresenta sintomas.

Por isso, o Ministério da Saúde estima que, atualmente, mais de 500 mil pessoas convivam com o vírus C da hepatite e ainda não sabem.

Foram notificados ainda 2.149 casos de hepatite A no Brasil. A transmissão mais comum desse tipo da doença é pela água e alimentos contaminados. O tratamento geralmente evolui para cura.

Também foram registrados 13.992 casos de hepatite B, que pode ser transmitida pelo contato com sangue contaminado, sexo desprotegido, compartilhamento de objetos cortantes e de uso pessoal e pode também ser transmitida de mãe para filho.

Já a hepatite D foi registrada em 145 pacientes. A infecção ocorre quando a pessoa já contraiu o vírus tipo B.

Os sintomas da hepatite D são silenciosos e a doença é combatida por meio da vacina contra a hepatite B que também protege contra a D.

Combate

Nas vésperas do Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, dia 28 de julho, o Ministério da Saúde alerta para a importância do diagnóstico e tratamento da doença.

“Estamos garantindo prevenção, por meio de vacinas, e diagnóstico, com oferta de testes, além de tratamento medicamentoso. É muito importante que as pessoas acima de 40 anos procurem a unidade de saúde mais próxima para realizar testagem e se imunizar contra a hepatite B e que os pais vacinem as crianças contra hepatite A. Assim, conseguiremos tratar ainda mais pessoas e eliminar a sombra da hepatite do Brasil”, diz, em nota, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Em 2018, o Ministério da Saúde distribuiu 25 milhões de testes de hepatite B e C. Para 2019, com o fortalecimento das ações de diagnóstico e ampliação do tratamento, a expectativa é que esse número seja superado.

Além dos testes, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece vacina contra a hepatite A para menores de 5 anos e grupos de risco. Disponibiliza também vacina contra a hepatite B para todas as faixas etárias. Esta vacina também protege contra a hepatite D.

Eliminação da hepatite C

O Brasil tem como meta eliminar a hepatite C até 2030. Para isso, nos últimos três anos, foram disponibilizados pelo SUS 100 mil tratamentos para hepatite C.

Neste ano, foram entregues 24 mil tratamentos para a doença. Até o início de agosto, de acordo com o Ministério da Saúde, serão entregues outros 5 mil tratamentos.

Em 2019, o Ministério da Saúde adquiriu 42.947 tratamentos sofosbuvir/ledipasvir e sofosbuvir/velpatasvir. Outros 7 mil tratamentos estão em processo de aquisição.

De acordo com a pasta, todas as pessoas diagnosticadas com hepatite C têm a garantia de acesso ao tratamento, independente do dano no fígado, assegurando universalização do acesso previsto desde março de 2018. Essa ação, segundo o ministério, coloca o Brasil como protagonista mundial no combate a hepatite C.

Fonte Agência Brasil

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Memorial ao Sr. Eugênio Oscar Eidt

Publicado

em



Na noite de ontem, 19,  o Grupo Escoteiro Arajás revelou aos seus associados, durante a reunião da comissão dos 50 anos, o memorial ao Sr. Eugênio Oscar Eidt, nosso fundador e primeiro presidente. Com materiais doados pela família, na figura de seu filho Álvaro, que integra a comissão do nosso cinquentenário, a placa conta com um pequeno histórico de vida do Sr. Eugênio, com certificados e homenagens que ele recebeu em vida.

A placa agora ficará exposta na nossa sede para que todos possam conhecer um pouco da história do nosso fundador.

O projeto “Arajás 50 anos” tem o patrocínio de:
[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Reabertura do Complexo Desportivo do 19º RCMec

Publicado

em



O departamento de Comunicação Social de Santa Rosa, 19º RCMec, informou sobre  a reabertura do Complexo Desportivo do 19º Rc Mec, que ocorrerá sábado as 08:00 horas da manhã.

Dentre os presentes na solenidade estarão no local o Comandante do Regimento, Prefeito Municipal, Militares e integrantes da Prefeitura Municipal. O horário de funcionamento do Complexo Desportivo será das 06h30 às 21h.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

20 de janeiro: Dia do Farmacêutico no Vida & Saúde

Publicado

em



Mais do que responsáveis pelo controle das medicações, os farmacêuticos estão cada vez mais inseridos na rotina hospitalar. No Hospital Vida & Saúde, onze profissionais atuam no dia a dia da Instituição.

Além da Farmácia Central, que concentra as medicações da Instituição, os profissionais estão alocadas em setores como a Quimioterapia, a Unidade Dom Bosco, o Domissanitário, o Bloco Cirúrgico, a UPA e a coordenação do Laboratório de Análises Clínicas.

São eles que acompanham caso a caso cada paciente, revisão as prescrições médicas para melhor adequar as medicações necessárias e seguindo uma série de protocolos. “Hoje atuamos em diversos processos como: controle de estoque, solicitações de compras, dispensação de medicamentos com dose unitária por horário e com tele-entrega, diluição de medicamentos para os setores, farmácia clínica, diluição de quimioterápicos e radio fármacos, reconciliação medicamentosa, rounds, participação em grupos de trabalho (como o do padronização de medicamentos, da segurança do paciente e do 5s) entre outros em que o profissional farmacêutico é envolvido”, conta a coordenadora do setor, farmacêutica Tatiana Praischardt.

Além das onze farmacêuticas, com especialização nas áreas de gestão hospitalar, oncologia, farmácia clínica, medicina nuclear e acupuntura, o setor da Farmácia do HVS conta com 18 técnicos de farmácia, 02 técnicos de enfermagem, 03 jovem aprendiz e 32 auxiliares de Farmácia. O Laboratório de Análises Clínicas do HVS também conta com um profissional da Farmácia na coordenação, o farmacêutico-bioquímico Vilmar Banderó.

Ao longo dos anos, a profissão foi se tornando ainda mais presente na Instituição. A partir do Processo Medicamentoso Seguro, o Hospital Vida & Saúde hoje é referência na forma como organiza a medicação, obedecendo processos de recebimento, armazenamento, entrega nas Unidades e administração ao paciente. “Contamos hoje com uma equipe muito qualificada na Farmácia e de fundamental importância no dia a dia do Hospital, ligada diretamente aos processos de segurança e qualidade na assistência hospitalar”, destaca o diretor de Infraestrutura, Rodrigo Calixto

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×