Número de casos de sarampo cresce 18% no Brasil – Portal Plural
Connect with us

Medicina & Saúde

Número de casos de sarampo cresce 18% no Brasil

Pável Bauken

Publicado

em



 

O Brasil registrou nos últimos 90 dias, 2.753 casos confirmados de sarampo em 13 estados diferentes. O aumento de 18% em relação ao último boletim divulgado (28/08) se deve a confirmação clínica de casos que estavam em investigação anteriormente. De acordo com o novo boletim epidemiológico da doença, entre 9 de junho a 31 de agosto de 2019, o Brasil notificou 20.292 casos, sendo 15.430 em investigação e 2.109 descartados.

O levantamento divulgado nesta quarta-feira, pelo Ministério da Saúde, apontou quatro óbitos em decorrência da doença: três mortes no estado de São Paulo (duas crianças e 1 adulto); e uma no estado de Pernambuco (uma criança). Em nenhum dos quatro casos foi comprovada a imunização contra o sarampo.

“Toda comunidade internacional está atenta e preocupada como o sarampo, que tem se espalhado pelo mundo inteiro. No Brasil, o Ministério da Saúde está monitorando diariamente, tanto os pedidos de exames para a doença quanto a confirmação de novos casos”, explicou o secretário de vigilância em saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira.

Quatro das cinco regiões do país registraram a doença
Os casos confirmados estão concentrados em 13 estados de quatro regiões. A maioria, 98,37%, ocorreu em São Paulo (2.708), seguido do Rio Janeiro (15), Pernambuco (12), Distrito Federal (3), Goiás (1), Paraná (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Bahia (1), Sergipe (1), Santa Catarina (7) e Piauí (1). Os casos estão distribuídos em 120 municípios. Nos estados de Goiás e Piauí, os casos foram registrados em outros estados.

O Ministério da Saúde já destinou, 1,6 milhão de doses extras da vacina tríplice viral a todos os estados, para garantir a dose extra contra o sarampo em todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias. Só para os 13 estados que estão em situação de surto ativo de sarampo, vão ser destinadas, 960.907 doses. Além do envio das doses extras, o Ministério da Saúde adquiriu 28,7 milhões de doses adicionais de vacinas contra sarampo, que irão garantir o abastecimento do país até 2020.

“Dose zero”
Conforme o Ministério da Saúde, a vacina é a principal forma de tratamento do sarampo. Para atender o público mais vulnerável – a pasta recomenda que crianças a partir de seis meses tomem a “dose zero”. Ela, no entanto, não substitui a tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola, e deve ser aplicada aos 12 e aos 15 meses de idade. A vacinação de rotina das crianças deve ser mantida independentemente de a criança ter tomada a “dose zero” da vacina, reitera o Ministério.

“É fundamental proteger, neste momento, crianças menores de um ano. Elas precisam que os adultos as levem aos postos de saúde”, alertou Wanderson Oliveira.

Correio do Povo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Medicina & Saúde

Ministério da Saúde quer eliminar sarampo do país até julho

Reporter Cidades

Publicado

em

© Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da Saúde estipulou como meta erradicar o sarampo até julho deste ano. A declaração do secretário de Vigilância em Saúde (SVS) do ministério, Wanderson de Oliveira, ocorreu hoje (14), após a morte de uma criança de 9 anos no Rio de Janeiro. “Nossa meta é eliminar com o sarampo até 1º de julho de 2020. Para isso temos que ter adesão da população e dos gestores estaduais e municipais”.

O ministério lança amanhã (15) o Dia D de vacinação contra o sarampo. O secretário-executivo da pasta, João Gabbardo, lamentou a morte da criança e acrescentou que a fatalidade serve de alerta para os pais e responsáveis vacinarem as crianças. “A morte dessa criança, tragicamente, é o maior alerta que a gente pode fazer para que os pais levem as crianças aos postos de saúde do Brasil inteiro para fazer a vacina”.

