No Dia do Ciclista, campanha alerta sobre uso seguro da bicicleta – Portal Plural
Connect with us

Esportes

No Dia do Ciclista, campanha alerta sobre uso seguro da bicicleta

Pável Bauken

Publicado

em



 

A Campanha Bicicleta Segura, da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot), chama a atenção para o Dia do Ciclista, comemorado nesta segunda-feira (19). O presidente da Sbot, Moisés Cohen, disse que a campanha visa a orientar as pessoas na prevenção de lesões em acidentes envolvendo bicicletas. Somente no ano passado, 11.741 brasileiros foram internados por envolvimento em acidentes com bicicleta, gerando custo superior a R$ 14 milhões ao Sistema Único de Saúde (SUS), informou Cohen. A campanha será desenvolvida até o fim deste mês.

Ele lembrou que aumentou muito a prática do ciclismo nas grandes cidades, motivada pelo baixo custo, a  rapidez, praticidade, saúde e preocupação ambiental. Por outro lado, pelo fato de as cidades, em sua maioria, não terem estrutura para o ciclismo e também porque as pessoas não têm orientações para entender a bicicleta como um esporte, a atividade pode acabar trazendo problemas. O ciclista “deve estar paramentado, ou seja, com capacete, que é algo fundamental, e obedecer às regras”, disse o ortopedista.

Conscientização

“Acho que essa orientação, essa conscientização é importante, baseada no aumento das lesões que os ortopedistas têm encontrado”. Um trauma no crânio, como resultado de uma queda de bicicleta, por exemplo, pode representar risco para o ciclista. Moisés Cohen informou que as fraturas mais comuns quando o ciclista cai da bike são da clavícula, na região do ombro. “A articulação do ombro é aquela que é mais comprometida nas quedas. E a Sbot vive alertando para isso”.

Para evitar que fraturas e outras lesões aconteçam, a entidade recomenda que os ciclistas se protejam, tomem cuidado e andem em lugares adequados, com bicicletas também adequadas. “Acho que essa é uma campanha importante para a conscientização da população”, reforçou. A campanha é online e cada regional da Sbot tem liberdade para divulgá-la da forma que preferir.

Cohen alertou que não há no Brasil dados referentes a ciclistas que ficaram com sequelas irreparáveis e que, “muito provavelmente”, incluem traumas na cabeça, coluna, pernas e braços, que resultaram em afastamento do trabalho, perda da capacidade de realizar tarefas simples do dia a dia e, até mesmo, pedalar.

Segundo a Sbot, a cada dois dias, pelo menos um ciclista internado em hospital público de São Paulo morre vítima de acidente de trânsito. As principais causas de acidentes são embriaguez de motoristas de automóvel, desrespeito às leis de trânsito e bicicletas no mesmo espaço que outros veículos.

Motoristas

A campanha não se prende apenas ao ciclista. O presidente da Sbot ressaltou que, indiretamente, a campanha é mais importante para o motorista de automóveis, ônibus e caminhões, porque os acidentes graves que ocorrem nas cidades são principalmente causados por esses condutores de veículos. Os acidentes são de grande monta e, geralmente, ocorrem à noite, vitimando em especial ciclistas que pedalam em grupo. “Você tem os dois lados: o lado da queda casual e o lado dos acidentes que trazem, geralmente, consequências muito mais sérias”.

A campanha visa a estimular a população a agir com cidadania e segurança. Entre as recomendações feitas pela Sbot aos ciclistas estão o respeito às leis de trânsito; o uso das ciclovias; o cuidado ao passar por carros estacionados; a circulação sempre do lado direito da via, próximo ao meio-fio e no mesmo sentido dos veículos. Além disso, respeito, atenção e prevenção são palavras-chave para quem usa a bicicleta diariamente, lembra a entidade.

As dicas de segurança incluem equipamentos (usar sempre capacete, luvas e óculos); iluminação (usar sempre luz branca na frente e vermelha atrás); velocidade (andar em uma velocidade compatível à via); não ultrapassar o sinal vermelho; usar sempre calçados fechados para pedalar; e seguir a orientação ergonômica para evitar possíveis problemas no joelho.

Dia do Ciclista

O Dia do Ciclista é celebrado em 19 de agosto e homenageia o biólogo Pedro Davison, que morreu atropelado em 2006, em Brasília, aos 25 anos de idade, enquanto pedalava no Eixão Sul, via expressa da capital federal, que é fechada ao tráfego de veículos aos domingos para se transformar em área de lazer. A data entrou no calendário oficial do país. Sua aprovação tem o objetivo de estimular o uso da bicicleta, a cidadania e a mobilidade sustentável e plural, além de criar novas oportunidades para promover a educação para a paz no trânsito.

