Mundo perdeu 255 milhões de empregos na pandemia – Portal Plural
Connect with us

Destaque

Mundo perdeu 255 milhões de empregos na pandemia

Publicado

em

Marcelo Camargo/Agencia Brasil


 

 

OIT diz que perdas equivalem a 4,4% do PIB global

 

 

Um relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) mostrou que a pandemia de covid-19 causou a perda de 8,8% das horas de trabalho em todo o mundo, o equivalente a 255 milhões de empregos em tempo integral. O cálculo da OIT foi feito em horas de trabalho perdidas, considerando as jornadas de trabalho reduzidas e também aquelas pessoas que perderam o emprego. A comparação foi com o último trimestre de 2019.

A OIT estima que a renda caiu em US$7 trilhões em todo o mundo, o equivalente a 8,3% da renda global do trabalho, ou 4,4 % do Produto Interno Bruto (PIB) global. As mulheres foram mais afetadas que os homens na pandemia. Para elas, a perda de emprego ficou em 5% e, para eles, em 3,9%.

Entre os jovens, também houve forte impacto, ou por saírem do mercado de trabalho, ou por adiarem sua entrada nele. A perda de emprego entre os jovens (15-24 anos) foi de 8,7% e de 3,7 % na população adulta.

De acordo com o relatório, 71% das perdas de emprego ocorreram por causa da inatividade, e não pela falta de vagas. Ou seja, 81 milhões de pessoas deixaram o mercado por não conseguirem trabalhar, seja por restrições impostas durante a pandemia, seja por terem parado de procurar uma ocupação. No total, 114 milhões de pessoas foram afetadas.

 

 

Setores

Os setores mais afetados foram os de hospedagem e alimentação. Nas duas áreas, houve redução de mais de 20% do emprego. Os setores do varejo e da indústria aparecem em seguida.

Por outro lado, houve aumento de emprego nos setores de informação e comunicação e finanças e seguros nos segundo e terceiro trimestres de 2020.

 

 

Recuperação

As últimas projeções da OIT mostram que “a maioria dos países experimentará uma recuperação relativamente forte no segundo semestre do ano”, considerando o início da vacinação em vários países. A entidade apresentou três cenários, um pessimista, um otimista e um de referência.

No cenário pessimista, de vacinação lenta, a jornada de trabalho diminuiria 4,6%, enquanto no cenário otimista, a queda seria de 1,3 %. No cenário de referência (que se baseia nas previsões do Fundo Monetário Internacional de outubro de 2020), projeta-se perda de 3% das horas de trabalho globalmente em 2021 (em comparação com o quarto trimestre de 2019), o que equivale a 90 milhões de empregos em tempo integral.

Tudo dependerá de a pandemia estar sob controle e de haver uma renovada confiança entre consumidores e empresas, alerta a Organização Internacional do Trabalho.

A OIT faz recomendações para a recuperação do emprego, entre as quais destacam-se a manutenção de “políticas macroeconômicas flexíveis” em 2021 e em anos subsequentes, com incentivos fiscais e a adoção de medidas que estimulem a renda e o investimento; e a adoção de medidas específicas de apoio aos setores mais afetados e promoção do emprego nos setores em que os avanços são mais rápidos.

 

 

FONTE: Agencia Brasil

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Voos em Santa Rosa iniciam na próxima semana

Publicado

em



O Rio Grande do Sul ficará ainda mais conectado a partir da próxima segunda-feira (2/8). Quatro meses após o anúncio do governador Eduardo Leite de que a Azul ampliaria seus voos, a empresa iniciará a operação de oito novos destinos no interior do Estado.

Às 9h, decolará do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, o primeiro voo com destino a Bagé. Antes disso, o governador, secretários, deputados e representantes da companhia área e da concessionária Fraport participam da solenidade que inaugura as rotas regionais.

Ao longo da semana, a Azul inicia suas operações nas cidades de Alegrete, Erechim, Santa Cruz do Sul, Santa Rosa, São Borja e Vacaria, com ligações diretas até a capital. Além das novas bases, Canela, na Serra, também volta a receber aeronaves da companhia.

Durante a cerimônia, prevista para começar às 7h30 de segunda-feira, a Azul oficializará cinco novos mercados partindo da capital gaúcha, que devem entrar em operação a partir de outubro: Maringá e Londrina, no interior do Paraná, Uberlândia, no Triângulo Mineiro, além de São José do Rio Preto e Ribeirão Preto, no interior paulista.

SERVIÇO

O quê: ato de início de novos voos regionais
Quando: segunda-feira (2/8), às 7h30
Onde: aeroporto Salgado Filho (avenida Severo Dullius, 1.244)

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Vacinação avança para 35 anos em Santa Rosa

Publicado

em



Santa Rosa recebeu 872 novas doses para D1 (Dose Um) e 820 doses de D2 (Dose Dois). A partir de segunda-feira (02), será ampliada a vacinação. Serão vacinadas pessoas a partir de 35 anos.

Também será aplicada a vacina no grupo das gestantes e puérperas, inclusive, gestantes adolescentes de 12 a 17 anos, essas, com o imunizante da Pfizer, o único autorizado no Brasil para pessoas abaixo dos 18 anos. As gestantes que fizeram D1 (Dose Um) com o imunizante da AstraZeneca e ainda não deram à luz aos seus bebês, podem completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer. A aplicação das doses será feita em todas as Unidades Básicas de Saúde até terminarem os estoques. O atendimento será mediante agendamento prévio por telefone ou presencial. É preciso levar documento com foto, CPF, cartão SUS e caderneta de vacinação.

Santa Rosa já aplicou até o momento, 61.739 doses. Do total, 40.456 foram de D1 (Dose Um), essa quantidade corresponde a 55% da população vacinada, 19.019 de D2 (Dose Dois) e 2.264 de D.U (Dose única), sendo assim temos 21.283 pessoas com a imunização completa, 29% dos santa-rosenses. Também estão sendo aplicadas de forma antecipada a segunda dose da vacina AstraZeneca. Quem já recebeu a primeira dose da vacina há no mínimo dez semanas, ou seja, 70 dias da aplicação, já pode buscar uma das 18 unidades de saúde para completar o seu esquema vacinal.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Destaque

Dep. Bibo Nunes reforça apoio à ponte em Porto Mauá

Publicado

em



A ACISAP recebeu na última quarta-feira o Deputado Federal Bibo Nunes (PSL), para discutir e buscar soluções em relação à importância da ponte em Porto Mauá para o desenvolvimento da região, especialmente no que tange ao escoamento da produção local. Em reunião com o deputado estiveram a Presidente da ACISAP, Lídia Linck Lagemann, o Vice-Presidente de Comércio da ACISAP, Cássio Feltes, o Presidente da Fundação Pró Construção da Ponte Internacional Alba Posse – Porto Mauá, Artur Lorentz e o representante local do Dep. Bibo Nunes, Jeremias Barbosa. Atualmente, a Fundação Pró Construção da Ponte Internacional está em busca de recursos para contratar o projeto oficial, com chancela do DNIT.

[mailpoet_form id="1"]
Continue Lendo

Trending

PLURAL AGÊNCIA DE PUBLICIDADE LTDA
ME 33.399.955/0001-12

© 2021 PORTALPLURAL.COM.BR Todos os direitos reservados.


×

Powered by WhatsApp Chat

×