Segundo dados do ministério, o Brasil tem, atualmente 337 casos de sarampo registrados e confirmados. Foi feita uma campanha de mobilização contra o sarampo no ano passado, mas Wanderson de Oliveira lamentou a baixa adesão entre os adultos. “O movimento foi preparado para eliminarmos o sarampo do território nacional. Então, começamos numa primeira fase com crianças menores de 5 anos. Depois, numa segunda fase, de 20 a 29 anos. Nessa fase, a vacinação foi muito baixa. Distribuímos 9 milhões de doses de vacina e fizemos pouco mais de 1,8 milhão”.

A campanha, cujo Dia D será amanhã, tem como público-alvo pessoas de 5 a 19 anos, mas, após a morte no Rio de Janeiro, o chefe da SVS incentivou a vacinação de crianças a partir de seis meses. “A faixa etária de vacinação regular é 1 ano de idade, mas a gente vem desde o ano passado orientando vacinação de crianças acima de 6 meses até 11 meses e 29 dias”. Após esta fase da campanha, uma nova terá início, com vacinação de todas as idades. Há ainda a possibilidade de realizar uma campanha de dupla vacinação, com sarampo e influenza.

ebc

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Medicina & Saúde

Sábado é Dia D de vacinação contra sarampo

Pável Bauken

Publicado

em

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil / CP

O Dia D de Mobilização Nacional contra o sarampo acontece neste sábado, em todo o Brasil, para a atualização da caderneta de vacinação na faixa etária entre cinco e 19 anos. O atendimento terá atendimento exclusivo para o público-alvo. A campanha tem previsão de término em 13 de março.

Santa Rosa

O Governo de Santa Rosa tem como público alvo na faixa etária a ser vacinada cerca de 15 mil pessoas. A FUMSSAR orienta para que sejam levadas as carteiras de vacinação para que sejam verificadas as vacinações contra outras doenças também.

No sábado a Unidade Básica de Saúde Centro estará atendendo durante todo o dia com equipe de vacinadores. O setor de vigilância em saúde contabilizou até o final da tarde de quinta-feira,13 em toda a rede da FUMSSAR houveram 477 comparecimentos para verificação vacinal, um número considerado baixo pela equipe.

Estão disponíveis em toda a rede as doses de vacinas contra a Febre Amarela e também durante o sábado na UBS Centro.

Rio de Janeiro

Nessa sexta-feira, o estado do Rio de Janeiro anunciou o primeiro óbito, em um século, por sarampo. A vítima é um bebê de oito meses que morreu no dia 6 de janeiro em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

A secretaria também atualizou os números de casos registrados no Rio. Foram 20 em 2018 e 333 no ano passado. Somente este ano, 189 pessoas já contraíram a doença. Antes dos registros mais recentes, há pelo menos uma década a doença era considerada erradicada no Rio.

Correio do Povo / Portal Plural

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Medicina & Saúde

Sábado é o ‘Dia D’ de Vacinação contra o Sarampo em Santa Rosa

Pável Bauken

Publicado

em



A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo que está em andamento em todo o País ” para crianças de 5 anos a até jovens de 19 anos. terá no próximo sábado,15 o “Dia D”. Neste dia serão intensificadas mais ações oportunizando para que as pessoas tenham acesso em dia diferenciado para a vacinação.

O Governo de Santa Rosa tem como público alvo na faixa etária a ser vacinada cerca de 15 mil pessoas. A FUMSSAR orienta para que sejam levadas as carteiras de vacinação para que sejam verificadas as vacinações contra outras doenças também.

No sábado a Unidade Básica de Saúde Centro estará atendendo durante todo o dia com equipe de vacinadores. O setor de vigilância em saúde contabilizou até o final da tarde de quinta-feira,13 em toda a rede da FUMSSAR houveram 477 comparecimentos para verificação vacinal, um número considerado baixo pela equipe.

Estão disponíveis em toda a rede as doses de vacinas contra a Febre Amarela e também durante o sábado na UBS Centro.

Mantemos seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam esse serviço possível. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações.

Continue Lendo

Trending

×