Acesse aqui
Rádio Web Portal Plural
‘Ninguém quer ver de perto a morte que o fogo traz para o Pantanal. Eu vi’ – Portal Plural
Connect with us

Mundo

‘Ninguém quer ver de perto a morte que o fogo traz para o Pantanal. Eu vi’

Animais queimados, incêndios e revolta. O relato de um fotógrafo que acompanhou de perto o Pantanal em chamas

Reporter Cidades

Publicado

em

Perto do Poconé (MT), o fotógrafo encontrou uma jaguatirica na estrada; “Ela morreu fugindo”, lhe disse o motorista que observava a cena ao seu lado (Foto: João Paulo Guimarães/Repórter Brasil)


Era meu último dia fotografando as queimadas no Pantanal. Saio para pegar o ônibus quase acostumado com o cheiro de fumaça impregnado na roupa, o gosto amargo na boca, os olhos vermelhos e lacrimejando. Ignoro a ardência nos olhos para mantê-los abertos; fico em vigília, atento, câmara na mão.

Do lado de fora, vejo a calamidade. Perto de Poconé (MT), focos de incêndio. A fumaça e velocidade do ônibus atrapalham, mas aperto o olhar e avisto uma cena brutal. O corpo duro e sem vida de uma jaguatirica. Grito para pararem o ônibus e desço para fotografar. O ar é pesado. Os olhos do animal brancos e a língua de fora, como se tivesse tentado sorver o pouco que ainda resta do ar do Pantanal.

O motorista aparece ao meu lado, e falamos baixo, como que em luto. Ele diz que ela não foi atropelada. Morreu fugindo. Me abaixo no asfalto escolhendo um ângulo que mostre a quantidade de fumaça no caminho que ainda vou seguir. Clico o filhote tentando não mostrar toda a brutalidade que a morte impôs naquele animal tão belo. Eu nunca tinha visto uma jaguatirica. Ainda não vi.

Em muitas situações, bombeiros e brigadistas apenas observam o fogo, alastrado por áreas grandes demais para ser controlado (Foto: João Paulo Guimarães/Repórter Brasil)

Ninguém quer ver a morte que o fogo traz para o Pantanal tão de perto assim. Eu vi. Vi o fogo e o fim de tudo em um dos biomas mais ricos e lindos do planeta.

Quando cheguei em Poconé, perto da meia noite, a cidade estava envolta na penumbra. A fumaça era tão pesada que acreditei ser a névoa da madrugada. Não era. Era o efeito causado pelos mais de 2 milhões de hectares que estavam em chamas no Pantanal. Várzea Grande e Cuiabá também sentem o impacto da queimada criminosa e covarde. Vi como o agronegócio abre pasto com gasolina e diesel. Fazendeiros apressados em passar a boiada com a chancela do governo federal e do Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Quantos genocídios mais são possíveis na nossa nação? O Pantanal é só mais um crime impune na lista interminável dessa administração.

No meio de uma tarde de 43ºC e da fumaça sem fim em Barão de Melgaço (MT), os bombeiros e brigadistas olham o fogo, impotentes. Um dos brigadistas, com a pá na mão, é ‘seu’ Crovis. Ele diz que o fogo tem raiva. Pula de um lado para o outro. Está vivo. Ele olha para o caminho sem fim, escondido pela fumaça e avisa que não dá pra fazer nada além de esperar. Encosta no caminhão-pipa ao seu lado, que está vazio, e toma seu tererê.

O fogo consome tudo ao redor e o barulho é assustador. Os bombeiros — são cinco no local — usam um drone para avaliar a situação. Mas a conclusão é a mesma: não há nada a ser feito. É esperar o fogo se cansar do mato e desaparecer debaixo da terra.

