Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
Novos episódios da série sobre Distanciamento Controlado explicam regras para comércio de rua e setor hoteleiro – Portal Plural
Connect with us

Geral

Novos episódios da série sobre Distanciamento Controlado explicam regras para comércio de rua e setor hoteleiro

Pável Bauken

Publicado

em



Na série de vídeos que explica o modelo de distanciamento controlado estabelecido pelo governo do Estado durante a pandemia do coronavírus, o terceiro episódio destaca as normas para o funcionamento do comércio varejista de rua.

O distanciamento controlado permite a abertura de setores econômicos de acordo com a classificação de risco das regiões. As regiões são categorizadas a partir de indicadores que medem a capacidade de resposta do sistema de saúde local e o nível de contágio do vírus.

As bandeiras que identificam a situação cidades estão divididas pelas cores amarela, laranja, vermelha e preta. Bandeira amarela representa risco baixo; laranja é risco médio; vermelha é alto e preto é altíssimo. No sábado (16/5), na segunda rodada de atualização, o Estado ficou com predomínio da cor laranja, seguido da cor amarelo.

O comércio varejista de rua esta dividido em itens essenciais e não essenciais. Estabelecimentos do primeiro tipo podem abrir para o público em todas as bandeiras, com diferentes tetos de operação (número máximo permitido de funcionários) para cada cor.

No caso dos comércios de itens não essenciais, fica vedada a abertura nas bandeiras vermelha e preta e, nas outras, também há restrições para o número de trabalhadores atendendo. Em todas as bandeiras que permitem abertura é necessário respeitar os protocolos obrigatórios de higiene, capacidade de lotação e distanciamento.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Senado aprova projeto aumentando pena para fraude digital e furto de dados

Pável Bauken

Publicado

em



O Senado aprovou um projeto que aumenta a pena para invasões e furto de dados praticados pelo ambiente digital. A proposta ainda dependerá de votação na Câmara. Atualmente, a lei prevê reclusão de três meses a um ano e multa para quem invadir um dispositivo para adulterar ou destruir dados. Com o projeto, a pena seria elevada para um a quatro anos. Se o invasor obtiver conteúdo privado ou sigiloso, o projeto aumenta a pena para dois a cinco anos.

A proposta, apresentada pelo senador Izalci Lucas (PSDB-DF), também atualiza a lei ao incluir a invasão digital como crime de furto. Nesse caso, se o furto é cometido por meio de dispositivo eletrônico, a pena poderá ser de três a seis anos de reclusão. Se vier fora do território nacional, contra idoso ou pessoa vulnerável, a punição aumentará em um terço. O relator do projeto, Rodrigo Cunha (PSDB-AL), havia proposto uma pena ainda maior, mas recuou após pedido do governo, com base na pena prevista para outros crimes.

Por Daniel Weterman – Estadão

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

IATI firma parceria com COAN Inovação + Gestão

Pável Bauken

Publicado

em



Preocupada com o fomento da inovação e empreendedorismo na região, a IATI – Incubadora Acadêmica de Tecnologia e Inovação da FEMA, busca firmar parcerias com empresas e pessoas que estão conectadas com ecossistemas de inovação.

A mais nova parceira da incubadora é a COAN Inovação + Gestão. Uma empresa de mentoria e aconselhamento de negócios relacionados com Gestão de Pessoas, Processos de Inovação e soluções para Educação Corporativa e em seu quadro de colaboradores possui professores com certificações internacionais.

A empresa foi fundada por Carlos Coan, executivo com extensa experiência no varejo em Gestão de Pessoas e Inovação, que atuou nos últimos 25 anos na indústria de bens de consumo desenvolvendo pessoas, treinando equipes de vendas e construindo Universidades Corporativas.

“Essa é uma das diretrizes da incubadora que busca construir um ecossistema de inovação visando beneficiar principalmente as empresas incubadas, comunidade local e regional”, destacou o CEO da IATI, professor e administrador Nedisson Luis Gessi.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,6 anos em 2019

Reporter Global

Publicado

em

Tomaz Silva/Agencia Brasil

 

Informação foi publicada hoje no Diário Oficial

 

A expectativa de vida ao nascer no Brasil em 2019 era de 76,6 anos, segundo dados da Tábua da Mortalidade, divulgados hoje (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A estimativa é 0,3 ano superior à de 2018, divulgada na pesquisa do ano passado (76,3 anos).

A Tábua da Mortalidade é divulgada anualmente pelo IBGE e usa como referência dados de 1º de julho do ano anterior.

O dado, que é uma média da expectativa de vida dos dois sexos, foi publicado na edição de hoje (26) do Diário Oficial da União. A divisão do dado, por sexo, será feita às 10h pelo IBGE.

 

 

Agencia Brasil

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×