Agência Brasil
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Rummenigge revela que a Uefa considera realizar Eurocopa neste ano em um só país

Pável Bauken

Publicado

em



Presidente do Bayern de Munique, atual vencedor da Liga dos Campeões, e figura influente no futebol do continente, Karl-Heinz Rummenigge revelou que a Uefa planeja organizar a Eurocopa, adiada em um ano por causa da pandemia do novo coronavírus, em um único país e não mais em 12, como foi inicialmente planejado.

“Sei que o presidente da Uefa, (esloveno) Aleksander Ceferin, que é extremamente cauteloso em relação ao coronavírus, se pergunta se, em meio a uma pandemia, não seria mais razoável organizar o torneio em um único país. Com todo o protocolo necessário”, disse Rummenigge em entrevista ao jornal alemão Münchner Merkur.

Questionada sobre essa possibilidade, a Uefa disse não ter “informações ou comentários a fazer neste momento”. A Eurocopa está prevista para ser disputada de 11 de junho a 11 de julho deste ano em 12 cidades de 12 países, fato que complica a logística em termos de cuidados sanitários.

Oficialmente, a Uefa continua trabalhando com esse planejamento. “A Uefa pode confirmar que, de acordo com as 12 cidades, atualmente se trabalha com quatro cenários: estádios cheios, estádios com capacidade entre 50 e 100% com medidas sanitárias diversas, entre 20 e 30% da capacidade com medidas adaptadas e com portões fechados”. Segundo a entidade, as decisões “cidade por cidade” serão anunciadas no dia 5 de março.

Há quatro dias, o ex-jogador alemão Berti Vogts, campeão da Copa do Mundo de 1990, questionou a Uefa sobre realizar a competição em um só país, mas no próximo inverno do hemisfério norte (no final do ano ou início de 2022) e não já neste verão.

“Estou espantado por não ouvir nada da Uefa. É por isso que, enquanto ex-treinador, apelo à entidade: recuem com a Eurocopa. Reajam agora. Depois, será tarde demais”, disse Vogts.

Estadão

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Coluna – Liga Brasileira de Free Fire volta esta semana

Temporada terá novos times e transmissão em TV aberta

Pável Bauken

Publicado

em



Uma semana depois do retorno do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL), chegou a vez de outro torneio de e-sports de grande relevância no país reiniciar as atividades. É a Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), que começa a partir do próximo sábado (23). Pela primeira vez a competição será exibida na TV aberta: no canal Loading, por UHF, que entrou no ar em dezembro passado. A LBFF reserva ainda outras novidades. Confira abaixo:  

Equipes

Serão 18 equipes competindo pelo título, divididas em três grupos. Nesta temporada, saem Los Grandes e KaBuM!, rebaixadas no ano passado para a segunda divisão. Da Série B, vêm duas delas: a Team oNe, campeã da segunda divisão; e a Meta Gaming, que se classificou com o segundo lugar no Grupo de Acesso. Outro novo nome na tabela é o Fluxo, equipe fundada por Bruno “Nobru”, ex-Corinthians, e Lúcio “Cerol”, streamer (profissional que transmite vídeos ao vivo na Internet) de Free Fire. O novo time comprou a vaga do Santos e vai estrear direto na elite do game no Brasil.

Apesar de vender sua vaga para o Fluxo, o Santos continua na série A de Free Fire. Isso porque o Peixe fechou uma parceria com a Real eSports, vice-colocada da Série B, que também garantiu o acesso e agora vai defender a camisa santista.

Tem ainda mudança no B4 Flamengo, que no fim do ano passado anunciou o encerramento da parceria com a organização. Agora são dois times separados. A B4 herdou a vaga da antiga equipe. Já o Flamengo estreia com time próprio, depois de comprar a vaga da KPA, equipe da Série B que conseguiu subir para a Série A no Grupo de Acesso.

As demais equipes são Black Dragons, Cruzeiro eSports, Corinthians Free Fire, FURIA, GOD Esports, INTZ, LOUD, paiN Gaming, Vivo Keyd, RED Canids Kalunga, Team Liquid e SS E-Sports, que venceu a LBFF 3.

Formato

Diferentemente do CBLoL, que adotou o modelo de franquias, a LBFF ainda segue o mesmo formato dos últimos anos, com acesso e rebaixamento para outras divisões. Uma pequena alteração foi na pontuação: agora cada abate vale um ponto na tabela. Eles valiam dois no ano passado. Os pontos conquistados em cada posição também passam a valer menos, quase metade, conforme a tabela abaixo.