O fotógrafo acompanhou o dia de Crovis: chamado para trabalhar com brigadista, ele conta que “o fogo tem raiva, pula de um lado para o outro, vivo” (Foto: João Paulo Guimarães/Repórter Brasil)

O ecoturismo é forte na região, que tem como atração espécies endêmicas como a arara azul do Pantanal e o cervo pantaneiro. Mas o ecoturismo esbarra no agronegócio e na abertura de pasto para a boiada. É preciso expandir a área do gado. E os brigadistas, inconformados, me contam que, para isso, fazendeiros ordenam que se use o fogo em nas áreas secas com solo rico em metano e matéria orgânica. É o fogo da ganância. Destruição, pra essa gente, é sinônimo de progresso.

Patas queimadas e morte

Cansados de ver os animais sofrendo, guias turísticos, biólogos e veterinários locais se uniram para tentar salvá-los. Um dos resgates foi de uma onça pintada, transferida para Goiás. Eu acompanho o grupo, que me explica que a desidratação — por conta da seca e da falta de água em riachos e lagoas –, a fumaça e o fogo deixam os animais desorientados, fazendo com que passem por áreas em brasa. Com as patas queimadas e morrendo de sede, esses animais sucumbem ao choque da dor. E, sem conseguir se locomover, morrem.

Um grupo de biólogos e guias turísticos locais seu uniu para tentar salvar os animais das queimadas; na foto, um quati que não conseguiu escapar das chamas (Foto: João Paulo Guimarães/Repórter Brasil)

Os voluntários também saem diariamente para deixar recipientes com água em vários pontos de rio seco e da mata. Falta água. Falta chuva. E, ficou claro para mim, falta humanidade no Pantanal.

À noite, de volta ao Sesc Pantanal, onde fiquei hospedado, escuto a conversa na mesa ao lado da minha no refeitório. Um dos militares, também alojado ali, não consegue segurar sua revolta e raiva ao comentar o ministro Salles pretendia bloquear a verba destinada para a batalha contra as queimadas na região pantaneira além da Amazônia. “Ele se precipitou, pô.”

Observar cervos pantaneiros é uma das atrações do ecoturismo local, que vem sendo ameaça pelas queimadas (Foto: João Paulo Guimarães/Repórter Brasil)

Um desgoverno que brinca com os nervos de quem vê a morte todos os dias e vai dormir sabendo que, no dia seguinte, pode ser pego na mudança de direção do fogo e morrer queimado. Foi  o caso do Wellington Fernando Peres Silva, brigadista do ICMBio que teve 80% do corpo queimado em uma ação contra os incêndios do Parque Nacional das Emas (GO).

O que Salles e o governo federal não entenderam é que igual a mim existem muitos na região. Moradores, fotógrafos e jornalistas que testemunharam tudo. Viram o que a boiada representa. Gente que sentiu o fogo de perto e respirou diariamente o ar esfumaçado e doente da Transpantaneira. Gente que rezou para ver uma onça ou jaguatirica vivas, mas que, em vez disso, tiveram de se deitar na estrada ao lado de um corpo gelado para mostrar ao mundo o que a boiada faz quando passa. Ela queima.

Para o fotógrafo, a destruição no bioma deixa claro o que a “boiada” do ministro Ricardo Salles pode representar na prática  (Foto: João Paulo Guimarães)
Voluntários se deparam como cenas como essas quando saem para colocar recipientes de água em diversos pontos do Pantanal (Foto: João Paulo Guimarães)

Repórter Brasil

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Emmy Awards 2020: Confira a lista de vencedores

Reporter Cidades

Publicado

em



A cerimônia de entrega dos prêmios do Emmy acontece neste domingo, 20. A premiação celebra as melhores séries da televisão norte-americana em diversas categorias e é um dos primeiros grandes eventos de premiação a ocorrer em plena pandemia da covid-19.

Em 2019, o Emmy inovou ao não ter um apresentador. No entanto, com as medidas de distanciamento social, a cerimônia acontece novamente com um apresentador, o comediante Jimmy Kimmel.

Algumas das séries que mais se destacam no Emmy 2020 são Watchmen, Succession, Ozark, Marvelous Mrs. Maisel, O Método Kominsky, The Mandalorian, Better Call Saul e Little Fires Everywhere.

