No Dia do Pedestre, Detran divulga levantamento sobre atropelamentos – Portal Plural
Connect with us

Geral

No Dia do Pedestre, Detran divulga levantamento sobre atropelamentos

Publicado

em



 

Embora sejam 21% das mortes em acidentes de trânsito no Rio Grande do Sul, as mulheres representaram cerca de 33% dos pedestres mortos nos últimos dez anos. O levantamento do DetranRS alusivo ao Dia do Pedestre (8 de agosto), também detectou outro dado preocupante: 31% dos mortos em atropelamentos têm mais de 65 anos.

De 2009 a 2018, 1.277 mulheres morreram em atropelamentos no Estado, ante 2.573 homens, totalizando 3.852 vítimas. O número representa 20,2% do total de 19.091 mortes registradas no período em consequência de acidentes de trânsito. O risco aumenta conforme aumenta a idade, concentrando-se a maioria das vítimas fatais por atropelamento na faixa acima dos 65 anos. Foram 612 entre 65 e 74 anos, e 583 acima dos 75 nos dez anos analisados pelo Detran.

Acidentes

Buscando um diagnóstico da acidentalidade com pedestres para orientar políticas públicas mais eficientes, o Detran detectou que quase 60% dos 3.819 atropelamentos registrados ocorreram nos turnos da noite e madrugada, sendo a iluminação um importante fator a ser observado.

Os fins de semana são os dias mais críticos, com quase metade das ocorrências registradas nas sextas, sábados e domingos, podendo ter influência o maior consumo de álcool nesses dias.

Como em cidades é maior a circulação de pedestres, as vias municipais concentram a maioria dos acidentes (54%).Deve ser foco de prefeituras um estudo dos pontos críticos e fatores que incidem nessa alta acidentalidade. Também preocupa o número de atropelamentos em rodovias. Foram 1.736 ocorrências no período analisado.

“Órgãos de trânsito federais, estaduais ou municipais podem solicitar ao Detran um estudo dos pontos críticos para planejar intervenções específicas buscando evitar acidentes com pedestres, seja com melhor sinalização, iluminação ou outras medidas de engenharia”, orienta o diretor-geral do Detran, Enio Bacci.

Veículos

Entre os veículos envolvidos em atropelamentos, o automóvel é o mais frequente – até por seu maior volume em circulação (61% da frota gaúcha). Representaram 36,5% do total de 4.203 veículos envolvidos em atropelamentos de 2009 a 2018. Na sequência, se envolvem mais em atropelamentos as motos, que são 17% da frota e 15% dos veículos envolvidos com atropelamentos; e os caminhões, que são 4% da frota e 12% dos envolvidos nos acidentes com pedestres.

2019

Análise prévia da acidentalidade neste ano de 2019 aponta para 170 atropelamentos e o mesmo número de pedestres mortos neste primeiro semestre. O número representa 23% do total de 732 acidentes registrados no período.

Os atropelamentos deste ano seguem o mesmo padrão que o período de dez anos analisado: estão concentrados mais em vias municipais (50%), nos turnos da noite e madrugada (31%) e nos fins de semana (54% sextas, sábados e domingos). Assim também o perfil das vítimas: 67% homens e 32% acima dos 65 anos.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Outubro Rosa Vida & Saúde: palestras enfatizam a importância da prevenção

Publicado

em



Com foco no autocuidado e na prevenção do câncer de mama, o Hospital Vida & Saúde apresentou palestras importantes nesta semana, integrando a programação do Outubro Rosa.

Destinada aos profissionais da Instituição, a palestra “Alimentação na Saúde da Mulher” destacou a importância de uma alimentação equilibrada, levando em conta as particularidades da saúde da mulher. Realizada na sede do Núcleo de Educação Corporativa, a palestra foi ministrada pelas nutricionistas do HVS, Patrícia Marchalek e Julia Pess, dando início a programação na segunda-feira (18).

Já na quarta-feira (20), a mastologista Analuiza Savaris e a psicóloga Camilla Strake Viana, abordaram o tema “Câncer de Mama: você não está sozinha”. Transmitida pelo canal do Hospital no YouTube, a live tratou de temas como a prevenção, os tratamentos, a importância do autoexame e do diagnóstico precoce. Na oportunidade, também foi apresentado o trabalho de acolhimento realizado na Oncologia do Hospital, que é referência no tratamento oncológico.

“Temos muita alegria em poder compartilhar com a comunidade este momento especial para falar sobre um momento tão relevante que é o cuidado! É o momento também para percebermos o trabalho que vem sendo na área oncológica, especialmente no serviço prestado aqui no Hospital Vida & Saúde, onde a prioridade é o cuidado, a agilidade no diagnóstico e um olhar no acompanhamento e tratamento voltado ao bem-estar do paciente que precisa desse atendimento. É um trabalho desenvolvido há muitos anos pela Instituição e que tem sido qualificado a cada ano!”, destacou a diretora-geral do HVS, Vanderli de Barros durante a live.

A palestra completa está disponível no Canal do Hospital no Youtube.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Cotrirosa realiza curso de boas práticas para manipuladores de alimentos

Publicado

em



Encerrou nesta semana, no auditório da Cotrirosa, em Santa Rosa, o curso sobre boas práticas para manipuladores de alimentos.
No total, 86 funcionários das padarias e açougues da rede Super Cotrirosa e dos moinhos e cerealista da Cooperativa participaram do curso ministrado pela instrutora da VGV Consultoria e Desenvolvimento, Cláudia Medeiros.

Em 32 horas de curso foram abordados assuntos relacionados a legislação e os cuidados necessários na manipulação dos alimentos como: programa de pré-requisitos, infraestrutura necessária, higiene e saúde pessoal, qualidade da água, higiene industrial, manejo de resíduos, controle de pragas, qualidade da matéria-prima, recolhimento de produtos, procedimentos operacionais padronizados, além dos manuais, processo operacional padrão, registros e instruções de trabalho. O curso foi realizado através de parceria entre a Cotrirosa e Sescoop/RS.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Geral

Correios ficarão com o “osso” se não forem privatizados, diz ministro

Publicado

em



O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse que, caso não ocorra a privatização dos Correios, a tendência é que outras empresas “abocanhem” o filé dos serviços de logística, que é a entrega de encomendas, deixando para a estatal “apenas o osso” de seus serviços, a entrega de correspondências.

Segundo o ministro, essa tendência já vem sendo percebida e foi reforçada durante os períodos em que os servidores dos Correios fizeram paralisações, o que levou empresas como Mercado Livre e Magalu a buscarem alternativas para a entrega de encomendas. “Quando a greve acaba, essas empresas não voltam para os Correios”, disse o ministro durante audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. O projeto de privatização dos Correios já foi aprovado na Câmara, mas está parado no Senado.

Faria teceu elogios aos Correios, mas defendeu sua privatização. “É a única empresa que está presente nos 5.568 municípios brasileiros, entregando cartas e encomendas nas regiões mais remotas do país, principalmente na Região Amazônica, onde temos dificuldades de logística”, disse.

Ele lembrou que, das 31 mil lojas virtuais que existem no Brasil, 27,5 mil utilizam os Correios para enviarem suas encomendas. “São 2,5 milhões de pequenos negócios que fazem com que, a cada quatro encomendas, três sejam entregues pelos Correios, o que mostra a capilaridade e a importância dessa empresa para o país”, disse o ministro antes de criticar as greves e paralisações dos trabalhadores da estatal.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Entre em contato

×