1º lugar – 12 pontos

2º lugar – 9 pontos

3º lugar – 8 pontos

4º lugar – 7 pontos

5º lugar – 6 pontos

6º lugar – 5 pontos

7º lugar – 4 pontos

8º lugar – 3 pontos

9º lugar – 2 pontos

10º lugar – 1 ponto

11º lugar – 0 ponto

12º lugar – 0 ponto

A cada rodada, as equipes dos três grupos se enfrentam em seis partidas. Ao fim de 18 rodadas, as 12 melhores equipes se classificam para a grande final, marcada para o dia 20 de março. As duas piores caem para a Série B. As equipes em 13°, 14°, 15° e 16° disputam a Série de Promoção para ver quem continua na elite.

Premiação

A competição irá distribuir R$ 745 mil em prêmios, valor bem superior aos R$ 210 mil entregues pelo CBLoL. Quem levantar a taça vai faturar R$ 105 mil. Segundo e terceiro colocados recebem R$ 85 mil e R$ 75 mil, respectivamente. Já os classificados entre o quarto e o décimo segundo lugar na classificação geral levarão, aproximadamente, R$ 53 mil cada um.

Transmissão

Além da exibição no canal Loading, na TV aberta, todos os jogos seguem sendo transmitidos no BOOYAH!, plataforma de streaming da Garena (desenvolvedora do game), e no canal oficial do YouTube.

Outra novidade é a transmissão oficial em inglês nos canais globais da Garena, com direito à narração e comentários na língua inglesa. Um reflexo do sucesso do Brasil no cenário  internacional: o país já é visto por muitos como a região mais forte do game. No ano passado, a LBFF teve uma média de 349 mil espectadores simultâneos por dia. A competição também atingiu um total de 60 milhões de visualizações em todas as suas plataformas.

Divisões de acesso

A Série B começa no dia 4 de fevereiro, reunindo 36 equipes, incluindo E-Galo e Line Sky, que subiram da Série C em 2020. A terceira divisão ainda não tem data para começar em 2021, mas as inscrições devem abrir nas próximas semanas. No ano passado, mais de 50 mil times se inscreveram na terceira divisão.

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Esportes

Inter humilha São Paulo no Morumbi e volta à liderança do Brasileiro

Yuri Alberto faz três; Cuesta e Caio Vidal completam a festa colorada

Reporter Cidades

Publicado

em

© Ricardo Duarte/Internacional/Direitos Reservados

A noite de quarta-feira (20) foi mágica para o Inter no Morumbi. No mesmo estádio em que o Colorado abriu caminho para o título da Libertadores em 2006, com a vitória por 2 a 1 na primeira final, o time gaúcho atropelou o São Paulo por 5 a 1 e voltou à liderança do campeonato brasileiro. Com a goleada, o Colorado chegou aos 59 pontos e ultrapassou o próprio São Paulo, que segue com 57.

A festa gaúcha em São Paulo começou bem cedo. Aos sete, em cruzamento perfeito do lateral-esquerdo Moisés, o zagueiro Victor Cuesta mandou para a rede. Aos 23, veio o segundo gol colorado. O meia Patrick lançou o centroavante Yuri Alberto, que só rolou para o garoto Caio Vidal. Ele dominou e tocou na saída do goleiro Volpi. A atuação do Inter no Morumbi era praticamente perfeita, mas, depois de uma falha do zagueiro Cuesta, o São Paulo teve um escanteio. Na cobrança, o sistema defensivo do Inter parou e o centroavante Luciano fez o gol do Tricolor aos 35 minutos.

Só que quem esperava uma recuperação do São Paulo na etapa final estava muito enganado. A festa seguiu sendo completa do Inter. Aos 14, o artilheiro da noite Yuri Alberto entrou em cena. Depois de uma lambança na saída de bola do São Paulo, o centroavante fez o terceiro. Aos 20, o atacante Peglow tocou para Yuri Alberto. Na corrida, ele driblou Volpi e estufou a rede paulista. Logo depois, aos 22, mais um dele. Daniel Alves perdeu a bola e o meia Patrick lançou o centroavante do time gaúcho. Ele invadiu a área e bateu rasteiro para fechar o placar em 5 a 1.

Essa é a maior goleada da história do confronto e foi a 7ª vitória seguida do Inter, um recorde para o clube na história do Campeonato Brasileiro. O time ainda fica a uma vitória de igualar as melhores marcas dos torneios de pontos corridos, desde 2003, que são do Cruzeiro (campeão em 2003) e do Flamengo (campeão em 2019).

O próximo compromisso do Colorado será o Gre-nal no Beira-Rio no domingo (24). O São Paulo enfrenta o Coritiba no Morumbi no sábado (23).

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


error: Conteúdo protegido, para ter acesso seja nosso parceiro entre em contato no whats (55) 984161736
×