Confira a lista de indicados ao Emmy 2020, com os vencedores em negrito:

MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA

Curb Your Enthusiasm

Disque Amiga Para Matar

The Good Place

Insecure

O Método Kominsky

The Marvelous Mrs. Maisel

Schitt’s Creek

What We Do in the Shadows

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA

Christina Applegate (Disque Amiga para Matar)

Rachel Brosnahan (Marvelous Mrs. Maisel)

Linda Cardellini (Disque Amiga para Matar)

Catherine O’Hara (Schitt’s Creek)

Issa Rae (Insecure)

Tracee Ellis Ross (Black-ish)

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA

Anthony Anderson (Black-ish)

Don Cheadle (Black Monday)

Ted Danson (The Good Place)

Michael Douglas (O Método Kominsky)

Eugene Levy (Schitt’s Creek)

Ramy Yousseff (Ramy)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA

Alex Borstein (The Marvelous Mrs. Maisel)

D’Arcy Carden (The Good Place)

Betty Gilpin (GLOW)

Marin Hinkle (The Marvelous Mrs. Maisel)

Kate McKinnon (Saturday Night Live)

Annie Murphy (Schitt’s Creek)

Yvonne Orji (Insecure)

Cecily Strong (Saturday Night Live)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA

Mahershala Ali (Ramy)

Alan Arkin (O Método Kominsky)

William Jackson Harper (The Good Place)

Andre Braugher (Brooklyn Nine-Nine)

Sterling K. Brown (The Marvelous Mrs. Maisel)

Daniel Levy (Schitt’s Creek)

Tony Shalhoub (The Marvelous Mrs. Maisel)

Kenan Thompson (Saturday Night Live)

MELHOR DIREÇÃO EM SÉRIE DE COMÉDIA

Gail Mancuso (Modern Family)

Ramy Youssef (Ramy)

Andrew Cividino e Daniel Levy (Schitt’s Creek)

Matt Shakman (The Great)

Amy Sherman-Palladino (The Marvelous Mrs. Maisel)

Daniel Palladino (The Marvelous Mrs. Maisel)

James Burrows (Will & Grace)

MELHOR ROTEIRO EM SÉRIE DE COMÉDIA

Schitt’s Creek – “Happy Ending”

Schitt’s Creek – “The Presidential Suite”

The Good Place – “Whenever You’re Ready”

The Great – “The Great”

What We Do in the Shadows – “Collaboration”

What We Do in the Shadows – “Ghosts”

What We Do in the Shadows – “On The Run”

MELHOR SÉRIE DE DRAMA

Better Call Saul

The Crown

The Handmaid’s Tale

Killing Eve

The Mandalorian

Ozark

Stranger Things

Succession

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE DRAMA

Jennifer Aniston (The Morning Show)

Olivia Colman (The Crown)

Jodie Comer (Killing Eve)

Laura Linney (Ozark)

Sandra Oh (Killing Eve)

Zendaya (Euphoria)

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE DRAMA

Jason Bateman (Ozark)

Sterling K. Brown (This is Us)

Steve Carell (The Morning Show)

Brian Cox (Succession)

Billy Porter (Pose)

Jeremy Strong (Succession)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE DRAMA

Helena Bonham Carter (The Crown)

Laura Dern (Big Little Lies)

Julia Garner (Ozark)

Thandie Newton (Westworld)

Fiona Shaw (Killing Eve)

Sarah Snook (Succession)

Meryl Streep (Big Little Lies)

Samira Wiley (The Handmaid’s Tale)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE DRAMA

Nicholas Braun (Succession)

Billy Crudup (The Morning Show)

Kieran Culkin (Succession)

Mark Duplass (The Morning Show)

Giancarlo Esposito (Better Call Saul)

Matthew Macfadyen (Succession)

Bradley Whitford (The Handmaid’s Tale)

Jeffrey Wright (Westworld)

MELHOR DIREÇÃO EM SÉRIE DE DRAMA

Lesli Linka Glatter (Homeland)

Alik Sakharov (Ozark)

Ben Semanoff (Ozark)

Andrij Parekh (Succession)

Mark Mylod (Succession)

Benjamin Caron (The Crown)

Jessica Hobbs (The Crown)

Mimi Leder (The Morning Show)

MELHOR ROTEIRO EM SÉRIE DE DRAMA

Better Call Saul – “Bad Choice Road”

Better Call Saul – “Bagman”

Ozark – “Boss Fight”

Ozark – “Fire Pink”

Ozark – “All In”

Succession – “This Is Not For Tears”

The Crown – “Aberfan”

MELHOR MINISSÉRIE

Little Fires Everywhere

Mrs. America

Inacreditável

Nada Ortodoxa

Watchmen

MELHOR FILME PARA A TV

American Son

Má Educação

Dolly Parton’s Heartstrings: These Old Bones

El Camino: A Breaking Bad Movie

Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy vs. The Reverend

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU FILME PARA A TV

Cate Blanchett (Mrs. America)

Shira Haas (Nada Ortodoxa)

Regina King (Watchmen)

Octavia Spencer (A Vida e a História de Madam C.J. Walker)

Kerry Washington (Little Fire Everywhere)

MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE OU FILME PARA A TV

Jeremy Irons (Watchmen)

Hugh Jackman (Má Educação)

Paul Mescal (Normal People)

Jeremy Pope (Hollywood)

Mark Ruffalo (I Know This Much is True)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU FILME PARA A TV

Uzo Aduba (Mrs. America)

Toni Collette (Inacreditável)

Margo Martindale (Mrs. America)

Jean Smart (Watchmen)

Holland Taylor (Hollywood)

Tracey Ullman (Mrs. America)

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM MINISSÉRIE OU FILME PARA A TV

Yahya Abdul-Mateen II (Watchmen)

Jovan Adepo (Watchmen)

Tituss Burgess (Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy vs. The Reverend)

Louis Gossett Jr (Watchmen)

Dylan McDermott (Hollywood)

Jim Parsons (Hollywood)

MELHOR DIREÇÃO EM MINISSÉRIE OU FILME PARA A TV

Lynn Shelton (Little Fires Everywhere)

Lenny Abrahamson (Normal People)

Maria Schrader (Nada Ortodoxa)

Nicole Kassell (Watchmen)

Steph Green (Watchmen)

Stephen Williams (Watchmen)

MELHOR ROTEIRO EM MINISSÉRIE OU FILME PARA A TV

Mrs. America – “Shirley”

Normal People – “Episode 3”

Inacreditável – “Episode 1”

Nada Ortodoxa – “Part 1”

Watchmen – “This Extraordinary Being”

MELHOR ANIMAÇÃO

Big Mouth

Bob’s Burgers

BoJack Horseman

Rick And Morty

The Simpsons

MELHOR TALK SHOW DE VARIEDADES

The Daily Show with Trevor Noah

Full Frontal With Samantha Bee

Jimmy Kimmel Live

Last Week Tonight with John Oliver

The Late Show With Stephen Colbert

MELHOR PROGRAMA DE COMPETIÇÃO

The Masked Singer

Nailed It!

RuPaul’s Drag Race

Top Chef

The Voice

CATEGORIAS TÉCNICAS

Melhor Elenco de Minissérie ou Filme para a TV: Watchmen

Melhor Ator Convidado em Série de Comédia: Eddie Murphy – SNL

Melhor Apresentação de Reality ou Programa de Competição – RuPaul – RuPaul’s Drag Race

Melhor Edição de Som em Minissérie ou Filme para TV: Watchmen

Melhor Maquiagem Contemporânea – Euphoria

Melhor Figurino Contemporâneo – Schitt’s Creek

Melhor Cabelo de Época: Hollywood

Melhor Trilha Sonora Original: The Mandalorian

Melhor Design de Abertura: Godfather of Harlem

Melhor Atriz Convidada em Série de Comédia: Maya Rudolph – SNL

Melhor Fotografia em Sitcom (uma hora): The Marvelous Mrs. Maisel

Melhor Edição de Sitcom de Comédia: Insecure

Melhor Ator Convidado em Série de Drama: Ron Cephas Jones – This is Us

Melhor Design de Produção em Série de Época ou Fantasia (uma hora): The Crown

Melhor Mixagem de Som em Série de Comédia ou Drama (uma hora): The Marvelous Mrs. Maisel

Melhor Coordenação de Dublês em Série de Drama, Minissérie ou Filme para TV: The Mandalorian

Melhor Interação em Série Linear: Mr. Robot – “Season_4.0 ARG”

Melhor Atriz Convidada em Série de Drama: Cherry Jones – Succession

Melhor Série Documental: Arremesso Final

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

Agentes interceptam envelope com veneno enviado à Casa Branca

Reporter Global

Publicado

em



Agentes federais interceptaram um envelope endereçado à Casa Branca contendo o veneno ricina. A carta foi identificada por um equipamento do governo que escaneia as correspondências direcionadas à Casa Branca e ao presidente Donald Trump. As informações foram fornecidas, neste sábado, 19, por um agente federal que afirma não poder comentar investigações em andamento

Investigadores estão trabalhando para identificar a procedência do envelope e para quem ele foi enviado. O FBI, junto com o Serviço Secreto Americano e o Serviço de Inspeção Postal dos EUA, lideram as investigações. Testes preliminares apontaram a presença do veneno ricina, presente em sementes de mamona.

Em comunicado, o FBI informou que agentes estão investigando uma “correspondência suspeita recebida em uma instalação postal do governo dos EUA”. O pronunciamento diz ainda que “não foi identificada nenhuma ameaça à segurança pública”.

Fonte: Associated Press

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Mundo

Governo federal regulamenta turismo de trilhas no Brasil

A RedeTrilhas conecta pontos do patrimônio cultural e natural

Reporter Cidades

Publicado

em



O governo federal definiu os critérios para a adesão de novos trajetos nacionais e regionais à Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade (RedeTrilhas). A portaria conjunta dos ministérios do Turismo e do Meio Ambiente (MMA) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) foi publicada nesta semana no Diário Oficial da União.

A RedeTrilhas conecta pontos de interesse do patrimônio cultural e natural brasileiro, estruturando e promovendo o ecoturismo no país. As trilhas de longo curso também funcionam como ferramentas de conservação, interligando biomas e impedindo a fragmentação das unidades preservadas.

As propostas de adesão deverão ser apresentadas à Secretaria de Ecoturismo do ministério por entidades e órgãos públicos, organizações da sociedade civil ou entes privados. Novas trilhas e trechos adicionais deverão seguir padrões de mapeamento, identificação visual, acesso a serviços, indicação de pontos de apoio, pernoite e de interesse turístico, a fim de proporcionar mais segurança aos visitantes.

As informações detalhadas dos percursos estão disponíveis no site da RedeTrilhas, que já conta com 74 trilhas em 3,5 mil quilômetros sinalizados. O projeto de estruturação da iniciativa se baseia em experiências internacionais, como o Caminho de Santigo, no nordeste da Espanha.

A rede reúne grandes trilhas nacionais e regionais, uma acabando onde começa a outra, podendo ser percorridas em variados espaços de tempo e atendendo a diferentes perfis de visitantes. Nesse contexto, cada Trilha de Longo Curso Nacional é o resultado da adição de uma série de trilhas regionais.

O Caminho dos Goyazes, em Goiás, por exemplo, é composto pela soma de três trilhas regionais, cujo primeiro trecho, o Caminho de Cora Coralina, com 302 km entre Goiás Velho e Corumbá de Goiás já foi totalmente implementado e já começa a gerar emprego e renda, com hospedagem, transporte e alimentação. O Caminho do Planalto Central e o Caminho dos Veadeiros.

 

ebc

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

ENQUETE

O que você achou do site novo do Portal Plural?

Trending

© 2020 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×